quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

ORAÇÕES PELOS ORDENANDOS



   Divino Jesus, Senhor Nosso,Chefe e Esposo da Santa Igreja Católica, não dexeis entrar em Vosso Santuário senão os que Vós chamastes e que hão de glorificar Vosso Nome.Mandai à Vossa vinha obreiros valiosos, revestidos de ciência e virtude, de prudência e zelo, que unam à humana atividade o espírito de Deus, que se apresentem possuídos de temor e respeitro,fiéis ministros dos Vossos mistérios, prontos a todos os sacrifícios por amor de Vós e do próximo;dai-lhes coração puro,palavra eficaz,que Vos representem, irrepreensíveis à Vossa vista e de todo o povo cristão.

  Quarta-feira das temporas do Advento faz jejum para ter bons sacerdotes e boas colheitas.
   E antigamente no sábado seguinte sempre havia ordenações e  e alguns lugares guarda-se este constume das ordenações no sábado seguinte.

  Para quem pode,jejum é apenas um refeição grande no dia ou almoço ou jantar.
  No café da manhã um pão com água.
  Sem o lanche da tarde.
   

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Dogmas da Sacramento da Eucaristia

    A EUCARISTIA É VERDADEIRO SACRAMENTO INSTITUÍDO POR CRISTO
 

   O Concílio de Trento(1545-1563), sob Paulo III (1534-1549), declara:
·        "Se alguém disser que os Sacramentos da nova Lei não foram instituídos todos por Jesus Cristo, e que são sete: Batismo, Eucaristia... e que algum destes não é verdadeiro e propriamente Sacramento, seja excomungado."

Sagradas Escrituras:
·        Nosso Senhror Jesus Cristo instituiu a Eucaristia se vê em suas palavras: "Fazei isto em memória de Mim..." (Lc 22,19). Nelas se cumprem todas as notas essenciais da definição do Sacramento:
·        A matéria: o pão e vinho.
·        A forma: as palavras da consagração.
·        A graça interna: indicada e produzida pelo signo é a união com Cristo e a vida eterna:
1.     "Quem come Minha Carne e bebe Meu Sangue permanece em Mim e Eu nele" (Jo 6,56).
2.     "Aquele que come Minha Carne e bebe Meu Sangue tem a vida eterna." (Jo 6,54).
 
CRISTO ESTÁ PRESENTE NO SACRAMENTO DO ALTAR PELA TRANSUBSTANCIAÇÃO DE TODA A SUBSTÂNCIA DO PÃO EM SEU CORPO E TODA SUBSTÂNCIA DO VINHO EM SEU SANGUE
 
O Concílio de Trento (1545-1563), sob Júlio III (1550-1555), declara:
·        "Se alguém disser que no sacrossanto Sacramento da Eucaristia permanece as substâncias do pão e do vinho, juntamente com o Corpo e o Sangue de nosso Senhor Jesus Cristo, e negar aquela maravilhosa e singular conversão de toda a substância do pão e do vinho em Corpo e Sangue, permanecendo apenas as espécies de pão e vinho, conversão essa que a Igreja muito corretamente chama 'Transubstanciação', seja excomungado." (Dz. 884-877).

   "Transubstanciação" é uma conversão no sentido passivo; é o trânsito de uma coisa a outra. Cessam as substâncias de Pão e Vinho, pois sucedem em seus lugares o Corpo e o Sangue de Cristo. A Transubstanciação é uma conversão milagrosa e singular diferente das conversões naturais, porque não apenas a matéria como também a forma do pão e do vinho são convertidas; apenas os acidentes permanecem sem mudar: continuamos vendo o pão e o vinho, mas substancialmente já não o são, porque neles está realmente o Corpo, o Sangue, Alma e Divindade de Cristo.
Sagradas Escrituras:
·        Mc 14,22: "Tomai, este é Meu Corpo...".

   Os Dogmas nos levam a ter zelo em receber Nosso Senhor na  Hóstia Consagrada, dignamente BEM VESTIDOS, DE JOELHOS E NA BOCA (com atos externos e internos) pois estamos diante de Deus que mereçe toda a honra e toda a glória, não recebe-Lo na mão como se fosse um simples pedaço de pão.