terça-feira, 30 de junho de 2015

Comentários Eleison: Falsos Argumentos

Comentários Eleison - por Dom Williamson
CDXV (415) -27 de junho de 2015): 

FALSOS ARGUMENTOS


Menzingen deveria pedir a Roma que o reconhecimento lhe seja concedido?
Não! Como podem apóstatas conceder tal pedido?

            No último número da publicação interna da Fraternidade Sacerdotal São Pio X (principalmente para sacerdotes da Fraternidade), “Cor Unum”, o Superior Geral publica argumentos para defender e justificar a sua busca incessante pela incorporação da FSSPX na Igreja convencional. Ele alega que a Fraternidade está certa em dialogar com os oficiais romanos de hoje, e apresenta basicamente dois argumentos. Eles precisam ser examinados para que não continuem a causar confusão.

            O primeiro dos dois argumentos é o seguinte: a Igreja Católica, como Esposa Imaculada de Cristo, é muito mais que apenas seus oficiais corruptos, porque é um todo do qual esses oficiais são apenas uma parte. Mas a católica Fraternidade São Pio X deve permanecer em contato com a Igreja Católica. Por isso deve manter contato com os oficiais corruptos, e continuar a negociar com eles.

            O argumento é fácil de refutar, logo que alguém o traga à luz da Fé. De fato, os católicos devem obter da Esposa Imaculada de Cristo tudo o que precisam para chegar ao Céu, mas nunca poderão ter sua vida espiritual na corrupção dos oficiais corruptos da Igreja. E se esses oficiais são tão corruptos na Fé que o contato com eles põe inequivocamente em perigo essa fé dos católicos que é a própria base da vida espiritual dos católicos, então os católicos devem inequivocamente evitar tais oficiais. Ora, o neomodernismo dos oficiais romanos de hoje é altamente corrupto e corruptor, e ainda mais objetivamente perigoso por ser mais ou menos, da parte deles, subjetivamente inocente. Portanto, os católicos que desejam manter a fé devem permanecer bem afastados desses romanos. “Cor Unum” argumenta como se os neomodernistas não apresentassem perigo para a Fé!

            Dom Lefebvre obteve a reta conclusão. Quando na primavera de 1988, após ele fazer tudo que podia ter feito (e mesmo, pode-se dizer, mais do que deveria ter feito) para conseguir que os oficiais romanos cumprissem com o seu dever de cuidar da Tradição Católica – e mesmo depois de dez anos de esforços do arcebispo eles ainda se recusavam, mostrando que, longe de querer cuidar da Tradição, pretendiam simplesmente absorvê-la dentro de sua Neoigreja –, o arcebispo concluiu que eles estavam tão corrompidos na Fé que ele não deveria mais ter nada com eles até que voltassem a professar a Fé dos grandes documentos papais antiliberais, tais como o Syllabus, a Pascendi, e a Quas Primas.
           
            Pois, de fato, a Fé não existe para os oficiais nomeados pela Igreja, mas eles existem para a Fé. Assim, se seus frutos demonstram para além de qualquer dúvida que eles estão destruindo a Fé, então, para defender a Fé, não apenas não deveria a Fraternidade estar falando com os oficiais conciliares, mas deveria sim, enquanto observa com toda caridade e respeito, estar fugindo deles como de praga, por medo de ser infectada pelos perigosos erros conciliares infecciosos; a menos e até que, exatamente como disse Dom Lefebvre, eles mostrem que estão deixando seu conciliarismo e retornando à verdadeira doutrina.

            O segundo argumento é que os bispos concedidos por Roma para visitar os seminários da Fraternidade (incluindo Écône) é prova da “benevolência” de Roma para com a Fraternidade, porque Roma “não sabe mais como lidar com a Fraternidade”. E mais uma vez uma andorinha aqui e outra ali são tomadas como significado do verão da conversão de Roma. A ingenuidade é de tirar o fôlego. Roma sabe exatamente como lidar com a Fraternidade: enviar bispos conciliares para dentro dos seminários da Fraternidade para mostrar a seus futuros sacerdotes quão bons são os homens da Igreja conciliar. Assim, eventualmente a Fraternidade fluirá para dentro da Neoigreja.

            A FSSPX não tem de pedir o que quer que seja a esses oficiais romanos, que talvez tenham autoridade, mas são certamente apóstatas. E se ela faz com que eles pensem que, objetivamente e coletivamente, são algo mais do que apóstatas, será como eles, uma mentirosa (cf Jo 8, 55).

Kyrie eleison.
 
Reze todos os dias o Santo Rosário.

sábado, 27 de junho de 2015

Livro Como te tornarás Feliz?

Conselhos para Donzelas
 Nesta Sábado de Nossa Senhora Lançamento:

32 paginas.No do começo livrinho conta historia de 
Santa Inês Virgem e Mártir da pureza. 
Depois orientação como manter alma casta.
Seja um apóstolo da formação Moral 
Compre e Divulgue
Este livrinho de bolso, auxilia na formação Moral,
hoje em dia com a moral 
caída temos que contra atacar.
O livrinho custa  2,00 (um)
Acima 10 em diante fica 1,60 cada. 

Nossa Senhora no Sábado.

http://la.mesange.chez-alice.fr/Images/imagecourc%E9leste.jpg 

Epístola extraída do

Eclesiástico 24, 14-16
14 Desde o início, antes de todos os séculos, ele me criou, e não deixarei de existir até o fim dos séculos; e exerci as minhas funções diante dele na casa santa. 15 Assim fui firmada em Sião; repousei na cidade santa, e em Jerusalém está a sede do meu poder. 16 Lancei raízes no meio de um povo glorioso, cuja herança está na partilha de meu Deus; e fixei minha morada na assembléia dos santos. 

Sequência do Santo Evangelho 

São Lucas 11, 27-28 
27 Enquanto ele assim falava, uma mulher levantou a voz do meio do povo e lhe disse: Bem-aventurado o ventre que te trouxe, e os peitos que te amamentaram! 28 Mas Jesus replicou: Antes bem-aventurados aqueles que ouvem a palavra de Deus e a observam!

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Dia 26 de junho São João e São Paulo, Mártires.

26/06 Sexta-feira   
Festa de Terceira Classe
Paramentos Vermelhos.
http://1.bp.blogspot.com/-m3QOY5cvPQ0/TgdKLOAraoI/AAAAAAAACa0/kCqHjH0zwEI/s1600/SDJ26JUIN.jpg
 São João e São Paulo eram irmãos e servos de Constantina, filha do imperador Constantino, que, como o pai, era cristã.  Quando o imperador Juliano assumiu o poder, ele, que não era cristão, deu início a uma perseguição violenta aos seguidores de Jesus. Estes dois santos eram irmãos e eram oficiais do exército romano, nos dias de Constantino, o Grande. Eles servido na casa de Constança, filha de Constantino, que foi consagrada a Deus, suas virtudes e serviços para seu pai tornava muito caro para ela. Eles logo glorificar a Deus com uma grande vitória moral, após desprezar as honras do mundo, que triunfou com o seu martírio sobre suas ameaças e tormentos. Com a ajuda da liberalidade da princesa cristã, eles estavam praticando muitas obras de caridade e de misericórdia, até que as mortes de ambos Constantino e Constance. Então, na adesão de Juliano o Apóstata, ao trono imperial, que renunciou a sua posição no palácio. Julian tinha voltado para o culto dos ídolos e estava tentando restabelecê-lo no império. O irmão Christian viu muitos homens maus prosperam em sua impiedade, mas não foram ofuscados pelo seu exemplo. Eles consideraram que a prosperidade mundana acompanhada pela impunidade no pecado é a mais terrível de todos os julgamentos, o que indica reprovação. E a história revela como falsa e de curta duração foi a prosperidade brilhante de Julian.Enquanto ainda estava no poder o apóstata tentou reconquistar esses oficiais influentes em serviço ativo. Quando ele foi recusado, ele deu-lhes dez dias para reconsiderar. O oficial Terentianus, que no final da época trouxe à sua casa um pequeno ídolo de Júpiter para sua adoração, encontrou-os em oração. No meio da noite eles foram decapitados secretamente em seu próprio jardim, desde o imperador temia a sua execução possa causar uma rebelião em Roma. Ele instigou um boato de que tinham sido exilados, mas os demônios se apoderou de pessoas possuídas em Roma, e publicou o fato de seu martírio em todos os lugares. O filho do oficial que havia matado-los tornou-se também possuía, e foi só depois que seu pai, Terentianus, orou diante do túmulo dos mártires que a criança foi libertada. Aquilo impressionou tanto que ele se tornou um cristão, com toda a sua família, e escreveu a história que relataram. Os mártires, pela sua renúncia de favores ea sua resistência heróica, adquiriu um peso imenso de glória imperecível, e foram um espetáculo digno de Deus. Sua casa se tornou uma magnífica basílica cristã já no final do século IV.

Leitura da Epístola dos

 Eclesiástico 44,10-15                
10.Os primeiros, porém, foram homens de misericórdia; nunca foram esquecidas as obras de sua caridade.11.Na sua posteridade permanecem os seus bens.12.Os filhos de seus filhos são uma santa linhagem, e seus descendentes mantêm-se fiéis às alianças.13.Por causa deles seus filhos permanecem para sempre, e sua posteridade, assim como sua glória, não terá fim.14.Seus corpos foram sepultados em paz, seu nome vive de século em século.15.Proclamem os povos sua sabedoria, e cante a assembléia os seus louvores!

Sequência do Santo Evangelho 


São Lucas 12, 1-8
1.Enquanto isso, os homens se tinham reunido aos milhares em torno de Jesus, de modo que se atropelavam uns aos outros. Jesus começou a dizer a seus discípulos: Guardai-vos do fermento dos fariseus, que é a hipocrisia.2.Porque não há nada oculto que não venha a descobrir-se, e nada há escondido que não venha a ser conhecido.3.Pois o que dissestes às escuras será dito à luz; e o que falastes ao ouvido, nos quartos, será publicado de cima dos telhados.4.Digo-vos a vós, meus amigos: não tenhais medo daqueles que matam o corpo e depois disto nada mais podem fazer.5.Mostrar-vos-ei a quem deveis temer: temei àquele que, depois de matar, tem poder de lançar no inferno; sim, eu vo-lo digo: temei a este.6.Não se vendem cinco pardais por dois asses? E, entretanto, nem um só deles passa despercebido diante de Deus.7.Até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais, pois. Mais valor tendes vós do que numerosos pardais.8.Digo-vos: todo o que me reconhecer diante dos homens, também o Filho do Homem o reconhecerá diante dos anjos de Deus;
Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Ecumenismo o Deus é o mesmo?

Para as virgens Loucas é o mesmo.

 http://4.bp.blogspot.com/-8D8Ms7TGlQw/T2X7KSExsoI/AAAAAAAAAQs/HWgv2Nfd-MU/s1600/comentario_escritura_221_002.jpg

 Os modernista são como as virgens loucas do evangelho pois para eles Deus é mesmo e ecumênico, não como a Santa Igreja ensina mais para eles Deus é o mesmo para todas as "religiões".

Suas lâmpadas estão sempre vazias da verdade.
Os líderes religiosos das seitas dos fariseus e dos saduceus se opuseram fortemente a Nosso Senhor Jesus — até mesmo buscando matá-lo. Como ele reagiu?Nosso Senhor Jesus instruiu seus discípulos: “Deixai-os. Guias cegos é o que eles são.” (Mateus 15:14)Nosso Senhor Jesus se recusou a participar de qualquer tipo de ecumenismo com aqueles lideres.

Sempre Nosso Senhor Jesus afirmou ser Deus e nunca falou que não era.

 http://s2.glbimg.com/LVFlIQlueln8HeH1fI5bZ1hNHcc=/e.glbimg.com/og/ed/f/original/2014/12/19/la20.jpg

Os Judeus,Muçulmanos,Budistas e demais seitas não reconhece um Deus em três Pessoas e Nosso Senhor para eles não e Deus.Como afirmar que o Deus e o mesmo.Isto chama hipocrisia dos modernistas.

Quando afirmo que Deus e o mesmo e esta em todas as religiões chamo a verdade de relativa como os defensores do ecumenismo geralmente acreditam que a verdade não pode estar em uma só religião. Eles talvez digam que a tendência das religiões de excluir outras é o que causa os problemas que vemos hoje.

 Isto não e verdade pois a paz real e a felicidade vem da verdade.E nossa felicidade é Deus em nossa alma e o único Deus verdadeiro que ensina Santa Igreja no seu Catecismo da Doutrina Cristã dito por São Pio X é:

19.   Existe um único Deus?
Existe um único Deus, mas em três Pessoas iguais e distintas, que são a Santíssima Trindade.

20.  Como se chamam as três Pessoas da Santíssima Trindade?
As três Pessoas da Santíssima Trindade chamam-se Pai, Filho e Espírito Santo.

21.   Das três Pessoas da Santíssima Trindade, alguma se encarnou e se fez homem?
Das três Pessoas da Santíssima Trindade, encarnou-se e fez-se homem a Segunda, isto é, o Filho.

22.       Como se chama o Filho de Deus feito homem?
O Filho de Deus feito homem chama-se Jesus Cristo.

23.   Quem é Jesus Cristo?
Jesus Cristo é a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade, isto é, o Filho de Deus feito homem.

24.    Jesus Cristo é Deus e homem?
Sim, Jesus Cristo é verdadeiro Deus e verdadeiro homem.

25.     Por que o Filho de Deus fez-se homem?
O Filho de Deus fez-se homem para salvar-nos, isto é, redimir-nos do pecado e readquirir-nos o Paraíso.

26.    O que Jesus Cristo fez para salvar-nos?
Jesus Cristo para salvar-nos satisfez pelos nossos pecados padecendo, sacrificando-Se a Si mesmo sobre a Cruz, e nos ensinou a viver em conformidade com Deus.

27.     Para vivermos em conformidade com Deus, o que devemos fazer?
Para vivermos em conformidade com Deus, devemos CRER NAS VERDADES REVELADAS por Ele e OBSERVAR SEUS MANDAMENTOS, com o auxílio de Sua GRAÇA, que se obtém mediante OS SACRAMENTOS e A ORAÇÃO.

OREMOS
Sem Vós, Senhor, nós nem podemos existir: concedei-nos, pois, a graça de pensar e agir sempre em conformidade com Vossa verdade, e fazei que vivamos conforme a vossa vontade.* Rogamos-Vos por Vosso Filho Jesus Cristo, Nosso Senhor. Amém. 

 Reze todos os dias o Santo Rosário.

Comentários Eleison: Fátima Invertida?

Comentários Eleison - por Dom Williamson
CDXIV (414) - (20 de junho de 2015): 
FÁTIMA INVERTIDA?


Já não tem a Consagração da Rússia validade?
Ela é indispensável, ainda que seja tarde.

            Quando Nossa Senhora apareceu para a Irmã Lúcia em Tuy, na Espanha, no dia 13 de junho de 1929, para pedir pela Consagração da Rússia ao seu Imaculado Coração, isto fazia perfeitamente sentido, porque desde que a Revolução Russa estourou em outubro de 1917, a Rússia vinha perseguindo a Igreja e agindo como o principal instrumento do Comunismo para espalhar seus erros mortais pelo mundo. Contudo, a Rússia está agora a desempenhar um papel diferente no cenário dos assuntos internacionais, que faz com que muitos católicos estejam a se perguntar se aquela Consagração ainda é necessária. Será que ela não foi superada pelos acontecimentos?
           
            É verdade que com a queda do Muro de Berlin em 1989, o povo russo começou a repudiar o Comunismo ateu sob o qual ele tanto sofreu durante setenta anos, e desde então não parou de evoluir em direção a Deus ao invés de afastar-se Dele. Tem liderado esta evolução o Primeiro Ministro ou Presidente da Rússia desde 1999, Vladimir Putin (nascido em 1952), que com seu exemplo pessoal e com sua liderança pública tem feito tudo o que pode para promover o verdadeiro ressurgimento da religião cristã ortodoxa dentro da Rússia. Alguns observadores ainda duvidam da sinceridade de Putin, mas os frutos estão aí: milhares de igrejas e catedrais reconstruídas por toda a Rússia, e a moralidade defendida; enquanto que, fora da Rússia, ele já retardou mais de uma vez a deflagração da Terceira Guerra Mundial ao enganar os delinquentes políticos ocidentais, fantoches da ímpia Nova Ordem Mundial que se esforçam para que ela triunfe.

            Pode-se então dizer que a Rússia hoje não precisa mais ser convertida? Não, porque o Cristianismo Ortodoxo ainda não é Catolicismo, e porque o Comunismo tem, pelo que se diz, deixado sua marca na moral do povo russo, por exemplo, na ainda difundida prática do aborto. Mas o que se pode seguramente dizer é que pelo atual ressurgimento religioso na Rússia, testemunhado há muitos anos pelos visitantes ocidentais, Nossa Senhora está preparando a completa conversão daquela nação, e ainda que essa completa conversão possa não ser mais necessária para pôr um fim ao comunismo russo, no século XXI ela se faz ainda mais necessária para vencer o Globalismo mundial. Vamos especular sobre como isto poderia acontecer.

             Para quebrar o cerco agressivo estruturado por bases militares de uma tal potência ocidental que se permitiu ser instrumentalizada pelos maus Mestres do Globalismo, a Rússia, o aparente mas não o verdadeiro agressor (os dois não são sempre o mesmo), invade e conquista a Europa completamente corrompida pelo materialismo ateísta. Sob a pressão da guerra e da ocupação, o Papa finalmente realiza a Consagração da Rússia, conforme pedido por Nossa Senhora em Fátima, e dá-se início à completa conversão miraculosa, mas não para a pútrida religião da Roma conciliar, e sim para um Catolicismo totalmente novo (e totalmente velho) (Mt 13, 52), no qual toda a Verdade da Roma Eterna e do outrora fiel Ocidente é revitalizada pelo frescor religioso dos russos pós-comunistas, que se valem de tudo o que há de mais verdadeiro e de melhor em suas próprias tradições orientais.

            Está-se a priorizar o desejo em detrimento da realidade? Os detalhes aqui costurados a partir das profecias, e mesmo as linhas gerais da especulação podem estar errados, mas de qualquer forma, algum milagre será feito por Nossa Senhora para limpar o Oriente de seus erros e o Ocidente de sua corrupção, de modo que a Igreja possa novamente respirar com ambos os pulmões, e para que assim sobrevenha o “período de paz para o mundo” que ela prometeu em Fátima. Em todo caso, os crentes clamarão com São Paulo: “Ó profundidade das riquezas da sabedoria e da ciência de Deus; quão incompreensíveis são os seus juízos e imperscrutáveis os seus caminhos!” (Rm 11, 33). Se nós estamos entre os sobreviventes, devemos nos maravilhar com as obras de Deus e de sua Mãe Santíssima.


Kyrie eleison.