sábado, 8 de outubro de 2016

08 de outubro dia de Santa Brígida, Viuva

08/10 Sábado
Festa de Terceira Classe
Paramentos Brancos

  Viúva, religiosa da Terceira Ordem (1302-1373). Fundadora da Ordem das Irmãs de São Salvador. Canonizada por Bonifácio IX em 7 de outubro de 1392. Palavras da Rainha do Céu à sua querida filha, ensinando-lhe que deve amar e louvar seu Filho junto de sua Mãe.   
Livro 1 - Capítulo 9
Sou a Rainha do Céu. Ama meu Filho, porque ele é o honestíssimo e quando tens a Ele, tens tudo o que é honesto. Ele é o mais desejável e quando tens a Ele tens tudo o que é desejável. Ama-o também porque Ele é virtuosíssimo e quando o tens, tens todas as virtudes. Vou te contar como foi maravilhoso seu amor pelo meu corpo e minha alma e quanta honra deu ao meu nome. Ele, meu Filho, me amou antes que eu o amasse, pois é meu Criador. Ele uniu meu pai e a minha mãe em um matrimonio tão casto que não se pode encontrar nenhum casal mais casto.
Nunca desejaram unir-se exceto de acordo com a Lei, só para terem descendência. Quando o anjo lhes anunciou que teriam uma Virgem pela qual chegaria a salvação do mundo, antes desejariam morrer do que unir-se em um amor carnal, pois a luxuria estava extinta neles. Asseguro-te que, pela caridade divina e devido à mensagem do anjo, eles se uniram na carne, não por concupiscência, mas contra sua vontade e por amor a Deus. Dessa forma, minha carne foi gerada de suas sementes e através do amor divino.
Quando meu corpo se formou, Deus enviou nele a alma criada a partir da sua divindade. A alma foi imediatamente santificada junto com o corpo e os anjos a vigiavam e custodiavam dia e noite. É impossível expressar-te que grandíssimo gozo sentiu minha mãe quando minha alma santificada se uniu ao meu corpo. Depois, quando o curso da minha vida se cumpriu, meu Filho primeiro elevou minha alma, por ter sido a dona do corpo, a um lugar mais eminente que os demais, perto da glória de sua divindade, e depois meu corpo, da forma que nenhum outro corpo de criatura esteja tão perto de Deus como o meu.
Veja quanto meu Filho amou a minha alma e meu corpo! Existem pessoas, entretanto, que maliciosamente negam que eu tenha sido assunta em corpo e alma, e existem outras que simplesmente não tem maior conhecimento. Mas a verdade disso é certa: Fui elevada até a Gloria de Deus em corpo e alma! Escuta agora o muito que meu Filho honrou meu nome! Meu nome é Maria, como diz o evangelho.
Quando os anjos olham esse nome, se regozijam em sua consciência e dão graças a Deus pela grandíssima graça que operou em mim e comigo, porque eles veem a humanidade de meu Filho glorificada em sua divindade. As almas do purgatório se regozijam de maneira especial, como quando um homem enfermo que está na cama escuta alentadoras palavras de outros e isto agrada seu coração fazendo-o sentir-se contente. Ao ouvir meu nome, os anjos se aproximam imediatamente das almas dos justos, a quem foram dados como guardiões, e se regozijam em seus progressos. Os anjos bons foram designados a todos como proteção e os anjos maus como provação.
Não é que os anjos estejam separados de Deus, mas assistem a alma sem deixar Deus, e permanecem constantemente em sua presença, enquanto seguem inflamando e incitando a alma a fazer o bem. Os demônios todos se espantam e temem meu nome. Ao som do nome de Maria, soltam imediatamente a presa que tenham em suas garras. Da mesma forma que uma ave de rapina com a presa em suas garras, a deixa quando escuta um ruído e volta depois quando vê que não era nada, igualmente os demônios deixam a alma, assustados, ao ouvir meu nome, mas voltam de novo rápidos como uma flecha a menos que vejam que depois se produziu uma emenda.
Ninguém está tão frio no amor de Deus – a menos que esteja condenado- que o demônio não se distancie dele se invoca meu nome com a intenção de não retornar mais aos seus maus hábitos, e o demônio se mantém longe dele a menos que volte a consentir em pecar mortalmente.
Palavras da Virgem Maria à sua filha, oferecendo-lhe um proveitoso ensino sobre como deve viver, e descrevendo maravilhosos detalhes da paixão de Cristo.



Leitura da Epístola dos

Provérbios 31, 10-31
10. Uma mulher virtuosa, quem pode encontrá-la? Superior ao das pérolas é o seu valor. 11. Confia nela o coração de seu marido, e jamais lhe faltará coisa alguma. 12.Ela lhe proporciona o bem, nunca o mal, em todos os dias de sua vida. 13. Ela procura lã e linho e trabalha com mão alegre. 14. Semelhante ao navio do mercador manda vir seus víveres de longe. 15.Levanta-se, ainda de noite, distribui a comida à sua casa e a tarefa às suas servas. 16. Ela encontra uma terra, adquire-a. Planta uma vinha com o ganho de suas mãos. 17. Cinge os rins de fortaleza, revigora seus braços. 18. Alegra-se com o seu lucro, e sua lâmpada não se apaga durante a noite. 19. Põe a mão na roca, seus dedos manejam o fuso. 20. Estende os braços ao infeliz e abre a mão ao indigente. 21.  Ela não teme a neve em sua casa, porque toda a sua família tem vestes duplas. 22. Faz para si coberta: suas vestes são de linho fino e de púrpura. 23. Seu marido é considerado nas portas da cidade, quando se senta com os anciãos da terra. 24. Tece linha e o vende, fornece cintos ao mercador. 25. Fortaleza e graça lhe servem de ornamentos; ri-se do dia de amanhã. 26. Abre a boca com sabedoria, amáveis instruções surgem de sua língua.  27. Vigia o andamento de sua casa e não come o pão da ociosidade. 28. Seus filhos se levantam para proclamá-la bem-aventurada e seu marido para elogiá-la. 29.  Muitas mulheres demonstram vigor, mas tu excedes a todas. 30. A graça é falaz e a beleza é vã; a mulher inteligente é a que se deve louvar. 31. Dai-lhe o fruto de suas mãos e que suas obras a louvem nas portas da cidade.

Sequência do Santo Evangelho

São Mateus 13,44-52
44. O Reino dos céus é também semelhante a um tesouro escondido num campo. Um homem o encontra, mas o esconde de novo. E, cheio de alegria, vai, vende tudo o que tem para comprar aquele campo. 45. O Reino dos céus é ainda semelhante a um negociante que procura pérolas preciosas. 46. Encontrando uma de grande valor, vai, vende tudo o que possui e a compra. 47. O Reino dos céus é semelhante ainda a uma rede que, jogada ao mar, recolhe peixes de toda espécie. 48. Quando está repleta, os pescadores puxam-na para a praia, sentam-se e separam nos cestos o que é bom e jogam fora o que não presta. 49. Assim será no fim do mundo: os anjos virão separar os maus do meio dos justos. 50. E os arrojarão na fornalha, onde haverá choro e ranger de dentes. 51. Compreendestes tudo isto? Sim, Senhor, responderam eles. 52. Por isso, todo escriba instruído nas coisas do Reino dos céus é comparado a um pai de família que tira de seu tesouro coisas novas e velhas.


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.