quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

21 de dezembro dia de São Tomé, Apostolo e Mártir.

21/12 Quarta-feira
Festa de Segunda Classe
Paramentos Vermelhos
O Apóstolo Tomé (hebraico ou aramaico para "gêmeo" natual da Galiléia) também foi chamado de "Dídimo" (palavra grega para "gêmeo"). Ele era ausente quando o Senhor ressuscitado apareceu aos outros apóstolos na noite da Páscoa, e se recusou a acreditar que Cristo tinha realmente aumentado até que ele tinha visto ele por si mesmo, mas quando ele viu, ele disse-lhe: "Meu Senhor e meu Deus ". (João 20:19-29)Era pescador quando Jesus o encontrou e o admitiu entre seus discípulos.
  Após Pentencoste, pregou entre os medos e os partas, povos que habitavam a Pérsia. Há também indícios de que tenha levado o Evangelho à Índia, segundo as pistas encontradas por são Francisco Xavier no século XVI. Morreu martirizado com uma lança, segundo a antiga tradição cristã.

 São Tomé o apóstolo dos partos, mas Tomé é mais conhecido como missionário na Índia.

América21 de dezembro dia de São Tomé, Apostolo e Mártir.

   Durante os primeiros séculos da colonização na América foi descoberto que São Tomé esteve miraculosamente ao novo continente e estabelecido contato com os indígenas. Novamente, como "prova" da passagem do santo, diversos sinais tidos como pegadas seriam atribuídos a Tomé. Basicamente, a figura da mitologia indígena Sumé (um homem branco que teria visitado em tempos pré-colombianos) foi identificada e fundida com São Tomé.

Assunção de Nossa Senhora aos céus.

    Um texto da Alta Idade Média atribuído a José de Arimateia, Tomé foi a única testemunha da Assunção de Maria aos céus. Os outros apóstolos foram miraculosamente transportados a Jerusalém para observar a entrega de sua alma a Deus. Tomé, que já estava na Índia, após o sepultamento fora transportado à tumba dela, onde testemunhou o corpo da Virgem Santíssima subir aos céus, jogando-lhe seu cinto. Numa inversão à imagem de ceticismo vinculada a Tomé, os outros apóstolos é que duvidaram de seu relato até verem a tumba vazia e o cinto. O recebimento do cinto por Tomé é representado várias vezes na arte medieval e pré-Tridentina.

Leitura da Epístola

Efésios 2,19-22
19 Conseqüentemente, já não sois hóspedes nem peregrinos, mas sois concidadãos dos santos e membros da família de Deus, 20 edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, tendo por pedra angular o próprio Cristo Jesus. 21 É nele que todo edifício, harmonicamente disposto, se levanta até formar um templo santo no Senhor. 22 É nele que também vós outros entrais conjuntamente, pelo Espírito, na estrutura do edifício que se torna a habitação de Deus.

Sequência do Santo Evangelho 

São João 20,24-29
 24 Tomé, um dos Doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus. 25 Os outros discípulos disseram-lhe: Vimos o Senhor. Mas ele replicou-lhes: Se não vir nas suas mãos o sinal dos pregos, e não puser o meu dedo no lugar dos pregos, e não introduzir a minha mão no seu lado, não acreditarei! 26 Oito dias depois, estavam os seus discípulos outra vez no mesmo lugar e Tomé com eles. Estando trancadas as portas, veio Jesus, pôs-se no meio deles e disse: A paz esteja convosco! 27 Depois disse a Tomé: Introduz aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos. Põe a tua mão no meu lado. Não sejas incrédulo, mas homem de fé. 28 Respondeu-lhe Tomé: Meu Senhor e meu Deus! 29 Disse-lhe Jesus: Creste, porque me viste. Felizes aqueles que crêem sem ter visto!
Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário