segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

09 de janeiro dia dos São Julião e Santa Basilissa,mártires.


 09/01 Segunda-feira
Festa de Quarta Classe
Paramentos Brancos
Para figurar na história da Igreja com louvores. São Julião era filho de um casal cristão muito devotado da Antioquia. Para realizar o sonho dos pais, o jovem futuro santo - então com 18 anos - casou-se com Santa Basilissa, uma moça cuja família seguia os mesmos preceitos do cristão de seu noivo.
 São Julião mártir e Santa Basilissa virgem (mortos ca. 302) foram um casal de esposos, mortos como mártires em Antioquia,provavelmente, em Antinoe, no Egito, durante o reinado de Diocleciano.
  Segundo a tradição, São Julião, que havia feito voto de castidade, antes de se casar com Santa Basilissa, que também queria consagrar-se a Deus. Assim, acabaram se casando mas fizeram um acordo entre si, preservando a virgindade durante toda a vida este casamento chama-se Josefino por causa do casamento do Casto São José com Santíssima Virgem exemplo de pureza virginal.
  Santa Basilissa fundou um convento feminino, do qual foi superiora, e São Julião reuniu um grupo de monges e fundou um mosteiro.
  Mas o Cristianismo vivia os tempos trágicos da perseguição mortal dos imperadores Diocleciano e Maximiniano. Assim, Julião abrigou em seu mosteiro dezenas de cristãos refugiados. Aos poucos, foi vendo um a um ser “julgado” e condenado ao martírio e à morte. Até que chegou sua vez. Como se recusou a adorar os ídolos pagãos, foi martirizado por longo período, foi finalmente decapitado e pôde descansar em paz em 9 de janeiro de 302 época em que os escritos registram como de muito sofrimento, mas também de muitos milagres ocorridos através de suas mãos.
      Quanto a Santa Basilissa, viveu seus últimos dias rodeada de pobres a quem tratava como filhos.
  Preso por Marciano, um governador de Antioquia, com ele, foram martirizados Celso e Marcionila, filho e mãe, o sacerdote Antonio de Antioquia e o converso e neófito Anastácio de Antioquia. Diz-se também sete irmãos de Marcionila foram mortos.
Julião é o padroeiro de várias freguesias, como São Gião (concelho de Oliveira do Hospital).
      Igreja Matriz de Frielas
A Igreja Matriz Paroquial de São Julião e Santa Bazilisa de Frielas é uma igreja localizada em Frielas, no concelho de Loures, em Portugal dedicada a São Julião e Basilissa.
A Igreja encontra-se localizada junto ao cemitério paroquial da freguesia.
No interior domina uma bela luminosidade que convida à oração e reflexão e destaca-se o altar em mármore rosa, sóbrio e bem decorado, com um hostiário branco com motivos dourados e com a cruz de Cristo a dominar o espaço, e com imagens da Virgem Maria e de São Paulo. Realce-se ainda para as figuras de santos nas áreas laterais, com um pequeno altar dedicado a Santo Antônio, a pia baptismal e na parte posterior o coro. O tecto é composto por painéis de madeira. No espaço da sacristia existem ainda figuras com uma Nossa Senhora policromada com vestes brancas em fundo azul e com uma outra peça  centenária em barro cozido, com as mãos postas em oração e com uma serpente aos pés a morder uma pêra.
A Igreja tem paredes meias com o cemitério local e apresenta-se pintada de branco e com uma torre sineira.
No lado direito da fachada e parede lateral sul há um relógio solar.

Que os Santos  São Julião e Santa Basilissa,mártires converta os modernistas que se dobram para idolo pagão.

Leitura da Epístola

Romanos 12,1-5
 1 Eu vos exorto, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, a oferecerdes vossos corpos em sacrifício vivo, santo, agradável a Deus: é este o vosso culto espiritual. 2 Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso espírito, para que possais discernir qual é a vontade de Deus, o que é bom, o que lhe agrada e o que é perfeito. 3 Em virtude da graça que me foi dada, recomendo a todos e a cada um: não façam de si próprios uma opinião maior do que convém, mas um conceito razoavelmente modesto, de acordo com o grau de fé que Deus lhes distribuiu. 4 Pois, como em um só corpo temos muitos membros e cada um dos nossos membros tem diferente função, 5 assim nós, embora sejamos muitos, formamos um só corpo em Cristo, e cada um de nós é membro um do outro.

Sequência do Santo Evangelho

São Lucas 2,42-52
42 Tendo ele atingido doze anos, subiram a Jerusalém, segundo o costume da festa. 43 Acabados os dias da festa, quando voltavam, ficou o menino Jesus em Jerusalém, sem que os seus pais o percebessem. 44 Pensando que ele estivesse com os seus companheiros de comitiva, andaram caminho de um dia e o buscaram entre os parentes e conhecidos. 45 Mas não o encontrando, voltaram a Jerusalém, à procura dele. 46 Três dias depois o acharam no templo, sentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os. 47 Todos os que o ouviam estavam maravilhados da sabedoria de suas respostas. 48 Quando eles o viram, ficaram admirados. E sua mãe disse-lhe: Meu filho, que nos fizeste?! Eis que teu pai e eu andávamos à tua procura, cheios de aflição. 49 Respondeu-lhes ele: Por que me procuráveis? Não sabíeis que devo ocupar-me das coisas de meu Pai? 50 Eles, porém, não compreenderam o que ele lhes dissera. 51 Em seguida, desceu com eles a Nazaré e lhes era submisso. Sua mãe guardava todas estas coisas no seu coração. 52 E Jesus crescia em estatura, em sabedoria e graça, diante de Deus e dos homens. 


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.