quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

18 de janeiro dia de Santa Prisca, Virgem e Mártir.

 18/01 Quarta-feira
Festa de Quarta Classe
Paramentos Brancos

Santa Prisca ou Priscila significa a primeira, foi uma virgem mártir, muito venerada em Roma. Sendo batizada aos 13 anos por São Pedro.Uma menina romana cujos pais eram cristãos de uma família nobre. Cláudio era o imperador nesse tempo, durante o seu reinado, os cristãos foram perseguidos não tais números como tinham sido antes disso, ainda muitas coisas cruéis foram feitas aqui e ali, ser um cristão era perigoso.   Nestes tempos maus, nem sempre muitos se atrevem a dizer o que ele realmente pensava, nem publicamente para o culto como ele acreditava ser certo. Muitos dos cristãos não tinham vergonha de esconder a sua verdadeira crença,os pagãos romanos, que estavam por toda parte buscando com ódio para os seguidores de Cristo, para torturar e matar.
Prisca pai e mãe conseguiu manter seu segredo, e não foram suspeitos de serem cristãos. Eles provavelmente iam à Igreja nas capelas secretas que os cristãos haviam cavado no fundo da terra sob a cidade. Nestes escuros, catacumbas sombrias, como eram chamados, os cristãos realizaram seu culto em baixo dos pés dos romanos, que estavam passando por cima sem suspeitar que estava acontecendo tão perto deles.Mas Prisca desprezado para usar qualquer precaução. Pequena e indefesa que ela era, ela não tinha medo de dizer a cada um o que acreditava e seguia a cruz de Cristo. Então, ela logo se tornou-se conhecida como firme cristã. E havia pessoas na cidade cruel e perversas o suficiente e bastante para odia-la em um pouco tempo deseja-lhe o mal a criança-cristã.
Essas pessoas relataram aos oficiais do imperador suas palavras corajosas da fé, e contou-lhes como ela não iria sacrificar aos deuses romanos, como as outras crianças faziam. Então,muito em breve ela foi apreendida pelos guardas e levada perante o imperador.
Cláudio olhou para a pequena cristã com surpresa por encontrá-la tão jovem. E ele pensou: "Hoje eu facilmente vou fazer que está pequena Cristã mude sua mente e me obedeça!". E ele ordenou a seus homens levá-la ao templo de Apolo e fazê-la oferecem incenso ao deus bonito da curva de prata. Assim, levando-a ao topo do Palatino, uma das sete colinas de Roma em que foi construído.
Eles primeiro passou sob um arco de mármore grande e entrou em um pátio cercado por pilares feito de 52 duas colunas de mármore. No centro deste espaço ficava o templo de Apolo, o edifício mais magnífico em toda Roma. Com portões de marfim e seus maravilhosos grupos de estátuas, seus pisos de mármore e altares embutidos com sua grinalda de flores de ouro, seu incenso respiração tripés, suas lâmpadas e vasos de prata bonitos, era um lugar muito diferente dos nus, das cavernas escuras em que os cristãos adoravam seu Deus. Na frente do templo era um grupo de quatro bois feitos de bronze, e no centro deste se queimava um fogo sobre um tripé de ouro. Este foi o altar para Apolo, o deus-sol, cujo enorme estátua dourada, em sua carruagem de quatro cavalos, estava sobre a porta do templo logo acima. Ele era a imagem de um belo jovem com uma coroa de flores da baía sobre a sua cabeça, carregando um arco na mão, com a qual Apollo foi acreditado para disparar raios de sol sobre a terra.Eles empurrou incenso na mão de Priscila e ordenou-lhe que jogue alguns grãos no fogo em honra do deus bonito de sol. Parecia uma coisa muito simples de fazer, para salvar sua vida, só de se espalhar um punhado de pó escuro sobre as chamas. Prisca adorava o sol querido, assim como qualquer um, mas ela sabia que era idolatria acreditar que ele era um deus, e perverso para adorar a sua estátua no lugar do grande Deus verdadeiro que fez o sol e tudo mais. Então Prisca se recusou a queimar o incenso.
Em seguida, o Imperador estava muito irritado, e convidou os soldados chicoteá-la até que ela obedecesse ao seu comando. Mas eles não podiam fazê-la mesmo sobre pressão da crueldade.Eles impurraram incenso na mão de Priscila e ordenou-lhe que joga-se incenso no fogo em honrra do deus pagão do sol.Mesmos os romanos de coraçaõ duro vinham ver com olhar admiravel sua bravura e seu sofrimento.As mulheres gritavam vê-la tão cruelmente maltratada e os homens gritavam: Vergonha! Vergonha!Parem de torturar esta criança.
E então aconteceu uma coisa linda, por Prisca apareceu vestida com uma túnica de sol amarelo. A maravilhosa luz brilhou em toda parte, e ela parecia se uma pequena estrela dando a luz, tão brilhantemente como seu espírito corajoso entre os homens cruéis..Parecia que nenhuma criança poderia suportar todo esse sofrimento sem ceder, eo Imperador esperava que ela daria, por que ele não queria matá-la. Mas Prisca era firme, e não fazer o sacrifício. O Imperador ficou surpreso ao encontrar uma criança tão corajosa. Ele ordenou-lhes que arrastá-la para a prisão e para mantê-la ali por muitos dias. Na prisão deixada, solitário e no frio e com fome, muitas vezes, se perguntando o que algo terrível estava para acontecer. Mas seu coração não era infeliz e sim um coração forte e corajoso, e ela não estava com medo pois a graça estava lhe auxiliando.
Depois de muito tempo, uma guarda numa manhã levou um pouco de carne o  para Prisca. Ele levou também para fora, para ela ver a luz do sol, querida, e ela estava feliz por ver o sol e o céu azul mais uma vez. Mas foi apenas por um curto período de tempo que eles deixá-la desfrutar ainda este pequeno prazer, porque trouxe para o anfiteatro, um ótimo lugar aberto, como o circo, com camadas sobre camadas de assentos sobre todos, e multidões de rostos olhando para o centro de onde ela estava.
Prisca sabia o que isto significava, pois ela tinha ouvido falar muitas vezes da forma como os cristãos foram para a arena a ser despedaçado por animais selvagens. E ajoelhando-se na areia, ela fez uma pequena oração, não sei se pode-se ser salvo das bestas ferozes, mas que posso testemunhar é o poder Deus por me dar coragem de mostrar e testemunhar a minha fé em Cristo e ensinar uma lição a estes homens e mulheres qual o Deus verdadeiro.
Em seguida, abriu-se a porta ralada de um antro, no final da arena, sai um grande leão amarelo para persegui-la e mata-la esta era intenção do cenario. Com um rugido terrível que ele correu para o centro do círculo, e ficou ali atacando sua cauda e piscando seus grandes olhos amarelos tudo sobre o lugar. Então de repente ele viu a menina em pé, parado em um lado, com as mãos postas na frente dele, olhando-o sem medo. E a grande besta caminhou suavemente até ela em suas patas acolchoadas. Ele abaixou a cabeça e lambeu seus pequenos pés descalços, e então ele se agachou ao seu lado, como um cão de St Bernard pode colocar-se a proteger a sua  protegida. E é por isso que as fotos antigas de Santa Prisca representá-la com um leão ao seu lado.
Há um grande silêncio caiu sobre a tenda lugar. O imperador e todas as pessoas se sentavam perfeitamente imóvel, pensando na visão estranha e admirar a coragem dela, pois ela estendeu a mão e foi acariciando a cabeça do leão, brincando com sua juba. Ela inclinou a cabeça e ninguém ouviu sussurro em seu ouvido: -"Meu bom amigo! Você não vai me machucar, eu sei, pois Senhor fechou sua boca, assim como ele fez as bocas dos leões em cuja Daniel foi jogado pelos homens maus. Estes homens cruéis colocaram-me à morte, mas você está mais amável do que eles.
E o leão olhou em seu rosto como se ele entende-se, e resmungou baixinho. Ele era muito gentil com ela, mas quando o carrasco veio em direção a eles, ele rosnou e eriçou e mostrou os dentes grandes, de modo que há muito tempo ninguém se atreveu a chegar perto.
Mas, mesmo o leão não poderia salvá-la da morte, que ela não tinha vontade de fugir. Por fim, eles o capturaram e o levaram. O coração do Imperador foi atenuado pela bravura Prisca, e ele queria dar-lhe mais uma chance de salvar sua vida. Eles levaram-la por muitos dias no templo pagão, e tentou de todas as maneiras para fazê-la sacrifício aos deuses e renunciar sua Fé no cristianismo. Eles persuadiu e fez suas belas promessas, eles ameaçados e diziam que iam punila. Mas ainda Prisca permaneceu firme, embora ela já estava muito desgastado e cansado e doente, porque ela tinha sofrido tanto.
Então, quando ela tinha suportado tudo pacientemente e bravamente, e eles viram que era impossível faze-la curva-la diante do deus pagão, levou-a para longe a estrada que leva ao sul do monte Palatino, para o local da execução . Este foi apenas fora do portão Ostiense, uma arcada na grande muralha que rodeava Roma, através
Il martirio di santa Prisca, affresco del XVI secolo nella chiesa omonima di Roma.
do qual a estrada levou para a cidade de óstio e para o mar. Mesmo fora desta porta, para mostrar que eles não eram mais digno de ser romanos e vivendo dentro de seus muros, os criminosos foram executados.E aqui mártires cristãos muitos perderam suas vidas. Prisca foi um deles, pois ali ela foi decapitado. E até o fim ela não chorou nem gritou nem foi de qualquer maneira com medo. E assim ela se tornou Santa Prisca, uma pequena mártir.
Em seguida, outra coisa milagre aconteceu. Quando  ela morreu uma grande águia apareceu no céu, pairando sobre o corpo de Santa Prisca no ar. E quando qualquer dos romanos aventurou perto dela a águia desceu sobre eles com gritos terríveis e bater de suas asas. E seus olhos redondos cinza parecia tão feroz e suas garras tão longa e afiada, que ninguém se atreveu a tocá-la por medo da ave. Santa Prisca tinha encontrado outro protetor em Roma cruel. E é por isso que muitas das fotos antigas de martírio Santa Prisca mostram uma grande águia pairando sobre ela.
A criatura guardou sueu corpo noite e dia, fazendo os pagão manterem a distância, até que os cristãos, que estavam esperando a chance de se aventurar, veiram em segredo na calada da noite leva-la. Eles enterraram onde os romanos não poderia encontrá-la, em seu cemitério pequeno segredo nas catacumbas. Isto é como Santa Prisca viveu e morreu.A tradição diz que ela teria sido martiriza nas primeiras execuções dos cristãos e teria enterrada nas catacumbas. Santa Prisca tem uma Igreja na Aventine Hill.
Foi construída na colina onde foi enterrada, uma Igreja dedicada a ela.
Na liturgia ela é mostrada como uma jovem cristã  com dois leões a seus pés, uma espada e uma águia perto dela.Ela foi considerada a mais antiga de romana e se tornou umas das mulheres mais venerada na Santa Igreja.
Martir romana envegelizadora descrita numa carta de São Paulo,em que falou: "Saúdem Prisca e Áquila, meus colobaboradores em Nosso Senhor Jesus Cristo, os quais expuseram suas cabeças para me salvar a vida. À isso devo render graças não somente eu, mas também todas as Igrejas dos gentios"(Rm 16,3).  
O leão  a seus pés  significa a conquista do paganismo. Ela  é venerada em Roma onde suas relíquias são guardadas na igreja de Santa Prisca e sua festa consta em calendários de 16 monastérios

   Catatumba de Prisca, em Roma.
Image

Leitura da Epístola

Romanos 12,6-16
6 Temos dons diferentes, conforme a graça que nos foi conferida. Aquele que tem o dom da profecia, exerça-o conforme a fé. 7 Aquele que é chamado ao ministério, dedique-se ao ministério. Se tem o dom de ensinar, que ensine; 8 o dom de exortar, que exorte; aquele que distribui as esmolas, faça-o com simplicidade; aquele que preside, presida com zelo; aquele que exerce a misericórdia, que o faça com afabilidade. 9 Que vossa caridade não seja fingida. Aborrecei o mal, apegai-vos solidamente ao bem. 10 Amai-vos mutuamente com afeição terna e fraternal. Adiantai-vos em honrar uns aos outros. 11 Não relaxeis o vosso zelo. Sede fervorosos de espírito. Servi ao Senhor. 12 Sede alegres na esperança, pacientes na tribulação e perseverantes na oração. 13 Socorrei às necessidades dos fiéis. Esmerai-vos na prática da hospitalidade. 14 Abençoai os que vos perseguem; abençoai-os, e não os praguejeis. 15 Alegrai-vos com os que se alegram; chorai com os que choram. 16 Vivei em boa harmonia uns com os outros. Não vos deixeis levar pelo gosto das grandezas; afeiçoai-vos com as coisa modestas. Não sejais sábios aos vossos próprios olhos.

Sequência do Santo Evangelho
 
São João 2,1-11
1 Três dias depois, celebravam-se bodas em Caná da Galiléia, e achava-se ali a mãe de Jesus. 2 Também foram convidados Jesus e os seus discípulos. 3 Como viesse a faltar vinho, a mãe de Jesus disse-lhe: Eles já não têm vinho. 4 Respondeu-lhe Jesus: Mulher, isso compete a nós? Minha hora ainda não chegou. 5 Disse, então, sua mãe aos serventes: Fazei o que ele vos disser. 6 Ora, achavam-se ali seis talhas de pedra para as purificações dos judeus, que continham cada qual duas ou três medidas. 7 Jesus ordena-lhes: Enchei as talhas de água. Eles encheram-nas até em cima. 8 Tirai agora , disse-lhes Jesus, e levai ao chefe dos serventes. E levaram. 9 Logo que o chefe dos serventes provou da água tornada vinho, não sabendo de onde era (se bem que o soubessem os serventes, pois tinham tirado a água), chamou o noivo 10 e disse-lhe: É costume servir primeiro o vinho bom e, depois, quando os convidados já estão quase embriagados, servir o menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora. 11 Este foi o primeiro milagre de Jesus; realizou-o em Caná da Galiléia. Manifestou a sua glória, e os seus discípulos creram nele. 

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.