domingo, 1 de janeiro de 2017

Oitava da Natividade de Nosso Senhor.

01/01 Domingo
Festa de Primeira Classe
Paramentos Brancos

 São Vicente Maria Strambi nasceu em Civitavechia, na Itália, a 1 de Janeiro 1745. Civitavechia, na Itália, onde seu pai era dono de uma farmácia. Estudou no seminário desde a infância. Aos quinze anos, venceu a resistência dos pais ingressando no noviciado da Ordem menor dos capuchinhos. Pouco tempo depois da sua ordenação sacerdotal em 1767. Um ano depois o jovem sacerdote, ingressou na Congregação Passionista, que acabava de ser fundada. Foi discípulo perfeito do seu fundador, Paulo da Cruz. Professou a fé e recebeu o hábito dos passionistas em 1769.entrou na Congregação Passionista, recentemente fundada. Eminente diretor espiritual, excelente missionário e excepcional catequista, percorreu a Itália central proclamando com fervor e competência os tesouros que encontramos em Cristo, especialmente na Sua Paixão. Assistiu à morte do fundador e, como postulador da causa dos passionistas, escreveu a sua primeira biografia, obra fundamental para o conhecimento de São Paulo da Cruz. Foi Provincial da Apresentação e Consultor Geral. Escreveu livros de carácter doutrinal e piedoso. Entre os últimos, sobressai o folheto sobre o Preciosíssimo Sangue.  Distinguiu-se como director de almas. Com o seu conselho ajudou, entre outros, S. Gaspar de Búfalo e a beata Ana Maria Taigi.   

  A 5 de julho de 1801, Vicente Maria, que já era o consultor geral da congregação, foi nomeado bispo de Macerata e Tolentino. Nos movimentos revolucionários do seu tempo, foi intrépido defensor da liberdade da Igreja. Recusou prestar juramento de fidelidade a Napoleão Bonaparte, que invadira e usurpara os Estados Pontifícios. Em conseqüência, foi exilado para Novara e Milão, durante sete anos.   Nos conflitos políticos do seu tempo, mostrou-se um intrépido defensor da liberdade da Igreja, preferindo o desterro ao juramento de fidelidade às usurpações napoleónicas.Em 1814, ano em que o imperador Napoleão foi deposto, ele regressou à sua sede episcopal, onde ficou por mais nove anos. Estando já idoso e enfraquecido, renunciou ao bispado em 1823. O papa Leão XII, acatou sua decisão, porém o chamou como seu conselheiro e diretor espiritual. Assim, sem esquecer as suas ocupações habituais, continuou a pregar missões, como tinha feito antes, em Roma. Em primeiro de novembro deste mesmo ano, o papa Leão XII ficou gravemente doente. Ele ofereceu sua vida a Deus para que o Papa não morresse, rezando e fazendo penitência. Aos poucos ele se restabeleceu completamente, alguns meses depois, monsenhor Vicente Maria morreu, era o dia 1 de janeiro de 1824.   Foi canonizado em 1950. A comemoração de São Vicente Maria Strambi acontece no dia de sua morte, recebendo homenagens especiais em Macerata, onde os seus restos mortais descansam na igreja de São Felipe, desde 1957.

Leitura da Epístola

Tito 2,11-15
 11 Manifestou-se, com efeito, a graça de Deus, fonte de salvação para todos os homens. 12 Veio para nos ensinar a renunciar à impiedade e às paixões mundanas e a viver neste mundo com toda sobriedade, justiça e piedade, 13 na expectativa da nossa esperança feliz, a aparição gloriosa de nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo, 14 que se entregou por nós, a fim de nos resgatar de toda a iniqüidade, nos purificar e nos constituir seu povo de predileção, zeloso na prática do bem. 15 Eis o que deves ensinar, pregar e defender com toda a autoridade. E que ninguém te menospreze!

Sequência do Santo Evangelho

São Lucas 2,21
21 Completados que foram os oito dias para ser circuncidado o menino, foi-lhe posto o nome de Jesus, como lhe tinha chamado o anjo, antes de ser concebido no seio materno. 


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário