terça-feira, 14 de março de 2017

14 de março dia de Santa Matilde (+968)


  Santa Matilde viveu de 895 a 968. Rainha, mãe de Otto “o grande” e uma beneditina, filha do Conde de Dietrich de Westphalia e Reinhild da Dinamarca. 
  Algumas vezes chamada de Mathildis ou Mechtildis.
  Ela casou-se com Henrique Fowler, filho do Duque Otto da Saxônia em 909 Em 919, Henrique sucedeu ao rei Conrad I no trono Alemão. Seus filhos foram Otto, o grande e Henrique, e ela os educou quando o seu marido morreu em 936. Ela reinou como regente de Otto até ele ser coroado imperador em 962.
 Aí entrou para um convento beneditino e fundou vários monastérios em Engerm e Wesfalia e a Abadia de Poehlde.
  Matilde é um exemplo de como se pode viver em um mundo de esplendor e alcançar a perfeição religiosa.
 Ela ficava frequentemente reclusa, lendo meditando e no meio da pompa da corte tinha tempo para suas obras de caridade nunca negligenciava seus deveres de cristã, visitando sempre que podia, os pobre e os doentes, e deu suas joias para ajudar as obras de caridade.
  Após a morte de Henrique em 995 ela se dedicou a construir muitas igrejas, casas religiosas como, por exemplo, a de Pohlde em Brunswick, onde ela mantinha 3000 monges , Quedlingurg onde ela enterrou o seu marido e Nordhausen para onde se retirou anos mais tarde. Ela governou o reino no período em que Otto foi para Roma para ser coroado pelo Papa, e que é por muitos considerado como o começo do Sagrado Império Romano.
Diz Santa Matilda com relação a Virgem Maria:

Devemos servir fielmente a essa Rainha. Nas angustias da agonia e nas tentações do desespero que o demônio nos proporcionar, Maria nos fortificará e virá em pessoa, assistir-nos os últimos momentos. E a nossa confiança não nos poderia fazer esperar que Maria nos venha, naquela hora, consolar com a sua presença, se lhe servimos com amor , todo o resto da vida?

  Em uma visão, a Virgem Maria prometeu a Santa Matilde que concederia este precioso favor aos que lhe serviam fielmente neste mundo.
  Ela morreu no Monastério de Quedlingburg em 14 março.
Suas relíquias estão enterradas em Quedlinburg ao lado do seu marido.
  Os beneditinos a veneram com um dos seus. E se ela vivesse hoje diria para nós tirarmos apenas uma hora da nossa televisão para orar e estudar, e ajudar os menos afortunados. Ela dizia que o tempo é a nosso mais precioso dos bens, se usado com sabedoria.
   Ela fundou várias Abadias Beneditinas e era muito venerada pela sua generosidade e, além disso, ela ensinava os ignorantes, confortava os doentes e visitava os prisioneiros.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.