segunda-feira, 20 de março de 2017

20 de março dia de Santa Fotina, Samaritana Mártir


   Relato da Sagrada Tradição a mulher samaritana poço de Jacó em Siquém (João 4:5-42) se chamava Fotina ou também conhecida por Svetlana, nascida na Samaria em época desconhecida, morreu em Roma no ano 66, como mártir da Santa Igreja. Na sequência dos acontecimentos junto a Fonte de Jacó, sabemos que Fotina regressou à sua aldeia, e muitos passaram a acreditar em Jesus com o seu testemunho. A vida de Fotina após o sublime encontro com Nosso Senhor Jesus Cristo converte-se é de um grande amor por Ele, superando o medo constante, apesar da perseguição, num tempo de eventuais práticas de tortura e morte. Ela é muito venerada nas tradições orientais reconhecida pelo Martirológio Romano. Após seu encontro com o Jesus Cristo, Fotina e seu filho, provavelmente, foram morar em Cartago, onde pregou o Evangelho a todos que quisessem ouvir. Seu filho mais velho, São Vitor, um soldado, tinha demonstrado sua coragem na batalha, e, portanto, recompensados ​​com uma estação de destaque na cidade de Atália. Após uma conversa com o administrador da cidade, durante o qual Vitor foi incentivado a renunciar sua fé e avisar sua mãe e irmãs para não pregar o Evangelho, o administrador da cidade ficou mudo e cego por três dias. Ao recuperar os sentidos, e vendo Vitor ainda com ele, o administrador se converteu ao cristianismo, junto com seus servos. Notícias desta conversão milagrosa finalmente chegou o imperador Nero, um perseguidor ativo e sádico dos cristãos, que ordenou que fossem trazidos a Roma para julgamento. Marcada a audiência do julgamento, Santa Fotina e suas irmãs, e vários outros crentes, viajaram para Roma para participar com outros confessores dos exercícios de provação. O julgamento foi curto, e a tortura começou quase imediatamente após os acusados se recusarem a renunciar sua crença em Cristo. Cada um dos mártires tinha seus pulsos esmagados em uma bigorna, mas relataram sentir nenhuma dor. Mas o de Photina, porém, foi milagrosamente incapaz de ser esmagado. Os homens foram jogados na prisão, onde continuaram a pregar para todos que quisessem ouvir, a prisão logo se transformou em um lugar radiante de luz e com doce odor. As mulheres eram confinadas ao serviço da filha do imperador, que rapidamente se converteu à fé através dos seus testemunhos, assim como seus servos.
 Incomodado e com raiva, Nero ordenou que os mártires fossem executados. Os homens foram crucificados de cabeça para baixo depois serem espancados por três dias, ainda assim se recusavam a morrer. Eles, então, tiveram as pernas cortadas abaixo dos joelhos, os seus membros jogados aos cães, e foram espancados até expirar. As mulheres foram mutiladas, amarradas a duas árvores e após a libertação foram divididas ao meio. Santa Fotina foi jogada em um poço. Após 20 dias de congelamento na água, sem comida, sem dormir, ela foi chamada perante o imperador. Novamente, ela foi convidada a renunciar à sua fé, mas respondeu: "Voçê se encontra entre os ímpios, cego, perdido, homem louco! Você pode pensar, por ser tão estúpido que é; que eu concordaria em renunciar a Cristo, meu Senhor e oferecer sacrifícios aos ídolos tão cegos como você? " Sem hesitar, o Nero ordenou que fosse jogada de volta ao poço, onde adormeceu em paz com o Senhor. Fotina, tão comovida pelo Senhor, tão sedenta da água da Vida, deu tudo que tinha para espalhar o Evangelho aos outros. Tão cheia de amor e caridade que ela estava, ela escolheu dar sua vida para que outros pudessem ouvir as palavras de Cristo e passaram a acreditar. É certamente um desafio em nossas vidas para viver a nossa fé abertamente, testemunhar para aqueles que encontramos, não por causa de ameaças de morte na maioria dos casos, mas por causa do julgamento e da hostilidade exibida por muitos no mundo. A questão é, será que devemos deixar que nos impeçam? O amor de Nosso Senhor Cristo nos impele a chamar outras pessoas para Ele, para que também eles possam ser salvos. Como, através de nossas vidas, palavras e comportamentos, estamos servindo como testemunha para a glória e redenção de Jesus Cristo? Oramos para que neste tempo de crise possamos viver a nossa fé corajosamente, para que todos possam ver e crer!
Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.
Façam penitência.