domingo, 26 de março de 2017

Quarto Domingo da Semana da Quaresma.

26/03 Domingo 
Festa de Terceira Classe
Paramentos Rosas


Leitura da Epístola de São Paulo as  

Gálatas 4, 22 -31
22.A Escritura diz que Abraão teve dois filhos, um da escrava e outro da livre. 23.O da escrava, filho da natureza; e o da livre, filho da promessa. 24.Nestes fatos há uma alegoria, visto que aquelas mulheres representam as duas alianças: uma, a do monte Sinai, que gera para a escravidão, é Agar. 25.(O monte Sinai está na Arábia.) Corresponde à Jerusalém atual, que é escrava com seus filhos. 26.Mas a Jerusalém lá do alto é livre e esta é a nossa mãe, 27.porque está escrito: Alegra-te, ó estéril, que não davas à luz; rejubila e canta, tu que não tinhas dores de parto, pois são mais numerosos os filhos da abandonada do que daquela que tem marido (Is 54,1). 28.Como Isaac, irmãos, vós sois filhos da promessa. 29.Como naquele tempo o filho da natureza perseguia o filho da promessa, o mesmo se dá hoje. 30.Que diz, porém, a Escritura? Lança fora a escrava e seu filho, porque o filho da escrava não será herdeiro com o filho da livre (Gn 21,10). 31.Pelo que, irmãos, não somos filhos da escrava, mas sim da que é livre.

Sequência do Santo Evangelho 


São João 6, 1-15

1.Depois disso, atravessou Jesus o lago da Galiléia (que é o de Tiberíades.) 2.Seguia-o uma grande multidão, porque via os milagres que fazia em beneficio dos enfermos. 3.Jesus subiu a um monte e ali se sentou com seus discípulos. 4.Aproximava-se a Páscoa, festa dos judeus. 5.Jesus levantou os olhos sobre aquela grande multidão que vinha ter com ele e disse a Filipe: Onde compraremos pão para que todos estes tenham o que comer? 6.Falava assim para o experimentar, pois bem sabia o que havia de fazer. 7.Filipe respondeu-lhe: Duzentos denários de pão não lhes bastam, para que cada um receba um pedaço. 8.Um dos seus discípulos, chamado André, irmão de Simão Pedro, disse-lhe: 9.Está aqui um menino que tem cinco pães de cevada e dois peixes... mas que é isto para tanta gente? 10.Disse Jesus: Fazei-os assentar. Ora, havia naquele lugar muita relva. Sentaram-se aqueles homens em número de uns cinco mil. 11.Jesus tomou os pães e rendeu graças. Em seguida, distribuiu-os às pessoas que estavam sentadas, e igualmente dos peixes lhes deu quanto queriam. 12.Estando eles saciados, disse aos discípulos: Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca. 13.Eles os recolheram e, dos pedaços dos cinco pães de cevada que sobraram, encheram doze cestos. 14.À vista desse milagre de Jesus, aquela gente dizia: Este é verdadeiramente o profeta que há de vir ao mundo. 15.Jesus, percebendo que queriam arrebatá-lo e fazê-lo rei, tornou a retirar-se sozinho para o monte.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.