domingo, 6 de agosto de 2017

Gabriel García Moreno morto pela revolução.

Gabriel Garcia Moreno, o Presidente mártir do Equador 

em defesa da Fé Católica verdadeiro político da direita.

Para ser da direita tem que ser um político que defende o reino social de Nosso Senhor Jesus como ele defendeu.

Hoje no Brasil não existe nenhum político da direita.

Pois não tem nenhum que defende Reino Social de Jesus Cristo.

No dia 6 de agosto a Igreja comemora a Transfiguração de Nosso Senhor (Mt 17,1-9). E o aniversario do martirio do Presidente do Equador, Gabriel García Moreno,

 “No séc. XIX haverá um presidente verdadeiramente católico, varão de caráter, a quem Deus dará a palma do martírio, na mesma praça onde está este meu convento. Ele consagrará a República ao Divino Coração de meu Filho Santíssimo, e esta consagração sustentará a Religião católica nos anos posteriores, os quais serão amargos para a Igreja”. (Profecia de Nossa Senhora de Quito invocação de Bom Sucesso em aparição de 16 de janeiro de 1599, Nossa Senhora disse a Madre Mariana)

Gabriel Gregorio Fernando José María García y Moreno y Morán de Buitrón (24 de Dezembro de 1821 – 6 de Agosto de 1875) foi um político equatoriano que foi duas vezes Presidente de seu país (1859-1865 e 1869-1875) e foi assassinado durante o segundo mandato, depois de ser eleito para o terceiro. Ele é notável por seu defesa da Santa Religião Catolica, na luta antimaçónica e por sua rivalidade contra e um magnata da época Eloy Alfaro. Sob sua administração, o Equador se tornou o líder nos campos das ciências e alta educação na América Latina. Além disso, Garcia Moreno desenvolveu a economia e a agricultura do país, sendo um ferrenho opositor da corrupção, chegando até a dar o próprio salário para obras de caridade. 
Garcia Moreno não tinha medo nem vergonha da sua religião católica, nem de a professar em público, nem de usar as suas convicções católicas para orientar as suas políticas... tal como o povo o tinha eleito para fazer. Assinou uma concordata com o Beato Papa Pio IX. Devolveu à Igreja as terras que lhe haviam sido confiscadas. Permitiu a entrada no Equador de religiosos estrangeiros (até então banidos do país). Consagrou o Equador ao Sagrado Coração de Jesus. Aboliu a escravatura. Proibiu as casas de prostituição. Implementou políticas de moralização e reinserção social que reduziram eficazmente a criminalidade.  Condenou a conquista dos Estados Pontifícios pelo Rei Vitor Emanuel. Usou a matriz cultural e religiosa do seu povo como suporte da estabilidade nacional, em vez de considerar essa matriz como inimiga ou acessória do seu projeto político.

Eu desejo receber vossa benção antes daquele dia, para que tenha a força e a luz de que tanto preciso para que conseguir até o fim ser um fiel filho de Nosso Redentor, e um leal e obediente servo de Seu Infalível Vigário. Agora, quando as Lojas Maçônicas dos países vizinhos, instigadas pelos alemães, estão vomitando contra mim toda sorte de insultos atrozes e horríveis calúnias, agora quando as Lojas Maçônicas estão secretamente planejando meu assassinato, eu tenho mais do que nunca a necessidade da proteção divina para que possa viver e morrer em defesa de nossa Santa Religião e da amada República que uma vez mais sou chamado a governar.

 O pároco deu-lhe a Absolvição Sacramental e persuadiu-lhe de que perdoe os seus assassinos. “Já o fiz, padre!” Disse o grande estadista e entregou a sua alma à Deus.
O seu corpo havia recebido catorze golpes de facão e seis projéteis de revólver. O enterro assumiu proporções grandiosas. A mensagem que leria no Congresso naquele dia foi lida pelo Ministro do Interior, ouvida por todos com recolhimento.
Quando celebrava os ofícios de Sexta-Feira Santa de 1.877, ao beber do Cálice de vinho para a purificação, Dom José Inácio Checa y Barba, Arcebispo de Quito, grande amigo de Gabriel García Moreno, exclamou: “Meus filhos, fui envenenado!” Recebeu a Absolvição Sacramental de um sacerdote e expirou. Haviam posto estricnina no seu cálice.
Quadro do Sagrado Coração, com o qual Dom José Inácio C. y Barba e Gabriel García Moreno fizeram a consagração do Equador


Vale a pena ter este livro em sua casa um verdadeiro presidente Católico e defensor da verdade católica e verdadeira Luz nas Trevas:




Pedidos para: lojinhadoconvento@hotmail.com


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário