sábado, 1 de novembro de 2014

Dia 1 de novembro dia de todos os Santos

01/11 Sábado
Festa de Primeira Classe dia de todos os Santos
Paramentos Brancos
  Dia de Todos os Santos festa em “honra a todos os santos, conhecidos e desconhecidos”. No fim do segundo século, professos cristãos começaram a honrar os que haviam sido martirizados por causa da sua fé e, achando que eles já estavam com Cristo no céu, oravam a eles para que intercedessem a seu favor. A comemoração regular começou quando, em 13 de maio de 609 ou 610 DC, o Papa Bonifácio IV dedicou o Panteão — o templo romano em honra a todos os deuses romanos exterminados e ficando santos do Cristianismo. — a Maria e a todos os mártires. A data foi mudada para novembro quando o Papa Gregório III (731-741 DC) dedicou uma capela em Roma a todos os santos e ordenou que eles fossem homenageados em 1.° de novembro. É possível que a comemoração britânica medieval do Dia de Todos os Santos tenha sido o ponto de partida para a popularização dessa festividade em toda a Igreja cristã.” Os irlandeses costumavam reservar o primeiro dia do mês para as festividades importantes e, visto que 1.° de novembro era também o início do inverno para os celtas, seria uma data propícia para uma festa em homenagem a todos os santos.” Finalmente, em 835 DC, o Papa Gregório IV declarou-a uma festa universal. Esta tradição de recordar (fazer memória) os santos está na origem da composição do calendário litúrgico, em que constavam inicialmente as datas de aniversário da morte dos cristãos martirizados como testemunho pela sua fé, realizando-se nelas orações, missas e vigílias, habitualmente no mesmo local ou nas imediações de onde foram mortos, como acontecia em redor do Coliseu de Roma. Posteriormente tornou-se habitual erigirem-se igrejas e basílicas dedicadas em sua memória nesses mesmos locais.                        
  O desenvolvimento da celebração conjunta de vários mártires, no mesmo dia e lugar, deveu-se ao facto frequente do martírio de grupos inteiros de cristãos e também devido ao intercâmbio e partilha das festividades entre as dioceses/paroquias por onde tinham passado e se tornaram conhecidos. A partir da perseguição de Diocleciano o número de mártires era tão grande que se tornou impossível designar um dia do ano separado para cada um. O primeiro registro (Século IV) de um dia comum para a celebração de todos eles aconteceu em Antioquia, no domingo seguinte ao de Pentecostes, tradição que se mantém nas igrejas orientais.Com o avançar do tempo, mais homens e mulheres se sucederam como exemplos de santidade e foram com estas honras reconhecidos e divulgados por todo o mundo. Inicialmente apenas mártires (com a inclusão de São João Baptista), depressa se deu grande relevo a cristãos considerados heróicos nas suas virtudes, apesar de não terem sido mortos. O sentido do martírio que os cristãos respeitam alarga-se ao da entrega de toda a vida a Deus e assim a designação "todos os santos" visa celebrar conjuntamente todos os cristãos que se encontram na glória de Deus, tenham ou não sido canonizados (processo regularizado, iniciado no Século V, para o apuramento da heroicidade de vida cristã de alguém aclamado pelo povo e através do qual pode ser chamado universalmente de beato ou santo, e pelo qual se institui um dia e o tipo e lugar para as celebrações, normalmente com referência especial na Santa Missa).

  Santa Maria escrava, Mártir.
Maria morreu em 300 DC e era uma escrava de um romano chamado Tértulus. Foi convertida ao cristianismo e estava sempre a orar e a jejuar o que despertava certa desconfiança da sua “Dona”(Algo parecido com a nossa Sinhá, na época da escravatura) que era muito superticiosa.
Durante as perseguições do Imperador Diocleciano, Tértulus que gostava muito dela, usou de todos os meios para que ela renunciasse ao cristianismo, tendo inclusive a açoitado e a prendido em uma cela escura, com apenas pão e água, por 30dias. Mas de nada adiantou. Acabou  presa e entregue ao procônsul com a acusação de ser uma cristã, a despeito dos esforços de Tértulus para salva-la.
Os “Atos do Martirio” de Santa Maria, a escrava, escritos por escribas romanos que tinham ordem de enfatizar apenas o martírio, quase nada dizem sobre ela.                   
Maria foi duramente martirizada para renunciar a sua fé. Os “Atos” dizem diz que o seu martírio foi tão terrível, que afinal, os espectadores exigiram a sua libertação e ela foi entregue a custódia de um soldado. Santa Maria, a escrava o converteu e ele a ajudou a escapar. Diz a tradição que a paz com que enfrentou seu martírio teria convertido vários espectadores inclusive Tértulus . Diz ainda que ela teria morrido em conseqüência do seu martírio. Outra versão diz que ela teria conseguido sobreviver e veio a falecer bem mais tarde, feliz e de morte natural. Não obstante, ela é venerada como mártir, devido a intensidade dos seus sofrimentos.

Leitura da Epístola
Apocalipse de São João 7,2-12 
2 Vi ainda outro anjo subir do oriente; trazia o selo de Deus vivo, e pôs-se a clamar com voz retumbante aos quatro Anjos, aos quais fora dado danificar a terra e o mar, dizendo: 3 Não danifiqueis a terra, nem o mar, nem as árvores, até que tenhamos assinalado os servos de nosso Deus em suas frontes. 4 Ouvi então o número dos assinalados: cento e quarenta e quatro mil assinalados, de toda tribo dos filhos de Israel; 5 da tribo de Judá, doze mil assinalados; da tribo de Rubem, doze mil; da tribo de Gad, doze mil; 6 da tribo de Aser, doze mil; da tribo de Neftali, doze mil; da tribo de Manassés, doze mil; 7 da tribo de Simeão, doze mil; da tribo de Levi, doze mil; da tribo de Issacar, doze mil; 8 da tribo de Zabulon, doze mil; da tribo de José, doze mil; da tribo de Benjamim, doze mil assinalados. 9 Depois disso, vi uma grande multidão que ninguém podia contar, de toda nação, tribo, povo e língua: conservavam-se em pé diante do trono e diante do Cordeiro, de vestes brancas e palmas na mão, 10 e bradavam em alta voz: A salvação é obra de nosso Deus, que está assentado no trono, e do Cordeiro. 11 E todos os Anjos estavam ao redor do trono, dos Anciãos e dos quatro Animais; prostravam-se de face em terra diante do trono e adoravam a Deus, dizendo: 12 Amém, louvor, glória, sabedoria, ação de graças, honra, poder e força ao nosso Deus pelos séculos dos séculos! Amém.

Sequência do Santo Evangelho
São Mateus 5,1-12
1 Vendo aquelas multidões, Jesus subiu à montanha. Sentou-se e seus discípulos aproximaram-se dele. 2 Então abriu a boca e lhes ensinava, dizendo: 3 Bem-aventurados os que têm um coração de pobre, porque deles é o Reino dos céus! 4 Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados! 5 Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra! 6 Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados! 7 Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia! 8 Bem-aventurados os puros de coração, porque verão Deus! 9 Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus! 10 Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos céus! 11 Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de mim. 12 Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós.





sexta-feira, 31 de outubro de 2014

31 de outubro dia de São Quitino, Martir

31/10 Sexta-feira
Festa de Quarta Classe
Paramentos Verdes

  O filho de um senador romano se tornou um missionário cristão e foi para a Gália com s. Luciano de Beauvais, martirizado em Amiens. San Quentin rezou pela conversão de Amiens. Em 286 ele foi preso pelos Varus prefeito Rictius durante a perseguição de Maximino. Em 287 ele foi torturado  repetidas vezes, na tentativa que renuncia-se sua fé Cristo, mas em vão pois estava convicto no cristianismo. Riziovaro foi transferido para Reims, capital da Gallia Belgica, e ordenou que para lá também fosse levado Quintino, para que, mais uma vez, fosse submetido a julgamento. Todavia, durante a viagem, nas proximidades da localidade chamada Augusta Veromanduorum (a atual Saint-Quentin na França), Quintino conseguiu fugir milagrosamente e continuou a sua obra e evangelização. Riviozaro, não dado por vencido, mandou captura-lo, e novamente tortura-lo, até que, finalmente preso,  mandou decapitá-lo e jogou seus restos mortais nos pântanos de Somme. O corpo foi jogado em um rio, mas se recuperou depois de 55 anos, uma mulher cega de família patrícia, encontrava-se no local onde o corpo do santo fora jogado e, seguindo uma inspiração divina, encontrou milagrosamente o corpo do santo, que emergiu da água dos pântanos emanando um "odore de santidade". Ela sepultou o corpo no alto de um monte e ali ergueu uma capela para proteger a sua sepultura, e feito isso, recuperou milagrosamente a sua visão foi dado o enterro. Seu túmulo é considerado um lugar de milagres.

Leitura da Epístola dos

Efésios 5, 15-21                                                                                         
15 Vigiai, pois, com cuidado sobre a vossa conduta: que ela não seja conduta de insensatos, mas de sábios 16 que aproveitam ciosamente o tempo, pois os dias são maus. 17 Não sejais imprudentes, mas procurai compreender qual seja a vontade de Deus. 18 Não vos embriagueis com vinho, que é uma fonte de devassidão, mas enchei-vos do Espírito. 19 Recitai entre vós salmos, hinos e cânticos espirituais. Cantai e celebrai de todo o coração os louvores do Senhor. 20 Rendei graças, sem cessar e por todas as coisas, a Deus Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo! 21 Sujeitai-vos uns aos outros no temor de Cristo.
Sequência do Santo Evangelho

São João 4,46- 53                                                                        
46 Ele voltou, pois, a Caná da Galiléia, onde transformara água em vinho. Havia então em Cafarnaum um oficial do rei, cujo filho estava doente. 47 Ao ouvir que Jesus vinha da Judéia para a Galiléia, foi a ele e rogou-lhe que descesse e curasse seu filho, que estava prestes a morrer. 48 Disse-lhe Jesus: Se não virdes milagres e prodígios, não credes... 49 Pediu-lhe o oficial: Senhor, desce antes que meu filho morra! 50 Vai, disse-lhe Jesus, o teu filho está passando bem! O homem acreditou na palavra de Jesus e partiu. 51 Enquanto ia descendo, os criados vieram-lhe ao encontro e lhe disseram: Teu filho está passando bem. 52 Indagou então deles a hora em que se sentira melhor. Responderam-lhe: Ontem à sétima hora a febre o deixou. 53 Reconheceu o pai ser a mesma hora em que Jesus dissera: Teu filho está passando bem. E creu tanto ele como toda a sua casa menina pela mão e ela levantou-se. 26 Esta notícia espalhou-se por toda a região. 

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

30 de outubro dia de São Marcelo, Centurião, Mártir

30/10 Quinta-feira
Festa de Quarta Classe
Paramentos Verdes

   São Marcelo (em latim: Marcellus) é um dos padroeiros de Leão, na Espanha. Ele foi um centurião da Legio VII Gemina que nasceu e viveu em Leão durante a segunda metade do século III.O lugar onde vivia sua família se supõe próximo à muralha de Leão e à porta do poente, na via que hoje em dia é conhecida como Rua Ancha e que conserva uma capela denominada Capela do Cristo da Vitória, pela imagem de Cristo que está em seu interior.Marcelo foi casado com Santa Nonia, ou Nona, e teve doze filhos: Claudio, Lupercio, Victorio, Facundo, Primitivo, Emeterio, Celedonio, Servando, Germano, Fausto, Jenuario e Marcial.A história diz que o motivo de sua martirização foi que, celebrando a festa pelo nascimento do imperador Maximiano em julho de 298, São Marcelo tornou pública sua crença cristã e sua única adoração ao Deus do Céu e da Terra, jogando ao chão seus atributos militares. Por esse motivo, foi preso e enviado a Tânger para ser julgado pelo prefeito Agricola. Marcelo debateu a causa da sua fé com eloquência durante a audiência. O debate entre Marcellus e Aurelius e a ata do martírio de Marcelo é extensa.
Ele foi condenado a morte pela espada. O notário do julgamento, São Cassiano recusou-se a produzir uma ata do jeito que o imperador queria e foi também martirizado e morto.

Leitura da Epístola dos

Efésios 5, 15-21                                                                                         
15 Vigiai, pois, com cuidado sobre a vossa conduta: que ela não seja conduta de insensatos, mas de sábios 16 que aproveitam ciosamente o tempo, pois os dias são maus. 17 Não sejais imprudentes, mas procurai compreender qual seja a vontade de Deus. 18 Não vos embriagueis com vinho, que é uma fonte de devassidão, mas enchei-vos do Espírito. 19 Recitai entre vós salmos, hinos e cânticos espirituais. Cantai e celebrai de todo o coração os louvores do Senhor. 20 Rendei graças, sem cessar e por todas as coisas, a Deus Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo! 21 Sujeitai-vos uns aos outros no temor de Cristo.
Sequência do Santo Evangelho

São João 4,46- 53                                                                        
46 Ele voltou, pois, a Caná da Galiléia, onde transformara água em vinho. Havia então em Cafarnaum um oficial do rei, cujo filho estava doente. 47 Ao ouvir que Jesus vinha da Judéia para a Galiléia, foi a ele e rogou-lhe que descesse e curasse seu filho, que estava prestes a morrer. 48 Disse-lhe Jesus: Se não virdes milagres e prodígios, não credes... 49 Pediu-lhe o oficial: Senhor, desce antes que meu filho morra! 50 Vai, disse-lhe Jesus, o teu filho está passando bem! O homem acreditou na palavra de Jesus e partiu. 51 Enquanto ia descendo, os criados vieram-lhe ao encontro e lhe disseram: Teu filho está passando bem. 52 Indagou então deles a hora em que se sentira melhor. Responderam-lhe: Ontem à sétima hora a febre o deixou. 53 Reconheceu o pai ser a mesma hora em que Jesus dissera: Teu filho está passando bem. E creu tanto ele como toda a sua cas

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Catecismo Anticomunista

Russia espararia seus ensinamentos comunistas pelo Mundo(Fatima).
XIII. A IGREJA E OS OPERARIOS
66 Que tem feito a Igreja pelos pobres e operários?
A Igreja, ao longo da Historia, aboliu a escravatura, defendeu os fracos e pobres, ensinou os ricos e poderosos a amparar os humildes, difundiu a justiça e a caridade. Organizou os trabalhadores em grandes sociedades chamadas corporações, que cuidavam de sua formação técnica, de sua prosperidade material, do bem espiritual deles e de sua família, lhes davam assistência na doença e cuidavam dos seus filhos em caso de morte. Estas associações sofreram um golpe de morte com a Revolução Francesa, mas duraram em muitos países até as agitações do ano de 1848; na Alemanha elas ainda existem.
67 Depois de 1848 a Igreja não fez mais fada pelos operários?
O individualismo introduzido pela Revolução Francesa destruiu as corporações católicas e deixou os operários entregues à própria sorte. Então a Igreja empreendeu um grande trabalho em favor deles, simultaneamente em três pontos.
68 Qual foi a primeira frente que a Igreja atacou?
A Igreja Católica procurou, de início, principalmente minorar a miséria das pessoas. Para este fim multiplicou as Santas Casas, os orfanatos, asilos para velhos, Oratórios festivos, creches, e obras de assistência social. Assim é que, para dar um exemplo, no Estado de São Paulo, atualmente, de cada cem instituições de caridade ou de assistência, oitenta são mantidas pela Igreja Católica. Os comunistas não mantêm nenhuma. As vinte restantes pertencem a outras igrejas, às organizações leigas e ao Poder público. Nos outros Estados do Brasil, a proporção de obras mantidas pela Igreja é ainda maior. E note-se que as instituições de caridade e assistência mantidas e dirigidas pela Igreja funcionam admiravelmente. Basta ver um hospital dirigido por Religiosas.
69 Qual foi a segunda frente que a Igreja atacou?
Enquanto fundava e organizava instituições de caridade e de assistência, a Igreja lutava para corrigir os defeitos da sociedade que geravam tanta miséria. Desde o Papa Pio IX, e principalmente no pontificado de Leão XIII, Ela insistiu com os ricos, os patrões, o Estado e os trabalhadores para que se lembrassem da ordem social que Deus quer e Jesus Cristo fundou, e se aplicassem a melhorar as condições de vida do operário. Os Papas ensinaram que o trabalho não é mercadoria, e que o homem que trabalha tem direito a um salário nas seguintes condições:
a) que lhe permita viver com dignidade; b) que dê para criar e educar os filhos; c) que possibilite ao trabalhador diligente e econômico formar um pecúlio que melhore a sua situação e lhe garanta o futuro.
70 Os ensinamentos dos Papas tiveram resultado?
Os ensinamentos dos Papas já modificaram completamente, em muitos países, a mentalidade dos patrões e dos operários, e melhoraram felizmente as condições destes últimos. Mas a Igreja continua a insistir, e o atual Pontífice, Sua Santidade o Papa João XXIII, publicou há pouco a Encíclica “Mater et Magistra”, em que ensina mais uma vez como os patrões devem tratar os trabalhadores, para que haja justiça, caridade e paz.
71 Qual foi a terceira frente em que a Igreja empreendeu o grande trabalho em favor dos operários?
A Igreja, enquanto atendia as misérias mais gritantes e imediatas, e ensinava aos patrões e operários como devia ser as suas relações de acordo com a justiça e a caridade, promovia a organização destes e daqueles em associações, que se chamam corporações, círculos operários,
etc. Estas organizações formam nos vários países grandes confederações, como na França a Confederação dos Trabalhadores Cristãos, na Itália a Associação Católica dos Trabalhadores Italianos, no Brasil a Confederação dos Círculos Operários, etc.
72 Em que mais os Papas insistiram?
Os Papas insistiram em que os operários se unam, para juntos defenderem os seus direitos, respeitando, porém, os direitos dos patrões. Os Papas aconselham a estes que, na medida do possível, melhorem o salário e as condições dos trabalhadores, dando-lhes mais do que o estritamente justo.
73 Quais os Papas que mais se salientaram , na ação em favor dos direitos do operário, e da justiça e harmonia entre as classes sociais?
Todos os Papas se têm desvelado pela melhora da dura situação que começou para os operários com a Revolução Francesa. De um modo especial devem-se mencionar os seguintes Pontífices: Leão XIII, autor da Encíclica “Rerum Novarum”; Pio XI, autor da Encíclica “Quadragesimo Anno”; João XXIII, autor da Encíclica “Mater et Magistra”.
74 Que Papas se salientaram na luta contra o comunismo?
Todos os Papas, de Pio IX a João XXIII, tem condenado o comunismo. A Encíclica “Divini Redemptoris” de Pio XI trata especialmente do assunto, com grande, clareza e vigor. Durante o pontificado de Pio XII, a Suprema Sagrada Congregação do Santo Ofício fulminou com a pena de excomunhão quem pertence ao Partido Comunista ou colabora com ele.
75 Quais as conseqüências práticas desta excomunhão?
Os membros do Partido Comunista e os que com ele colaboram não podem receber os Sacramentos nem ser padrinhos de batismo, confirmação e casamento, ficam privados de enterro religioso e sepultura eclesiástica, e não se pode celebrar em público: missa em sufrágio de suas almas.
76 Os comunistas têm direito de divulgar suas doutrinas, de viva voz, ou pela imprensa, rádio e outros meios de propaganda?

Não. Segundo a doutrina católica o erro não tem direito de ser difundido. Cumpre ao Poder Público proibir-lhe a propaganda.


http://www.lojinhadoconvento.blogspot.com.br/2014/01/novo-lancamento.html

REZEM TODOS OS DIAS O SANTO ROSÁRIO,façam penitência.

Em reparação pelos  que não Consagraram a Rússia ao Imaculado Coração de Maria pela Conversão dos pobres pecadores.

29 de outubro dia de São Donato, Confessor e Bispo

29/10 Quarta-feira
Festa de Quarta Classe
Paramentos Verdes

 São Donato, nasceu em Irlanda, foi bispo de Fiésole, cerca de 829 a 876, e é celebrado a 22 de Outubro. De origem Irlandesa, foi professor e poeta. Conta a tradição que, vindo de Roma, onde fora visitar em peregrinação os túmulos dos Apóstolos, tornou-se bispo da cidade de Fiésole através de um caso miraculoso. Ao entrar na catedral da cidade, onde se procedia à eleição do novo bispo, os círios ter-se-ão acendido e os sinos terão começado a tocar sozinhos.Quando ainda pequeno, foi levado para Roma, onde cresceu aos cuidados de padre Pimênio. No qual teve como companheiro Juliano, que era reconhecido posteriormente por apóstata, por renegar a fé cristã. Perseguido em Roma ele vai para Arezzo, onde e mais tarde é consagrado como bispo. Juliano ao se tornar imperador, inicia uma forte perseguição aos fiéis cristãos, e entre as vítimas encontrava-se Donato. Que teria sido martirizado em 362. Donato supostamente teria sido canonizado por operar milagres por seu intermédio.

Leitura da Epístola dos

Efésios 5, 15-21                                                                                         
15 Vigiai, pois, com cuidado sobre a vossa conduta: que ela não seja conduta de insensatos, mas de sábios 16 que aproveitam ciosamente o tempo, pois os dias são maus. 17 Não sejais imprudentes, mas procurai compreender qual seja a vontade de Deus. 18 Não vos embriagueis com vinho, que é uma fonte de devassidão, mas enchei-vos do Espírito. 19 Recitai entre vós salmos, hinos e cânticos espirituais. Cantai e celebrai de todo o coração os louvores do Senhor. 20 Rendei graças, sem cessar e por todas as coisas, a Deus Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo! 21 Sujeitai-vos uns aos outros no temor de Cristo.
Sequência do Santo Evangelho

São João 4,46- 53                                                                        
46 Ele voltou, pois, a Caná da Galiléia, onde transformara água em vinho. Havia então em Cafarnaum um oficial do rei, cujo filho estava doente. 47 Ao ouvir que Jesus vinha da Judéia para a Galiléia, foi a ele e rogou-lhe que descesse e curasse seu filho, que estava prestes a morrer. 48 Disse-lhe Jesus: Se não virdes milagres e prodígios, não credes... 49 Pediu-lhe o oficial: Senhor, desce antes que meu filho morra! 50 Vai, disse-lhe Jesus, o teu filho está passando bem! O homem acreditou na palavra de Jesus e partiu. 51 Enquanto ia descendo, os criados vieram-lhe ao encontro e lhe disseram: Teu filho está passando bem. 52 Indagou então deles a hora em que se sentira melhor. Responderam-lhe: Ontem à sétima hora a febre o deixou. 53 Reconheceu o pai ser a mesma hora em que Jesus dissera: Teu filho está passando bem. E creu tanto ele como toda a sua cas

terça-feira, 28 de outubro de 2014

28 de outubro dia de São Judas Tadeu e São Simão, Apóstolos e Mártir

28/10 Terça-feira
Festa de Segunda Classe
Paramentos Vermelhos
 São Simão e São Judas Tadeu, Apóstolos e Mártires
 A tradição conta que São Judas pregou o Evangelho na Judeia, Samaria, Idumeia, Síria, Mesopotâmia e Líbia antiga. Acredita-se também que ele visitou Beirute e Edessa, embora o emissário desta última missão seja também identificado por outras fontes como sendo Tadeu de Edessa, um dos Setenta. Sua morte teria ocorrido junto com a de Simão, o zelote na Pérsia, onde teriam sido martirizados. Ainda que São Judas  nasceu de uma família judaica em Paneas, uma cidade Caná na Galileia que, quando foi posteriormente reconstruída pelos romanos, foi renomeada para Cesareia de Filipe. É quase certo que ele falava tanto o grego quanto o aramaico, assim como os seus contemporâneos naquela região, e que era um fazendeiro de profissão. Ainda de acordo com a lenda, São Judas era filho de Cleofas e sua esposa, Maria, uma prima- irmã da Virgem Maria. Esta mesma tradição afirma que seu pai fora assassinado por sua devoção aberta e irrestrita ao Cristo ressucitado. Depois viajou para a Samaria e outras populações judaicas divulgando o Evangelho. Tomou parte no primeiro Concílio de Jerusalém (50) e em seguida passou evangelizando pela Mesopotâmia, atual Pérsia, Edessa, Arábia e Síria. Parece claro que destacou-se principalmente na Armênia, Síria e Norte da Pérsia (43-66), sendo o primeiro a manifestar apoio ao rei estrangeiro, Algar de Edessa.
Embora São Gregório, o Iluminador seja creditado como sendo o "Apóstolo dos Armênios", quando ele batizou o rei Tiridates III da Armênia em 301 d.C., convertendo os armênios, os apóstolos Judas e Bartolomeu são tradicionalmente acreditados como tendo pela primeira vez levado o cristianismo para a Armênia e são, por isso, venerados como santos padroeiros pela Igreja Apostólica Armênia. Ligada à esta tradição estão os mosteiros de São Tadeu (hoje no norte do Irã) e o São Bartolomeu (hoje no sudeste da Turquia), ambos tendo sido construídos no que então era parte da Armênia (província romana). Suas relíquias se encontram supostamente na Basílica de São Pedro, em Roma, para onde teriam sido trasladadas e são veneapós Tiago. E Maria Salomé, a única irmã, foi mãe dos apóstolos Tiago o Maior e João Evangelista. Também chamado  Tadeu, é um dos doze citados nominalmente por Mateus e Marcos, em seus Evangelhos, e um dos mais fervorosos do grupo. Depois da ascensão de Jesus e que os Apóstolos receberam o Espírito Santo, no Cenáculo em Jerusalém, iniciou a pregação de sua fé no meio dos maiores sofrimentos e perseguições, pela Galiléia.

Na Mesopotâmia ganhou a companhia de outro apóstolo, Simão o Zelota, aparentemente viajando em companhia de quinto Apóstolo a ir ao Oriente. Segundo relata São Jerônimo, ambos foram martirizados cruelmente quando estavam na Pérsia, mortos a golpes de machado (70), desferidos por sacerdotes pagãos, por se recusarem a prestar culto à deusa Diana.
Leitura da Epístola dos

Efésios 4, 7-13
7 Mas a cada um de nós foi dada a graça, segundo a medida do dom de Cristo, 8 pelo que diz: Quando subiu ao alto, levou muitos cativos, cumulou de dons os homens (Sl 67,19). 9 Ora, que quer dizer ele subiu, senão que antes havia descido a esta terra? 10 Aquele que desceu é também o que subiu acima de todos os céus, para encher todas as coisas. 11 A uns ele constituiu apóstolos; a outros, profetas; a outros, evangelistas, pastores, doutores, 12 para o aperfeiçoamento dos cristãos, para o desempenho da tarefa que visa à construção do corpo de Cristo, 13 até que todos tenhamos chegado à unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, até atingirmos o estado de homem feito, a estatura da maturidade de Cristo. 

Sequência do Santo Evangelho


São João 15,17-25
17 O que vos mando é que vos ameis uns aos outros. 18 Se o mundo vos odeia, sabei que me odiou a mim antes que a vós. 19 Se fôsseis do mundo, o mundo vos amaria como sendo seus. Como, porém, não sois do mundo, mas do mundo vos escolhi, por isso o mundo vos odeia. 20 Lembrai-vos da palavra que vos disse: O servo não é maior do que o seu senhor. Se me perseguiram, também vos hão de perseguir. Se guardaram a minha palavra, hão de guardar também a vossa. 21 Mas vos farão tudo isso por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou. 22 Se eu não viesse e não lhes tivesse falado, não teriam pecado; mas agora não há desculpa para o seu pecado. 23 Aquele que me odeia, odeia também a meu Pai. 24 Se eu não tivesse feito entre eles obras, como nenhum outro fez, não teriam pecado; mas agora as viram e odiaram a mim e a meu Pai. 25 Mas foi para que se cumpra a palavra que está escrita na sua lei: Odiaram-me sem motivo (Sl 34,19; 68,5) 



segunda-feira, 27 de outubro de 2014

27 de outubro dia de São Elesbão Rei, Confessor

27/10 Segunda-feira
Festa de Quarta Classe
Paramentos Verdes
 São Elesbão foi um rei de Axum, na atual Etiópia (Abissínia), 47° da sua dinastia. Segundo a tradição, era descendente do rei Salomão e da rainha de Sabá. No século VI dC, Elesbão conseguiu expandir o reino cristão da Etiópia através do Mar Vermelho até a Península Arábica e o Iêmen, convertendo árabes e judeus à fé cristã. No século VI a nação etíope situada a oeste do Mar Vermelho possuía seus maiores limites de fronteira, era um vasto reino que incluía outros povos além dos etíopes. O soberano era Elesbão, rei católico, contemporâneo do imperador romano Justiniano, muito estimado por todos os súditos e seu reino era uma fonte de propagação da fé cristã. O reino vizinho, formado pelos hameritas, Cerca de 523, Danaan judeu (Dihu Nowas), que renegara a fé convertendo-se ao judaímo do Reino Himyarita (atual Iêmen), lançou uma rebelião contra Elesbão. Danaan massacrou cristãos do seu reino, incluindo o vice-rei instalado por Elesbão na cidade de Safar era chefiado por Dunaan,. Nesta ocasião mandou matar todos os integrantes do clero e transformou as igrejas em sinagogas, tornando-se temido e famoso por seu ódio declarado aos cristãos.
Por isso, muitos deles, inclusive o arcebispo Tonfar, buscaram abrigo e proteção nas terras do rei Elesbão, pois até a própria esposa de Dunaan, chamada Duna foi morta por ele, juntamente com as filhas, por ser cristã e não negarem sua fé em Cristo. Os registros indicam que houve um verdadeiro massacre onde morreram cerca de quatro mil cristãos.
Elesbão decidiu reagir àquela verdadeira matança imposta aos irmãos católicos e declarou guerra a Dunaan. Liderando seu povo na fé e na luta, com o apoio de Justino I, Imperador Romano do Oriente, Elesbão reage e consegue vencer Danaan numa guerra, reestabelecendo a fé e colocando no trono do reino de Danaan um rei cristão, Arauto ganhou a guerra e a vizinhança passou a ser governada pelo rei Ariato, um cristão fervoroso.
Mas ele teve de vencer outra batalha ainda maior além dessa travada contra o inimigo, aquela contra si mesmo. Depois de um curto período de muita oração e penitência, aceitou o chamado de Deus. Abdicou do trono em favor do filho, seu sucessor natural, e dividiu seus tesouros entre os súditos pobres. Assim Elesbão partiu para Jerusalém, onde depositou sua coroa real na igreja do Santo Sepulcro e se retirou para dentro do deserto, vivendo como monge anacoreta, até morrer em 555.
No Brasil, a partir dos escravos, foi muito difundida a devoção de Santo Elesbão, o rei negro da Etiópia. Sua festa é celebrada em todo o mundo cristão, do ocidente e do oriente, no dia 27 de outubro, considerado o de sua morte.


Leitura da Epístola dos

Efésios 5, 15-21                                                                                         
15 Vigiai, pois, com cuidado sobre a vossa conduta: que ela não seja conduta de insensatos, mas de sábios 16 que aproveitam ciosamente o tempo, pois os dias são maus. 17 Não sejais imprudentes, mas procurai compreender qual seja a vontade de Deus. 18 Não vos embriagueis com vinho, que é uma fonte de devassidão, mas enchei-vos do Espírito. 19 Recitai entre vós salmos, hinos e cânticos espirituais. Cantai e celebrai de todo o coração os louvores do Senhor. 20 Rendei graças, sem cessar e por todas as coisas, a Deus Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo! 21 Sujeitai-vos uns aos outros no temor de Cristo.
Sequência do Santo Evangelho

São João 4,46- 53                                                                        
46 Ele voltou, pois, a Caná da Galiléia, onde transformara água em vinho. Havia então em Cafarnaum um oficial do rei, cujo filho estava doente. 47 Ao ouvir que Jesus vinha da Judéia para a Galiléia, foi a ele e rogou-lhe que descesse e curasse seu filho, que estava prestes a morrer. 48 Disse-lhe Jesus: Se não virdes milagres e prodígios, não credes... 49 Pediu-lhe o oficial: Senhor, desce antes que meu filho morra! 50 Vai, disse-lhe Jesus, o teu filho está passando bem! O homem acreditou na palavra de Jesus e partiu. 51 Enquanto ia descendo, os criados vieram-lhe ao encontro e lhe disseram: Teu filho está passando bem. 52 Indagou então deles a hora em que se sentira melhor. Responderam-lhe: Ontem à sétima hora a febre o deixou. 53 Reconheceu o pai ser a mesma hora em que Jesus dissera: Teu filho está passando bem. E creu tanto ele como toda a sua casa.

domingo, 26 de outubro de 2014

Nosso Senhor Cristo Rei

26/10 Vigésimo Terceiro Domingo depois de Pentecostes
Festa de Primeira Classe Nosso Senhor Cristo Rei
Paramentos Brancos

Vamos comemorar hoje, no último Domingo de outubro, a Festa de Cristo-Rei. Essa cerimônia, instituída por Pio XI, é agora quase vazia de sentido para a maioria dos católicos. São Pio X, na Carta Apostólica "Notre Charge apostolique", diz: "Não há verdadeira civilização sem civilização moral, e não há verdadeira moral sem verdadeira religião". “A verdade, dizia ainda São Pio X, é una e indivisível, eternamente a mesma, e não se submete aos caprichos dos tempos”.
"É possível aceitar o Concílio Vaticano II, quando em nome do deste concílio dizeis que é preciso destruir todos os Estados católicos? Que não precisamos mais do Estado Católicos, logo não mais reine Nosso Senhor Jesus Cristo nos Estados ? Não, não é mais possível (Mons. Lefebvre “Homilia em Lille, 29-8-76”) .
Atos proibidos de Fé (Pela ONU e Vaticano II)
"... O  ponto  central do conflito situa-se em dois  ataques contra a liberdade religiosa e contra a prenteção do espírito de Assis " (Cardeal Ratzinger, Chile, 1988).
...Duas idéias           ...Duas vontades...   ...Duas sociedades...      ... Duas eternidades ...            
A vontade de Nosso Senhor Jesus Cristo da Santíssima Virgem
     Quem pode negar que o nosso Senhor tem um desejo infinito,(E direito) na natureza, para ser adorado exclusivamente,com o Pai e o Espírito Santo, e eliminar outras religiões? "Tu não deves ter  outro Deus diante de Mim "(Ex. 20, 2).Quem pode negar que o nosso Senhor tem um desejo infinito,por natureza, todos os homens dentro do Corpo Mistico de Jesus Cristo que é Igreja Católica "Ide, ensinai todas as nações, batizando-oso nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo "(Mt 28, 19) Quem pode negar que o nosso Senhor tem um desejo infinito que Estados, leis e instituições sejam  católicos? (Trata-se de o Reinado Social de Jesus Cristo. É um dogma da Fé Católica! "Quas Primas" Pio XI                                                                                       
Quem pode negar que Deus Nosso Senhor conceda que temos  inimizade para com o demônio, as suas ideias? "E porei inimizade entre ti ea mulher, entre tua descendecia e a e seus descendentes "(Gn 3, 15).
A vontade do diabo
E esse Concilio Vaticano II , Estado Laico....................................................................
(w.w.w. Mons. Marcel-lefebvre-tam.com/pdf/francese/livre_5_texte_complet.pdf)  
Pois vivemos o laicismo determinado pelo Estado, "o grande erro do tempo presente". Para o Estado laico, o cuidado da Religião é algo inteiramente indiferente. Em um semelhante Estado, é impossível o Reino de Jesus Cristo. Santo Tomás de Aquino ensina que nós não somos medida da verdade, mas somos medidos pela verdade. A ela devemos nos curvar, porque a verdade é o reflexo de Deus, pois foi Ele mesmo que disse no Evangelho: “Eu sou a Verdade” (São João 14, 6). E não se constrói a paz batendo-se apenas pelos direitos do homem. A paz virá quando forem respeitados os direitos de Deus. O restabelecimento da paz será concomitante com a restauração do Reino de Cristo. Não é pela religião do homem que se faz Deus, mas sim pela de religião Deus, que se fez homem para nos salvar, que reconstruiremos a paz. A paz é “a tranquilidade da ordem” (Santo Agostinho). A ordem é a condição para a paz. Por isso não há paz no pecado, na Concilio Vaticano II, na ONU. A liberdade religiosa que é uma das desordem na nossa relação com o Criador. O pecado das nações, o pecado das famílias, o pecado das consciências é que destrói a paz. Só haverá paz das armas quando houver a paz das almas. Por isso, a paz exige luta não aceita o comodismo. Combate-se as paixões; ao erro, ao mal, esse Concílio Vaticano II que nega as verdades ensinadas até então.  Nosso Senhor Jesus Cristo nos conforta e nos manda adiante nesta luta pelo Reino e diz: “Não vim trazer a paz e sim a espada” (Mt. 10, 34). Alguns, com uma falsa idéia de paz, em nome da Igreja Conciliar pensam que para salvaguardar a união não se deve se indispor com os outros em hipótese alguma. A este São Paulo responde: “Se eu procurasse agradar aos homens não seria servo de Cristo” (Gal. 1, 10). Peçamos a Maria Rainha da Paz que nos alcance esta graça diante de Deus, a paz verdadeira através do combate. Viva Cristo Rei! Viva Maria Rainha!
                                
Leitura da Epístola dos 


Colossenses 1, 12-20
12.Sede contentes e agradecidos ao Pai, que vos fez dignos de participar da herança dos santos na luz.13.Ele nos arrancou do poder das trevas e nos introduziu no Reino de seu Filho muito amado,14.no qual temos a redenção, a remissão dos pecados. 15.Ele é a imagem de Deus invisível, o Primogênito de toda a criação.16.Nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as criaturas visíveis e as invisíveis. Tronos, dominações, principados, potestades: tudo foi criado por ele e para ele.17.Ele existe antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem nele.18.Ele é a Cabeça do corpo, da Igreja. Ele é o Princípio, o primogênito dentre os mortos e por isso tem o primeiro lugar em todas as coisas.19.Porque aprouve a Deus fazer habitar nele toda a plenitude 20.e por seu intermédio reconciliar consigo todas as criaturas, por intermédio daquele que, ao preço do próprio sangue na cruz, restabeleceu a paz a tudo quanto existe na terra e nos céus.                                                                                                              
Sequência do Santo Evangelho                                                                                                                                                                
São João 18,33-37
33.Pilatos entrou no pretório, chamou Jesus e perguntou-lhe: És tu o rei dos judeus? 34.Jesus respondeu: Dizes isso por ti mesmo, ou foram outros que to disseram de mim? 35.Disse Pilatos: Acaso sou eu judeu? A tua nação e os sumos sacerdotes entregaram-te a mim. Que fizeste?36.Respondeu Jesus: O meu Reino não é deste mundo. Se o meu Reino fosse deste mundo, os meus súditos certamente teriam pelejado para que eu não fosse entregue aos judeus. Mas o meu Reino não é deste mundo.37.Perguntou-lhe então Pilatos: És, portanto, rei? Respondeu Jesus: Sim, eu sou rei. É para dar testemunho da verdade que nasci e vim ao mundo. Todo o que é da verdade ouve a minha voz.

26 de outubro dia de São Evaristo, Papa Mártir



Santo Evaristo quarto sucessor de São Pedro, a Igreja governou por quase oito anos, ordenou 17 sacerdotes, 2 diáconos e 15 bispos. Grego de nascimento, mas originalmente de Judéia, o filho de um judeu. Nascido nos anos 60, uma família judia se pai chamado Judas, um nativo de Belém, que se estabeleceram na Grécia terras gregas, e educadas na doutrina e princípios Judaicos recebeu e aprendeu esta educação judaica nas escolas gregas. Não são conhecidos detalhes de sua conversão ao cristianismo, mas os olhares e Roma como um dos muito estimado pelos sacerdotes fiéis, zeloso, eleva o nível da comunidade dos cristãos na cidade, entregando-se completamente para mostrar Jesus Cristo. Conhecimento extensivo da Escritura, é aprendido na pregação e serviço humilde. Morto mártir Anacleto Papa, sucessor de Clemente, a atenção está fixa em Evaristo. Pela humildade resistiu com todas as forças possíveis para assumir a dignidade que se comportou como um serviço de alta. Em 27 de julho do ano 108 pelo Papa levou a Igreja a Evaristo. Frequentou precisa cuidadosamente vezes: Defenda a verdadeira fé contra os erros gnósticos. Estabelece normas que afetam a consagração e pastoral dos Bispos e diáconos. Enviar a celebração pública de casamentos. Ele lida com a vida dos fiéis, alguns amanhecer e administração territorial, para melhor atendimento e governo. Ele também escreveu cartas para os fiéis da África e do Egito.Ele morreu como um mártir, sendo imperador Trajano, para o 117.