domingo, 3 de julho de 2022

03 de julho dia de São Ireneu, Bispo, Mártir e Confessor


   Nascido na Asia proconsular, pelo menos em alguma província em seu limite, na primeira metade do século II. Não se sabe a data certa de seu nascimento. Está entre os anos 115 e 125, ou entre 130 e 142 segundo outros autores.Ainda muito jovem, tinha visto e escutado Policarpo de Esmirna (?-155) que, por sua vez - segundo uma tradição atestada por Pápias de Hierápolis - fora discípulo de João Evangelista. Durante a perseguição ordenada por Marco Aurélio, Ireneu era sacerdote na igreja de Lugdunum (atual Lyon), na Gália. O clero da cidade, muitos dos quais presos por testemunharem sua fé, enviou (em 177 ou 178) uma carta ao papa Eleutério sobre o montanismo, testemunhando os méritos de Ireneu. Quando São Potínio foi martirizado, Ireneu foi feito bispo em seu lugar. 
Durante a trégua religiosa subsequente à perseguição de Marco Aurélio, o novo bispo dividiu seu tempo entre deveres como pastor e missionário (do que temos poucas e incertas informações) e os seus escritos, quase todos dirigidos contra a heresia do Gnosticismo, que começava a se espalhar pela Gália. Neste sentido, sua obra mais famosa é chamada de Contra Heresias (Adversus haereses) até aos dias de hoje em suas versões latinas e arménias: a primeira é a "Exposição e refutação do pretenso conhecimento", em português conhecida como "Contra Heresias."       
 A data de sua morte, que deve ter ocorrido no fim do século II ou início do século III. Alguns testemunhos nesse sentido, terminado sua vida num martírio. Ele morreu por volta de 202 d.C. quando do reinado de Setímio Severo ou nas mãos de hereges. Ele foi enterrado sob a igreja de São João em Lyon, que foi posteriormente renomeada "Santo Ireneu" em sua homenagem. Porém, o túmulo e seus restos foram completamente destruídos em 1562 pelos huguenotes.


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário

sábado, 2 de julho de 2022

Pensamentos de Santa Teresinha


"Pensamentos de Santa Teresinha"
Mais informações sobre a venda do nosso livro clique aqui!


Mês de Julho
 http://www.aascj.org.br/home/wp-content/uploads/2015/03/SANTA-TERESINHA-EM-PRETO-E-BRANCO.jpg


1. “Oh! Deve se julgar toda mortificação louvável e meritória, quando se está persuadido que Deus é quem a pede. Si houver engano na ação, Ele se deixa enternecer pela intenção”. (Conselho e Lembrança)

2. “Quando oro por alguma intenção, não ofereço os meus sofrimentos, digo simplesmente: Meu Deus, daí a esta alma tudo que desejo para mim”.

3. Por isso mesmo que sinto dores muito fortes, procuro amar o sofrimento e mostrar-lhe sempre bom rosto.

4. “Quando me acontece cair nalguma falta, levanta-me prontamente. Um olhar a Jesus, e o recolhimento de nossa própria miséria tudo repara.”

5. Quando mais a alma renunciar a satisfações naturais, tanto mais forte e desinteressada se tornará a sua ternura. (Historia de uma Alma, c.X)

6. “Qual seria vosso merecimento, dizia a uma de suas noviças, si houvésseis de combater quando sentis coragem? Que importa que a não sintais, contato que procedais corajosamente?”

7. Orais pelos pobres doentes, próximos á morte, si soubésseis quão pouco basta para fazer perder a paciência!...

8. “Jamais pedi a Deus a graça de morrer jovem: ter meia parecido covardia”.

9. “Quisera ser missionário, não só durante alguns anos, mas quiseram tê-lo sido desde a criação do mundo, e assim continuar até á consumação do século”.

10. Como é fácil agradar a Jesus, arrebatar-lhe o coração!Basta só amá-lo sem olhar para si mesmo, sem examinar demasiadamente os próprios defeitos.

11. 11- Quanta vez pensa que todas as graças de que tenho sido cumulada devo, talvez, ás instancias de alguma pequenina alma que somente no céu irei conhecer.

12. Desde que a alma deixa de consultar a bussola infalível da obediência, logo se perde em caminhos áridos, aonde a água da graça em pouco tempo lhe vem a faltar.

13. “Embora sem desprezar os belos pensamentos que nos unem a Deus, compreendo, entretanto, há muito, que precisamos estar alerta, afim de nos não apoiarmos demasiadamente neles. As mais sublimes inspirações nada são sem obras”.

14. “Demos tudo a Jesus com generosidade, sejamos pródigos para com Ele”.

15. “Quero adquirir méritos, mas não para as necessidades da Igreja, em uma palavra,para atirar rosas ao mundo todo,aos justos e pecadores”.

16. “Sinto-me livre, sem temores, e, si aprouver ao bom Deus,de bom grado consinto que minha vida de sofrimentos de corpo e de espírito se prolongue por muitos anos.Oh! não temo a vida longa,não recuso o combate”.

17. “Quando agradeço ao Senhor por não me ter feito encontrar senão amarguras nas amizades da terra!Com coração como meu, ter-me-ia deixado prender e cortar as asa; e,depois como poderia voar e repousar?”.

18. “Devemos fazer tudo da nossa parte, dar sem medida, provar o nosso amor por todas as boas abras que estiverem ao nosso alcance. Mas como,na realidade,tudo isso é bem pouca coisa, urge que ponhamos toda a nossa confiança naquele que,só,pode santificar as ações, e que nos confessemos servos inúteis, esperando, porém, ao mesmo tempo, que Deus nos há de dar, pela sua graça, tudo o que desejamos”.

19. Suplico-vos, ó Jesus, tirai-me a liberdade de vos desagradar.

20. Sim, num ato de amor, mesmo não sensível, tudo é reparado, até sobrepujado. Jesus sorri e nos auxilia sem parecer.

21. Quando voltamos para Jesus, Ele nos ama ainda mais do que antes da nossa falta.

22. Nunca desejei morrer num dia de festa, a minha morte será por si mesma uma festa bastante bela!

23. A mim, Deus deu a sua misericórdia infinita... Tendo apenas uma aspiração: amá-la até morrer de amor.

24. A morte de amor que aspiro é a morte de Jesus na cruz.

25. O amor atrai o amor, o meu arroja-se para vós, querendo encher o abismo que atrai.

26. Entendi que o amor encerra todas as vocações, que o amor é tudo, que abrange todos os tempos e lugares, porque é eterno.

27. Não sou como outrora, na minha infância, acessível a qualquer dor, estou como ressuscitada toda, não estou mais no lugar em que julgam. Cheguei ao ponto de não poder sofrer, porque todo sofrimento me é suave.

28. Desde que me coloquei nos braços de Jesus, sou semelhante ao vigia que do mais alto torreão do castelo forte observa o inimigo. Nada me escapa; ás vezes, fico espantada de ver as coisas tão claramente.

29. Si todos soubessem o que lucra quem se nega em todas as coisas!...

30. Só a caridade pode dilatar o meu coração. Oh! Sim, a recompensa é grande já desde este mundo. Neste caminho só o primeiro passo custa.

31. Assemelho-me a uma criancinha bem pequenina; nada sofro, penso simplesmente de instante a instante, sem mesmo preocupar-me do que se vai seguir. 

Compre para ajudar nosso apostolado o Kit Santa Teresinha vai seu livrinho.
http://lojinhadoconvento.blogspot.com.br/2012/01/quite-santa-teresinha.html

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário. 

Dia 02, Visitação da Santíssima Virgem

02/07 Sábado
Festa de Segunda Classe
Paramentos Brancos

Neste dia a Santa Igreja festeja a visitação da Santíssima Virgem (que já portava em seu seio puríssimo a Nosso Senhor Jesus Cristo) a sua prima Santa Isabel, que se achava grávida e da qual nasceria São João Batista, o Precursor. Logo após a Anunciação, Maria parte imediatamente para Hebron, ao sul de Jerusalém, para visitar sua prima Isabel e o marido dela, Zacarias.O objetivo desta visita foi levar a graça divina para Isabel e para o seu filho ainda não nascido, João Batista.O fato de São João ter "chutado" quando Maria cumprimentou sua prima é sinal de que ele reconheceu a presença de Nosso Jesus Cristo e, neste instante, foi purificado do pecado original e preenchido com a graça divina. O diálogo travado entre as duas, como preservado no texto de Lucas se tornou parte da oração da Ave Maria - quando Isabel diz «Bendita és tu entre as mulheres, e bendito é o fruto do teu ventre» (Lucas 1:42) Nas igrejas de rito latino da Igreja Católica, a Visitação é o segundo Mistério Gozoso do Santo Rosário.- e do cântico chamado Magnificat - na resposta de Maria em «A minha alma engrandece ao Senhor» (Lucas 1:42) (em latim: Magnificat anima mea Dominum) -, reservado para esta festa é recitado com mais frequência dentro do Oficio Divino .                         
                                                                      
Magnífica
                                                                                                                        
Magníficat ánima mea Dóminum,

et exsultávit spíritus meus

in Deo salvatóre meo,

quia respéxit humilitátem ancíllæ suæ.


Ecce enim ex hoc beátam

me dicent omnes generatiónes,

quia fecit mihi magna,

qui potens est,

et sanctum nomen eius,

et misericórdia eius in progénies

et progénies timéntibus eum.


Fecit poténtiam in bráchio suo,

dispérsit supérbos mente cordis sui;

depósuit poténtes de sede

et exaltávit húmiles.


Esuriéntes implévit bonis

et dívites dimísit inánes.

Suscépit Ísrael púerum suum,

recordátus misericórdiæ,

sicut locútus est ad patres nostros,

Ábraham et sémini eius in sæcula.


Glória Patri et Fílio

et Spirítui Sancto.

Sicut erat in princípio,

et nunc et semper,

et in sæcula sæculórum.

Amen.


Intróito/
Salve, ó Santa Mãe; mãe que deu à luz o Rei que governa o céu e a terra para todo o sempre.
Sal. 44, 2. Do meu coração brotou uma palavra excelente, que consagro minhas obras ao meu Rei.
V/. Glória Patri.

Coleta
Senhor, pedimos-te que concedas aos teus servos o dom da graça celestial: e, como o nascimento da Santíssima Virgem foi o princípio de sua salvação; que assim a piedosa solenidade de sua Visitação lhes proporcione um aumento de paz.

Leitura da Epístola dos 


Cânticos dos Cânticos  2,8-14
8.- Oh, esta é a voz do meu amado! Ei-lo que aí vem, saltando sobre os montes, pulando sobre as colinas.9.Meu amado é como a gazela e como um cervozinho. Ei-lo atrás de nossa parede. Olho pela janela, espreito pelas grades.10.Meu bem-amado disse-me: Levanta-te, minha amiga, vem, formosa minha.11.Eis que o inverno passou, cessaram e desapareceram as chuvas.12.Apareceram as flores na nossa terra, voltou o tempo das canções. Em nossas terras já se ouve a voz da rola.13.A figueira já começa a dar os seus figos, e a vinha em flor exala o seu perfume; levanta-te, minha amada, formosa minha, e vem.14.Minha pomba, oculta nas fendas do rochedo, e nos abrigos das rochas escarpadas, mostra-me o teu rosto, faze-me ouvir a tua voz. Tua voz é tão doce, e delicado teu rosto!

GradualBenedícta et venerábilis es, Virgo María: qua sine tactu pudóris invénia es Mater Salvatóris. Você é abençoada e digna de veneração, Virgem Maria, que foi mãe do Salvador, sem que sua pureza tenha sofrido nenhum ataque.V/. Virgo, Dei Genetrix, quem totus non capit orbis, in tua se clausit víscera factus homo.V/. Virgem, Mãe de Deus, Aquele que o universo inteiro não pode conter, encerre-se em seu seio fazendo-se homem.
Aleluia, aleluia. V/. Felix es, sacra Virgo María, et omni laude digníssima: quia ex te ortus est sol iustítiæ, Christus, Deus noster. Aleluia. Aleluia, aleluia. V/. Você está feliz, Virgem Maria, e muito digna de louvor, porque de você veio o Sol da Justiça, Cristo nosso Deus. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho
                                                                                                           
São Lucas 1,39-47
39.Naqueles dias, Maria se levantou e foi às pressas às montanhas, a uma cidade de Judá.40.Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel.41.Ora, apenas Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança estremeceu no seu seio; e Isabel ficou cheia do Espírito Santo.42.E exclamou em alta voz: Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre.43.Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe de meu Senhor?44.Pois assim que a voz de tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança estremeceu de alegria no meu seio.45.Bem-aventurada és tu que creste, pois se hão de cumprir as coisas que da parte do Senhor te foram ditas!46.E Maria disse: Minha alma glorifica ao Senhor,47.meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador.

Ofertório
Bendita és tu, Virgem Maria, que carregaste o Criador de todas as coisas; você deu à luz aquele que te criou, e você permanece para sempre uma virgem.

Secreta
Que nos ajude, Senhor, a bondade de Vosso Filho único, que nasceu da Sempre Virgem, não alterou a integridade de sua Mãe, mas a consagrou, para que nos purifiquemos de nossas faltas na solenidade de sua Visitação, Ele faz nossa oblação agradável a Vós

Prefatio de B. Maria Virg. E você em Visitação. Prefácio da Bem-Aventurada Virgem Maria E, na Visitação do Bse....

Comunhão
Bem-aventurado o ventre da Virgem Maria, que deu à luz o Filho do Pai Eterno.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Recebemos, Senhor, as coisas sagradas que vos são oferecidas nesta solenidade anual, concedei-Vos, rogamos-vos, que nos dêem os remédios espirituais úteis à vida temporal e conduzindo à vida eterna.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário

A DEVOÇÃO DOS PRIMEIROS SÁBADOS

A Magnifica Promessa dos Cinco Primeiros Sábados

"A quem abraçar esta devoção, Eu prometo a salvação."
... Nossa Senhora de Fátima, no dia 13 de Junho de 1917





 São cinco os Primeiros Sábados por, segundo revelou Jesus, serem “cinco as espécies de ofensas e blasfêmias proferidas contra o Imaculado Coração de Maria.


Esta pergunta, levantada por muitos, também a fez a Irmã Lúcia a Nosso Senhor, que assim lhe respondeu: "Minha filha, o motivo é simples: são cinco as espécies de ofensas e blasfêmias proferidas contra o Imaculado Coração de Maria.


1. As blasfêmias contra a Imaculada Conceição;

2. Contra a sua virgindade;

3. Contra a maternidade divina, recusando, ao mesmo tempo, recebê-La como Mãe dos homens;

4. Os que procuram publicamente infundir, nos corações das crianças, a indiferença, o desprezo, e até o ódio para com esta Imaculada Mãe;

5. Os que A ultrajam diretamente nas Suas sagradas imagens". (Cfr. Memórias e Cartas da Irmã Lúcia, Porto, 1973).



Estas blasfêmias dos modernistas, maçônicos, hereges, cismáticos,ateus  e ímpios


  Cegos por um ecumenismo maçônico enganador, houve varias rebelião,a pior foi em 1962 com o Concilio Vaticano II reunião todas blasfêmias, e esquecem que só tem uma verdade evidente, relembrada aqui pela Mensagem de Fátima: aqueles que, obstinadamente e com pleno conhecimento, negam abertamente as prerrogativas da Santíssima Virgem Maria, cometem as blasfêmias mais odiosas respeitante a Ela por isto a:

Comunhão Reparadora nos Primeiros Sábados

  

 A salvação das almas, de todas as almas – "principalmente as que mais precisarem" –, arrebatando-as a todas do fogo do inferno que as ameaça é, portanto, em última análise, a intenção principal da prática dos Primeiros Sábados do mês. Foi essa mesma intenção que Nossa Senhora já tinha indicado no dia 19 de Agosto de 1917, quando recomendou aos pastorinhos a urgência de rezarem e fazerem sacrifícios: "Rezai, rezai muito; e fazei sacrifícios pelos pecadores, que vão muitas almas para o Inferno por não haver quem se sacrifique e peça por elas".



   Na Aparição do dia 13 de Julho anunciou Nossa Senhora em Fátima: “Para impedir a guerra virei pedir a consagração da Rússia ao meu Imaculado Coração e a Comunhão reparadora nos Primeiros Sábados”.
Esta última devoção veio pedi-la, aparecendo à Irmã Lúcia a 10-12-1925, em Pontevedra, Espanha. Disse então:
“Olha, minha filha, o meu coração cercado de espinhos que os homens ingratos a todos os momentos me cravam com blasfémias e ingratidões. Tu, ao menos, procura consolar-me e diz que prometo assistir na hora da morte, com todas as graças necessárias para a salvação, a todos os que, no Primeiro Sábado de cinco meses seguidos, se confessarem, receberem a Sagrada Comunhão, rezarem um terço e me fizerem companhia durante quinze minutos, meditando nos 15 mistérios do Rosário com o fim de me desagravar”.
Nª Senhora mostrou o seu Coração rodeado de espinhos, que significam os nossos pecados. Pediu que fizéssemos atos de desagravo para Lhos tirar, com a devoção reparadora dos cinco Primeiros Sábados. Em recompensa, promete-nos "todas as graças necessárias para a salvação”.
Jesus nos dois anos seguintes, 15 de Fevereiro de 1926 e 17 de Dezembro de 1927, insiste para que se propague esta devoção. Lúcia escreveu: “Da prática da devoção dos Primeiros Sábados, unida à consagração ao Imaculado Coração de Maria, depende a guerra ou a paz do mundo”.


CONDIÇÕES




As condições para ganhar o privilégio dos Primeiros Sábados são quatro:


1. Confissão. Para cada Primeiro Sábado é precisa uma confissão com intenção reparadora. Pode fazer-se em qualquer dia, antes ou depois do Primeiro Sábado, contanto que se receba a Comunhão em estado de graça.
A vidente perguntou: – “Meu Jesus, as (pessoas) que se esquecerem de formar essa intenção (reparadora)? Jesus respondeu – Podem formá-la na confissão seguinte, aproveitando a primeira ocasião que tiverem para se confessar”.
As outras três condições devem cumprir-se no próprio Primeiro Sábado, a não ser que algum sacerdote, por justos motivos, conceda que se possam fazer no domingo a seguir.
2. A Comunhão Reparadora.
3. O Terço.
4. A meditação, durante 15 minutos, de um só mistério, de vários ou de todos. Também vale uma meditação ou explicação de 3 minutos antes de cada um dos 5 mistérios do terço que se está a rezar.
Em todas estas quatro práticas deve-se ter a intenção de desagravar o Imaculado Coração de Maria.
A devoção dos 5 Primeiros Sábados foi aprovada pelo Bispo de Leiria a 13-9-1939, em Fátima.

ATO DE CONSAGRAÇÃO E DESAGRAVO

Virgem Santíssima e Mãe nossa querida, ao mostrardes o vosso Coração cercado de espinhos, símbolo das blasfêmias e ingratidões com que os homens ingratos pagam as finezas do vosso amor, pedistes que Vos consolássemos e desagravássemos.
Ao ouvir as vossas amargas queixas, desejamos desagravar o vosso doloroso e Imaculado Coração que a maldade dos homens fere com os duros espinhos dos seus pecados.
Dum modo especial Vos queremos desagravar das injúrias sacrilegamente proferidas contra a vossa Conceição Imaculada e Santa Virgindade. Muitos, Senhora, negam que sejais Mãe de Deus e nem Vos querem aceitar como terna Mãe dos homens. Outros, não Vos podendo ultrajar diretamente, descarregam nas vossas sagradas imagens a sua cólera satânica. Nem faltam também aqueles que procuram infundir nos corações das crianças inocentes, indiferença, desprezo e até ódio contra Vós.
Virgem Santíssima, aqui prostrados aos vossos pés, nós Vos mostramos a pena que sentimos por todas estas ofensas e prome¬temos reparar com os nossos sacrifícios, comunhões e orações tantas ofensas destes vossos filhos ingratos.
Reconhecendo que também nós, nem sempre correspondemos às vossas predileções, nem Vos honrámos e amámos como Mãe, suplicamos para os nossos pecados misericordioso perdão.
Para todos quantos são vossos filhos e particularmente para nós, que nos consagramos inteiramente ao vosso Coração Imaculado, seja-nos ele o refúgio durante a vida e o caminho que nos conduza até Deus. Assim seja.

 Papa São Pio X, a devoção dos primeiros sábados do mês foi aprovada oficialmente: "Todos os fiéis que, no primeiro sábado ou no primeiro domingo de doze meses seguidos, dedicarem algum tempo à oração vocal ou mental em honra da Imaculada Conceição da Santíssima Virgem ganham, em cada um desses dias, uma indulgência plenária. As condições são: confissão, comunhão e oração pelas intenções do Soberano Pontífice".

" Se Fizerem o que Eu vos disser, salvar-se-ão muitas almas e terão paz ... virei pedir ... a comunhão reparadora nos primeiros sábados dos mês."
       

... Nossa Senhora à Irmã Lúcia, 13 de Julho, 1917

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.

sexta-feira, 1 de julho de 2022

Primeira sexta feira do mês

Diante da cruz e do Sagrado Coração de Jesus e de Maria 
Reza-se:
Meu Deus, eu creio, adoro, espero e amo-Vos.
Peço-Vos perdão para os que não crêem, não adoram, não esperam e não Vos amam.

Santíssima Trindade, Pai, Filho, Espírito Santo,
adoro-Vos profundamente
e ofereço-Vos o preciosíssimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Jesus Cristo,presente em todos os sacrários da terra,
em reparação dos ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que ele mesmo é ofendido.
E pelos méritos infinitos do Seu Santíssimo Coração
e do Coração Imaculado de Maria,
peço-Vos a conversão dos pobres pecadores.
Ato de Consagração

ao Sagrado Coração de Jesus

Dulcíssimo Jesus, Redentor do gênero humano, lançai os vossos olhares sobre nós, humildemente prostrados diante de vosso altar. Nós somos e queremos ser vossos; e para que possamos viver mais intimamente unidos a Vós, cada um de nós neste dia se consagra espontaneamente ao vosso Sacratíssimo Coração.
Muitos nunca Vos conheceram; muitos desprezaram os vossos mandamentos e Vos renegaram. Benigníssimo Jesus, tende piedade de uns e de outros e trazei-os todos ao vosso Sagrado Coração.
Senhor, sede o Rei não somente dos fiéis que nunca de Vós se afastaram, mas também dos filhos pródigos que Vos abandonaram; fazei que eles tornem, quanto antes, à casa paterna, para que não pereçam de miséria e de fome.
Sede o Rei dos que vivem iludidos no erro, ou separados de Vós pela discórdia; trazei-os ao porto da verdade e à unidade da fé, a fim de que em breve haja um só rebanho e um só pastor.
Sede o Rei de todos aqueles que estão sepultados nas trevas da idolatria e do islamismo, e não recuseis conduzi-los todos à luz e ao Reino de Deus.
Volvei, enfim, um olhar de misericórdia aos filhos do que foi outrora vosso povo escolhido; desça também sobre eles, num batismo de redenção e vida, aquele sangue que um dia sobre si invocaram.
Senhor, conservai incólume a vossa Igreja, e dai-lhe uma liberdade segura e sem peias; concedei ordem e paz a todos os povos; fazei que de um a outro pólo do mundo, ressoe uma só voz: Louvado seja o Coração divino, que nos trouxe a salvação! A Ele, honra e glória por todos os séculos dos séculos. Amém.
S.S. Pio XI, 11 de dezembro de 1925.

ATO DE DESAGRAVO DE PIO XI
 
Oh! dulcíssimo Jesus, cujo imenso amor aos homens não tem recebido pagamento, dos ingratos, mais que esquecido, negligenciado e menosprezado!
Vede-nos prostrados ante vosso altar, para reparar, com especiais homenagens de honra, a frieza indigna dos homens e as injúrias com que, em todas partes, ferem vosso amantíssimo Coração.

Mas recordando que também nós algumas vez nos manchamos com tal indignidade da qual nos doemos agora vivamente, desejamos, acima de tudo, obter para nossas almas vossa divina misericórdia, dispostos a reparar, com voluntária expiação, não apenas nossos próprios pecados, mas sim também os daqueles que, separados do caminho da salvação e obstinados em sua infidelidade, ou não querem seguir-vos como um Pastor e Guia, ou, pisando as promessas do Batismo, tem desprezado o suavíssimo jugo de vossa lei.

Nós queremos expiar tão abomináveis pecados, especialmente a imodéstia e a desonestidade da vida e dos vestidos, os inumeráveis ataques estendidos contra as almas inocentes, a profanação dos dias festivos, as imensas injúrias proferidas contra Vós e contra vossos Santos, os insultos dirigidos a vosso Vigário e a Ordem Sacerdotal, as negligências e horríveis sacrilégios com que é profanado o mesmo Sacramento do amor e, em fim, os públicos pecados das nações que opõem resistência aos direitos e ao magistério da Igreja única por Vós fundada.
Oxalá que nos fosse dado lavar tantos crimes com nosso próprio sangue!

Mas, entretanto, como reparação do honra divina ofendida, unindo com a expiação da Virgem vossa Mãe, dos Santos e das almas boas, Vos oferecemos a satisfação que Vós mesmo oferecestes um dia sobre a cruz ao Eterno Pai e que diariamente se renova em nossos altares, prometendo de todo coração que, em quanto nos seja possível e mediante o auxilio de vossa graça, repararemos os pecados próprios e alheios e a indiferença das almas ante vosso amor, opondo a firmeza na fé, a inocência da vida e a observância perfeita da lei, sobre tudo da caridade, enquanto nos esforçamos por impedir que sejais injuriado e por atrair a quantos possamos para que Vos sigam.

Oh! benigníssimo Jesus! Por intercessão da Santíssima Virgem Maria Reparadora, vos suplicamos que recebais este voluntário ato de reparação; concedei-nos que sejamos fiéis a vossos mandatos e a vosso serviço até a morte e dai-nos o dom da perseverança, com o qual cheguemos felizmente a glória, onde em união com Pai e com o Espírito Santo, viveis e reinais, pois sois Deus por todos os séculos dos séculos. Amém.


 AS DOZE PROMESSAS DO SAGRADO CORAÇÃO.
 
A SANTA MARGARIDA MARIA ALACOQUE.

  1. A minha bênção permanecerá sobre as casas em que se achar exposta e venerada a imagem de meu Sagrado Coração.
  2. Eu darei aos devotos do meu Coração todas as graças necessárias a seu estado.
  3. Estabelecerei e conservarei a paz em suas famílias.
  4. Eu os consolarei em todas as suas aflições.
  5. Serei seu refúgio seguro na vida, e principalmente
    na hora da morte.
  6. Lançarei bênçãos abundantes sobre todos os seus trabalhos e empreendimentos.
  7. Os pecadores encontrarão em meu Coração fonte inesgotável de misericórdias.
  8. As almas tíbias se tornarão fervorosas pela prática dessa devoção.
  9. As almas fervorosas subirão em pouco tempo a uma alta perfeição.
  10. Darei aos sacerdotes que praticarem especialmente essa devoção o poder de tocar os corações mais empedernidos.
  11. As pessoas que propagarem esta devoção terão os seus nomes inscritos para sempre no meu Coração.
  12. A todos os que comungarem nas primeiras sextas-feiras de nove meses consecutivos, darei a graça da perseverança final e da salvação eterna. 
    http://lojinhadoconvento.blogspot.com.br/2017/07/verdadeira-devocao-misericordia-esta-no.html

    Anexo C do livro: A fonte da devoção aos Sagrados Corações se revela na Santa Bíblia e na Santa Liturgia Tradicional.

      .......... No sábado Santo a Santa Liturgia Comemora o Virgem Dolorosa (A morrer crucificado, Teu Jesus é condenado Por teus crimes, pecador Pela Virgem Dolorosa Vossa Mãe tão piedosa, perdoai-me Meu Jesus).  Por mediação este Imaculado Coração sofre também pela ingratidões. Assim torna-se fácil entender o pedido de Reparação Seu Imaculado Coração. Então a  Ir. Lucia da recebe a incumbência de divulgar esta Santa Devoção ao Seu Imaculado Coração. A Santa Devoção do Sagrado Coração de Jesus não pode frutificar em uma alma humana senão por intermédio da Santíssima Virgem  e com seu socorro Maternal de Seu Imaculado Coração. Por isto a verdadeiro devoto do Imaculado Coração tem que fazer a Santa Escravidão. Assim imita o Mestre  tornando escravo, Aniquilo-se a si mesmo tornando a forma de escravo (Filipenses 2,7). E nós seus escravos por meio da Santíssima Virgem Imaculada que tanto O ama. Aquele que se humilha será exaltado (São Mateus 23,12). 
     Procedimento é mandar a foto do pagamento para


     lojinhadoconvento@gmail.com 
     Comprando já está cooperando com nosso apostolado

    Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
    Rezem todos os dias o Santo Rosário. 

Festa do Preciosíssimo Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo.

            01/07 Sexta-feira              
Festa de Primeira Classe
Paramentos Vermelhos

  A Igreja do Santo Sepulcro de Neuvy possui duas gotas do Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo recolhidas no dia de sua Paixão no Calvário. Elas têm a forma de duas lágrimas coaguladas. Puro e sem mistura de água nem de terra, este Sangue divino é, talvez, a mais preciosa relíquia do mundo.O Cardeal Eudes, bispo de Tusculum, trouxe as duas gotas de Sangue da Terra Santa onde, durante seis anos, havia exercido as funções de emissário do Papa na primeira cruzada de São Luís. E, em 1257, doou o Sangue recolhido a Neuvy, sua região natal. Desde aquela época, o Preciosíssimo Sangue repousa sob a magnífica cúpula bizantina, construída em 1042 - 1046 por Eudes de Déols e Geoffroy, de Bourges, baseada no modelo primitivo da igreja do Santo Sepulcro de Jerusalém.Para honrar essa santa Relíquia, os soberanos pontífices, desde a origem, concederam à igreja de Neuvy grandes favores; e, em 1621, André Fremiot, arcebispo de Bourges, instituiu uma confraria do Preciosíssimo Sangue que, dois anos depois, o papa Gregório XV aprovava e enriquecia com numerosas indulgências. Nos tempos atuais, esta confraria foi reorganizada por Monsenhor de La Tour d'Auvergne e por Monsehor Sorvonnet, arcebispo de Bourges.
 Ladainha do Preciosíssimo Sangue

Senhor, tende piedade de nós.
Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, ouvi-nos.
Jesus Cristo, atendei-nos.

Deus Pai dos céus, tende piedade de nós.
Deus Filho, redentor do mundo tende piedade de nós.
Deus Espírito Santo, tende piedade de nós.
Santíssima Trindade, que sois um só Deus, tende piedade de nós.

Sangue de Cristo, Sangue do Filho Unigênito do Eterno Pai, salvai-nos.
Sangue de Cristo, Sangue do Verbo de Deus encarnado, salvai-nos.
Sangue de Cristo, Sangue do Novo e Eterno Testamento, salvai-nos.
Sangue de Cristo, correndo pela terra na agonia, salvai-nos.
Sangue de Cristo, manando abundante na flagelação, salvai-nos.
Sangue de Cristo, gotejando na coroação de espinhos, salvai-nos.
Sangue de Cristo, derramado na cruz, salvai-nos.
Sangue de Cristo, preço da nossa salvação, salvai-nos.
Sangue de Cristo, sem o qual não pode haver redenção, salvai-nos.
Sangue de Cristo, que apagais a sede das almas e as purificais na Eucaristia, salvai-nos.
Sangue de Cristo, torrente de misericórdia, salvai-nos.
Sangue de Cristo, vencedor dos demônios, salvai-nos.
Sangue de Cristo, fortaleza dos mártires, salvai-nos.
Sangue de Cristo, virtude dos confessores, salvai-nos.
Sangue de Cristo, que suscitais almas virgens, salvai-nos.
Sangue de Cristo, força dos tentados, salvai-nos.
Sangue de Cristo, alívio dos que trabalham, salvai-nos.
Sangue de Cristo, consolação dos que choram, salvai-nos.
Sangue de Cristo, esperança dos penitentes, salvai-nos.
Sangue de Cristo, conforto dos moribundos, salvai-nos.
Sangue de Cristo, paz e doçura dos corações, salvai-nos.
Sangue de Cristo, penhor de eterna vida, salvai-nos.
Sangue de Cristo, que libertais as almas do Purgatório, salvai-nos.
Sangue de Cristo, digno de toda a honra e glória, salvai-nos.

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ouvi-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós, Senhor.

V. Remistes-nos, Senhor com o Vosso Sangue.
R. E fizestes de nós um reino para o nosso Deus.

Oremos:
Todo-Poderoso e Eterno Deus, que constituístes o Vosso Unigênito Filho, Redentor do mundo, e quisestes ser aplacado com o seu Sangue, concedei-nos a graça de venerar o preço da nossa salvação e de encontrar, na virtude que Ele contém, defesa contra os males da vida presente, de tal modo que eternamente gozemos dos seus frutos no Céu. Pelo mesmo Cristo, Senhor nosso. Assim seja.

Oferecimento
Eterno Pai, eu Vos ofereço o Sangue preciosíssimo de Jesus Cristo em desconto dos meus pecados, em sufrágio das santas almas do Purgatório e pelas necessidades da Santa Igreja e por todos os doentes.

Súplica a Nossa Senhora
Mãe Dolorosa, peço-vos pelo Vosso sofrimento na morte de Vosso Filho, que ofereçais ao Pai Eterno o precioso Sangue que jorrou das Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo Crucificado pelos pobres Sacerdotes transviados, que se tornaram infiéis a sua sublime vocação, para que quanto antes voltem junto ao Bom Pastor.

São Aarão

 Santo Aarão foi irmão carnal de São Moisés, foi à glória para Aarão.São Moisés o consagrou e ungiu com o óleo santo. Constituiu uma aliança perene com ele e com seus descendentes, enquanto durar o céu. A de presidir o culto e exercer o sacerdócio e abençoar o povo em nome do Senhor.
 Homem frágil e pecador, como todos, Aarão é, todavia o modelo de colaboração com Deus para a realização de seu desígnio de amor. Seu perfil já foi magistralmente traçado pela Bíblia, que por outra parte é a única fonte para sua biografia. Além é claro do amplo e articulado desenvolvimento dos cinco primeiros livros da Sagrada Escritura (o Pentateuco) há dois trechos na carta aos hebreus e no livro do Eclesiástico. "Ninguém, pois, se atribua esta honra, senão o que foi chamado por Deus, como Aarão (Hb 5,1-4)".

Intróito/Apo. 5, 9-10.
Tu nos redimiste, ó Senhor, pelo teu sangue, de toda tribo, e língua, e povo, e nação; e tu nos fizeste um reino para o nosso Deus.
Sal. 88, 2.Cantarei eternamente as misericórdias do Senhor: de geração em geração a minha boca anunciará a tua verdade.
V/. Glória Patri.

Coleta
Deus todo-poderoso e eterno, que estabeleceste o teu Filho unigênito, redentor do mundo, e queres que a tua justiça seja aplacada pelo seu sangue: concede-nos a graça, nós te suplicamos, de venerar com solene adoração este preço da nossa salvação , e estar aqui embaixo preservado por sua virtude dos males da vida presente; para desfrutar seus frutos no céu para sempre. Por eundem Dominum.

Leitura da Epístola dos

Hebreus 9,11-15
11.Porém, já veio Cristo, Sumo Sacerdote dos bens vindouros. E através de um tabernáculo mais excelente e mais perfeito, não construído por mãos humanas (isto é, não deste mundo),12.sem levar consigo o sangue de carneiros ou novilhos, mas com seu próprio sangue, entrou de uma vez por todas no santuário, adquirindo-nos uma redenção eterna.13.Pois se o sangue de carneiros e de touros e a cinza de uma vaca, com que se aspergem os impuros, santificam e purificam pelo menos os corpos,14.quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu como vítima sem mácula a Deus, purificará a nossa consciência das obras mortas para o serviço do Deus vivo?15.Por isso ele é mediador do novo testamento. Pela sua morte expiou os pecados cometidos no decorrer do primeiro testamento, para que os eleitos recebam a herança eterna que lhes foi prometida.
Gradual. I. São João. 5, 6 e 7-8.GradualHic est, que veio per aquam et sánguinem, Iesus Christus: non in aqua solum, sed in aqua et sánguine. É ele que veio por água e sangue, Jesus Cristo; não só por água, mas por água e sangue.V/. Tres sunt, qui testimónium dant in cælo: Pater, Verbum et Spíritus Sanctus; e oi tres unum sunt. Et tres sunt, qui testimónium dant in terra: Spíritus, aqua et sanguis: et hi tres unum sunt. Há três que dão testemunho no céu: o Pai, a Palavra e o Espírito Santo: e estes três são um. E há três que dão testemunho na terra: o espírito, a água e o sangue: e estes três são um.Aleluia, aleluia. V/. Ibid., 9. Se testimónium hóminum accípimus, testimónium Dei maius est. Aleluia. Aleluia, aleluia. V/. Se recebermos o testemunho dos homens, o testemunho de Deus é maior. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho 
São João 19,30-35
30.Havendo Jesus tomado do vinagre, disse: Tudo está consumado. Inclinou a cabeça e rendeu o espírito.31.Os judeus temeram que os corpos ficassem na cruz durante o sábado, porque já era a Preparação e esse sábado era particularmente solene. Rogaram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas e fossem retirados.32.Vieram os soldados e quebraram as pernas do primeiro e do outro, que com ele foram crucificados.33.Chegando, porém, a Jesus, como o vissem já morto, não lhe quebraram as pernas,34.mas um dos soldados abriu-lhe o lado com uma lança e, imediatamente, saiu sangue e água.35.O que foi testemunha desse fato o atesta (e o seu testemunho é digno de fé, e ele sabe que diz a verdade), a fim de que vós creiais.

Ofertório/I. Cor. 10. 16.
O cálice da bênção, que abençoamos, não é comunhão no sangue de Cristo? e o pão que partimos não é a comunhão do corpo do Senhor?

Secreta
Suplicamos-te, ó Deus das virtudes, que por estes divinos mistérios tenhamos acesso a Jesus, o mediador da nova aliança, e que renovemos em teus altares o derramamento deste sangue mais eloquente que o de Abel.

Prefácio de Cruce. Prefácio à Santa Cruz .

Comunhão/ Hebr. 9, 28.
Cristo se ofereceu uma vez para lavar os pecados de muitos; uma segunda vez aparecerá sem pecado para dar salvação aos que o esperam.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Admitidos à mesa sagrada, alegremente tiramos água das fontes do Salvador; Fazei, nós vos suplicamos, Senhor, que o seu Sangue se torne para nós fonte de água viva que jorra para a vida eterna.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário