sábado, 13 de julho de 2024

Nossa Senhora no Sabado

13/07 Sábado
Festa de Quarta Casse
Paramentos Brancos
A DEVOÇÃO DOS PRIMEIROS SÁBADOS


 Na Aparição do dia 13 de Julho anunciou Nossa Senhora em Fátima: 
Os pastosinhos de Fátima, foi Nossa Senhora quem, depois de mostrar a visão do Inferno a Lúcia, Jacinta e Francisco, lhes revelou o “Segredo”. Contava a Irmã Lúcia que: “…para salvar as almas, Deus quer estabelecer no mundo a Devoção ao Meu Imaculado Coração” (in Memórias da Irmã Lúcia). O objetivo único desta devoção ao Imaculado Coração de Maria, é a salvação das almas e a conquista da paz. “Se fizerem o que eu vos disser, salvar-se-ão muitas almas e terão a paz.

Oração para antes da Meditação dos 15 mistérios do Santo Rosário

 Sempre Virgem Imaculada  Maria Mãe de Deus e nossa Mãe, cheio de pena pelos espinhos que os homens ingratos a todos os momentos cravam em vosso Coração com blasfêmias e ingratidões, aqui estou a vossos pés para Vos fazer quinze minutos de companhia na meditação dos mistérios do Santo Rosário como amorosamente nos pedistes, a fim de Vos consolar.
  Vós que guardáveis e meditáveis em vosso Coração o que ouvíeis do vosso Divino Filho e o que víeis nas suas ações, dignai-vos pela vossa maternal bondade e misericórdia obter-me a graça de compreender o que esses mistérios nos ensinam e de praticar as suas lições.
  Aceitai,  Imaculado Coração de Maria, este meu pobre tributo de filial devoção e desagravo. Perdoai-me e fazei-me merecedor das graças que prometestes a este piedoso exercício, principalmente o da perseverança final. Amém.

Ato de Consagração e Desagravo 
 Virgem Santíssima e Mãe nossa querida, ao mostrardes o Vosso Coração cercado de espinhos, símbolo das blasfêmias e ingratidões com que os homens ingratos pagam as finezas do vosso amor, pedistes que vos consolássemos e desagravássemos.
 Como filhos vos queremos amar e consolar sempre; mas hoje especialmente, ao ouvir as vossas amargas queixas, desejamos desagravar o vosso doloroso e Imaculado Coração que a maldade dos homens fere com os duros espinhos dos seus pecados.
 De modo especial vos queremos desagravar das injúrias sacrilegamente proferidas contra a vossa Conceição Imaculada e Santa Virgindade. Muitos, Senhora, negam que sejais Mãe de Deus e nem vos querem aceitar como terna mãe dos homens. Outros, não vos podendo ultrajar diretamente, descarregam nas vossas sagradas imagens a sua cólera satânica. Nem faltam também aqueles que procuram infundir nos corações, sobretudo nas crianças inocentes, que são o vosso encanto, indiferença, desprezo e até ódio contra Vós.
 Virgem Santíssima, aqui prostrados aos vossos pés, vos mostramos a pena que sentimos por todas estas ofensas e prometemos reparar com os nossos sacrifícios e orações tantos pecados e ofensas destes vossos filhos ingratos.
 Reconhecendo que também nós, nem sempre correspondemos às vossas predileções, nem vos honramos e amamos como Mãe, mas antes entristecemos o vosso Coração e o do vosso divino Filho, suplicamos para os nossos pecados misericordioso perdão. Queremos ainda pedir-vos, Senhora, compaixão, proteção e bênção para o povo da Rússia, que outrora vos amou tanto, e que está confiado e consagrado ao vosso Coração Imaculado. Reconduzi-o ao seio da verdadeira Igreja e sede a sua salvação, como prometestes nas vossas aparições em Fátima.
 Para todos quantos são vossos filhos e particularmente para nós, que queremos amar-vos como mãe muito querida e nos consagrarmos inteiramente ao vosso Coração Imaculado, seja-nos ele o refúgio nas angústias e tentações da vida e o caminho que nos conduza até Deus, que esperamos gozar eternamente no Céu. Amém.

Rezem todos os dias o Santo Rosário


Intróito/ Sedulius.
Salve, ó Santa Mãe; mãe que deu à luz o Rei que governa o céu e a terra para todo o sempre. Aleluia, aleluia.
Sal. 44, 2.Do meu coração brotou uma palavra excelente, que consagro minhas obras ao meu Rei.
V/. Glória Patri.

Et in Sabbato dicitur Glória, in excélsis. No sábado, dizemos a Glória, em excélsis.

Coleta
Senhor nosso Deus, por favor, conceda-nos seus servos para desfrutar de saúde perpétua da alma e do corpo; e graças à gloriosa intercessão da Bem-Aventurada sempre Virgem Maria, para ser liberta da tristeza do tempo presente, para depois saborear as alegrias eternas.

Leitura da Epístola do 

Eclesiástico 24,14-16
14 Desde o início, antes de todos os séculos, ele me criou, e não deixarei de existir até o fim dos séculos; e exerci as minhas funções diante dele na casa santa. 15 Assim fui firmada em Sião; repousei na cidade santa, e em Jerusalém está a sede do meu poder. 16 Lancei raízes no meio de um povo glorioso, cuja herança está na partilha de meu Deus; e fixei minha morada na assembléia dos santos.

Virga Gradual.GradualBenedícta et venerábilis es, Virgo María: qua sine tactu pudóris invénia es Mater Salvatóris. Senhora é abençoada e digna de veneração, Virgem Maria, que foi mãe do Salvador, sem que sua pureza tenha sofrido nenhum ataque.V/. Virgo, Dei Genetrix, quem totus non capit orbis, in tua se clausit víscera factus homo.V/. Virgem, Mãe de Deus, Aquele que o universo inteiro não pode conter, encerre-se em seu seio fazendo-se homem.
Aleluia, aleluia. V/. Pós-parto, Virgem, invioláta permansisti: Dei Genetrix, intercede pro nobis. Aleluia. Aleluia, aleluia. V/. Depois de dar à luz, você permaneceu uma Virgem inviolável: Mãe de Deus, intercede por nós. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho

São Lucas 11,27-28
27 Enquanto ele assim falava, uma mulher levantou a voz do meio do povo e lhe disse: Bem-aventurado o ventre que te trouxe, e os peitos que te amamentaram! 28 Mas Jesus replicou: Antes bem-aventurados aqueles que ouvem a palavra de Deus e a observam! 

Ofertório/São Lucas. 1, 28 e 42.
Ave Maria, cheia de graça: o Senhor é convosco: bendita sois entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre.

Secreta
Por ser favorável a nós, Senhor, e graças à intercessão da Bem-Aventurada Virgem Maria, que esta oblação nos traga felicidade e paz para a eternidade e para a nossa vida presente.

Prefatio de B. Maria Virg. E você em Veneração. Prefácio da Bem-Aventurada Virgem Maria E nesta Veneração.

Comunhão/
Bem-aventurado o ventre da Virgem Maria, que deu à luz o Filho do Pai Eterno.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
 Oh! Não me é dado receber a santa Comunhão tantas vezes, quantas desejo. Mas, Senhor, não sois Todo-Poderoso?... Ficai em mim, como no Tabernáculo, não vos afasteis jamais de vossa pequenina hóstia…(Santa Terezinha do Menino Jesus)
 
Depois da comunhão.
Acabamos de receber, Senhor, auxílio poderoso para nossa salvação; dignai-nos fazer, nós vos suplicamos, que estejamos em todos os lugares cobertos com a proteção da bem-aventurada sempre Virgem Maria, em cuja honra oferecemos este sacrifício a Vossa Majestade.
 
 Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.
 PARA O TRIUNFO DO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA.
Pela Consagração da Rússia Imaculado Coração de Maria.

13 de julho dia de São Serapião.

 São Serapião de Thmuis nasceu no norte da África (Egito) foi um monge egípcio de grande erudição e muito inteligente. Por certo período ele dirigiu a famosa Escola Catequética de Alexandria, mas renunciou de modo a ter mais tempo para as orações e reflexões. Lutou contra o macedonianismo e o arianismo.Jovem ainda era discípulo de Santo Antônio, o abade no deserto e foi um grande incentivador de Santo Atanásio de Alexandria, que nos conta isso em seu livro "A vida de Antônio". Nos conta ainda que Serapião visitou Antônio e discutiam vários assunto de alto teor teológico e complexidade e quando Antônio faleceu, deixou para Serapião a sua túnica. Anos mais tarde, quando Serapião foi consagrado Bispo de Thmuis (perto de Diospolis) no delta do Rio Nilo, ele se tornou uma figura líder nos assuntos eclesiásticos. Ele foi um vigoroso oponente do arianismo (doutrina que dizia que o Filho não era consubstanciado com o Pai). Por isso ele foi banido pelo imperador Constantino, mas foi chamado de o "grande confessor" por São Jerônimo. Tão logo a blasfêmia do macedonianismo apareceu, Serapião vigorosamente se opôs à negação da Divindade do Espírito Santo e informou Atanásio, que logo em seguida escreveu contra ela em quatro cartas dirigidas a Serapião em 359 (enquanto Atanásio estava escondido no deserto). A principal fonte para as suas obras é Jerônimo (De Vir. Illus., 99). Por ele, sabemos que Serapião também escreveu um excelente livro contra o maniqueísmo, além várias cartas e tratados sobre os Salmos, mas que se perderam com o tempo. Acima de tudo São Serapião tornou-se conhecido por causa de um escrito sacramentário de sua autoria chamado "Euchologion", que foi descoberto e publicado em 1899. Esta coleção de orações litúrgicas foi traduzida para várias línguas, inclusive o inglês, e era destinado primeiramente aos bispos. Não obstante, é muito usado pelo publico em geral em todo o oriente e pela Igreja Copta.Uma das obras dos apócrifos do Novo Testamento, a Vida de João Batista é atribuída a ele. É considerado um santo e faleceu em 370 d.C. 

 
Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário

sexta-feira, 12 de julho de 2024

12 de julho dia de São João Gualberto, Abade.

12/07 Sexta-feira
Festa de Terceira Classe
Paramentos Brancos

São João Gualberto, pertencia a uma família nobre e segundo filho dos Visdonini, nasceu no ano de 995 em Florença. Foi educado num dos castelos dos pais, Gualberto e dona Villa, nobres e cristãos. A mãe cuidou do ensino no seguimento de Cristo. O pai os fez perfeitos cavaleiros, hábeis nas palavras e nas armas, para administrar e defender o patrimônio e a honra da família. Mas a harmonia acabou quando o primogênito da família foi assassinado. Buscando vingar o irmão Ugo; João Gualberto saía armado e com seus homens à procura do inimigo o assassino e assume com determinação e obstinação o empenho de vingar e defender a honra ultrajada de sua família. Depois de ter procurado exaustivamente em varios os lugares, foi encontrá-lo numa Sexta-feira Santa de 1028,  único dia em que a Igreja não realiza o Santo Sacrifício da Missa, mas que foi uma ocasião em que João Gualberto, mas foi surpreendido pelo inimigo pedindo clemência e de conservação da vida, em nome do Cristo que naquele dia a Igreja venerava no mistério cruz.Naquele estante João Gualberto sacrificou o sua violenta e vingança, unindo-se aos mistérios da Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo, que no seu infinito amor perdoou seus crucifica dores de forma determinantes para esse contexto da vida deu sua abertura e ação de graça divina que lhe fortaleceu na renúncia ao instinto de ira e vingança. Esse pedido tocou-lhe profundamente o interior, como se fosse uma espada a penetrar-lhe a alma, de modo que João Gualberto após instantes de silêncio e de profunda introspecção, como que num êxtase místico, contempla o sentido supremo da linguagem da cruz, do gesto de Cristo na cruz, que morrendo clama ao Pai dizendo: “Pai, perdoa-lhes...” (Lc 23,34). João Gualberto depõe a espada e abraça o seu inimigo, permanecendo, alguns instantes em comoção de lágrimas  ele seguiu o exemplo do Mestre.Em seguida, foi à igreja de São Miniato, onde, aos pés do altar, ajoelhou-se diante do crucifixo de Jesus. Diz a tradição que a cruz do Cristo se inclinou sobre ele, em sinal de aprovação pelo seu ato. E foi ali que João Gualberto ouviu o chamado: "Vem e segue-me". Depois desse prodígio, ocorrido na presença de muitos fiéis, uma grande paz invadiu sua alma e ele abandonou tudo para ingressar no mosteiro beneditino da cidade  e se tornou monge. Em 1035, com a morte do abade, ele foi eleito por unanimidade o sucessor, mas renunciou de imediato quando soube que o monge tesoureiro havia subornado o bispo de Florença para escolhê-lo como o novo abade.
Indignado, passou a denunciá-los e combate-los, auxiliado por alguns monges. Mas as ameaças eram tantas que decidiu sair do mosteiro João Gualberto foi para a floresta dos montes Apeninos, numa pequena casa rústica encontrada na montanha Vallombrosa, sobre o verde Vale do Arno, seguido por alguns monges. O local começou a receber inúmeros jovens em busca de orientação espiritual, graças à fama de sua santidade. Foi assim que surgiu um novo mosteiro e uma nova congregação religiosa, para a qual João Gualberto quis manter as Regras dos monges beneditinos. Fundou em Vallombrosa um ramo novo da ordem de São Bento e combateu, pelo bom exemplo e pela pregação, a decadência do Clero de sua época.
Basílica de São Miniato (Florença), e lá movido por um profundo desejo contato com Deus através da oração, entrega-se ao Cristo crucificado.


Intróito/ Sal. 36, 30-31.
A boca do justo meditará sobre a sabedoria, e a sua língua proferirá eqüidade; a lei de seu Deus está em seu coração.
Ps. ibid.,1.Não tenha inveja dos ímpios e não tenha inveja dos que praticam a iniqüidade.
V/. Glória Patri.

Coleta
Que a intercessão do Beato Abade Jean nos recomende, por favor, Senhor, para que obtenhamos, por seu patrocínio, o que não podemos esperar de nossos méritos.

Leitura da Epístola dos 

Eclesiástico 45,1-6
1.Moisés foi amado por Deus e pelos homens: sua memória é abençoada.2.O Senhor deu-lhe uma glória semelhante à dos santos; tornou-se poderoso e temido por seus inimigos.3.Glorificou-o na presença dos reis, prescreveu-lhe suas ordens diante do seu povo, e mostrou-lhe a sua glória.4.Santificou-o pela sua fé e mansidão, escolheu-o entre todos os homens.5.Pois (Deus) atendeu-o, ouviu sua voz e o introduziu na nuvem.6.Deu-lhe seus preceitos perante (seu povo) e a lei da vida e da ciência, para ensinar a Jacó sua aliança e a Israel seus decretos.

Gradual.Sal.20,4-5.GradualDómine, prævenísti eum in benedictiónibus dulcédinis: posuísti in capite eius corónam de lápide pretióso. Senhor, você o advertiu das mais doces bênçãos; puseste na cabeça dele uma coroa de pedras preciosas.V/. Vitam petiit a te, et tribuísti ei longitúdinem diérum in sǽculum sǽculi.V/. Ele te pediu a vida, e você lhe concedeu dias que durarão para todo o sempre.Aleluia, aleluia. V/. Ps. 91, 13. Iustus ut palma florébit: sicut cedrus Líbani multiplicábitur. Aleluia.Aleluia,aleluia. V/.O justo florescerá como a palmeira e se multiplicará como o cedro do Líbano. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho

São Mateus 5,43-48                                                        
43.Tendes ouvido o que foi dito: Amarás o teu próximo e poderás odiar teu inimigo.44.Eu, porém, vos digo: amai vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam, orai pelos que vos [maltratam e] perseguem.45.Deste modo sereis os filhos de vosso Pai do céu, pois ele faz nascer o sol tanto sobre os maus como sobre os bons, e faz chover sobre os justos e sobre os injustos.46.Se amais somente os que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem assim os próprios publicanos?47.Se saudais apenas vossos irmãos, que fazeis de extraordinário? Não fazem isto também os pagãos?48.Portanto, sede perfeitos, assim como vosso Pai celeste é perfeito.

Ofertório/Pr. 20, 3 e 4.
Tu lhe concedeste, Senhor, o desejo de seu coração, e não o privou do pedido de seus lábios. Você colocou uma coroa de pedras preciosas na cabeça dele.

Secreta
Rogamos-te, Senhor, que São João, abade, obtenha para nós que as oferendas depositadas em teus sagrados altares nos sejam úteis para nossa salvação.

Pro Ss. Martyribus Para os Santos Mártires

Comunhão/São Lucas. 12, 42.
Eis o dispensador fiel e prudente que o Mestre designou sobre seus servos para dar-lhes no tempo designado sua medida de trigo.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 Oh! Não me é dado receber a santa Comunhão tantas vezes, quantas desejo. Mas, Senhor, não sois Todo-Poderoso?... Ficai em mim, como no Tabernáculo, não vos afasteis jamais de vossa pequenina hóstia…(Santa Terezinha do Menino Jesus)
 
Depois da comunhão.
Ó Senhor, que o Beato Abade Jean nos proteja, intercedendo por nós neste momento em que recebemos o seu sacramento, para que possamos imitar os exemplos notáveis ​​de sua vida e receber os frutos de sua intercessão.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário

quinta-feira, 11 de julho de 2024

11 de julho dia de São Pio I,Papa e Martir.

11/07 Quinta-feira
Festa de Quarta Classe
Paramentos Brancos

  A Igreja  comemora no dia  11 de julho  a  festa  de  São Pio I,  sucessor  de  Santo Higino.  Era natural de Aquiléia,  cidade situada ao norte da Itália. Seu pai, Rufino, o educou na religião cristã, enviando-o posteriormente a Roma para aperfeiçoar-se na instrução das letras e da Santa Religião.  Desenvolveu-se tão bem nas santas virtudes que acabou sendo admitido em um colégio de clérigos regulares, onde se sobressaiu extraordinariamente pelo seu zelo e caridade.   O Papa Santo Higino, a quem sucederia após o martírio,  durante seu pontificado o consagrou bispo regional, exercendo funções de coadjutor no governo da Igreja.  Foi por isto que São Pio  acompanhou de perto as lutas  empreendidas  contra as  heresias de Valentino e Marción,  que culminou no martírio de Santo Higino. Ele  mesmo já lhe havia instruído na vigilância pastoral,  a fim de que zelasse para que a  semente do erro não se deixasse vingar em solo sagrado.   Após o martírio de Santo Higino, os fiéis romanos submeteram-se a  três  dias consecutivos de jejum e intensa oração para a escolha do novo Pontífice.  Eleito São Pio I,   assumiu com humildade e fé todas  suas  atribuições  divinas.  Testemunha  ocular das investidas do inimigo,  assumiu certo de que encontraria os mesmos obstáculos de seu predecessor,  aceitando o comando com a consciência de que também deveria receber o prêmio do martírio. Com muita determinação e empenho apostólicos, prosseguiu condenando as heresias de Valentino e Marción,  que continuava  infestando a cidade de Roma com sua doutrina maligna. Do  trabalho já empreendido anteriormente  por Santo Higino, conseguiu finalmente impedir que o erro se alastrasse danosamente. Seu sucesso provocou o ódio de alguns magistrados gentis que o denunciaram, mandando ao cárcere, onde foi submetido a  uma série de tormentos, tendo em seguida sido finalmente degolado.  Foi ele  o primeiro dos Papas  a  estabelecer  que  a celebração da Páscoa,  se  desse no primeiro domingo após a  lua cheia de março.  Proibiu também, com graves penas,  a  transferência dos bens da  Igreja.  Da mesma forma, coibiu a  negligência dos  sacerdotes na  celebração dos divinos ofícios e  na  administração da Eucaristia.  Seu irmão Hermas,  logo após seu martírio,  escreveu um livro intitulado "Pastor", um dos  mais antigos documentos dos Padres  Apostólicos. 
 Peçamos a Deus pela intersecção do papa Pio I que nosso Papa Francisco tenha a mesma graça de defender a Santa Doutrina com seu próprio sangue em vez de se sentar junto com lideres de heresias,satanismos paganismos em reunião de LGBT mas tenha a coragem heroica de defender a fé Tradicional até o derramamento do seu sangue.

 
Intróito/ Sal. 46, 2.
Nações, batam palmas; celebre a Deus com gritos de alegria.
Ps. ibid., 3.Pois o Senhor é altíssimo e terrível, rei supremo sobre toda a terra.
V/. Glória Patri.

Coleta
Deus, a vossa providência nunca se engana no que dispõe: nós vos rogamos suplicando; afasta de nós tudo o que seria prejudicial para nós e concede-nos tudo o que deve ser vantajoso para nós.

Leitura da Epístola dos 

Romanos 6,19-23                                                                                                                  
19.Vou-me servir de linguagem corrente entre os homens, por causa da fraqueza da vossa carne. Pois, como pusestes os vossos membros a serviço da impureza e do mal para cometer a iniquidade, assim ponde agora os vossos membros a serviço da justiça para chegar à santidade.20.Quando éreis escravos do pecado, éreis livres a respeito da justiça.21.Que frutos produzíeis então? Frutos dos quais agora vos envergonham. O fim deles é a morte.22.Mas agora, libertados do pecado e feitos servos de Deus, tendes por fruto a santidade; e o termo é a vida eterna.23.Porque o salário do pecado é a morte, enquanto o dom de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Gradual. Pr. 33, 12 e 6.Veníte, fílii, audite me: timórem Dómini docébo vos.Vinde, meus filhos, ouvi-me, eu vos ensinarei o temor do Senhor.
V/. Accedite ad eum, et illuminámini: et fácies vestræ non confundéntur.Aproxime-se Dele e tu será iluminado e a confusão não cobrirá seus rostos.
Aleluia, aleluia. V/. Sal. 46, 2. Omnes gentes, pláudite mánibus: iubiláte Deo in voce exsultatiónis. Aleluia. Aleluia, aleluia. V/. Sal. 46, 2. Nações, todos batam palmas, celebrem a Deus com seus gritos de alegria. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho

São Mateus 7,15-21                                                                                                            
15.Guardai-vos dos falsos profetas. Eles vêm a vós disfarçados de ovelhas, mas por dentro são lobos arrebatadores.16.Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinhos e figos dos abrolhos?17.Toda árvore boa dá bons frutos; toda árvore má dá maus frutos.18.Uma árvore boa não pode dar maus frutos; nem uma árvore má, bons frutos.19.Toda árvore que não der bons frutos será cortada e lançada ao fogo.20.Pelos seus frutos os conhecereis.21.Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos céus, mas sim aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus.

Ofertório/Dan. 3,40.
Como holocausto de carneiros e novilhos, ou milhares de cordeiros gordos, assim se apresente hoje diante de ti o nosso sacrifício e te seja agradável, porque os que em ti confiam não serão confundidos, Senhor.

Secreta
Deus, Tu sancionou os vários sacrifícios oferecidos sob a lei pela perfeição de um único sacrifício: receba este sacrifício que seus servos devotos apresentam a Ti e santifique-o por meio de uma bênção semelhante à que os homens de Deus obtiveram.' Abel; para que o que cada um de nós ofereceu em honra de sua majestade, possa beneficiar a todos para a salvação.

Praefatio de sanctissima Trinitate; non vero in feriis, quando adhibetur Missa huius dominicæ, sed tunc dicitur praefatio communis. Prefácio à Santíssima Trindade  ; mas nos feriados, quando é retomada a Missa daquele domingo, reza-se o Prefácio Comum .

Comunhão/Sal. 30, 3.
Incline seu ouvido para mim; apressa-te a livrar-me.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)
Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Oh! Não me é dado receber a santa Comunhão tantas vezes, quantas desejo. Mas, Senhor, não sois Todo-Poderoso?... Ficai em mim, como no Tabernáculo, não vos afasteis jamais de vossa pequenina hóstia…(Santa Terezinha do Menino Jesus)
 
Depois da comunhão.
Que sua ação de cura, ó Senhor, gentilmente nos livre das más tendências e nos conduza ao que é bom e certo.
 

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário

quarta-feira, 10 de julho de 2024

10 de julho dia dos Sete irmãos Martires, Santa Rufina e Secunda.

10/07 Quarta-feira
Festa de Terceira Classe
Paramentos Vermelhos


  Santos Sete Irmãos (séc. II) + Roma - mártires Felicidade, uma romana mãe de sete filhos, era uma cristã fervorosa em uma época onde a perseguição aos cristãos era gratuita e sem trégua. Seus sete filhos foram criados dentro da fé cristã, as quais professavam e faziam de sua casa um ponto de encontro comunitário. Não tardou para que os soldados do imperador descobrissem o local e prendessem toda a família. Como não foram demovidos de sua fé, todos foram torturados e mortos sob formas terríveis. Santificando minha vi da: Os sete irmãos santos são exemplos de firmeza de fé, como todos os mártires. Defendo a fé que proclamo quando sou exposta a questionamentos ou a pressões. Estes sete irmãos — Januário, Felipe, Félix, Silvano, Alexandre, Vital e Marcial Januário, após ser açoitado com varas e ter padecido no cárcere, foi morto com flagelos chumbados. Félix e Filipe foram espancados e mortos a cacetadas. Silvano foi jogado num precipício. Alexandre, Vidal e Marcial foram decapitados. 

Apesar de saberem que sofreriam muito antes de morrer, todos mantiveram a firmeza na fé e não renegaram o Cristo  exortados por sua mãe Santa Felicidade, enfrentaram o martírio sob o imperador Antonino.


Santa Rufina e Segunda irmãs são duas santas mártires realmente existiu em Roma, eles são registrados em inúmeros documentos e seguras, como o "Martirológio Geronimiano ', os romanos' Routes ', o' Notícias 'William de Malmesbury, também são mencionados no famoso' Calendário Marmoreo 'de Nápoles, e finalmente no' Roman Martirológio 'que celebra tanto a 10 de julho.
A "paixão" antiga cheia na segunda metade do quinto século, coloca o martírio no tempo de Valeriano e Galieno, em 260 AC., E seguindo as narrativas hagiográficas de 'paixões' outros de pares famosos mártires romanos, tanto são apresentadas como irmãs e namoradas com dois jovens cristãos Verino Armentario e Archesilao.
Após perseguição os recorrentes contra os cristãos, os dois jovens envolvidos apostatou e, em seguida, as duas meninas prometeram virgindade a Nosso Senhor Jesus Cristo. Os dois jovens, tentou induzi-los a apostatar para continuar o suas pretenções de casamento, mas diante da negação da Segunda e Rufina, a Archesilao denunciou o conde, que se juntou a eles na milha catorze do Flaminia, enquanto elas tentaram escapar de seus perseguidores, que passou de Roma, e os entregou para o prefeito Donato Junius, que os documentos antigos mostram ser "praefectus Urbis 'em 257.
Tal como acontece com tantos mártires daquela época, as duas irmãs foram submetidas a pressões, interrogadores para apostatar e assim aceitarem as propostas de casamento, mas o rosto de sua resistência e recusa, o prefeito não teve outra escolha senão ordenar a sua morte.
Então ele levou o X milhas Archesilao da Cornelia Via em um fundo chamado Buxo (hoje Boccea) onde Rufina foi decapitada, enquanto a Segunda foi espancada até a morte.
Os corpos, como de costume, jogados às feras foram abandonados, mas certa matrona romana chamada Plautilla, que foi avisada em sonho e indicando o local do martírio e depois recolheu os corpos das mártires enterraram na a perto de seu martírio, e no mesmo sonho convidando-a Plautilla para converter-se.
O deserto de seu martírio, que foi chamado de "negra", em memória dos mártires e Rufina martírio segundo e subsequentes no mesmo lugar do santos Marcelino e Pedro.
Em seus túmulos, tão cedo quanto o século IV a basílica foi construída pelo Papa Júlio I (341-353), depois restaurada pelo Papa Adriano I (772-795), enquanto o Papa Leão IV (847-855), enriquecida com presentes.
A partir do século V toda a região do 'Lorium' a vila imperial que incluiu a Basílica das duas mártires, teve seu próprio bispo, que em 501 foi subscrito "episcopus Silvae Candidae" e mais tarde como "episcopus Sanctae Rufinae".
No tempo do Papa Calisto II (1119-1124) a diocese estava unida com a de Porto e foi chamado suburbicária de Porto e Rufina Santa. Papa Anastácio IV (1153-1154) fez mover seus corpos no Batistério de Latrão, no altar do átrio esquerdo, do lado oposto ao do ss. Cipriano e Justina, onde se encontram ainda, enquanto a antiga basílica na Via Cornelia, estava em ruínas e ainda não é capaz de identificar com precisão os restos. 
 
Intróito/ Sal. 112, 1 et 9.
Louvai ao Senhor, vós, seus servos, louvai o nome do Senhor. Ele fez a estéril morar na casa, como uma mãe alegre entre seus filhos.
Ps. ibid., 2.Bendito seja o nome do Senhor, agora e sempre.
V/.Glória Patri.

Coleta
Deus Todo-Poderoso, nós oramos para que, tendo conhecido quão firmes foram seus gloriosos mártires na confissão de sua fé, sintamos os efeitos de sua piedosa intercessão junto a ti.


Leitura da Epístola dos 

Provérbios 31,10-31                                                                                  10.Uma mulher virtuosa, quem pode encontrá-la? Superior ao das pérolas é o seu valor.11.Confia nela o coração de seu marido, e jamais lhe faltará coisa alguma.12.Ela lhe proporciona o bem, nunca o mal, em todos os dias de sua vida.13.Ela procura lã e linho e trabalha com mão alegre.14.Semelhante ao navio do mercador, manda vir seus víveres de longe.15.Levanta-se, ainda de noite, distribui a comida à sua casa e a tarefa às suas servas.16.Ela encontra uma terra, adquire-a. Planta uma vinha com o ganho de suas mãos.17.Cinge os rins de fortaleza, revigora seus braços.18.Alegra-se com o seu lucro, e sua lâmpada não se apaga durante a noite.19.Põe a mão na roca, seus dedos manejam o fuso.20.Estende os braços ao infeliz e abre a mão ao indigente.21.Ela não teme a neve em sua casa, porque toda a sua família tem vestes duplas.22.Faz para si cobertas: suas vestes são de linho fino e de púrpura.23.Seu marido é considerado nas portas da cidade, quando se senta com os anciãos da terra.24.Tece linha e o vende, fornece cintos ao mercador.25.Fortaleza e graça lhe servem de ornamentos; ri-se do dia de amanhã.26.Abre a boca com sabedoria, amáveis instruções surgem de sua língua.27.Vigia o andamento de sua casa e não come o pão da ociosidade.28.Seus filhos se levantam para proclamá-la bem-aventurada e seu marido para elogiá-la.29.Muitas mulheres demonstram vigor, mas tu excedes a todas.30.A graça é falaz e a beleza é vã; a mulher inteligente é a que se deve louvar.31.Dai-lhe o fruto de suas mãos e que suas obras a louvem nas portas da cidade. 

                 
Graduale. Ps. 123,7-8.
Nossa alma escapou como um pardal da rede dos caçadores.
V/. Láqueus contrítus est, et nos liberáti sumus: adiutórium nostrum in nómine Dómini, qui fecit cælum et terram. V/. A rede foi rompida e fomos libertos; o nosso socorro está no nome do Senhor que fez o céu e a terra.

Aleluia, aleluia. V/. É a verdadeira fraternidade que venceu os crimes do mundo: seguiram a Cristo e possuem a glória do Reino celestial. Aleluia, Senhor que fez o céu e a terra.

Sequência do Santo Evangelho
                                                                                                        

São Mateus 12,46-50                                                                                46.Jesus falava ainda à multidão, quando veio sua mãe e seus irmãos e esperavam do lado de fora a ocasião de lhe falar.47.Disse-lhe alguém: Tua mãe e teus irmãos estão aí fora, e querem falar-te.48.Jesus respondeu-lhe: Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?49.E, apontando com a mão para os seus discípulos, acrescentou: Eis aqui minha mãe e meus irmãos.50.Todo aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe. 
 
 
Ofertório/Sal. 123, 7.
Nossa alma escapou como um pardal da rede dos caçadores: a rede se rompeu e nós fomos libertados.

Secreta
Olhe favoravelmente para este presente sacrifício, Senhor, nós te imploramos, e como seus santos intercedem por nós, que ele aumente nossa devoção e assegure nossa salvação.
Praefatio de sanctissima Trinitate; non vero in feriis, quando adhibetur Missa huius dominicæ, sed tunc dicitur praefatio communis. Prefácio à Santíssima Trindade  ; mas nos feriados, quando é retomada a Missa daquele domingo, reza-se o Prefácio Comum .

Comunhão/São Matheus 12, 50.
Quem faz a vontade de meu Pai que está nos céus, esse é meu irmão, irmã e mãe, diz o Senhor.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
 Oh! Não me é dado receber a santa Comunhão tantas vezes, quantas desejo. Mas, Senhor, não sois Todo-Poderoso?... Ficai em mim, como no Tabernáculo, não vos afasteis jamais de vossa pequenina hóstia…(Santa Terezinha do Menino Jesus)
 
Depois da comunhão.
Pedimos-te sinceramente, Deus Todo-Poderoso, que os teus santos intercedendo por nós, venhamos a possuir o pleno efeito da tua salvação da qual recebemos o penhor nestes mistérios.         



 Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário