quinta-feira, 26 de maio de 2022

Ascenção de Nosso Senhor

 26/05 Quinta-feira Ascensão de Nosso Senhor Jesus Cristo
Festa de Primeira Classe 
Paramentos Brancos

Intróito/Atos 1, 11.
Homens da Galiléia, por que vocês ficam surpresos quando olham para o céu? Aleluia. Da mesma forma que você o viu subir ao céu, ele voltará, aleluia, aleluia, aleluia.
Sal. 46, 2.Nações, batam palmas; celebre a Deus com gritos de alegria.
V/. Glória Patri.

Coleta
Nós vos suplicamos, ó Deus Todo-Poderoso, concedei-nos esta graça: nós que cremos que vosso único Filho, nosso Redentor, subiu hoje aos céus; que nós mesmos também habitemos em espírito em mansões celestiais.

Leitura da Epístola do livro da 

Atos dos Apóstolos 1,1-11
1.Em minha primeira narração, ó Teófilo, contei toda a seqüência das ações e dos ensinamentos de Jesus,2.desde o princípio até o dia em que, depois de ter dado pelo Espírito Santo suas instruções aos apóstolos que escolhera, foi arrebatado (ao céu).3.E a eles se manifestou vivo depois de sua Paixão, com muitas provas, aparecendo-lhes durante quarenta dias e falando das coisas do Reino de Deus.4.E comendo com eles, ordenou-lhes que não se afastassem de Jerusalém, mas que esperassem o cumprimento da promessa de seu Pai, que ouvistes, disse ele, da minha boca;5.porque João batizou na água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo daqui há poucos dias.6.Assim reunidos, eles o interrogavam: Senhor, é porventura agora que ides instaurar o reino de Israel?7.Respondeu-lhes ele: Não vos pertence a vós saber os tempos nem os momentos que o Pai fixou em seu poder,8.mas descerá sobre vós o Espírito Santo e vos dará força; e sereis minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria e até os confins do mundo.9.Dizendo isso elevou-se da (terra) à vista deles e uma nuvem o ocultou aos seus olhos..10.Enquanto o acompanhavam com seus olhares, vendo-o afastar-se para o céu, eis que lhes apareceram dois homens vestidos de branco, que lhes disseram:11.Homens da Galiléia, por que ficais aí a olhar para o céu? Esse Jesus que acaba de vos ser arrebatado para o céu voltará do mesmo modo que o vistes subir para o céu.

Aleluia, aleluia. V/. Sal. 46, 6. Ascéndit Deus in iubilatióne, et Dóminus in voce tubæ.Aleluia, aleluia. V/. Deus subiu com gritos de alegria, e o Senhor com o som da trombeta.
Aleluia. V/. Sal. 67, 18-19. Dóminus in Sina in sancto, ascendens in altum, captívam duxit captivitátem. Aleluia.Aleluia. V/. O Senhor em seu santuário como no Sinai, subindo ao alto, levou cativos. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho


São Marcos 16,14-20

14.Por fim apareceu aos Onze, quando estavam sentados à mesa, e censurou-lhes a incredulidade e dureza de coração, por não acreditarem nos que o tinham visto ressuscitado.15.E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura.16.Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.17.Estes milagres acompanharão os que crerem: expulsarão os demônios em meu nome, falarão novas línguas,18.manusearão serpentes e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal; imporão as mãos aos enfermos e eles ficarão curados.19.Depois que o Senhor Jesus lhes falou, foi levado ao céu e está sentado à direita de Deus.20.Os discípulos partiram e pregaram por toda parte. O Senhor cooperava com eles e confirmava a sua palavra com os milagres que a acompanhavam.

Ofertório/ Sal. 46, 6.
Deus subiu com gritos de alegria, e o Senhor com o som da trombeta, aleluia.

Secreta
Aceita, Senhor, as oferendas que te apresentamos em honra da gloriosa ascensão de teu Filho e concede-nos com bondade sermos libertos dos perigos da vida presente, para então alcançarmos a vida eterna.

Praefatio de Ascensione.da Ascensão do Senhor é dito apenas no dia da festa da Ascensão.

Comunhão/Sal. 67, 33-34.
Celebre o Senhor que sobe ao mais alto no oriente, aleluia.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Nós Vos suplicamos, Deus Todo-Poderoso e Misericordioso, concedei-nos que aquilo que recebemos como alimento durante estes mistérios visivelmente celebrados, obtenhamos o efeito invisível.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário

26 de maio dia de São Filipe de Neri,Confessor.

 

Em Roma era conhecido pelo apelido Pipo Bono. Para todos será sempre o santo da alegria. Mas Filipe Néri não é um bonachão ingênuo. Um toscano legítimo, brincalhão, sorridente, sem pelos na língua, sim, porém tem fé, caridade, sabedoria profunda, e sobre isto não brinca.
 Florentino nascido em 1515, filho de um escrivão, muito cedo órfão de mãe, Felipe não demonstra sinais precoces de vocação religiosa, ainda que frequente os Dominicanos do convento de São Marcos, aquele onde se encontra Savonarola. Com 18 anos, deixa Florença para sempre. O pai o envia a um parente comerciante em São Germano, hoje Cassino, para que aprenda aquela profissão. Nada feito. Ei-lo em Roma, em 1534: não sabe, mas ficará por lá durante toda a vida, 60 anos sem interrupção. É professor na casa de um rico florentino e estuda teologia e filosofia na Universidade da Sapienza. Mas um dia pega todos os seus livros, menos a Bíblia e Santo Tomás,. e vai vendê-los no mercado, depois dá o dinheiro aos pobres. “Se queremos dedicar-nos totalmente ao nosso próximo não devemos reservar-nos nem tempo nem espaço”. E ele quer se dedicar ao próximo de verdade.
 Tem 24 anos e se põe a trabalhar. Visita os encarcerados, conforta os doentes, socorre os indigentes. Mas ama, sobretudo, os meninos pobres, aos quais prodigaliza pão, a alegria, a companhia e a instrução religiosa. E reza, reza muito. No dia 32 de maio de 1551, vigília da festa da Santíssima Trindade e aniversário da morte na fogueira do Frei Jerônimo Savonarola, na idade de 35 anos, Filipe Néri é ordenado sacerdote. [Entra a fazer parte dos capelães da igreja de São Jerônimo da Caridade. Ali sua bondade, a simpatia, a caridade e a cultura o tornam logo o líder. Começam a se reunir, sempre mais numerosos, nobres, o povo simples, negociantes, artistas, banqueiros, sacerdotes para ler as Escrituras, meditá-las, rezar, cantar juntos; primeiro, ocupam seus pobres quartos, depois num sótão da igreja. Parece a volta às origens, aos Atos dos Apóstolos, aos primeiros cristãos. Nasce assim, por obra de São Felipe Néri, o Oratório. Daí sairão grandes homens da Igreja, como César Barônio, que será seu primeiro sucessor. Mas o Oratório não é só oração, uma espécie de monte Tabor para se refugiar. Não, os seus membros devem tornar-se samaritanos para os feridos do mundo: dessa forma, eis que se põe a prestar serviços por turno como enfermeiros no hospital próximo. São Felipe inventa também a peregrinação às sete Igrejas de Roma, a quinta-feira “gorda”, em contraposição ao carnaval: um dia inteiro de missas, pregações, cantos, orações, com merenda nos pratos. Algumas vezes os peregrinos são mais de mil. Os sucessos lhe criam desconfianças, incompreensões, invejas como sempre acontecem com os santos. Mas ele não perde o bom humor. Em 1564 sua pequena comunidade se transfere junto a igreja de São João dos Florentinos e se torna ronrona em prática uma nova ordem religiosa, também se Felipe é contrário; ele não quer regras, vínculos, separações. Chamá-los-ão Filipinos. Em 1577 vai em Santa Maria da Vallicella. Ele permanece nos seus quartinhos em São Jerônimo, até que o Papa e a saúde lhe permitem. E continua vagueando por Roma em procura dos meninos pobres. Para eles se torna mendigo. Conta-se que um nobre chateado por seus pedidos de ajuda lhe largou um bofetão. E ele: “Este é para mim, e vos agradeço. Agora dai-me alguma coisa para os meus meninos” Sempre assim Pipo Bono. Até a morte. Esta chega no dia 26 de maio de 1595, na idade de 80 anos, assistido pelo cardeal Frederico Borromeu, aquele do qual fala Manzoni nos “Promessi Sposi”. Descobrir-se-á que ele tinha um coração maior do que o normal, mas quem o conhecera já o sabia. No dia 12 de março de 1622 o Papa Gregório XV o proclama santo.

 
Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário

quarta-feira, 25 de maio de 2022

Vigília de Ascensão.

25/05  Quarta-feira 
Festa de Segunda Classe
Paramentos Brancos
  
Intróito/É. 48, 20.
Com gritos de alegria publique-o, seja conhecido, aleluia; proclame até os confins da terra: o Senhor livrou o seu povo, aleluia, aleluia.
Sal. 65, 1-2.Aclame a Deus de alegria, ó terra inteira; cante um hino ao seu nome; glorificar o seu louvor.
V/. Glória Patri.

Coleta
Deus, de quem procede todo o bem, conceda aos seus servos suplicantes: que, por sua inspiração, nossos pensamentos sejam direcionados para o que é bom; e que nossa vontade, guiada pelo Senhor, a realize.

Leitura da Epístola de São Paulo aos

Efésios 4,7-13
7 Mas a cada um de nós foi dada a graça, segundo a medida do dom de Cristo, 8 pelo que diz: Quando subiu ao alto, levou muitos cativos, cumulou de dons os homens (Sl 67,19). 9 Ora, que quer dizer ele subiu, senão que antes havia descido a esta terra? 10 Aquele que desceu é também o que subiu acima de todos os céus, para encher todas as coisas. 11 A uns ele constituiu apóstolos; a outros, profetas; a outros, evangelistas, pastores, doutores, 12 para o aperfeiçoamento dos cristãos, para o desempenho da tarefa que visa à construção do corpo de Cristo, 13 até que todos tenhamos chegado à unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, até atingirmos o estado de homem feito, a estatura da maturidade de Cristo.

Aleluia, aleluia. V/. Surréxit Christus, et illúxit nobis, quos redemit sánguine suo. Aleluia, aleluia. V/. Cristo ressuscitou e fez resplandecer a sua luz sobre nós, a quem redimiu com o seu sangue.
Aleluia. V/. Ioann. 16, 28. Exívi a Patre, et veni in mundum: íterum relínquo mundum, et vado ad Patrem. Aleluia. Aleluia. V/. saí do Pai e vim ao mundo; Deixo o mundo novamente e vou para o Pai. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho 

São João 17, 1-11
1 Jesus afirmou essas coisas e depois, levantando os olhos ao céu, disse: Pai, é chegada a hora. Glorifica teu Filho, para que teu Filho glorifique a ti; 2 e para que, pelo poder que lhe conferiste sobre toda criatura, ele dê a vida eterna a todos aqueles que lhe entregaste. 3 Ora, a vida eterna consiste em que conheçam a ti, um só Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo que enviaste. 4 Eu te glorifiquei na terra. Terminei a obra que me deste para fazer. 5 Agora, pois, Pai, glorifica-me junto de ti, concedendo-me a glória que tive junto de ti, antes que o mundo fosse criado. 6 Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste. Eram teus e deste-mos e guardaram a tua palavra. 7 Agora eles reconheceram que todas as coisas que me deste procedem de ti. 8 Porque eu lhes transmiti as palavras que tu me confiaste e eles as receberam e reconheceram verdadeiramente que saí de ti, e creram que tu me enviaste. 9 Por eles é que eu rogo. Não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus. 10 Tudo o que é meu é teu, e tudo o que é teu é meu. Neles sou glorificado. 11 Já não estou no mundo, mas eles estão ainda no mundo; eu, porém, vou para junto de ti. Pai santo, guarda-os em teu nome, que me encarregaste de fazer conhecer, a fim de que sejam um como nós.

Ofertório/Sal. 65, 8-9 e 20.
Nações, bendizei o nosso Deus e ouvimos os acentos do seu louvor; é ele que manteve minha alma viva, e que não permitiu que meus pés tremessem. Bendito seja Deus que não rejeitou minha oração nem retirou sua misericórdia de mim, aleluia.

Secreta
Recebe, Senhor, as orações dos fiéis com a oblação destas hóstias, para que, por estes piedosos testemunhos de nossa devoção, alcancemos a glória celestial.

Præfatio paschalis, in qua dicitur: in hoc potíssimum. Prefácio de Páscoa
 
Comunhão/Sal. 95, 2.
Cantai ao Senhor aleluia, cantai ao Senhor e bendizei o seu nome, proclamai a sua salvação dia a dia, aleluia, aleluia.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Concede-nos, Senhor, depois de nos saciares pela virtude do banquete celeste, desejar o que é justo e receber o que desejamos.


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário

25 de maio dia de São Gregório VII Papa e Confessor.

São Gregório
(Pontificado: 1073 a 1085) 
"Amei a Justiça e odiei a iniqüidade, eis porque morro no exílio"

    São Gregório não só foi uma das figuras mais importantes entre os Papas da Igreja Católica, bem como foi extremamente caluniado e perseguido durante seu pontificado. É uma das figuras que mais defendeu os direitos da esposa de Cristo. O Século XI foi para a Igreja um período de grande humilhação. Não fosse ela uma instituição divina, edificada sobre a rocha, os próprios filhos tê-la-iam destruído. O Clero superior e inferior, em sua maioria, tinha esquecido de sua alta missão. A simonia (tráfico ou venda ilícita de coisas sagradas), corrupção e indisciplina, tinham tomado conta dos altos e baixos setores da Igreja. Freqüentíssimos escândalos, e os príncipes seculares, quais lobos famintos, invadiam o aprisco do Senhor. Os reis Filipe e Augusto I da França, Boleslau II da Polônia, Henrique IV, imperador da Alemanha, eram verdadeiros monstros de crueldade e imoralidade. A palma, porém, coube ao imperador, que em crueldade, devassidão e ambição não achava semelhante. Deus se amerciou de sua Igreja e deu-lhe um Papa, como as circunstâncias o exigiam. Foi no ano de 1073 que Hildebrando (depois cognominado Gregório VII), assumiu a suprema dignidade papal. Ao receber essa notícia, São Pedro Damião, contentíssimo exclamou: "Agora será calcada a cabeça miliforme da serpente peçonhenta, e será posto um termo aos negócios torpes; o falsário Simeão Mago não mais cunhará moedas na Igreja; voltará ao tempo áureo dos Apóstolos, revigorará a disciplina eclesiástica, serão derrubadas as mesas dos vendilhões..." Gregório convocou o Concílio Lateranense e renovou as antigas leis da Igreja, que existiam, sobre o celibato dos sacerdotes, contra a simonia, e fez incorrer nas censuras eclesiásticas os bispos da França, que tinham rejeitado os decretos pontifícios, como impraticáveis e irrazoáveis. Dos bispos da Alemanha, só dois tiveram a coragem de aceitar e por em execução as determinações do Papa. O mais descontente de todos foi o imperador da Alemanha, que pelas proibições do Papa, se via prejudicado no negócio mais rentosos. Wiberto, arcebispo de Ravenna, ex-chanceler do imperador na Itália, promoveu uma conspiração contra o Papa. Na estação da Missa da meia noite de Natal os conspiradores, chefiados por Cencio, invadiram a Igreja e apoderaram-se da pessoa do Papa, para levá-lo à prisão. O povo, porém, libertou seu Pastor e Cencio teria sido apedrejado, se Gregório não lhe tivesse generosamente perdoado.Um segundo Concílio foi realizado em 1075, confirmou as determinações anteriores e fez intimação ao imperador para que respondesse pelos seus crimes, sob pena de excomunhão. Henrique respondeu com um decreto elaborado por bispos alemães: "Falso monge, carregado de maldição de todos os bispos e condenado pelo nosso tribunal, desce e renuncia à cadeia apostólica, indignamente usurpada".Gregório, em vez de descer, lançou excomunhão contra Henrique e os Prelados rebeldes. Os príncipes da Alemanha, há muito cansados da tirania e arbitrariedade do imperador, reunidos na Dieta de Tribur (1076), declararam-no deposto pelo prazo de um ano, caso não procurasse ser absolvido da excomunhão, tendo-lhe sido decretado que comparecesse à grande Dieta de Augsburgo, na qual devia justificar-se diante do Papa e da nação, com audiência marcada para 02 de fevereiro de 1077. Proibiram-no que se ausentasse da Alemanha antes da celebração da Dieta. Para evitar a humilhação de ser deposto, onde às claras iriam lhe expor seus crimes, tratou de clandestinamente obter a absolvição da excomunhão, dirigindo-se ao castelo da princesa Matilde, em Canossa, onde estava o Papa Gregório. Em traje penitente, permaneceu descalço por três dias em período de rigoroso inverno, esperando obter audiência do Papa, que negou-se a recebê-lo por saber que deveria apresentar-se à Dieta. Entretanto, graças às instâncias da condessa Matilde, acabou cedendo e recebeu Henrique, que aceitou as condições impostas mediante juramento, motivo pelo qual foi absolvido e recebeu a Sagrada Comunhão. Mal saíra de Canossa, esquecendo-se das promessas, aliou-se aos príncipes e bispos inimigos do Papa e, uma vez na Alemanha, moveu guerra contra seus adversários. Reuniu um concílio de bispos rebeldes em Mogúncia (1080), os quais elegeram papa o bispo Wiberto de Ravenna, que tomou o nome de Clemente III. Rodolfo de Suábia, pereceu na batalha de Volksheim e Henrique marchou sobre Roma, para tirar vingança do Papa. Só depois de um assédio de dois anos, tomou a cidade, onde recebeu a corôa imperial das mãos do antipapa. Gregório retirou-se para Salermo, onde morreu em 25 de maio de 1085. As últimas palavras foram: "Amei a Justiça e odiei a iniquidade, eis porque morro no exílio".
 Henrique não foi feliz com as conquistas. Graves distúrbios chamaram-no para a Alemanha onde achou os filhos em franca rebelião contra o pai. Perseguido e amaldiçoado pelos filhos, Henrique teve um fim triste, ao passo que Deus glorificou por estupendos milagres o túmulo do seu fiel servo Gregório.


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário

terça-feira, 24 de maio de 2022

24 de maio Nossa Senhora Auxiliadora

  24/05 Terça-feira  
Festa de Quarta Classe
Paramentos Brancos

 Devoção remonta à vitória da armada cristã em 1571, comandada por Dom João da Áustria que, invocando o auxílio da Virgem, afastou o perigo maometano da Europa. Em agradecimento, Pio V, incluiu na ladainha o título de Auxiliadora dos cristãos.
 A festa de Nossa Senhora Auxiliadora foi promulgada por Pio VII, no ano de 1816, tão logo foi libertado do cativeiro a ele imposto por Napoleão Bonaparte. O nome é bastante popular entre os católicos, sendo bastante usual como antroponímico. Em Porto Alegre o bairro Auxiliadora é nomeado em sua homenagem e em Campinas o Liceu Salesiano tem seu nome. O dia de Nossa Senhora Auxiliadora é comemorado em 24 de maio.
 Oração: Santíssima e Imaculada Virgem Maria, nossa carinhosa Mãe e poderoso auxílio dos cristãos, nós nos consagramos inteiramente ao vosso doce amor e ao vosso santo serviço. Consagramo-vos o entendimento com os seus pensamentos, o coração com os seus afetos, o corpo com os seus sentidos e com todas as suas forças, e prometemos querer sempre trabalhar para dar a Deus uma grande alegria: a realização e felicidade de todas as pessoas.
 Acolhei-nos todos sob o vosso manto, ó Maria Auxiliadora. Ajudai-nos a recorer a vós nas tentações, prontamente e com confiança. Fazei que a vossa lembrança tão boa, tão cara, tão amável, e a recordação do amor que tendes para com vossos devotos nos conforte, e nos faça vencedores, por meio do amor evangélico, dos inimigos do Reino, a fim de podermos, já nesta terra, viver o céu. Amém.

Intróito/E. 48, 20.
Com gritos de alegria publique-o, seja conhecido, aleluia; proclame até os confins da terra: o Senhor livrou o seu povo, aleluia, aleluia.
Sal. 65, 1-2.Aclame a Deus de alegria, ó terra inteira; cante um hino ao seu nome; glorificar o seu louvor.
V/. Glória Patri.

Coleta
Deus, de quem procede todo o bem, conceda aos seus servos suplicantes: que, por sua inspiração, nossos pensamentos sejam direcionados para o que é bom; e que nossa vontade, guiada por você, a realize.

Leitura da Epístola do livro da 

São Tiago 1,22-27

22.Sede cumpridores da palavra e não apenas ouvintes; isto equivaleria a vos enganardes a vós mesmos.23.Aquele que escuta a palavra sem a realizar assemelha-se a alguém que contempla num espelho a fisionomia que a natureza lhe deu:24.contempla-se e, mal sai dali, esquece-se de como era.25.Mas aquele que procura meditar com atenção a lei perfeita da liberdade e nela persevera - não como ouvinte que facilmente se esquece, mas como cumpridor fiel do preceito -, este será feliz no seu proceder.26.Se alguém pensa ser piedoso, mas não refreia a sua língua e engana o seu coração, então é vã a sua religião.27.A religião pura e sem mácula aos olhos de Deus e nosso Pai é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições, e conservar-se puro da corrupção deste mundo.

Aleluia, aleluia. V/. Surréxit Christus, et illúxit nobis, quos redemit sánguine suo. Aleluia, aleluia. V/. Cristo ressuscitou e fez resplandecer a sua luz sobre nós, a quem redimiu com o seu sangue.
Aleluia. V/. Ioann. 16, 28. Exívi a Patre, et veni in mundum: íterum relínquo mundum, et vado ad Patrem. Aleluia.Aleluia. V/. saí do Pai e vim ao mundo; Deixo o mundo novamente e vou para o Pai. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho

São João 16, 23-30
23.Naquele dia não me perguntareis mais coisa alguma. Em verdade, em verdade vos digo: o que pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo dará.24.Até agora não pedistes nada em meu nome. Pedi e recebereis, para que a vossa alegria seja perfeita.25.Disse-vos essas coisas em termos figurados e obscuros. Vem a hora em que já não vos falarei por meio de comparações e parábolas, mas vos falarei abertamente a respeito do Pai.26.Naquele dia pedireis em meu nome, e já não digo que rogarei ao Pai por vós.27.Pois o mesmo Pai vos ama, porque vós me amastes e crestes que saí de Deus.28.Saí do Pai e vim ao mundo. Agora deixo o mundo e volto para junto do Pai.29.Disseram-lhe os seus discípulos: Eis que agora falas claramente e a tua linguagem já não é figurada e obscura.30.Agora sabemos que conheces todas as coisas e que não necessitas que alguém te pergunte. Por isso, cremos que saíste de Deus.

Ofertório/Sal. 65, 8-9 e 20.
Nações, bendizei o nosso Deus e ouvimos os acentos do seu louvor; é ele que manteve minha alma viva, e que não permitiu que meus pés tremessem. Bendito seja Deus que não rejeitou minha oração nem retirou sua misericórdia de mim, aleluia.

Secreta
Recebe, Senhor, as orações dos fiéis com a oblação destas hóstias, para que, por estes piedosos testemunhos de nossa devoção, alcancemos a glória celestial.

Præfatio paschalis, in qua dicitur: in hoc potíssimum. Prefácio de Páscoa
 
Comunhão/Sal. 95, 2.
Cantai ao Senhor aleluia, cantai ao Senhor e bendizei o seu nome, proclamai a sua salvação dia a dia, aleluia, aleluia.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Concede-nos, Senhor, depois de nos saciares pela virtude do banquete celeste, desejar o que é justo e receber o que desejamos.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário. 

segunda-feira, 23 de maio de 2022

23 de maio dia de São Batista de Rossi,Confessor.

23/05 Segunda-feira
Festa de Quarta Classe 
Paramentos Brancos
 Santo João Batista de Rossi nasceu no dia 22 de fevereiro de 1698, em Voltagio, na província de Gênova, Itália. Aos dez anos, foi trabalhar para uma família muito rica em Gênova como pajem, para poder estudar e manter-se. Três anos depois, transferiu-se, definitivamente, para Roma, morando na casa de um primo que já era sacerdote e estudando no Colégio Romano dos jesuítas. Lá se doutorou em filosofia, convivendo com os melhores e mais preparados de sua geração de clérigos. Depois, os cursos de teologia ele concluiu com os dominicanos de Minerva.A todo esse esforço intelectual João Batista acrescentava uma excessiva carga de atividade evangelizadora, mesmo antes de ser ordenado sacerdote, junto aos jovens e às pessoas abandonadas e pobres. Com isso, teve um esgotamento físico e psicológico tão intenso que desencadearam os ataques epiléticos e uma grave doença nos olhos.
 Nunca mais se recuperou e teve de conviver com essa situação o resto da vida. Contudo ele nunca deixou de praticar a penitência, concentrada na pouca alimentação, minando ainda mais seu frágil organismo.
 Recebeu o sacerdocio em 1721. Nessa ocasião, devido à experiência adquirida na direção dos grupos de estudantes, decidiu fundar a Pia União de Sacerdotes Seculares, que dirigiu durante alguns anos. Por lá, até o final de 1935, passaram ilustres personalidades do clero romano, alguns mais tarde a Igreja canonizou e outros foram eleitos para dirigi-la.
 Entretanto João Batista queria uma obra mais completa, por isso fundou e também dirigiu a Casa de Santa Gala, para rapazes carentes, e a Casa de São Luiz Gonzaga, para moças carentes. Aliás, esse era seu santo preferido e exemplo que seguia no seu apostolado.
 O seu rebanho eram os mais pobres, doentes, encarcerados e pecadores. Tinha o dom do conselho, era atencioso e paciente com todos os fiéis, que formavam filas para se confessarem com ele. O tom de consolação, exortação e orientação com que tratava seus penitentes atraía cristãos de toda a cidade e de outras vizinhanças. João Batista era incansável, dirigia tudo com doçura e firmeza, e onde houvesse necessidade de algum socorro ali estava ele levando seu fervor e força espiritual.
 Quando seu primo cônego morreu, ele foi eleito para sucedê-lo em Santa Maria, em Cosmedin, Roma. Mas acabou sendo dispensado da obrigação do coro para poder dedicar-se com maior autonomia aos seus compromissos apostólicos.
 Aos sessenta e seis anos de idade, a doença finalmente o venceu e ele morreu no dia 23 de maio de 1764, tão pobre que seu enterro foi custeado pela caridade dos devotos. João Batista de Rossi foi canonizado pelo papa Leão XIII em 1881, que marcou sua celebração para o dia de sua morte.

Intróito/E. 48, 20.
Com gritos de alegria publique-o, seja conhecido, aleluia; proclame até os confins da terra: o Senhor livrou o seu povo, aleluia, aleluia.
Sal. 65, 1-2.Aclame a Deus de alegria, ó terra inteira; cante um hino ao seu nome; glorificar o seu louvor.
V/. Glória Patri.

Coleta
Deus, de quem procede todo o bem, conceda aos seus servos suplicantes: que, por sua inspiração, nossos pensamentos sejam direcionados para o que é bom; e que nossa vontade, guiada por você, a realize.

Leitura da Epístola do livro da 

São Tiago 1,22-27

22.Sede cumpridores da palavra e não apenas ouvintes; isto equivaleria a vos enganardes a vós mesmos.23.Aquele que escuta a palavra sem a realizar assemelha-se a alguém que contempla num espelho a fisionomia que a natureza lhe deu:24.contempla-se e, mal sai dali, esquece-se de como era.25.Mas aquele que procura meditar com atenção a lei perfeita da liberdade e nela persevera - não como ouvinte que facilmente se esquece, mas como cumpridor fiel do preceito -, este será feliz no seu proceder.26.Se alguém pensa ser piedoso, mas não refreia a sua língua e engana o seu coração, então é vã a sua religião.27.A religião pura e sem mácula aos olhos de Deus e nosso Pai é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições, e conservar-se puro da corrupção deste mundo.

Aleluia, aleluia. V/. Surréxit Christus, et illúxit nobis, quos redemit sánguine suo. Aleluia, aleluia. V/. Cristo ressuscitou e fez resplandecer a sua luz sobre nós, a quem redimiu com o seu sangue.
Aleluia. V/. Ioann. 16, 28. Exívi a Patre, et veni in mundum: íterum relínquo mundum, et vado ad Patrem. Aleluia.Aleluia. V/. saí do Pai e vim ao mundo; Deixo o mundo novamente e vou para o Pai. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho

São João 16, 23-30
23.Naquele dia não me perguntareis mais coisa alguma. Em verdade, em verdade vos digo: o que pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo dará.24.Até agora não pedistes nada em meu nome. Pedi e recebereis, para que a vossa alegria seja perfeita.25.Disse-vos essas coisas em termos figurados e obscuros. Vem a hora em que já não vos falarei por meio de comparações e parábolas, mas vos falarei abertamente a respeito do Pai.26.Naquele dia pedireis em meu nome, e já não digo que rogarei ao Pai por vós.27.Pois o mesmo Pai vos ama, porque vós me amastes e crestes que saí de Deus.28.Saí do Pai e vim ao mundo. Agora deixo o mundo e volto para junto do Pai.29.Disseram-lhe os seus discípulos: Eis que agora falas claramente e a tua linguagem já não é figurada e obscura.30.Agora sabemos que conheces todas as coisas e que não necessitas que alguém te pergunte. Por isso, cremos que saíste de Deus.

Ofertório/Sal. 65, 8-9 e 20.
Nações, bendizei o nosso Deus e ouvimos os acentos do seu louvor; é ele que manteve minha alma viva, e que não permitiu que meus pés tremessem. Bendito seja Deus que não rejeitou minha oração nem retirou sua misericórdia de mim, aleluia.

Secreta
Recebe, Senhor, as orações dos fiéis com a oblação destas hóstias, para que, por estes piedosos testemunhos de nossa devoção, alcancemos a glória celestial.

Præfatio paschalis, in qua dicitur: in hoc potíssimum. Prefácio de Páscoa
 
Comunhão/Sal. 95, 2.
Cantai ao Senhor aleluia, cantai ao Senhor e bendizei o seu nome, proclamai a sua salvação dia a dia, aleluia, aleluia.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Concede-nos, Senhor, depois de nos saciares pela virtude do banquete celeste, desejar o que é justo e receber o que desejamos.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.

domingo, 22 de maio de 2022

Quinto Domingo depois da Páscoa.

22/05 Domingo 
Festa de  Segunda Classe 
Paramentos Brancos

Intróito/E. 48, 20.
Com gritos de alegria publique-o, seja conhecido, aleluia; proclame até os confins da terra: o Senhor livrou o seu povo, aleluia, aleluia.
Sal. 65, 1-2.Aclame a Deus de alegria, ó terra inteira; cante um hino ao seu nome; glorificar o seu louvor.
V/. Glória Patri.

Coleta
Deus, de quem procede todo o bem, conceda aos seus servos suplicantes: que, por sua inspiração, nossos pensamentos sejam direcionados para o que é bom; e que nossa vontade, guiada por você, a realize.

Leitura da Epístola do livro da 

São Tiago 1,22-27

22.Sede cumpridores da palavra e não apenas ouvintes; isto equivaleria a vos enganardes a vós mesmos.23.Aquele que escuta a palavra sem a realizar assemelha-se a alguém que contempla num espelho a fisionomia que a natureza lhe deu:24.contempla-se e, mal sai dali, esquece-se de como era.25.Mas aquele que procura meditar com atenção a lei perfeita da liberdade e nela persevera - não como ouvinte que facilmente se esquece, mas como cumpridor fiel do preceito -, este será feliz no seu proceder.26.Se alguém pensa ser piedoso, mas não refreia a sua língua e engana o seu coração, então é vã a sua religião.27.A religião pura e sem mácula aos olhos de Deus e nosso Pai é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições, e conservar-se puro da corrupção deste mundo.

Aleluia, aleluia. V/. Surréxit Christus, et illúxit nobis, quos redemit sánguine suo. Aleluia, aleluia. V/. Cristo ressuscitou e fez resplandecer a sua luz sobre nós, a quem redimiu com o seu sangue.
Aleluia. V/. Ioann. 16, 28. Exívi a Patre, et veni in mundum: íterum relínquo mundum, et vado ad Patrem. Aleluia.Aleluia. V/. saí do Pai e vim ao mundo; Deixo o mundo novamente e vou para o Pai. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho

São João 16, 23-30
23.Naquele dia não me perguntareis mais coisa alguma. Em verdade, em verdade vos digo: o que pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo dará.24.Até agora não pedistes nada em meu nome. Pedi e recebereis, para que a vossa alegria seja perfeita.25.Disse-vos essas coisas em termos figurados e obscuros. Vem a hora em que já não vos falarei por meio de comparações e parábolas, mas vos falarei abertamente a respeito do Pai.26.Naquele dia pedireis em meu nome, e já não digo que rogarei ao Pai por vós.27.Pois o mesmo Pai vos ama, porque vós me amastes e crestes que saí de Deus.28.Saí do Pai e vim ao mundo. Agora deixo o mundo e volto para junto do Pai.29.Disseram-lhe os seus discípulos: Eis que agora falas claramente e a tua linguagem já não é figurada e obscura.30.Agora sabemos que conheces todas as coisas e que não necessitas que alguém te pergunte. Por isso, cremos que saíste de Deus.

Ofertório/Sal. 65, 8-9 e 20.
Nações, bendizei o nosso Deus e ouvimos os acentos do seu louvor; é ele que manteve minha alma viva, e que não permitiu que meus pés tremessem. Bendito seja Deus que não rejeitou minha oração nem retirou sua misericórdia de mim, aleluia.

Secreta
Recebe, Senhor, as orações dos fiéis com a oblação destas hóstias, para que, por estes piedosos testemunhos de nossa devoção, alcancemos a glória celestial.

Præfatio paschalis, in qua dicitur: in hoc potíssimum. Prefácio de Páscoa
 
Comunhão/Sal. 95, 2.
Cantai ao Senhor aleluia, cantai ao Senhor e bendizei o seu nome, proclamai a sua salvação dia a dia, aleluia, aleluia.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Concede-nos, Senhor, depois de nos saciares pela virtude do banquete celeste, desejar o que é justo e receber o que desejamos.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.