sexta-feira, 18 de março de 2022

Sexta-feira da 2ª Semana da Quaresma

18/03 Sexta-feira 
Festa de Terceira Classe
Paramentos Roxos


Intróito/Ps 16, 15.
Quanto a mim, é pela justiça que serei admitido à tua presença: ficarei satisfeito quando a tua glória se manifestar.Ps. ibid., 2. Ouve, Senhor, minha justiça; esteja atento à minha súplica. V/. Glória Patri.

Coleta
Concede, ó Deus Todo-Poderoso, que purificados por este sagrado jejum, possamos chegar com o coração sincero às santas solenidades que se aproximam. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Leitura da Epístola do livro do 


Gênesis37,6-22 
6 ?Ouvi, disse-lhes ele, o sonho que tive: 7 estávamos ligando feixes no campo, e eis que o meu feixe se levantou e se pôs de pé, enquanto os vossos o cercavam e se prostravam diante dele.? 8 Seus irmãos disseram-lhe: ?Quererias, porventura, reinar sobre nós e tornar-te nosso senhor?? E odiaram-no ainda mais por causa de seus sonhos e de suas palavras. 9 José teve ainda outro sonho, que contou aos seus irmãos. ?Tive, disse ele, ainda um sonho: o sol, a lua e onze estrelas prostravam-se diante de mim.? 10 Ele contou isso ao seu pai e aos seus irmãos, mas foi repreendido por seu pai: ?Que significa, disse-lhe ele, este sonho que tiveste? Viremos, porventura, eu, tua mãe e teus irmãos, a nos prostrar por terra diante de ti?? 11 Seus irmãos ficaram, pois, com inveja dele, mas seu pai guardou a lembrança desse acontecimento. 12 Os irmãos de José foram apascentar os rebanhos de seu pai em Siquém. 13 Israel disse a José: ?Teus irmãos guardam os rebanhos em Siquém. Vem: vou mandar-te a eles.? ?Eis-me aqui?, respondeu José. 14 ?Vai, pois, ver se tudo corre bem a teus irmãos e ao rebanho, e traze-me notícias deles.? Enviou-o do vale de Hebron, e José foi a Siquém. 15 Um homem encontrou-o errando pelo campo: ?Que buscas?? perguntou ele. 16 ?Busco meus irmãos, respondeu ele. Dize-me onde apascentam os rebanhos.? 17 E o homem respondeu: ?Partiram daqui e ouvi-os dizer: Vamos a Dotain.? Partiu então José em busca dos seus irmãos e encontrou-os em Dotain. 18 Eles o viram de longe. Antes que José se aproximasse, combinaram entre si como o haveriam de matar; 19 e disseram: ?Eis o sonhador que chega. 20 Vamos, matemo-lo e atiremo-lo numa cisterna; diremos depois que uma fera o devorou; e então veremos de que lhe aproveitaram os seus sonhos.? 21 Ouvindo-o, porém, Rubem, quis livra-lo de suas mãos: ?Não lhe tiremos a vida, disse ele. 22 Não derrameis sangue. Jogai-o naquela cisterna, no deserto, mas não levanteis vossa mão contra ele.? Pois Rubem pensava livrá-lo de suas mãos para o reconduzir ao pai. 

Gradual/Sal. 119, 1-2.
Na minha tribulação, clamei ao Senhor e ele me respondeu.
V / Senhor, livra a minha alma dos lábios injustos e da língua enganosa.

Trato/ Sal. 102, 10.
Senhor, não nos trates segundo os nossos pecados, e não nos castigues segundo as nossas iniqüidades.
V/. Sal. 78, 8-9.Senhor, não se lembre mais de nossas antigas iniqüidades; que suas misericórdias venham apressadamente ao nosso encontro, pois estamos reduzidos à última miséria.
Ajoelhamo-nos V/. Ajuda-nos, ó Deus, nosso Salvador, e para a glória do teu nome, Senhor, livra-nos e perdoa-nos os nossos pecados, por amor do teu nome.

Sequência do Santo Evangelho 

São Mateus 21,33-46 
33 Ouvi outra parábola: havia um pai de família que plantou uma vinha. Cercou-a com uma sebe, cavou um lagar e edificou uma torre. E, tendo-a arrendado a lavradores, deixou o país. 34 Vindo o tempo da colheita, enviou seus servos aos lavradores para recolher o produto de sua vinha. 35 Mas os lavradores agarraram os servos, feriram um, mataram outro e apedrejaram o terceiro. 36 Enviou outros servos em maior número que os primeiros, e fizeram-lhes o mesmo. 37 Enfim, enviou seu próprio filho, dizendo: Hão de respeitar meu filho. 38 Os lavradores, porém, vendo o filho, disseram uns aos outros: Eis o herdeiro! Matemo-lo e teremos a sua herança! 39 Lançaram-lhe as mãos, conduziram-no para fora da vinha e o assassinaram. 40 Pois bem: quando voltar o senhor da vinha, que fará ele àqueles lavradores? 41 Responderam-lhe: Mandará matar sem piedade aqueles miseráveis e arrendará sua vinha a outros lavradores que lhe pagarão o produto em seu tempo. 42 Jesus acrescentou: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra rejeitada pelos construtores tornou-se a pedra angular; isto é obra do Senhor, e é admirável aos nossos olhos (Sl 117,22)? 43 Por isso vos digo: ser-vos-á tirado o Reino de Deus, e será dado a um povo que produzirá os frutos dele. 44 [Aquele que tropeçar nesta pedra, far-se-á em pedaços; e aquele sobre quem ela cair será esmagado.] 45 Ouvindo isto, os príncipes dos sacerdotes e os fariseus compreenderam que era deles que Jesus falava. 46 E procuravam prendê-lo; mas temeram o povo, que o tinha por um profeta.

Ofertório/ Pr. 39, 14 e 15.
Senhor, olhe para mim para me ajudar. Confundam-se e envergonhem-se os que procuram tirar-me a vida. Senhor, olhe para mim para me ajudar.

Secreta
Ó Deus, que este sacrifício permaneça em nós por sua ação e que seu efeito seja confirmado em nossa alma. Por Nosso Senhor.

Prefácio da Quadragésima.Prefácio à Quaresma .

Comunhão/ Ps 11, 8.
És tu, Senhor, quem nos guardará e quem nos preservará para sempre desta geração.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Faça, nós te imploramos, Senhor, que tendo recebido o penhor da salvação eterna, nós tendemos a esta salvação de modo a poder alcançá-la. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Super populum: Oremus. Humiliate capita vestra Deo.Sobre o povo: Oremos. Humilhem suas cabeças diante de Deus.
Oração.Da, quǽsumus, Dómine, pópulo tuo salútem mentis et córporis: ut, bonis opéribus inhæréndo, tuæ sempre virtútis mereátur protectionióne deféndi. Por Dominum.Dá ao teu povo, te suplicamos, Senhor, saúde da alma e do corpo para que, apegando-se às boas obras, mereça estar sempre sob a proteção e defesa do teu poder. Por Nosso Senhor.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.