quarta-feira, 20 de abril de 2022

Quarta-feira da Pascoa

20/04 Quarta-feira de Páscoa
Festa de Primeira Classe 
Paramentos Brancos

Intróito/Math. 25, 34.
Vinde, benditos de meu Pai, possuí o reino, aleluia, que vos foi preparado desde o princípio do mundo, aleluia, aleluia, aleluia.
Sal. 95, 1.Cante um novo cântico ao Senhor; cantai ao Senhor, toda a terra.
V/. Glória Patri.

Coleta
Deus, que todos os anos nos alegra na solenidade da ressurreição do Senhor: fazei, em vossa bondade; que por meio dessas festas que celebramos no tempo, merecemos chegar às alegrias eternas.

Leitura da Epístola dos

Atos dos Apóstolo 3,12-19
12 À vista disso, falou Pedro ao povo: Homens de Israel, por que vos admirais assim? Ou por que fitais os olhos em nós, como se por nossa própria virtude ou piedade tivéssemos feito este homem andar? 13 O Deus de Abraão, de Isaac, de Jacó, o Deus de nossos pais glorificou seu servo Jesus, que vós entregastes e negastes perante Pilatos, quando este resolvera soltá-lo. 14 Mas vós renegastes o Santo e o Justo e pedistes que se vos desse um homicida. 15 Matastes o Príncipe da vida, mas Deus o ressuscitou dentre os mortos: disso nós somos testemunhas. 16 Em virtude da fé em seu nome foi que esse mesmo nome consolidou este homem, que vedes e conheceis. Foi a fé em Jesus que lhe deu essa cura perfeita, à vista de todos vós. 17 Agora, irmãos, sei que o fizestes por ignorância, como também os vossos chefes. 18 Deus, porém, assim cumpriu o que já antes anunciara pela boca de todos os profetas: que o seu Cristo devia padecer. 19 Arrependei-vos, portanto, e convertei-vos para serem apagados os vossos pecados.

Gradual/ Sal. 117, 24 e 16.
Este é o dia que o Senhor fez, vamos gastá-lo com alegria e alegria.
V/. A destra do Senhor fez brotar o seu poder, a destra do Senhor me exaltou.

Aleluia, aleluia. V/. Lucas. 24, 34. Surréxit Dóminus vere: e aparece Petro. Aleluia, aleluia. V/. O Senhor ressuscitou verdadeiramente e apareceu a Pedro
Sequência.Seqüência.
V íctimæ pascháli laudes imola Christiáni. À vítima da Páscoa, que os cristãos imolem louvores.
A gnus redemit oves: Christus ínnocens Patri reconciliavit peccatóres. O Cordeiro redimiu as ovelhas: o inocente Cristo reconciliou os pecadores com seu Pai.
Mors et vita duelo conflixére mirando: dux vitae mórtuus regnat vivus. Vida e morte se enfrentaram em um duelo prodigioso: o Autor da vida estava morto, ele reina vivo.
D ic nobis, María, quid vidísti in via? Conte-nos, Mary, o que você viu no caminho?
S epúlcrum Christi vivéntis et glóriam vidi resurgéntis. Vi o túmulo do Cristo vivo e a glória do ressuscitado.
Testes ngélicos , sudárium e jaquetas.Eu vi as testemunhas angelicais, a mortalha e as mortalhas.
S urréxit Christus, spes mea: præcédet vos in Galilǽam. Ele ressuscitou, Cristo, minha esperança: ele irá adiante de você para a Galiléia.
S cimus Christum surrexísse a mórtuis vere: tu nobis, victor Rex, miserére. Um homem. Aleluia.Sabemos disso: Cristo ressuscitou dos mortos:Ó Tu, Rei vitorioso, tem piedade de nós. Um homem. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho

São João 21, 1-14 
1.Depois disso, tornou Jesus a manifestar-se aos seus discípulos junto ao lago de Tiberíades. Manifestou-se deste modo: 2.Estavam juntos Simão Pedro, Tomé (chamado Dídimo), Natanael (que era de Caná da Galiléia), os filhos de Zebedeu e outros dois dos seus discípulos. 3.Disse-lhes Simão Pedro: Vou pescar. Responderam-lhe eles: Também nós vamos contigo. Partiram e entraram na barca. Naquela noite, porém, nada apanharam. 4.Chegada a manhã, Jesus estava na praia. Todavia, os discípulos não o reconheceram. 5.Perguntou-lhes Jesus: Amigos, não tendes acaso alguma coisa para comer? Não, responderam-lhe. 6.Disse-lhes ele: Lançai a rede ao lado direito da barca e achareis. Lançaram-na, e já não podiam arrastá-la por causa da grande quantidade de peixes. 7.Então aquele discípulo, que Jesus amava, disse a Pedro: É o Senhor! Quando Simão Pedro ouviu dizer que era o Senhor, cingiu-se com a túnica (porque estava nu) e lançou-se às águas. 8.Os outros discípulos vieram na barca, arrastando a rede dos peixes (pois não estavam longe da terra, senão cerca de duzentos côvados). 9.Ao saltarem em terra, viram umas brasas preparadas e um peixe em cima delas, e pão. 10.Disse-lhes Jesus: Trazei aqui alguns dos peixes que agora apanhastes. 11.Subiu Simão Pedro e puxou a rede para a terra, cheia de cento e cinquenta e três peixes grandes. Apesar de serem tantos, a rede não se rompeu. 12.Disse-lhes Jesus: Vinde, comei. Nenhum dos discípulos ousou perguntar-lhe: Quem és tu?, pois bem sabiam que era o Senhor. 13.Jesus aproximou-se, tomou o pão e lhos deu, e do mesmo modo o peixe. 14.Era esta já a terceira vez que Jesus se manifestava aos seus discípulos, depois de ter ressuscitado.

Ofertório/ Sal. 77, 23-25.
O Senhor abriu as portas do céu e fez chover maná sobre eles para alimentá-los, e deu-lhes pão do céu. O homem comeu o pão dos anjos, aleluia

Secreta
Nós vos imolamos, Senhor, no meio das nossas alegrias pascais, um sacrifício pelo qual a vossa Igreja é guardada e alimentada.Por Nosso Senhor.

Prefácio de Páscoa
Infra Actionem Communicantes e Hanc ígitur oblatiónem propria.No Cânon são próprios os Communicantes e os Hanc ígitur oblatiónem.
Et sic dicitur usque ad Sábbatum in Albis inclusive.E o mesmo até sábado em Albis incluído.
 
Comunhão/ ROM. 6, 9.
Cristo, ressuscitado dos mortos, não morre mais, aleluia; a morte não terá mais domínio sobre ele. aleluia, aleluia.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Fazei, Senhor, vos imploramos que, purificados da antiguidade do pecado, possamos, segundo vossos desígnios, ser transformados em nova criatura pela recepção de vossos veneráveis ​​sacramentos. 0 você que vive.

¶ Post Dóminus vobíscum dicitur: Ite, Missa est, allelúia, allelúia. ¶ Depois do Dóminus vobíscum dizemos: Ite, Missa est, allelúia, allelúia.
R/. Deo grátias, alelúia, alelúia. R/. Deo grátias, alelúia, alelúia.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.