quinta-feira, 7 de abril de 2022

Quinta-feira da Paixão.

07/04 Quinta-feira da Paixão 
Festa de Terceira Classe
Paramentos Roxos

Intróito/ Dan. 3, 31.
Tudo o que nos fizeste, Senhor, é por verdadeira justiça que o fizeste; porque pecamos contra ti, e não obedecemos aos teus mandamentos; mas dá glória ao teu nome, e trata-nos segundo a multidão das tuas misericórdias.Sal. 118, 1.  Bem-aventurados os que são imaculados no caminho, que andam na lei do Senhor.V/. Glória Patri.

Coleta
Imploramos-te, ó Deus Todo-Poderoso, que a dignidade da natureza humana, que foi ferida pela intemperança, seja restaurada por meio desta abstinência salutar. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Leitura da Epístola do livro do profeta

Daniel 3.25,34-45
25 Azarias, em pé bem no meio do fogo, fez a seguinte oração:34 Pelo amor de vosso nome, não nos abandoneis para sempre; não destruais de modo algum vossa aliança. 35 Não nos retireis vossa misericórdia em consideração a Abraão, vosso amigo, Isaac, vosso servo, Israel, vosso santo, 36 aos quais prometestes multiplicar sua descendência como as estrelas do céu e a areia que se encontra à beira do mar. 37 Senhor, fomos reduzidos a nada diante das nações, fomos humilhados diante de toda a terra: tudo, devido a nossos pecados! 38 Hoje, já não há príncipe, nem profeta, nem chefe, nem holocausto, nem sacrifício, nem oblação, nem incenso, nem mesmo um lugar para vos oferecer nossas primícias e encontrar misericórdia. 39 Entretanto, que a contrição de nosso coração e a humilhação de nosso espírito nos permita achar bom acolhimento junto a vós, Senhor, 40 como (se nós nos apresentássemos) com um holocausto de carneiros, de touros e milhares de gordos cordeiros! Que assim possa ser hoje o nosso sacrifício em vossa presença! Que possa (reconciliar-nos) convosco, porque nenhuma confusão existe para aqueles que põem em vós sua confiança. 41 É de todo nosso coração que nós vos seguimos agora, que nós vos reverenciamos, que buscamos vossa face. 42 Não nos confundais; tratai-nos com vossa habitual doçura e com todas as riquezas de vossa misericórdia. 43 Ponde em execução vossos prodígios para nos salvar, Senhor, e cobri vosso nome de glória. 44 Que sejam então confundidos aqueles que maltratam vossos servos, que eles sofram a vergonha de ver a ruína de seu poderio e o aniquilamento de sua força. 45 Assim saberão que sois o Senhor, o Deus único e glorioso sobre toda a superfície da terra.

Gradual/Sal. 95, 8-9.
Faça vítimas e entre em seus tribunais: adore o Senhor em seu santo tabernáculo.
V /Ps. 28, 9.O Senhor descobrirá as trevas: e no seu templo todos proclamarão a sua glória.

Sequência do Santo Evangelho  

São Lucas 7, 36-50
36 Um fariseu convidou Jesus a ir comer com ele. Jesus entrou na casa dele e pôs-se à mesa. 37 Uma mulher pecadora da cidade, quando soube que estava à mesa em casa do fariseu, trouxe um vaso de alabastro cheio de perfume; 38 e, estando a seus pés, por detrás dele, começou a chorar. Pouco depois suas lágrimas banhavam os pés do Senhor e ela os enxugava com os cabelos, beijava-os e os ungia com o perfume. 39 Ao presenciar isto, o fariseu, que o tinha convidado, dizia consigo mesmo: Se este homem fosse profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que o toca, pois é pecadora. 40 Então Jesus lhe disse: Simão, tenho uma coisa a dizer-te. Fala, Mestre, disse ele. 41 Um credor tinha dois devedores: um lhe devia quinhentos denários e o outro, cinqüenta. 42 Não tendo eles com que pagar, perdoou a ambos a sua dívida. Qual deles o amará mais? 43 Simão respondeu: A meu ver, aquele a quem ele mais perdoou. Jesus replicou-lhe: Julgaste bem. 44 E voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês esta mulher? Entrei em tua casa e não me deste água para lavar os pés; mas esta, com as suas lágrimas, regou-me os pés e enxugou-os com os seus cabelos. 45 Não me deste o ósculo; mas esta, desde que entrou, não cessou de beijar-me os pés. 46 Não me ungiste a cabeça com óleo; mas esta, com perfume, ungiu-me os pés. 47 Por isso te digo: seus numerosos pecados lhe foram perdoados, porque ela tem demonstrado muito amor. Mas ao que pouco se perdoa, pouco ama. 48 E disse a ela: Perdoados te são os pecados. 49 Os que estavam com ele à mesa começaram a dizer, então: Quem é este homem que até perdoa pecados? 50 Mas Jesus, dirigindo-se à mulher, disse-lhe: Tua fé te salvou; vai em paz.

Ofertório/ Sal. 136, 1.
Junto aos rios da Babilônia nos sentamos e choramos ao nos lembrarmos de Sião.

Secreta
Senhor nosso Deus, que ordenaste que, de preferência, entre as coisas criadas por ti para o sustento de nossa natureza frágil, que os dons a serem dedicados ao teu santo nome também sejam escolhidos, conceda, nós te suplicamos, que esses dons valem a ajuda na vida presente e tornam-se para nós um penhor da eternidade. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Prefácio de Cruce; quæ dicitur usque ad Feriam V in Cena Domini inclusive, iuxta Rubricas. Prefácio à Santa Cruz .
 
Comunhão/ Sal. 118, 49-50.
Lembre-se da palavra que Senhor falou ao seu servo; por ela me deste esperança, eis o que me consolou na minha humilhação(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Concede, ó Senhor, que o que tiramos de nossos lábios, guardemos em uma alma pura e que o benefício recebido no tempo se torne para nós um remédio para a eternidade. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Super populum: Oremus. Humiliate capita vestra Deo.Sobre o povo: Oremos. Humilhem suas cabeças diante de Deus.
Oratio. Esto, quǽsumus, Dómine, propítius plebi tuæ: ut, qua tibi non placent, respuéntes; tuórum pótius repleántur delectatiónibus mandatórum. Por Dominum.Rezar Suplicamos-te, Senhor, sê benigno para com o teu povo, para que, rejeitando o que te desagrada, sintam cada vez mais as delícias que reservas aos que observam os teus mandamentos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.
Façam penitência.