sexta-feira, 29 de julho de 2022

29 de Julho dia de Santa Marta,Virgem.

29/07 Sexta-feira
Festa de Terceira Classe
Paramentos Brancos
 https://aidobonsai.files.wordpress.com/2010/10/209.jpg

                                            
  Os primeiros a dedicarem uma festa litúrgica a santa Marta foram os frades franciscanos, em 1262, e o dia escolhido foi 29 de julho.
As Escrituras contam que, em seus poucos momentos de descanso ou lazer, Jesus procurava a casa de amigos em Betânia, local muito agradável há apenas três quilômetros de Jerusalém. Lá moravam Marta, Lázaro e Maria, três irmãos provavelmente filhos de Simão, o leproso. Há poucas mas importantíssimas citações de Marta nas Sagradas Escrituras ;trata-se de mais uma importante passagem , pois do evento tira-se um momento em que Jesus chora: "O pranto de Maria provoca o choro de Jesus". E o milagre de reviver Lázaro, já morto e sepultado, solicitado com tamanha simplicidade por Marta, que exemplifica a plena fé na omnipotência do Senhor. Outra passagem é a ceia de Betânia, com a presença de Lázaro ressuscitado, uma prévia da última ceia, pois ali Marta serve a mesa e Maria lava os pés de Jesus, gesto que ele imitaria em seu último encontro coletivo com os doze apóstolos. A tradição nos diz que diante da perseguição dos judeus, Santa Marta, Maria e Lázaro,  foram banidos de Judeia por ocasião da primeira perseguição. Não podiam os judeus sofrer a presença de Lázaro, porque era um testemunho vivo da divindade daquele a quem tinham dado a morte; não ousando todavia tirar-lhe a vida com receio de que lhe fosse restituído uma segunda vez para vergonha sua, lembraram-se de meter toda aquela família numa barca sem mastros, sem leme e sem velas.Deus levou-os para França.
É de antiga e respeitável tradição, que parece estar autorizada pela igreja, que Santa Marta anunciara a fé de Jesus Cristo em Marselha, Aix, Avinhão e em toda a Provença; e que por toda a parte efectuara muitas conversões.
  Conta-se, explicando aos povos de Avinhão as verdades da nossa religião Cristã, um mancebo que estava da banda de além do Ródano, desejava com paixão ouvir Marta; tentou pois atravessar o rio a nado, mas tendo sido arrastado pela rapidez das águas, fora submergido. Deram notícia à santa desta desgraça, e esta dizendo a uns pescadores que tirassem para fora o cadáver, depois de uma breve oração restituiu-o à vida .Fez grande ruído este milagre. Os habitantes de Tarascon e as povoações vizinhas vieram então pedir o socorro da santa contra um dragão que fazia enormes estragos. Como Marta não tinha outro fim do que a glória de Jesus Cristo e a salvação das almas, reconheceu que um milagre causaria a satisfação sobre aqueles pagãos.          
Embrenhou-se por um bosque vizinho e achou o dragão que estava a devorar um homem. Fez o sinal da cruz, aspergiu-o com algumas gotas de água benta, atou-o com o seu próprio cinto e trouxe-o à cidade, como se fora um manso cordeiro. Atónito o povo acudia a presenciar esta maravilha, e, depois de terem morto o dragão a pau e à pedrada, lançaram-se todos aos pés da santa, pedindo-lhe que os não abandonassem.

A Santa Marta permaneceu nesse lugar, tendo criado uma comunidade de donzelas convertidas e que quiseram acompanha-la. Refere-se que edificaram nesse sítio um mosteiro, onde como esposas de Jesus Cristo viviam à maneira de anjos debaixo da direcção daquela que fora hospedeira e discípula do Senhor.

Todos os anos os habitantes de Tarascon organizam uma grande festa em honra de Santa Marta, protectora da sua cidade, no dia 29 de Julho.

Intróito/ Sal. 44, 8.
Senhor amou a justiça e odiou a iniqüidade; por isso, ó Deus, o teu Deus te ungiu com óleo de alegria mais excelentemente do que todos os teus companheiros.
Ps. ibid.2, Do meu coração brotou uma palavra excelente; é que dirijo minhas obras a um rei.
V/. Glória Patri.

Coleta
Ouvi-nos, ó Deus nossa salvação: e como encontramos motivo de alegria na festa da bem-aventurada Marta, vossa Virgem: fazei-nos saborear os ensinamentos e o fervor de uma devoção piedosa.

 Ss. Felicis II Papae, Simplicis, Faustini e Beatricis Mm.:e Santos Simplice, Faustino e Beatriz, Mártires:
Oratio.Præsta, quǽsumus, Dómine: ut, sicut pópulus christiánus Mártyrum tuórum Felicis, Simplicii, Faustíni e Beatrícis temporáli sollemnitáte congáudet, ita perfruátur ætérna; e, quod votis celebrat, comprehéndat efféctu. Por Dominum. Fazei, Senhor, vos rogamos, que como o povo cristão celebre com alegria no tempo a solenidade de vossos santos mártires Félix, Simplice, Faustin e Beatriz: como eles compartilham na eternidade a alegria de seu triunfo; e, o que ele prediz de seus desejos, que ele obtém um dia na realidade.

Leitura da Epístola dos 

II Coríntios 10, 17-18; 11,1-2
 17 Ora, quem se gloria, glorie-se no Senhor. 18 Pois merece a aprovação não aquele que se recomenda a si mesmo, mas aquele que o Senhor recomenda.1 Oxalá suportásseis um pouco de loucura de minha parte! Oh, sim! Tolerai-me. 2 Eu vos consagro um carinho e amor santo, porque vos desposei com um esposo único e vos apresentei a Cristo como virgem pura.

Gradual. Sal. 44, 5.Spécie matou e pulchritúdine matou inténde, prospere provenha e reina.Com tua glória e tua majestade, avança, marcha vitoriosamente e reina.V/. Propter veritátem et mansuetúdinem et iustítiam: et deducet te mirabíliter déxtera tua.V/. Pela verdade, mansidão e justiça; e seu direito o guiará maravilhosamente.
Aleluia, aleluia. V/. Ibid., 15 e 16. Adducéntur Regi Virgines post eam: próximæ eius afferéntur tibi in lætítia. Aleluia. Aleluia, aleluia. V/. Virgens serão trazidas ao rei depois de você; seus companheiros serão apresentados em meio à alegria e alegria. Aleluia.

 Sequência do Santo Evangelho

São Lucas 10,38-42
38 Estando Jesus em viagem, entrou numa aldeia, onde uma mulher, chamada Marta, o recebeu em sua casa. 39 Tinha ela uma irmã por nome Maria, que se assentou aos pés do Senhor para ouvi-lo falar. 40 Marta, toda preocupada na lida da casa, veio a Jesus e disse: Senhor, não te importas que minha irmã me deixe só a servir? Dize-lhe que me ajude. 41 Respondeu-lhe o Senhor: Marta, Marta, andas muito inquieta e te preocupas com muitas coisas; 42 no entanto, uma só coisa é necessária; Maria escolheu a boa parte, que lhe não será tirada.

Ofertório/ Sal. 44, 10.
As filhas dos reis estão na tua glória; a rainha está à sua direita em roupas tecidas com ouro, cobertas de bordados.

Secreta
Que seja aceita por ti, Senhor, a oferenda feita por teu povo santo em honra de teus santos por cujos méritos reconhecem ter recebido ajuda na tribulação.

Pro Ss. Martyribus
Secreta Hóstias tibi, Dómine, pro sanctórum Mártyrum tuórum Felicis, Simplícii, Faustíni e Beatrícis comemoraióne deférimus: supplíciter deprecántes; ut indulgéntiam nobis pariter cónferant et salútem. Per Dominum nostrum.Apresentamos-te, Senhor, estas hóstias em memória dos teus santos mártires Félix, Simplice, Faustin e Beatriz: orando humildemente para que nos obtenham perdão e salvação.

Comunhão/São Matheus. 25, 4 e 6.
Cinco virgens prudentes levaram azeite em suas vasilhas com suas lâmpadas; mas no meio da noite ouviu-se um grito: Aqui vem o noivo; vá diante de Cristo, seu Senhor.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Tu tens, Senhor, nutrido tua família com dons sagrados; por favor, reavive-nos sempre, graças à intervenção do santo cuja festa celebramos.

Pro Ss. Martyribus
Pós-comunhão Præsta, quǽsumus, omnipotens Deus: ut sanctórum Martyrum tuórum Felicis, Simplicii, Faustíni et Beatrícis cæléstibus mýsteriis celebráta sollémnitas, indulgéntiam nobis tuæ propitiatiónis acquírat. Por Dominum. Fazei, Senhor, vos suplicamos: que a solenidade dos vossos santos mártires Félix, Simplice, Faustin e Beatriz, celebrados pelos vossos mistérios celestes, mereça para nós a indulgência da vossa misericórdia.


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário