domingo, 17 de julho de 2022

Sexto Domingo depois de Pentecoste

17/07  Domingo 
Festa de Segunda Classe
Paramentos Verdes


Intróito/Sal. 27, 8-9.
O Senhor é a força do seu povo e o protetor salutar do seu Messias: salva o teu povo, Senhor, e abençoa a tua herança, governa-os até aos séculos sem fim.
Ps. ibid., 1.Clamarei a ti, Senhor meu Deus; não te cales a meu respeito; para que, se não responderes, serei como os que descem à cova.
V/. Glória Patri.

Coleta
Deus das virtudes, único autor de tudo o que é muito bom: imprima em nossos corações o amor do Seu Nome e aumente em nós o espírito da religião; para que ali alimentes tudo o que é bom, e que pelo amor da piedade preserves o que nutriste.

Leitura da Epístola dos 

Romanos 6,3-11                                                                            
3.Ou ignorais que todos os que fomos batizados em Jesus Cristo, fomos batizados na sua morte?4.Fomos, pois, sepultados com ele na sua morte pelo batismo para que, como Cristo ressurgiu dos mortos pela glória do Pai, assim nós também vivamos uma vida nova.5.Se fomos feitos o mesmo ser com ele por uma morte semelhante à sua, sê-lo-emos igualmente por uma comum ressurreição.6.Sabemos que o nosso velho homem foi crucificado com ele, para que seja reduzido à impotência o corpo (outrora) subjugado ao pecado, e já não sejamos escravos do pecado.7.(Pois quem morreu, libertado está do pecado.)8.Ora, se morremos com Cristo, cremos que viveremos também com ele,9.pois sabemos que Cristo, tendo ressurgido dos mortos, já não morre, nem a morte terá mais domínio sobre ele.10.Morto, ele o foi uma vez por todas pelo pecado; porém, está vivo, continua vivo para Deus!11.Portanto, vós também considerai-vos mortos ao pecado, porém vivos para Deus, em Cristo Jesus.

Gradual. Sal. 89, 13 e 1.GradualConvértere, Dómine, aliquántulum e deprecáre super servos tuos.Volte-se um pouco para nós e deixe-se tocar por seus servos.V/.Dómine,refúgium factus es nobis, uma geração e descendência. Senhor, tu te fizeste o nosso refúgio de geração em geração.
Aleluia, aleluia. V/. Sal. 30, 2-3. In te, Dómine, sperávi, non confúndar in ætérnum: in iustítia tua líbera me et éripe me: inclina ad me aurem tuam, accelera, ut erípias me. Aleluia. Aleluia, aleluia. V/. Eu esperava em ti, Senhor, que eu nunca seria confundido: em tua justiça, livra-me e livra-me do perigo: inclina para mim o teu ouvido, apressa-te a livrar-me. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho

São Marcos 8,1-9
1.Naqueles dias, como fosse novamente numerosa a multidão, e não tivessem o que comer, Jesus convocou os discípulos e lhes disse:2.Tenho compaixão deste povo. Já há três dias perseveram comigo e não têm o que comer.3.Se os despedir em jejum para suas casas, desfalecerão no caminho; e alguns deles vieram de longe!4.Seus discípulos responderam-lhe: Como poderá alguém fartá-los de pão aqui no deserto?5.Mas ele perguntou-lhes: Quantos pães tendes? Sete, responderam.6.Mandou então que o povo se assentasse no chão. Tomando os sete pães, deu graças, partiu-os e entregou-os a seus discípulos, para que os distribuíssem e eles os distribuíram ao povo.7.Tinham também alguns peixinhos. Ele os abençoou e mandou também distribuí-los.8.Comeram e ficaram fartos, e dos pedaços que sobraram levantaram sete cestos.9.Ora, os que comeram eram cerca de quatro mil pessoas. Em seguida, Jesus os despediu.

Ofertório/Ps. 16, 5 e 6-7.
Firma os meus passos nas tuas veredas, para que não vacilem os meus pés: inclina o teu ouvido e ouve as minhas palavras: Senhor, rebenta as tuas misericórdias, tu que salvas os que em ti esperam.

Secreta
Deixe-se comover, Senhor, por nossas súplicas, e receba com bondade essas ofertas de seu povo; obtemos o efeito do que pedimos com fé.

Praefatio de sanctissima Trinitate; non vero in feriis, quando adhibetur Missa huius dominicæ, sed tunc dicitur præfatio communis. Prefácio à Santíssima Trindade  ; mas nos feriados, quando é retomada a Missa daquele domingo, reza-se o Prefácio Comum .

Comunhão/Sal. 26, 6.
Cercarei o altar e no seu tabernáculo imolarei uma vítima com gritos de alegria: cantarei e cantarei um hino ao Senhor.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Estamos cheios de seus benefícios, Senhor: concede-nos, por favor, ser purificados por sua ação e fortalecidos por sua ajuda.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário