domingo, 24 de julho de 2022

Sétimo Domingo depois de Pentecoste

11/07 Domingo 
Festa de Segunda Classe
Paramentos Verdes

Intróito/ Sal. 46, 2.
Nações, batam palmas; celebre a Deus com gritos de alegria.
Ps. ibid., 3.Pois o Senhor é altíssimo e terrível, rei supremo sobre toda a terra.
V/. Glória Patri.

Coleta
Deus, a vossa providência nunca se engana no que dispõe: nós vos rogamos suplicando; afasta de nós tudo o que seria prejudicial para nós e concede-nos tudo o que deve ser vantajoso para nós.

Leitura da Epístola dos 

Romanos 6,19-23                                                                                                                      
19.Vou-me servir de linguagem corrente entre os homens, por causa da fraqueza da vossa carne. Pois, como pusestes os vossos membros a serviço da impureza e do mal para cometer a iniquidade, assim ponde agora os vossos membros a serviço da justiça para chegar à santidade.20.Quando éreis escravos do pecado, éreis livres a respeito da justiça.21.Que frutos produzíeis então? Frutos dos quais agora vos envergonham. O fim deles é a morte.22.Mas agora, libertados do pecado e feitos servos de Deus, tendes por fruto a santidade; e o termo é a vida eterna.23.Porque o salário do pecado é a morte, enquanto o dom de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Gradual. Pr. 33, 12 e 6.Veníte, fílii, audite me: timórem Dómini docébo vos.Vinde, meus filhos, ouvi-me, eu vos ensinarei o temor do Senhor.
V/. Accedite ad eum, et illuminámini: et fácies vestræ non confundéntur.Aproxime-se Dele e tu será iluminado e a confusão não cobrirá seus rostos.
Aleluia, aleluia. V/. Sal. 46, 2. Omnes gentes, pláudite mánibus: iubiláte Deo in voce exsultatiónis. Aleluia. Aleluia, aleluia. V/. Sal. 46, 2. Nações, todos batam palmas, celebrem a Deus com seus gritos de alegria. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho

São Mateus 7,15-21                                                                                                            
15.Guardai-vos dos falsos profetas. Eles vêm a vós disfarçados de ovelhas, mas por dentro são lobos arrebatadores.16.Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinhos e figos dos abrolhos?17.Toda árvore boa dá bons frutos; toda árvore má dá maus frutos.18.Uma árvore boa não pode dar maus frutos; nem uma árvore má, bons frutos.19.Toda árvore que não der bons frutos será cortada e lançada ao fogo.20.Pelos seus frutos os conhecereis.21.Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor, entrará no Reino dos céus, mas sim aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus.

Ofertório/Dan. 3,40.
Como holocausto de carneiros e novilhos, ou milhares de cordeiros gordos, assim se apresente hoje diante de ti o nosso sacrifício e te seja agradável, porque os que em ti confiam não serão confundidos, Senhor.

Secreta
Deus, Tu sancionou os vários sacrifícios oferecidos sob a lei pela perfeição de um único sacrifício: receba este sacrifício que seus servos devotos apresentam a Ti e santifique-o por meio de uma bênção semelhante à que os homens de Deus obtiveram.' Abel; para que o que cada um de nós ofereceu em honra de sua majestade, possa beneficiar a todos para a salvação.

Praefatio de sanctissima Trinitate; non vero in feriis, quando adhibetur Missa huius dominicæ, sed tunc dicitur praefatio communis. Prefácio à Santíssima Trindade  ; mas nos feriados, quando é retomada a Missa daquele domingo, reza-se o Prefácio Comum .

Comunhão/Sal. 30, 3.
Incline seu ouvido para mim; apressa-te a livrar-me.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Que sua ação de cura, ó Senhor, gentilmente nos livre das más tendências e nos conduza ao que é bom e certo

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário