quarta-feira, 7 de setembro de 2022

07 de setembro dia Santa Regina, Virgem e Mártir

 07/09 Quarta-feira
Festa de Quarta Classe
Paramentos Verdes
Santa Regina ou Reine, seu nome no idioma natal, viveu no século III, em Alise, antiga Gália, França. Seu nascimento foi marcado especialmente para ela, porque sua mãe morreu durante o parto. Por essa razão a criança precisou de uma ama de leite, no caso uma cristã. Foi ela que a inspirou nos caminhos da verdadeira fé e da virtude. Na adolescência, a própria Regina pediu para ser batizada no cristianismo, embora o ambiente em sua casa fosse pagão. A cada dia, tornava-se mais piedosa e tinha a convição de que queria ser esposa de Cristo. Nunca aceitava o cortejo dos rapazes que queriam desposá-la, tanto por sua beleza física como por suas virtudes e atitudes, que sempre eram exemplares. Ela simplesmente se afastava de todos, preferindo passar a maior parte do tempo reclusa em seu quarto, em oração e penitência.Entretanto o real martírio de Regina começou muito cedo, e em sua própria casa. O seu pai, um servidor do Império Romano chamado Olíbrio, passou a insistir para que ela aprendesse a reverenciar os deuses que a tratava de convencer para que se casasse com um homem tão rico. Até que um dia recebeu a denuncia de que Regina era cristã. No início não acreditou, mas decidiu que iria averiguar o assunto. Quando Olíbrio percebeu que era verdade, denunciou a própria filha ao imperador Décio, que seduziu-a com promessas vantajosas caso renegasse Cristo. Ao perceber que nada conseguiria com a bela jovem, muito menos demovê-la de sua fé, ele friamente a mandou para o suplício e decidiu encerrá-la em um calabouço. Passava o tempo sem que Regina cedesse. Então, Olybrius desafogou sua cólera fazendo açoitar a jovem e submetendo-a a outros tormentos. Em uma daquelas noites, recebeu em seu calabouço o consolo de uma visão da cruz ao mesmo tempo em que uma voz lhe dizia que sua libertação estava breve. No dia seguinte, Olybrius ordenou que fosse torturada e decapitada. No momento da execução, apareceu uma pomba branquíssima que causou a conversão de muitos dos que se encontravam presentes. A devoção a esta santa cresceu a partir do século VII. Acreditava-se estar seu corpo em Osnabruck; em 1648, por ocasião das negociações do tratado de Vestfália, o duque de Longueville conseguiu uma relíquia para Alísia. Mas Flavigny protestou. Em 1649, um médico constatou que o osso do braço (rádio) trazido de Osnabruck já se achava em Flavigny. Em 1693, o bispo de Autun adotou uma solução salomônica, autorizando ambas as partes a exporem suas relíquias.

Intróito/Sal. 73, 20, 19 e 23
Preste atenção à sua aliança, Senhor, não abandone as almas dos seus pobres no final. Levanta-te, Senhor, e julga a tua causa, e não te esqueças das súplicas dos que te procuram.
Ps. ibid.,1.Por que, ó Deus, você finalmente nos rejeitou? Por que se acende a sua ira contra as ovelhas do seu pasto?
V/. Glória Patri.

Coleta
Deus todo-poderoso e eterno, aumenta em nós a fé, a esperança e a caridade; e para nós merecermos receber o que você promete, nos faça amar o que Senhor pede.

Leitura da Epístola dos                                                        
Gálatas 3,16-22    
16.Ora, as promessas foram feitas a Abraão e à sua descendência. Não diz: aos seus descendentes, como se fossem muitos, mas fala de um só: e a tua descendência (Gn 12,7), isto é, a Cristo.17.Afirmo, portanto: a lei, que veio quatrocentos e trinta anos mais tarde, não pode anular o testamento feito por Deus em boa e devida forma e não pode tornar sem efeito a promessa.18.Porque, se a herança se obtivesse pela lei, já não proviria da promessa. Ora, pela promessa é que Deus deu o seu favor a Abraão.19.Então que é a lei? É um complemento ajuntado em vista das transgressões, até que viesse a descendência a quem fora feita a promessa; foi promulgada por anjos, passando por um intermediário.20.Mas não há intermediário, tratando-se de uma só pessoa, e Deus é um só.21.Portanto, é a lei contrária às promessas de Deus? De nenhum modo. Se fosse dada uma lei que pudesse vivificar, em verdade a justiça viria pela lei;22.mas a Escritura encerrou tudo sob o império do pecado, para que a promessa mediante a fé em Jesus Cristo fosse dada aos que crêem.

Gradual. Sal. 73, 20, 19 e 22.Réspice, Dómine, in testamentum tuum: et ánimas páuperum tuórum ne obliviscáris in finem. Presta atenção à tua aliança, Senhor, nunca te esqueças das almas dos teus pobres.
V/. Exsúrge, Dómine, et iúdica causam tuam: memor esto oppróbrii servórum tuórum.Levanta-te, Senhor, e julga a tua causa, lembra-te dos ultrajes feitos aos teus servos.Aleluia, aleluia. V/. Sal. 89, 1.Dómine, refúgium factus es nobis a generation et progénie. Aleluia. O Senhor se fez nosso refúgio de geração em geração. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho

São Lucas 17,11-19                                                                         
11.Sempre em caminho para Jerusalém, Jesus passava pelos confins da Samaria e da Galiléia.12.Ao entrar numa aldeia, vieram-lhe ao encontro dez leprosos, que pararam ao longe e elevaram a voz, clamando:13.Jesus, Mestre, tem compaixão de nós!14.Jesus viu-os e disse-lhes: Ide, mostrai-vos ao sacerdote. E quando eles iam andando, ficaram curados.15.Um deles, vendo-se curado, voltou, glorificando a Deus em alta voz.16.Prostrou-se aos pés de Jesus e lhe agradecia. E era um samaritano.17.Jesus lhe disse: Não ficaram curados todos os dez? Onde estão os outros nove?18.Não se achou senão este estrangeiro que voltasse para agradecer a Deus?!19.E acrescentou: Levanta-te e vai, tua fé te salvou.

Ofertório/Sal. 30, 15-16.
Senhor, o justo se alegrará com a tua força, e se regozijará com grande alegria, porque tu o salvaste: tu lhe concedeste o desejo do seu coração.

Secreta
Senhor, sê favorável ao teu povo e olha com bons olhos para os dons que te oferecem, para que, aplacado por esta oblação, nos conceda o perdão e nos conceda o que pedimos.

Praefatio de sanctissima Trinitate; non vero in feriis, quando adhibetur Missa huius dominicæ, sed tunc dicitur præfatio communis. Prefácio à Santíssima Trindade  ; mas nos feriados, quando é retomada a Missa daquele domingo, reza-se o Prefácio Comum .

Comunhão/ 16, 20.
Tu nos deste, Senhor, o pão do céu, um pão com todo o sabor e toda a doçura.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Tendo recebido estes sacramentos celestes, nós Vos suplicamos, Senhor, que nos faça progredir para que cresça em nós o fruto da eterna redenção.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário