quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Halloween só uma brincadeira?

Dizem os adeptos.

Resultado de imagem para Halloween

Uma brincadeira, além de ser imoral e sacrilíaca.

Pois não traz nenhuma edificação e virtude, só mostra como a decadência de uma sociedade afastada de Deus.

Qual o objetivo destruir tudo o que é católico. Que por coincidência dia  31/10. Esta manhã de 31 de outubro de 1517, na véspera do Dia de Todos os Santos, Martinho Lutero, sacerdote apóstata,deu início à seu Halloween . Naquela manhã, Lutero afixou na porta da Catedral de Wittenberg (pronuncia-se “vitemberk”) um pergaminho que continha 95 teses de sua opinião.

Hallo= OLÁ ween=crer, ser de opinião...

 O Halloween surgiu entre o povo celta, através das festividades pagãs do fim do período de verão( Sol que indica Luz que é Deus) e início do inverno.

 Os filmes de Hollywood sobre o Halloween só tem 

 Resultado de imagem para Halloween

incentivos a morte macabras e imoralidades.

Isto só leva a perdição.

 Convidamos a todos a mudar isto neste dia de hoje: 

Com penitencia e oração.
Em Reparação este dia que transformaram em dia ruim: pois é inicio da revolta de Lutero e dos seguidores do Halloween.

 Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário

terça-feira, 29 de outubro de 2019

Comentários Eleison – por Dom Williamson Número DCXL (640) - (19 de outubro de 2019)

CONVERSÃO MODERNA


"A ajuda de Deus está mais próxima do que a porta".
Para qualquer alma, por mais pobre que seja.


Se atualmente alguém está tentado a pensar que Deus Todo-Poderoso renunciou ao governo de Sua Igreja ou do mundo, há testemunhos que chegam ao escritório destes “Comentários” que mostram claramente – pelo menos na opinião deste comentarista – que o Espírito Santo ainda está atuando. Um católico que estava longe da Igreja conta a seguir como ele voltou para ela, como encontrou a Tradição Católica e, logo depois, a “Resistência”, e que sentido ele dá a tudo isso. Em meio à confusão e ao desalento que todos conhecemos, ele escreve com uma notável amplitude e serenidade, certamente um sinal de que está sendo guiado por Deus.

Sou um homem casado, com duas filhas, uma quase adolescente e a outra ainda bebê. É à minha avó que devo meu retorno à Fé. Um dia, cinco anos atrás, eu estava passando por uma igreja quando, de repente, pensei nela rezando o Rosário, e fui impelido a entrar na igreja para rezar. A partir de então, comecei a rezar novamente e a assistir à Missa. É claro que foi a Missa Nova no início, até que cerca de três anos atrás descobri a existência da Tradição Católica.

Desde então, minha família e eu passamos a ir à capela local da Fraternidade Sacerdotal São Pio X, onde fomos recebidos com grande alegria pelo sacerdote e pela congregação. Mas logo descobri que havia muitas divisões na capela, e assim você pode imaginar a dificuldade que tive para entender o que estava acontecendo. Tendo chegado tão recentemente à Tradição, precisava de muita paciência, coragem e perseverança para aguentar e não simplesmente fugir nos primeiros seis meses! Mas nossa sede de verdade e nossa busca por raízes superaram nosso medo, e assim permanecemos, graças a Deus.

Compreendi que a FSSPX é verdadeiramente uma parte santa da verdadeira Igreja Católica de Cristo, e é por isso que fico pelo menos neste momento dentro da Fraternidade, com minha família. Mas estou ouvindo o tempo todo o que os sedevacantistas e os "resistentes" têm a dizer, para continuar formando meu juízo. Tenho uma admiração enorme pelo Arcebispo Lefebvre, um verdadeiro homem de Deus, um santo sucessor dos Apóstolos. É muito difícil de suportar ver sua Fraternidade vacilando sob a pressão infernal do mundo, e é necessário que rezemos ainda mais.

A Fraternidade ainda tem, sem dúvida, muito que fazer, porque ainda pode fazer muito bem. O mesmo pode dizer-se da chamada “Resistência”, que desempenha, e tem o direito de fazê-lo, o papel de uma grade de proteção sempre que a Fraternidade se desvia do curso e cambaleia sob os ataques do mundo moderno e as tentações que lhe são estendidas pelos clérigos conciliares. Estou convencido de que a "Resistência" tem um papel vital por desempenhar, e que Nosso Senhor permite que ela exista para um grande bem, mesmo dentro da Fraternidade, ainda que pareça estar do lado de fora. Pessoalmente, considero-me um firme resistente a qualquer um que não ataque claramente, de frente, o Concílio Vaticano II, que foi inspirado pelo diabo. Afinal de contas, como alguém pode viver como um verdadeiro católico hoje sem resistir em todos os lugares e o tempo todo? Não é ser católico aqui a coisa mais difícil e bonita que existe? Obrigado, vovozinha, por rezar para Jesus e para Maria por mim!

Nesta vida, nunca vemos Deus em pessoa, mas o vemos em ação: as orações de uma avó; a oração de uma alma como seu primeiro e mais importante passo; assistir à Missa como o passo seguinte: a Missa Nova ainda transmitindo graça, por mais estrangulada que a graça possa estar; Deus mostrando de alguma maneira a Tradição a uma alma católica que gravita até ela; o refúgio em uma capela local da Fraternidade e a acolhida nela; apenas para que a prova seguinte e mais severa comece! Prova superada pela necessidade de raízes e pelo amor pela verdade e pela busca desta, que se assenta na mente aberta em meio a toda a confusão, mas ancorada no respeito pelo Arcebispo e no ódio ao Vaticano II, beneficiando-se tanto da Fraternidade como da “Resistência” pelo que cada uma tem a oferecer-lhe, sem excluir nenhuma delas; o reconhecimento de que todo católico deve nadar contra a corrente e, finalmente, a gratidão pela maneira como Deus o conduziu. Muitas lições em poucas palavras. Que Deus abençoe o escritor e o mantenha, e à sua família, fiéis até a morte. Ele tem uma boa oportunidade.
Kyrie eleison.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo.

domingo, 27 de outubro de 2019

sábado, 26 de outubro de 2019

Comentários Eleison – por Dom Williamson Número DCXXXIX (639) - (12 de outubro de 2019)

PRESENÇA, PODER


Todos os demônios me dizem: Deus está ausente, fraco.
Preciso pensar. A verdade não está longe para que se a busque.

Enquanto a “civilização ocidental” se desmorona cada vez mais rápido ao nosso redor, é extremamente necessário lembrar que “Nossa ajuda está em nome do Senhor” e na intercessão de Sua Mãe, e em nada mais. Mas poucas pessoas, inclusive entre os católicos, percebem o quão perto de nós está e o quão poderoso Deus Todo-Poderoso é. Se eles percebessem, poderiam voltar-se mais facilmente à oração, que é, de fato, o único obstáculo sério atualmente que impede o avanço do mal. Por um castigo justo pela apostasia da humanidade, Deus deixou cair sob o controle de Seus inimigos todos os outros meios de influência e poder.

Mas, quem é Deus? "Pai Todo-Poderoso, criador do céu e da terra, de todas as coisas visíveis e invisíveis".

Em primeiro lugar, Pai. “Criador do céu e da terra”, mas não apenas um fabricante que fabrica um produto e depois o deixa para que trilhe seu próprio percurso no mundo. A melhor comparação para ilustrar o cuidado de Deus e Seu amor pelas criaturas que Ele cria é com o amor de um pai humano por seus filhos, que se estenderá normalmente até a morte dele ou deles, e mais além. Mas o amor de um pai humano é finito, enquanto o amor de Deus é infinito.

Em segundo lugar, Todo-Poderoso. Talvez a maneira mais simples de captar o poder ou a força de Deus seja aceitar os ensinamentos da Igreja de que Deus é o Criador, e todo o ente que existe é uma criatura que Deus criou, e que a criação é do nada. Sempre que nós seres humanos “criamos” alguma coisa, ela é sempre de algum material preexistente, como, por exemplo, uma cadeira de madeira, uma casa de tijolos, os tijolos de areia, etc. Quanto mais eu penso sobre isso, mais difícil é imaginar algo criado do nada, pela boa razão de que todas as mudanças que conheço ao meu redor estão feitas de alguma coisa. Se eu pudesse compreender algo que surgiu do nada, começaria a ver o significado de "Todo-Poderoso".

Em terceiro lugar, criador de todas as coisas. De todas as coisas materiais ou "visíveis", até o final da galáxia mais distante – Santo Inácio de Loyola costumava ficar do lado de fora de seu quarto em Roma apenas olhando as estrelas à noite para desfrutar da demonstração do poder infinito de Deus. E muito mais: criador de todas as coisas espirituais ou "invisíveis", como a alma que dá vida e as faculdades de razão e livre-arbítrio a todo ser humano vivo, para não falar das nove Ordens imateriais dos anjos. Vocês duvidam que eles existam porque são imateriais? Vocês ainda duvidam que haja algo mais do que inteligência humana que ordena o mal ao nosso redor hoje em dia?

Mas enquanto muitas pessoas podem estar dispostas a admitir que nada poderia vir àexistência sem um Criador, o que poucas pessoas entendem é que a ação criadora de Deus continua a cada momento em que a coisa existente continua existindo, de modo que se Deus por um momento deixasse de manter na existência alguma coisa existente, ela instantaneamente voltaria ao nada do qual veio. Uma comparação pode ajudar. Para dar partida em um trem elétrico, o condutor deve puxar em sua direção o que é chamado "botão do homem morto", mas ele deve continuar puxando-o em sua direção para que o trem continue em movimento, porque o botão, ou uma alavanca, funciona com uma mola, de modo que se se a solta, a alavanca retorna automaticamente, e o trem para. Desta forma, o trem fica protegido de uma aceleração descontrolada se o condutor, por exemplo, morrer depois de dar partida. Assim, o trem arranca puxando-se primeiramente a alavanca, mas a mesma alavanca deve continuar sendo puxada para que o trem continue se movendo.

Da mesma forma, Deus cria uma criatura em seu primeiro momento, mas ela voltaria a cair no nada se Ele não mantivesse essa ação criadora, ou "conservasse" a criatura pelo período de sua existência. Em outras palavras, assim como o primeiro puxão da alavanca faz o trem dar a partida, mas a mesma alavanca deve continuar sendo puxada para que o trem se mantenha em movimento, a única diferença entre a criação de uma criatura por parte de Deus e sua conservação é a diferença entre o primeiro momento de sua existência e cada momento posterior. Assim, a cada momento que eu existo, Deus está ativo dentro de mim, criando e conservando minha alma e meu corpo. Assim, Ele está mais presente para mim do que eu para mim mesmo, fazendo o que somente Ele pode fazer, ou seja, manter-me fora do nada. E eu duvido que Ele seja poderoso? Ou duvido que Ele esteja perto de mim? Ou duvido que se preocupe comigo?
Kyrie eleison.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo.


sexta-feira, 25 de outubro de 2019

Comentários Eleison – por Dom Williamson Número DCXXXVIII (638) - (05 de outubro de 2019)

CARTA DOS BISPOS

Com o Vaticano II, o diabo dominou Roma.
Os católicos ainda podem pensar que estão em casa?

Um leitor pergunta quais foram as circunstâncias por trás da carta de 7 de abril de 2012 dirigida a D. Fellay e a seus dois assistentes pelos outros então três Bispos da Fraternidade Sacerdotal São Pio X. A carta está rapidamente se tornando história antiga, mas os leitores recordarão que ela teve um papel importante na conscientização dos católicos tradicionais sobre as mudanças significativas de direção da Fraternidade que vinham ocorrendo sub-repticiamente nos últimos 15 anos, e que muitos deles não haviam notado. Mas em março de 2012, o animal acabava de quebrar a casca, ou de vir à luz.

Naquele mês, em “Cor Unum”, a revista da Fraternidade que é publicada três vezes por ano para sacerdotes, o Superior Geral (SG) escreveu que estava na hora de a Fraternidade mudar a política de Dom Lefebvre de não chegar a um acordo prático sem um acordo doutrinário, já que a hostilidade dos clérigos romanos em relação à tradição católica estava diminuindo, e, portanto, a confiança da Fraternidade nos romanos conciliares deveria crescer mais. Na verdade, desde o início dos anos 2000, mais e mais sacerdotes e leigos da Fraternidade suspeitavam que ela estava sendo conduzida para uma direção diferente. Agora o próprio SG estava confirmando essas suspeitas. Aquele "Cor Unum" causou um grande rebuliço dentro da Fraternidade.

Na mesa de jantar no Priorado da Fraternidade em Londres, Inglaterra, o editor destes “Comentários” se perguntou em voz alta se deveria escrever ao SG uma carta de protesto contra a mudança de direção, e enviá-la a D. Tissier para que este revisasse o conteúdo. Um companheiro de mesa perguntou se não conviria entregar a carta também a D. de Galarreta, caso ela pudesse ir à sede da Fraternidade, como um protesto conjunto dos três Bispos contra um desvio tão grave da constante pregação e prática do Arcebispo de “primeiro a Doutrina”. O confrade estava certo, e assim nasceu a ideia de uma carta dos três Bispos. Ao ser consultado sobre o projeto, D. Tissier recomendou que se redigisse um rascunho da carta, e quando lhe foi entregue, ele aprovou com entusiasmo. O rascunho foi então entregue a D. de Galarreta, que também o aprovou, mas o reforçou consideravelmente, reescrevendo a última parte dele. Um texto final foi assinado pelos três Bispos e enviado à sede em Menzingen com cópias para o SG e seus dois assistentes.

A resposta deles chegou apenas uma semana depois. Não foi em vão que a Casa Geral tinha estado mudando a direção da Fraternidade enquanto disfarçava a mudança. Os líderes realmente pensavam que a Roma conciliar estava tornando-se mais católica a ponto de as graves reservas do Arcebispo quanto à cooperação com os neomodernistas de Roma terem-se tornado obsoletas. Para o Cardeal Ratzinger em 1988, o Arcebispo havia dito que a cooperação era impossível, porque a FSSPX e Roma estavam trabalhando em direções diametralmente opostas – Roma queria descristianizar a sociedade, enquanto a FSSPX estava se esforçando para recristianizá-la. Mas em 2012, a sede da FSSPX manteve-se firme quanto à situação ter mudado, e, portanto, ao se oporem aos três Bispos, eles não se opunham ao Arcebispo. Mas o que este último teria dito sobre as trapaças do Papa Francisco? O que ele não teria dito? No entanto, em uma recém-publicada entrevista-livro do ex-SG, D. Fellay repudia vigorosamente até a menor crítica ao Papa Francisco.

E assim, em uma data pré-estabelecida em junho de 2012, D. Fellay se apresentou em Roma com um assistente de confiança para selar um acordo com Roma que finalmente poria fim ao que a sede da Fraternidade teria considerado como uma “disputa desnecessária” de 37 anos entre a FSSPX e Roma. Desnecessária? Disputa? A Roma conciliar está em guerra com a Tradição Católica! E os romanos obviamente tomaram conhecimento da carta dos três Bispos. Nesse caso, de que serviria capturar a liderança oficial da Fraternidade se os outros três de seus quatro Bispos tivessem evitado a armadilha? A tradição corria o risco de começar tudo de novo. E assim o SG, em 2012, foi enviado para longe de Roma de mãos vazias. Ele teria de trabalhar nesses Bispos para trazê-los de volta. Não perdeu tempo...


Kyrie Eleison

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo.

quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Comentários Eleison – por Dom Williamson Número DCXXXVII (637) - (28 de setembro de 2019)

ROSMERSHOLM de IBSEN


Os modernos frequentemente conseguem captar a escuridão,
Mas, se perdem Cristo, não têm luz então.

Henrik Ibsen (1828–1906) foi um famoso dramaturgo norueguês, a quem frequentemente se atribui o mérito de ser o pai mundial da dramaturgia moderna. Ele não era católico, mas disse uma grande verdade, e Santo Agostinho disse uma vez que toda a verdade pertence aos católicos (porque seu Deus é "o Caminho, a Verdade e a Vida"). Por essa razão, os católicos podem, às vezes, apreciar melhor do que os não católicos as verdades que os não católicos estão dizendo. A grande verdade de Ibsen é que, mesmo na estreita e hipócrita Noruega do final do século XIX, onde a vida e a alegria são sufocadas sob o peso das tradições moribundas, o espírito humano ainda se levanta em protesto, e prefere inclusive a morte à existência aprisionada em uma aparente falta de liberdade ou de significado.

Ilustremos esse protesto com um grupo de três peças de teatro posteriores de Ibsen, nas quais ele passou do drama da sociedade moderna para o drama de pessoas individuais. Rosmersholm(1886) termina com o suicídio conjunto do herói e de sua amada. Solness, O Construtor (1892) termina com o herói caindo para a morte de uma torre alta, cuja intenção de escalar era primeiramente suicida. John Gabriel Borkman (1896) termina com a morte do herói pelo frio em uma escalada virtualmente suicida pela ladeira gelada de uma montanha. Mas em cada caso o herói lutava pela liberdade do espírito humano contra um mundo que sufocava esse espírito. Vamos dar uma olhada particularmente em Rosmersholm, cuja adaptação foi encenada recentemente em Londres com grande sucesso. Ibsen vive!

Todo drama precisa de um choque dramático, e o choque em Rosmersholm está entre, por um lado, o velho mundo da família Rosmer e o lar, distinguido durante os últimos 200 anos por seus soldados e pastores que deram o exemplo e lideraram toda a região, e, por outro lado, o emergente novo mundo de emancipação e liberdade de todos esses valores antigos. A figura central da peça é o último descendente da nobre família, John Rosmer, antigo pastor, mas que perdeu a fé cristã e agora está dividido entre os dois mundos. De um lado está o Dr. Kroll, um conservador de coração frio que tenta salvar a Noruega do liberalismo invasor, mas cuja esposa e cujos filhos estão tornando-se liberais. Do outro lado está o editor do jornal radical local, Mortensgaard, que é no mínimo tão desprestigiado quanto Kroll em suas tentativas de trazer Rosmer para o seu lado. O próprio Rosmer foi, na teoria, conquistado para o novo mundo de alegria e liberdade pela encantadora jovem Rebekka West, sua companheira platônica durante vários anos.

O drama chega ao seu ponto culminante quando Rosmer conta a Kroll sobre sua perda de fé e sua intenção de lutar em público pelos liberais. Kroll entra em ação, por meios justos ou sujos, para impedir que Rosmer empreste sua pessoa e seu prestígio à podridão. Sob pressão de Kroll, Rebekka percebe que, em sua luta para libertar Rosmer de suas origens nobres, mas sufocantes, é na realidade esse passado, Rosmersholm, que a venceu. No final, a única maneira de John e Rebekka alcançarem tanto a nova liberdade como a antiga nobreza é se jogando juntos do moinho de água de Rosmersholm. Em outras palavras, diz Ibsen, a velha nobreza não tem alegria, o novo conservadorismo não tem coração, e a nova emancipação não é melhor. Resta apenas a morte como saída, aparentemente a única afirmação possível para o casal preso.

Isso tudo é uma bobagem sombria, imprópria para os católicos de hoje? Não. É um retrato realista do nosso mundo. Quando a fé morre, como acontece com Rosmer e com bilhões de almas hoje em dia, então o conservadorismo (Kroll), em última análise, não conserva nada, a esquerda (Mortensgaard) é tão boa quanto jogar gasolina ateia em um fogo ateu, a emancipação (Rebekka) carece de resistência, e o desejo liberal de morte assume o controle. Se se deseja ter vida, e tê-la com mais abundância (Jo. X, 10), Rosmer deve reviver em si mesmo a fé de seus antepassados verdadeiramente nobres, o que significa que ele deve retroceder para além do melhor de seus antepassados protestantes até os católicos que fizeram a Noruega cristã. Que Rosmer se converta em um verdadeiro católico, e então Kroll, Mortensgaard e Rebekka poderão ver a verdadeira solução, e toda a região poderá iluminar-se novamente com a luz de Cristo.

Kyrie eleison.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo.

domingo, 20 de outubro de 2019

20 de outubro dia de São João Câncio, Confessor

  O São João Câncio nasceu em 23 de junho de 1390, no povoado de Kenty Silésia, Polônia, e viveu sempre em sua cidade, Cracóvia. Jovem polonês, brilhante estudante na Universidade de Cracóvia, Polônia. Padre e Professor de Teologia na Universidade de Cracóvia, lá, conquistou todos os graus acadêmicos e lecionou em sua principal universidade até morrer. A grande preocupação de seu magistério era transmitir aos alunos os conhecimentos "não à luz de uma ciência fria e anônima, mas como irradiação da ciência suprema que tem sua fonte em Deus". Mesmo depois de ordenar-se sacerdote, continuou a cultivar a ciência, ao mesmo tempo que fazia seu trabalho pastoral como vigário da paróquia de Olkusz. Homem de profunda vida interior, jejuava e penitenciava-se  semanalmente, ao mesmo tempo que espalhava o amor pelo próximo entre os estudantes e os pobres da cidade. Quando a sua humildade e a sua paciência eram postas a prova, sem perder a costumeira serenidade de espírito, se limitava a responder: “Graças a Deus!” Há um exemplo claro de sua personalidade em sua biografia, que remonta às inúmeras peregrinações e romarias aos túmulos dos mártires em Roma, bem como aos lugares santos da Palestina. Numa dessas incontáveis viagens, foi assaltado. Os bandidos exigiram que João Câncio lhes desse tudo que tinha, depois perguntaram ainda se não estava escondendo mais nada. Ele afirmou que não.                                                   
Depois que os ladrões partiram, ele se lembrou de que ainda tinha algumas moedas no forro do manto. Achou-as, correu atrás dos bandidos, deu-lhes as moedas e ainda pediu desculpa pelo esquecimento.                                                                                            
Anos depois, ao perceber a proximidade da morte, Antes de falecer, exortou: " Vigiai atentamente a doutrina, conservai o depósito sem alteração e combatei- sem jamais cansar-vos, toda opinião contrária à verdade: mas revesti-vos neste combate das armas da PACIÊNCIA, da DOÇURA e da CARIDADE, recordando que a violência, além do dano que faz às nossas almas, prejudica as melhores causas. Se eu estivesse estado no erro, sei que num ponto verdadeiramente capital, jamais um homem violento teria conseguido que o tratasse igualmente: muitos homens, sem dúvida, são como eu. Tende cuidado dos pobres, dos enfermos, dos órfãos..." distribuiu os poucos bens que possuía aos pobres, falecendo às vésperas do Natal de 1473. Foi canonizado por Clemente II em 1767. São João Câncio era celebrado no dia 20 de outubro, mas agora sua festa acontece um dia antes daquele que marca sua morte.  

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário

sexta-feira, 18 de outubro de 2019

18 de outubro dia de São Lucas, Evangelista

18/10 Sexta-feira
Festa de Segunda Classe
Paramentos Vermelhos

São Lucas, o Evangelista (do grego antigo Λουκᾶς, Loukás). São Lucas é representado pelo boi, o qual era o animal sacrificado no Templo de Jerusalém; tem em vista demonstrar o caráter sacerdotal de Cristo. Daí ter como símbolo o boi, animal sacrificado no Templo. O touro simboliza também a força, a virilidade do homem, a fecundidade e como o evangelista narra com mais descrição o nascimento do salvador quer mostrar esse lado humano de Jesus, forte, inpulsivo, e até fecundo mesmo. A figura do boi, também caracteriza, com seu alto mugido a mensagem de Cristo para salvação, o que transparece da narração de Lucas.                                                                      
São Lucas é chamado por Paulo de "O Médico Amado"(Colossenses 4:14), pode ter sido um dos cristãos do primeiro século que conviveu pessoalmente com os doze apóstolos. Evangelista cristão de formação grega nascido em Antióquia, na Síria, é, segundo, a tradição, autor do Terceiro dos Evangelhos Sinóticos e dos Atos dos Apóstolos, seus textos são os de maior expressão literária do Novo Testamento. Por seu estilo literário, acredita-se que pertencia a uma família culta e abastada e, de acordo com a tradição, exercia a profissão de médico e tinha talento para a pintura. Converteu-se ao cristianismo e tornou-se discípulo e amigo de Paulo de Tarso, porém segundo seu próprio relato, não chegou a conhecer pessoalmente Jesus Cristo, pois ainda era muito criança quando o Messias foi crucificado. Paulo o chamava de colaborador e de médico amado e segundo o testemunho dos Atos dos Apóstolos e das Cartas de São Paulo, que constituem os únicos dados biográficos autênticos, acompanhou o apóstolo em sua segunda viagem missionária de Trôade a Filipos, onde permaneceu por seis anos seguintes. Depois novamente acompanhou Paulo, desta vez  numa viagem de Filipos a Jerusalém (57-58). Também esteve presente na prisão do apóstolo em Cesaréia e o acompanhou até Roma. Com a execução do apóstolo e seu mestre (67), deixou Roma e, de acordo com a tradição cristã, enquanto escrevia seu Evangelho, teria pregado em Acaia, na Beócia e também na Bitínia, onde teria morrido (70). Porém existem várias versões sobre o local e como morreu. Uma versão registra que foi martirizado em Patras e, segundo outras, em Roma, ou ainda em Tebas.


São Lucas sem dúvida conversava muito com a Mãe de Nosso Senhor Jesus e com São João. Sempre andava com uma pintura de Nossa Senhora com ele, e ela foi o instrumento de varias conversões. Na verdade ele foi um grande artista e grande escritor, e suas narrativas inspiraram grandes escritores e grandes mestres da arte, mas as pinturas existentes da Virgem, a qual é dito que ele teria pintado, são trabalhos de datas bem mais recentes. Não obstante alguns julgam que a pintura de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro teria sido pintada por ele. O documento traduzido por São Jerônimo, trouxe a informação que o evangelista teria vivido até os oitenta e quatro anos de idade. A tradição diz que sua morte pelo martírio em Patras, na Grécia, foi apenas um legado dessa antiga tradição cheio do Espírito Santo, na Bitínia.                              
  

Leitura da Epístola do

II Coríntios 8,16-24

16.Bendito seja Deus, por ter posto no coração de Tito a mesma solicitude por vós.17. Não só recebeu bem o meu pedido, mas, no ardor do seu zelo, espontaneamente partiu para vos visitar.18.Juntamente com ele enviamos o irmão, cujo renome na pregação do Evangelho se espalha em todas as igrejas.19.    Não só isto, mas foi destinado também pelos sufrágios das igrejas para nosso companheiro de viagem, nesta obra de caridade, que por nós é administrada para a glória do Senhor, em testemunho da nossa boa vontade.20.Queremos evitar assim que alguém nos censure por motivo desta importante coleta que empreendemos, 21.porque procuramos fazer o bem, não só diante do Senhor, senão também diante dos homens.22.Com eles enviamos ainda outro nosso irmão, cujo zelo pudemos comprovar várias vezes e em diversas ocasiões. Desta vez se mostrará ainda mais zeloso, em razão da grande confiança que tem em vós.23.Quanto a Tito, é o meu companheiro e o meu colaborador junto de vós; quanto aos nossos irmãos, são legados das igrejas, que são a glória de Cristo. 24. Portanto, em presença das igrejas, demonstrai-lhes vossa caridade e o verdadeiro motivo da ufania que sentimos por vós.


Sequência do Santo Evangelho

São Lucas 10,1-9  
1.Depois disso, designou o Senhor ainda setenta e dois outros discípulos e mandou-os, dois a dois, adiante de si, por todas as cidades e lugares para onde ele tinha de ir. 2.Disse-lhes: Grande é a messe, mas poucos são os operários. Rogai ao Senhor da messe que mande operários para a sua messe.3.Ide; eis que vos envio como cordeiros entre lobos.4. Não leveis bolsa nem mochila, nem calçado e a ninguém saudeis pelo caminho.5.Em toda casa em que entrardes, dizei primeiro: Paz a esta casa!6.Se ali houver algum homem pacífico, repousará sobre ele a vossa paz; mas, se não houver, ela tornará para vós.7.Permanecei na mesma casa, comei e bebei do que eles tiverem, pois o operário é digno do seu salário. Não andeis de casa em casa.8.Em qualquer cidade em que entrardes e vos receberem, comei o que se vos servir.9.Curai os enfermos que nela houver e dizei-lhes: O Reino de Deus está próximo.


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário

terça-feira, 15 de outubro de 2019

"O ORGULHO É A MENTIRA".LÚCIFER

Grita os seguidores do Modernismo. 
Aqui que começa abertura ao erro:
CARTA APOSTÓLICA
SOB A FORMA DE MOTU PROPRIO
AD PASCENDUM DO PAPA PAULO VI
COM A QUAL SE ESTABELECEM
ALGUMAS NORMAS A RESPEITO
DA ORDEM SACRA DO DIACONADO
Dado que a entrada no estado clerical é diferida até à recepção do Diaconado, deixa de existir o rito da Prima Tonsura, pelo qual, precedentemente, o leigo se tornava clérigo. Um novo rito, porém, é introduzido, mediante o qual aqueles que aspiram ao Diaconado e ao Presbiterado manifestam publicamente essa sua vontade de se entregarem a Deus e à Igreja, para exercer a Ordem sacra; a Igreja, por sua vez, ao receber este oferecimento, escolhe-os e chama-os, a fim de eles se prepararem para a recepção da mesma Ordem sacra a que aspiram; e, desta forma, serão eles agregados regularmente entre os candidatos ao Diaconado ou ao Presbiterado.

Tal Carta apostólica Ministeria Quaedam de Paulo VI.
inodoamazonico.va/content/sinodoamazonico/pt/noticias/9--congregacao-geral--sintese-vatican-news.html Este documento que se apoiam os modernistas para liberarem casados diaconos e diaconisas separam da santa tradição da Santa Igreja Catolica Apostolica Romana.

O que falta para os modernista é a humildade por isso não se curvão diante da verdade. Diante da maior tragedia Conciliar do Vaticano II  seu atual Papa Francisco, que vive o modernismo desenfreado; vive dando escândalos em sua reuniões, este Sínido da Amazonas é igual ao orgulho de Lúcifer de dizer não servirei.Estes modernistas não servem a verdade tradicional.

Resultado de imagem para frases de santa teresa de jesus

CONCÍLIO ECUMÊNICO DE TRENTO

Cânones do Sacramento da Ordem

 deixa de existir o rito da Prima Tonsura,Resposta  Cân. II - Se alguém disser que não existe na Igreja Católica, além do sacerdócio, outras ordens maiores e menores, pelas quais, como por certos graus, se ascenda ao sacerdócio, seja excomungado.
Cân. III - Se alguém disser que a Ordem ou a ordenação sagrada não é própria e verdadeiramente Sacramento estabelecido por Cristo nosso Senhor, ou que é função humana inventada por pessoas ignorantes das matérias eclesiásticas, ou que apenas é um certo ritual para eleger ministros da Palavra de Deus e dos Sacramentos, seja excomungado.
Cân. IV - Se alguém disser que não se confere o Espírito Santo pela sagrada ordenação e que em conseqüência são inúteis estas palavras dos Bispos: "recebe o Espírito Santo", ou que a Ordem não imprime caráter, ou que aquele que uma vez foi sacerdote, pode voltar a ser leigo, seja excomungado.
 Um novo rito, porém, é introduzido, Resposta .Cân. V - Se alguém disser que a sagrada unção a qual é usada pela Igreja na colação das Sagradas Ordens, não só não é necessária, mas também depreciável e perniciosa, assim como as outras cerimônias da Ordem, seja excomungado.


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário

domingo, 13 de outubro de 2019

13 de outubro dia de Santo Eduardo Rei da Inglaterra,Confessor.



Santo Eduardo, o Confessor (ca. 1004 — 5 de Janeiro, 1066) foi o penúltimo Rei saxão de Inglaterra, entre 1042 e 1066. Era filho de Ethelred II e de Ema da Normandia.Juntamente com o pai, o irmão Alfredo e o resto da família, Eduardo fugiu para a Normandia durante a invasão dinamarquesa de 1013. Permaneceu na corte do Duque da Normandia, Roberto I da Normandia até 1041, data em que foi convidado pelo meio irmão Canuto II a regressar a Inglaterra. No ano seguinte Canuto II morreu, possivelmente envenenado, e Eduardo subiu ao trono restaurando a dinastia saxã que se iniciara com Alfredo, o Grande. Eduardo foi coroado a 3 de Abril de 1043 na Catedral de Winchester. O exílio na Normandia teve bastante influência no reinado de Eduardo, nomeadamente no favor que concedia aos nobres normandos em desfavor dos saxões e dinamarqueses. A discórdia entre os súbditos aumentou e Eduardo acabou por casar com Edite, filha de Godwin, Conde de Wessex, em 1045 para acalmar a situação. O pai de Edite mostrou-se inicialmente favorável, mas depois se revelou um opositor, interessado nas regalias que poderia o reinado inglês oferecer. Rei da Inglaterra, venerado por sua piedade e por seu espírito de caridade.
De comum acordo com a esposa mantiveram-se castos, conservaram ambos  perfeita castidade. Pouco antes de sua bem-aventurada morte, este rei santo entrou em êxtase. “Nele viu dois piedosos monges beneditinos da Normandia, que ele havia conhecido em sua juventude durante seu exílio naquele país. Apareceram para ele, e lhe revelaram o que iria acontecer com a Inglaterra nos séculos futuros, e a causa do terrível castigo. Eles disseram: “A extrema corrupção e maldade do povo inglês tem provocado a ira justa de Deus. Quando a malícia atingir a plenitude da medida, Deus, em sua ira, enviará para o povo inglês espíritos maus, que vão puni-lo e afligi-lo com grande severidade, separando a árvore verde de suas raízes durante a extensão de três “furlongs” (estádios, períodos, séculos). “Mas esta mesma árvore, pela misericórdia de Deus compassivo, sem quaisquer nacionais (governamentais) que a assistam, deve retornar à sua raiz original, reflorescer e dar abundantes frutos. (Confirma a profecia de Salete que ao norte da “Depois de ter ouvido essas palavras proféticas, o santo rei Eduardo abriu os olhos, recuperou os sentidos, e a visão desapareceu”. Ele imediatamente relatou tudo o que tinha visto e ouvido a seu cônjuge, a virgem Edgitha, a Stigand, arcebispo de Cantuária, e a Harold, seu sucessor ao trono, que estavam no quarto orando em torno do leito”. Quando Eduardo morreu em 1066, o seu primo Guilherme, Duque da Normandia declarou-se seu sucessor baseado numa alegada promessa de Eduardo em lhe deixar a coroa de Inglaterra. Os nobres ingleses elegeram Haroldo II, filho de Godwin de Wessex, mas Guilherme invadiu Inglaterra com um exército de 7000 homens e derrotou-o na Batalha de Hastings. Eduardo encontra-se sepultado na Abadia de Westminster que mandou construir. Foi canonizado pelo papa Alexandre III, em 1161.


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo.

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

11 de outubro Maternidade da Santíssima Virgem Maria

11/10 Sexta-feira
Festa de Segunda Classe 
Paramentos Brancos
 
O Primeiro Concílio de Éfeso foi realizado em 431 na Igreja de Maria em Éfeso, na Ásia Menor o primeiro dos quatro dogmas marianos é o da Maternidade Divina da Santíssima Virgem  Maria. Foi convocado pelo imperador Teodósio II e debateu sobre os ensinamentos cristológicos e mariológicos de Nestório, patriarca de Constantinopla. Cerca de 250 bispos nele estiveram presentes. O concílio foi conduzido em uma atmosfera de confronto aquecido e recriminações, e condenou o nestorianismo como heresia, assim como o arianismo e o sabelianismo ório, patriarca de Constantinopla, defendia que Cristo não seria uma pessoa única, mas que Nele haveria uma natureza humana e outra divina, distintas uma da outra e, por consequência, negava o ensinamento tradicional que a Santíssima Virgem Maria pudesse ser a "Mãe de Deus" (em grego Theotokos), portanto ela seria somente a "Mãe de Cristo" (em grego Cristokos), para restringir o seu papel como mãe apenas da natureza humana de Cristo e não da sua natureza divina. Os adversários de Nestório, liderados por São Cirilo, Patriarca de Alexandria, consideravam isto inaceitável, pois Nestório estava destruindo a união perfeita e inseparável da natureza divina e humana em Jesus Cristo e acusavam Nestório de heresia, para condená-lo, São Cirilo apelou ao Papa Celestino I, o papa concordou e concedeu à Cirilo sua autoridade para depor Nestório e excomungá-lo. Porém, antes da intimação chegar, Nestório convenceu o imperador Teodósio II para convocar um Concílio ecumênico, para que os bispos defendessem os seus pontos de vista opostos. Assim que foi aberto, o Concílio denunciou os ensinamentos Nestório como errôneos e decretou que Jesus era uma apenas pessoa, e não duas pessoas distintas, Deus completo e homem completo, e declarou como dogma, que a Santíssima Virgem Maria devia ser chamada de Theotokos, porque ela concebeu e deu à luz Deus como um homem. Os eventos do concílio criaram um cisma importante, provocando a separação da região da Síria, formando a Igreja Assíria do Oriente.  

Aos 22 de junho de 431, este dogma foi solenemente definido pelo Concílio de Éfeso explicitamente a Maternidade Divina de Nossa Senhora. Assim, o Concílio de Éfeso, do ano 431, sendo Papa São Clementino I (422-432) definiu se expressou: “Que seja excomungado quem não professar que Emanuel (Cristo)é verdadeiramente Deus e, portanto, que a Santíssima Virgem Maria é verdadeiramente Mãe de Deus, pois deu à luz segundo a carne aquele que é o Verbo de Deus”.     



São Bernardo, num de seus sermões sobre a Anunciação, demora-se em observar Maria no exato momento de seu sim à Maternidade Divina, um sim que mudaria os rumos da história, que recriaria o mundo, que possibilitaria uma nova e eterna comunhão entre Deus e as criaturas. "Ó Virgem piedosa, o pobre Adão, expulso do paraíso com sua mísera descendência, implora a tua resposta. Implora-a Abraão, implora-a Davi; e os outros patriarcas, teus antepassados... suplicam esta resposta. Toda a humanidade, prostrada a teus pés, a aguarda. E não é sem razão, pois do teu consentimento depende o alívio dos infelizes, a redenção dos cativos, a libertação dos condenados, a salvação de todos os filhos e filhas de Adão, de toda a tua raça. Responde depressa, ó Virgem! Pronuncia, ó Senhora, a palavra esperada pela terra, pelos infernos e pelos céus. O próprio Rei e Senhor de todos, tanto quanto cobiçou a tua beleza, deseja agora a tua resposta afirmativa, porque por ela decidiu salvar o mundo. Agradaste a ele pelo silêncio, muito mais lhe agradarás pela palavra ... Se tu lhe fizeres ouvir a tua voz, ele te fará ver a nossa salvação".


São Boaventura (+1274): "Os coros dos anjos, com vozes incessantes, te proclamam: santa, santa, santa, ó Maria, Mãe de Deus, mãe e virgem ao mesmo tempo! Os céus e a terra estão cheios da majestade vitoriosa do Fruto do teu ventre! O glorioso coro dos apóstolos te aclama Mãe do Criador! Celebram-te todos os profetas, porque deste à luz o próprio Deus! A imensa assembléia dos santos mártires te glorifica como Mãe do Cristo. A multidão triunfante dos confessores prostra-se diante de ti, porque és o Templo da Trindade!".

Leitura da Epístola dos

Eclesiástico 24, 23-31 
23.Cresci como a vinha de frutos de agradável odor, e minhas flores são frutos de glória e abundância.24.Sou a mãe do puro amor, do temor (de Deus), da ciência e da santa esperança,25.em mim se acha toda a graça do caminho e da verdade, em mim toda a esperança da vida e da virtude.26.Vinde a mim todos os que me desejais com ardor, e enchei-vos de meus frutos;27.pois meu espírito é mais doce do que o mel, e minha posse mais suave que o favo de mel.28.A memória de meu nome durará por toda a série dos séculos.29.Aqueles que me comem terão ainda fome, e aqueles que me bebem terão ainda sede.30.Aquele que me ouve não será humilhado, e os que agem por mim não pecarão.31. Aqueles que me tornam conhecida terão a vida eterna. 

 Sequência do Santo Evangelho


São Lucas 2,43-51     
43.Acabados os dias da festa, quando voltavam, ficou o menino Jesus em Jerusalém, sem que os seus pais o percebessem.44.Pensando que ele estivesse com os seus companheiros de comitiva, andaram caminho de um dia e o buscaram entre os parentes e conhecidos.45.Mas não o encontrando, voltaram a Jerusalém, à procura dele.46.Três dias depois o acharam no templo, sentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os.47.Todos os que o ouviam estavam maravilhados da sabedoria de suas respostas.48.Quando eles o viram, ficaram admirados. E sua mãe disse-lhe: Meu filho, que nos fizeste?! Eis que teu pai e eu andávamos à tua procura, cheios de aflição. 49.Respondeu-lhes ele: Por que me procuráveis? Não sabíeis que devo ocupar-me das coisas de meu Pai?50.Eles, porém, não compreenderam o que ele lhes dissera.51.Em seguida, desceu com eles a Nazaré e lhes era submisso. Sua mãe guardava todas estas coisas no seu coração.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário

domingo, 6 de outubro de 2019

SÃO BRUNO, Confessor

São Bruno foi alemão de nação, da célebre cidade de Colônia, filho de pais ilustres. Formado tanto nas letras seculares como nas eclesiásticas. Cônego da Igreja de Remos, não inferior a nenhuma de entre as francesas; e escolaster (isto é: Reitor). Abandonou o mundo e fundou o ermo da Cartuxa que presidiu por seis anos.
Solicitado pelo papa Urbano II, antigo discípulo seu, transladou-se à cúria romana para ajudar ao mesmo Papa com seus alentos e conselhos nos negócios eclesiásticos. Mas não podendo levar a agitada vida da cúria, inflamado em amor da solidão e quietude abandonadas, deixou a cúria e renunciou também ao arcebispado da Igreja de Reggio, para a qual tinha sido eleito por vontade do mesmo Papa.
Retirou-se ao ermo de Calábria, chamado a Torre, onde, com alguns leigos e clérigos viveu em solidão o resto de seus dias. Ali morreu e recebeu sepultura, depois de uns onze anos de sua saída de Chartreuse. (Crônica Magister; S.XII).

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário