domingo, 26 de setembro de 2021

Decimo Oitavo Domingo depois de Pentecoste

  26/09 Domingo  
Festa de Segunda Classe
Paramentos Verdes



Leitura da Epístola  

I Coríntios 1,4-8
4. Não cesso de agradecer a Deus por vós, pela graça divina que vos foi dada em Jesus Cristo. 5. Nele fostes ricamente contemplados com todos os dons, com os da palavra e os da ciência, 6. tão solidamente foi confirmado em vós o testemunho de Cristo. 7. Assim, enquanto aguardais a manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo, não vos falta dom algum. 8. Ele há de vos confirmar até o fim, para que sejais irrepreensíveis no dia de nosso Senhor Jesus Cristo.

Sequência do Santo Evangelho 

São Mateus 9,1-8 
1. Jesus tomou de novo a barca, passou o lago e veio para a sua cidade. 2. Eis que lhe apresentaram um paralítico estendido numa padiola. Jesus, vendo a fé daquela gente, disse ao paralítico: "Meu filho, coragem! Teus pecados te são perdoados." 3. Ouvindo isto, alguns escribas murmuraram entre si: "Este homem blasfema." 4. Jesus, penetrando-lhes os pensamentos, perguntou-lhes: "Por que pensais mal em vossos corações? 5. Que é mais fácil dizer: Teus pecados te são perdoados, ou: Levanta-te e anda? 6. Ora, para que saibais que o Filho do Homem tem na terra o poder de perdoar os pecados: Levanta-te - disse ele ao paralítico -, toma a tua maca e volta para tua casa." 7. Levantou-se aquele homem e foi para sua casa. 8. Vendo isto, a multidão encheu-se de medo e glorificou a Deus por ter dado tal poder aos homens.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário

sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Terço dos nomes Santíssimos de Jesus e Maria

R$ 25,00

Pedidos para lojinhadoconvento@gmail.com
Comprando nosso material religioso esta ajudando no apostolado.
Campo Grande-Mato Grosso do Sul
Banco Bradesco Agência 73  Conta Corrente 106071-6
Ass e Com Domina Nostra Regina Pacis
CNPJ 002983690001-22
As outras duas contas no nome de Antônia
A do Banco: Brasil 001
Agência: 0048 Dígito:5
Conta corrente: 147088-4.
   e
do Banco da Caixa Econômica
Agência Centro: 0017 Operação:013 
 Conta Poupança 059624-2 


Nas necessidades corporais, segundo a promessa de Cristo: “Estes milagres acompanharão os que crerem: expulsarão os demônios em meu Nome, falarão novas línguas, manusearão serpentes e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal; imporão as mãos aos enfermos e eles ficarão curados” (Mc 16,17-18). No Nome de Jesus, os Apóstolos deram força aos aleijados (At 3,6; 9,34) e vida aos mortos (At 9,40).

Dá confiança nas provações espirituais. O Nome de Jesus recorda ao pecador o “pai do filho pródigo” e o bom samaritano; ao justo, recorda o sofrimento e a morte do inocente Cordeiro de Deus. Protege-nos de Satanás e de suas artimanhas, pois o diabo teme ao Nome de Jesus, quem o venceu na Cruz.

No Nome de Jesus, obtemos toda bênção e graça no tempo e na eternidade, pois Cristo disse: “O que pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo dará” (Jo 16,23). Portanto, a Igreja termina todas as suas orações com as palavras: “Por Jesus Cristo, nosso Senhor”, etc. Assim, cumpre-se a palavra de São Paulo: “Para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho no céu, na terra e nos infernos” (Fl 2,10).

Oração a São Bernardino de Sena:

São Bernardino de Siena, senhor que alcançou a graça de ser curado de uma doença respiratória e pregou em suas missões a misericórdia do Nome Santíssimo de Jesus, terror dos demônios .Venho humildemente suplicar sua intercessão por ( nome da pessoa) e por todos os que sofrem com doenças respiratórias. Acolha as suplicas que a vós chega em harmonia com nomes Santíssimos de Jesus e Maria,me faça resignado em aceitar cumprimento da vontade Deus.Amén 

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Oratório de Bolso

Fica dobrado dentro do bolso 

Depois só abrir para fazer oração.


Este na cor Preta .
Tecido corvim.
1 no Valor  30,00 com frete.
 
Este na cor  Marrom. 
Tecido coro marrom
Um no, Valor  40,00 com frete.
Pode levar no ônibus  trabalho para onde for. 

Vão 8 santinhos pode acrescentar ou escolher outros o valor a combinar.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário

Dia 23 de setembro dia São Lino, Papa e Mártir.

23/09 Quinta-feira
Festa de Terceira Classe
Paramentos Brancos
 São Lino  foi  o  segundo Papa da Igreja Católica, portanto, o primeiro  sucessor de São Pedro na Sé apostólica, de quem  pessoalmente recebeu o poder das chaves para guiar o rebanho de Cristo. Nasceu na localidade de Volterra,  na Toscana na Itália,  a sua mãe chamava-se Cláudia e o seu pai Herculeanus.  O decreto (que persistiu durante muito tempo) que obrigava as mulheres a cobrirem a cabeça no templo terá sido da sua autoria (baseado em São Paulo).  Antes, porém, que fosse eleito bispo, trabalhava pela salvação das almas ao lado de São Pedro, de quem era grande colaborador. Tanto foi assim que dele mesmo recebeu a missão de pregar na Gália (hoje França), a fim de levar a luz da Fé às nações pagãs. Chegando àquelas terras, estabeleceu-se em Vesontio (atual Besançon), capital do Franco Condado. Graças ao apoio que tinha do tribuno Onósio, principal magistrado que tinha por missão lutar pelas causas do povo, São Lino acabou transformando-se em um homem público, exercendo preponderante papel junto à população. Em pouco tempo tornou-se um líder influente, de grande capacidade intelectual. Dadas as circunstâncias, aproveitou o terreno para plantar as sementes da Religião Cristã, mesmo sabendo que os obstáculos, dificuldades e perseguições seriam inevitáveis. Por conseguinte, empreendeu intenso esforço para afastar o povo da idolatria e da adoração de deuses estranhos. Seus discursos eram duros, porém, verdadeiros e por isso, não tardou que acabasse sendo violentamente escorraçado da cidade. Era uma figura extremamente incômoda e inconveniente aos líderes pagãos, que diante da persuasão junto ao povo, temiam a perda de seu espaço. São Lino testemunhou a queda de alguns imperadores romanos e a destruição de Jerusalém.
Em sua última prática na cidade de Vesontio (atual Besançon), São Lino criticou e repreendeu veementemente os idólatras, feiticeiros renomados e diversos pagãos, que ofereciam sacrifícios aos  seu ídolos e seus deuses. "Cessai", disse São Lino, "cessai de render adoração a tão vis criaturas". Os líderes presentes, percebendo que estavam prestes a cair em descrédito pela força de sua palavra, gritaram ao povo, dizendo que as insolências sacrílegas proferidas por Lino, iriam provocar a ira dos deuses e caso lhe dessem ouvidos, sério castigo se precipitaria sobre o povo. Continuando a esbravejar, incitaram o povo, que acabou investindo contra o santo mediante golpes, tendo sido expulso da cidade completamente ferido e também abandonado, até mesmo por aqueles que sempre o apoiaram. Dali retornou para Roma, onde permaneceu até ser escolhido como sucessor de São Pedro. As sementes que deixou para trás, germinaram com grande vigor, tanto que passaria a ser venerado pelo povo, tempos depois, em sua primeira Sede Episcopal de Becanson.Zeferino combatido pelo papa.                                                                                
Foi martirizado em 20 de dezembro de 217.
 
Leitura da Epístola de

I São Pedro 5 1-4 e 10-11
1 Eis a exortação que dirijo aos anciãos que estão entre vós; porque sou ancião como eles, fui testemunha dos sofrimentos de Cristo e serei participante com eles daquela glória que se há de manifestar. 2 Velai sobre o rebanho de Deus, que vos é confiado. Tende cuidado dele, não constrangidos, mas espontaneamente; não por amor de interesse sórdido, mas com dedicação; 3 não como dominadores absolutos sobre as comunidades que vos são confiadas, mas como modelos do vosso rebanho. 4 E, quando aparecer o supremo Pastor, recebereis a coroa imperecível de glória.10 O Deus de toda graça, que vos chamou em Cristo à sua eterna glória, depois que tiverdes padecido um pouco, vos aperfeiçoará, vos tornará inabaláveis, vos fortificará. 11 A ele o poder na eternidade! Amém.  

Sequência do Santo Evangelho

São Mateus 16,13-19 
13 Chegando ao território de Cesaréia de Filipe, Jesus perguntou a seus discípulos: No dizer do povo, quem é o Filho do Homem? 14 Responderam: Uns dizem que é João Batista; outros, Elias; outros, Jeremias ou um dos profetas. 15 Disse-lhes Jesus: E vós quem dizeis que eu sou? 16 Simão Pedro respondeu: Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo! 17 Jesus então lhe disse: Feliz és, Simão, filho de Jonas, porque não foi a carne nem o sangue que te revelou isto, mas meu Pai que está nos céus. 18 E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela. 19 Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus. 

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário. 

quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Quarta-feira das Quatro têmporas

22/09 Quarta-feira
Festa de Segunda Classe
Paramentos Violeta

Leitura da Epístola do Profeta

Neemias 8, 1-10                                                                                         
1. Todo o povo se reuniu então, como um só homem, na praça que ficava diante da porta da Água, e pediu a Esdras, o escriba, que trouxesse o livro da Lei de Moisés, que o Senhor havia prescrito a Israel. 2. O sacerdote Esdras trouxe a lei diante da assembléia de homens, mulheres e de todas (as crianças) que fossem capazes de compreender. Era o primeiro dia do sétimo mês. 3. Esdras fez então a leitura da lei, na praça que ficava diante da porta da Água, desde a manhã até o meio-dia, na presença dos homens, mulheres e das (crianças) capazes de compreender; todos escutavam atentamente a leitura. 4. O escriba Esdras postou-se num estrado de madeira que haviam construído para a ocasião; a seu lado encontravam-se, à direita, Matatias, Semeías, Anias, Urias, Helcias e Maasias; à esquerda, Fadaías, Misael, Melquias, Hasum, Hasbadana, Zacarias e Mosolão. 5. Esdras abriu o livro à vista do povo todo; ele estava, com efeito, elevado acima da multidão. Quando o escriba abriu o livro, todo o povo levantou-se. 6. Esdras bendisse o Senhor, o grande Deus; ao que todo o povo respondeu, levantando as mãos: Amém! Amém! Depois inclinaram-se e prostraram-se diante do Senhor com a face por terra. 7. E Josué, Bani, Serebias, Jamin, Acub, Seftai, Odias, Maasias, Celita, Azarias, Josabed, Hanã, Falaías e outros levitas explicavam a lei ao povo, e cada um ficou no seu lugar. 8. Liam distintamente no livro da lei de Deus, e explicavam o sentido, de maneira que se pudesse compreender a leitura. 9. Depois Neemias, o governador, Esdras, sacerdote e escriba, e os levitas que instruíam o povo, disseram a toda a multidão: Este é um dia de festa consagrado ao Senhor, nosso Deus; não haja nem aflição, nem lágrimas. Porque todos choravam ao ouvir as palavras da lei. 10. Neemias disse-lhes: Ide para as vossas casas, fazei um bom jantar, tomai bebidas doces, e reparti com aqueles que nada têm pronto; porque este dia é um dia de festa consagrado ao nosso Senhor; não haja tristeza, porque a alegria do Senhor será a vossa força.

Sequência do Santo Evangelho
                                                                                                                       
São Marcos 9,16-28 
16. Ele lhes perguntou: Que estais discutindo com eles? 17. Respondeu um homem dentre a multidão: Mestre, eu te trouxe meu filho, que tem um espírito mudo. 18. Este, onde quer que o apanhe, lança-o por terra e ele espuma, range os dentes e fica endurecido. Roguei a teus discípulos que o expelissem, mas não o puderam. 19. Respondeu-lhes Jesus: Ó geração incrédula, até quando estarei convosco? Até quando vos hei de aturar? Trazei-mo cá! 20. Eles lho trouxeram. Assim que o menino avistou Jesus, o espírito o agitou fortemente. Caiu por terra e revolvia-se espumando. 21. Jesus perguntou ao pai: Há quanto tempo lhe acontece isto? Desde a infância, respondeu-lhe. 22. E o tem lançado muitas vezes ao fogo e à água, para o matar. Se tu, porém, podes alguma coisa, ajuda-nos, compadece-te de nós! 23. Disse-lhe Jesus: Se podes alguma coisa!... Tudo é possível ao que crê. 24. Imediatamente exclamou o pai do menino: Creio! Vem em socorro à minha falta de fé! 25. Vendo Jesus que o povo afluía, intimou o espírito imundo e disse-lhe: Espírito mudo e surdo, eu te ordeno: sai deste menino e não tornes a entrar nele. 26. E, gritando e maltratando-o extremamente, saiu. O menino ficou como morto, de modo que muitos diziam: Morreu... 27. Jesus, porém, tomando-o pela mão, ergueu-o e ele levantou-se. 28. Depois de entrar em casa, os seus discípulos perguntaram-lhe em particular: Por que não pudemos nós expeli-lo?

 Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário

domingo, 19 de setembro de 2021

19 de setembro dia de São Januário, Bispo e Companheiros Mártires

 
 São Januário (também conhecido como San Gennaro),  nasceu em Nápoles, no ano 270 d.C. Em 302 foi ordenado sacerdote, e por sua piedade e virtude foi escolhido, pouco depois, para Bispo de Benevento. Sua caridade, infatigável zelo e solicitude pastoral,  socorria todos os necessitados e aflitos. Quando em 304, o imperador romano Diocleciano desencadeou em todo o Império cruel perseguição contra o Cristianismo, obrigando os fiéis a oferecer sacrifícios às divindades pagãs, São Januário teve muitas ocasiões de manifestar o valor de seu zelo, socorrendo os cristãos, não só nos limites de sua diocese, mas em todas as cidades circunvizinhas. Penetrava nos cárceres, estimulando seus irmãos na Fé e perseverança final, alcançando também, naquela ocasião, grande número de conversões. O êxito de seu apostolado não tardou a despertar atenção de Dracônio, governador da Campânia, que o mandou prender. Diante do tribunal, São Januário foi reprovado pelo pró-cônsul Timóteo, que lhe apresentou a seguinte alternativa: «Ou ofereces incenso aos deuses, ou renuncias à vida».                 
«Não posso imolar aos demônios, pois tenho a honra de sacrificar todos os dias ao verdadeiro Deus»” – respondeu com vigor o santo, referindo-se à celebração eucarística. Irado, o pró-cônsul ordenou que o santo Bispo seis clérigos de sua diocese: Santos Sósio,Próculo, Festo, Desidério, Eutíquio e Acúrcio fosse lançado imediatamente numa fornalha ardente. Mas Deus quis renovar em favor de seu fiel servo o milagre dos três jovens israelitas, atirados também nas chamas, de que fala o Antigo Testamento. São Januário e seus companheiros saiu desta prova do fogo ileso, para grande surpresa dos pagãos. O tirano, atribuindo o prodígio a artes mágicas, ordenou que São Januário e companheiros fossem conduzidos a Puzzoles, onde seriam lançados às feras na arena. No dia marcado para o suplicio, o povo lotou o anfiteatro da cidade. No centro da arena. São Januário encorajava os companheiros: «Ânimo, irmãos, este é o dia do nosso triunfo, combatamos com valor nosso sangue por Aquele Senhor, a quem devemos a vida». Mal terminara de falar foram libertados leões, tigres e leopardos famintos, que correram em direção às vítimas. Mas, em lugar de despedaçá-las, prostraram-se diante do Bispo de Benevento e começaram a lamber-lhes os pés. Ouviu-se então um grande murmúrio no anfiteatro, que reconhecia não existir outro verdadeiro Deus senão o dos cristãos. Muitos pediram clemência. Mas o pró-cônsul, cego de ódio, mandou decapitar aqueles cristãos, sendo executada a ordem na praça Vulcânia. Os corpos dos mártires foram conduzidos pelos fiéis às suas respectivas cidades. Segundo relataram as crônicas, uma piedosa mulher recolheu em duas ampolas o sangue que escorria do corpo de São Januário, quando este era transportado para Benavento. Os restos mortais do Bispo mártir foram transladados para sua cidade natal — Nápoles — em 432. No ano 820 voltaram para Benavento. Em 1497 retornaram definitivamente para Nápoles, onde repousam até hoje, em majestosa Catedral gótica. Aí se realiza o perpétuo sangue, que se dá duas vezes por ano, no sábado que antecede o primeiro domingo de maio aniversário da primeira transladação, e a 19 de setembro, festa do martírio do santo (Igreja Latina) e no dia 16 de dezembro (dia em que Nápoles foi protegido da erupção do Vesúvio). As datas da liquefação do sangue de São Januário são celebradas com grande pompa e esplendor. As relíquias são expostas ao público, e se a liquefação não se verifica imediatamente. Iniciam-se preces coletivas. Se o milagre tarda, os fiéis compenetram-se de que a demora se deve a seus pecados. Rezam então orações penitenciais, como o salmo «Miserere», composto pelo Santo Rei Davi. Quando o milagre ocorre, o Clero entoa solene «Te Deum», a multidão prorrompe em vivas. Os sinos repicam e toda a cidade se rejubila. Entretanto, sempre que nas datas costumeiras o sangue não se liquefaz, Isso significa o aviso de tristes acontecimentos vindouros, segundo uma antiga tradição nunca desmentida. O sangue de São Januário está recolhido em duas ampolas de vidro, hermeticamente fechadas, protegido por duas lâminas de cristal transparente. A ampola maior possui 60 cm cúbicos de volume; a menor tem capacidade de 25 cm cúbicos. Em geral, o sangue endurecido ocupa até a metade da ampola maior; na menor, encontra-se disperso em fragmentos. A liquefação do sangue produz-se espontaneamente, sob as mais variadas circunstâncias, independentemente da temperatura ou do movimento, o sangue passa do estado pastoso ao fluido e, até, fluidíssimo. A liquefação ocorre da periferia para o centro e vice-versa. Algumas vezes, o sangue liquefaz-se instantânea e inteiramente, ou, por vezes, permanece um denso coágulo em meio ao resto liquefeito. Altera-se o colorido: desde o vermelho mais escuro até o rubro mais vivo. Não poucas vezes surgem bolhas e sangue fresco e espumante sobe rapidamente até o topo da ampola maior. Trata-se verdadeiramente de sangue humano, comprovado por análises espectroscópicas. Há algumas peculiaridades, que constituem outros milagres dentro do milagre liquefação, há uma variação do volume: algumas vezes diminui e outras vezes aumenta até o dobro. Varia também quanto à massa e quanto ao peso. Em janeiro de 1991, o prof. G. Sperindeo utilizando-se, com o máximo cuidado, de aparelhos de alta precisão, encontrou uma variação de cerca de 25 gramas. O peso aumentava enquanto o volume diminuía. Esse acréscimo de peso contraria frontalmente o princípio da conservação da massa (uma das leis fundamentais da Física) e é absolutamente inexplicável, pois as ampolas encontram-se hermeticamente fechadas, sem possibilidade de receber acréscimo de substâncias do exterior. A notícia escrita mais antiga e segura do milagre consta de uma crônica do século XIV. Desde 1659, estão rigorosamente anotadas todas as liquefações, que já perfazem mais de dez mil!

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário


sábado, 18 de setembro de 2021

18 de setembro dia de São José de Cupertino, Confessor

18/09 Sábado
Festa de Terceira Classe
Paramentos Brancos
  Ele nasceu em 17 de junho de 1603 como José Desa, em Cupertino, Diocese de Nardo, perto de Nápoles, Itália. Após varias tentativas de entrar na vida religiosa (ele era considerado ignorante e sem cultura), o "irmão burro", como as vezes era chamado, foi aceito no Convento Franciscano em Grotela onde ele foi ordenado em 1628 Teve uma das vidas mais maravilhosas e surpreendentes que se encontram no calendário litúrgico. Filho de camponeses do sul da Itália, sabia-se tão pouco dotado intelectualmente que a si mesmo dava, com humildade, o nome de Frei Asno; mas pela santidade, e pelos dons sobrenaturais que recebia, compensou largamente a pouca inteligência. Diversas vezes tentou ingressar na vida religiosa sem o conseguir, por notória incapacidade.
Só à custa de muita insistência foi admitido num convento franciscano. Quando se preparava para o sacerdócio, era ajudado sobrenaturalmente em todas as provas e exames. Certa vez, somente conseguira estudar e assimilar um frase da Escritura: “Bem-aventuradas as entranhas que te trouxeram”. Por milagre, no exame lhe pediram que explicasse exatamente essa frase, e ele se saiu maravilhosamente. É por isso considerado o patrono dos estudantes em apuros. Ordenado sacerdote, vivia arrebatado em êxtases e era objeto de fenômenos místicos extraordinários. Era comum ser visto em levitação, erguido do solo a alturas elevadas. 
Praticava milagres espantosos, curando doentes de todos os gêneros. Embora pouco inteligente, era iluminado pelo Divino Espírito Santo e dava conselhos acertadíssimos, sendo procurado, por isso, por pessoas altamente colocadas, que desejavam consultá-lo.                                                                                                                           
Até o Papa quis conhecê-lo, e aconteceu que, durante a audiência com o Pontífice, o humilde franciscano entrou num êxtase e deixou o Papa admirado. Em suma, aquele que quase não fora admitido no convento, atingiu uma santidade tão consumada e maravilhosa que se transformou numa das glórias da Ordem franciscana. (+ Itália, 1663)

Leitura da Epístola

I Coríntios 13,1-8
1. Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver caridade, sou como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine. 2. Mesmo que eu tivesse o dom da profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência; mesmo que tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver caridade, não sou nada. 3. Ainda que distribuísse todos os meus bens em sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, se não tiver caridade, de nada valeria! 4. A caridade é paciente, a caridade é bondosa. Não tem inveja. A caridade não é orgulhosa. Não é arrogante. 5. Nem escandalosa. Não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não guarda rancor.6. Não se alegra com a injustiça, mas se rejubila com a verdade. 7. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. 8. A caridade jamais acabará. As profecias desaparecerão, o dom das línguas cessará, o dom da ciência findará.

Sequência do Santo Evangelho
                                                                                                                       
São Mateus 22,23-28   
23. Naquele mesmo dia, os saduceus, que negavam a ressurreição, interrogaram-no: 24. Mestre, Moisés disse: Se um homem morrer sem filhos, seu irmão case-se com a sua viúva e dê-lhe assim uma posteridade (Dt 25,5). 25. Ora, havia entre nós sete irmãos. O primeiro casou-se e morreu. Como não tinha filhos, deixou sua mulher ao seu irmão. 26. O mesmo sucedeu ao segundo, depois ao terceiro, até o sétimo. 27. Por sua vez, depois deles todos, morreu também a mulher. 28. Na ressurreição, de qual dos sete será a mulher, uma vez que todos a tiveram?

 Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário

sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Comentários Eleison: A Sabedoria de Lefebvre - I Por Dom Williamson Número DCCXXXVI (736) – 21 de agosto de 2021

 

A SABEDORIA DE LEFEBVRE – I

Nós não idolatramos nem adoramos D. Lefebvre,

Mas damos graças a Deus por este grande homem de guerra!

 

O que estes “Comentários” têm a dizer sobre o último escândalo esmagador do Papa Francisco, a saber, seu Motu Proprio Traditionis Custodes, por meio do qual ele faz tudo o que pode para extinguir o antigo rito tradicional da Missa em latim, e assegurar-se de que desaparecerá para sempre das celebrações da Missa? Antes de mais nada, estes “Comentários” dão glória a Deus por ter-nos dado Dom Lefebvre como modelo para guiar-nos nesta crise de fim de mundo da Igreja. Ele terminou seus dias supostamente “excomungado” pelos clérigos da Igreja oficial; e não foi seguido fielmente pelos clérigos líderes da Fraternidade Sacerdotal São Pio X, que ele mesmo ergueu. Mas o registro histórico do que ele fez e disse está aí, e sua sabedoria em relação ao futuro da Igreja fica mais clara a cada dia que passa.

 Esse registro nos diz exatamente como ele teria reagido ao Traditionis Custodes. Por um lado, teria rejeitado uma vez mais a falsa doutrina do Vaticano II, que está por trás da Missa Novus Ordo e que até hoje se esforça para abolir todos os vestígios do antigo rito tridentino da Missa, o qual desde 1969 provou ser o concorrente indestrutível da Missa Nova do Papa Paulo, e que viverá muito depois que a Missa Nova estiver nas latas de lixo da história. Por outro lado, mesmo com o problema agonizante para os católicos lançado pelos Papas que lutam contra a Tradição Católica mais amargamente do que nunca, como Francisco neste Motu Proprio, parece muito pouco provável que o Arcebispo tivesse declarado que o Papa Francisco não é Papa. Em vez disso, para o bem da estrutura da Igreja, teria insistido no respeito e na cortesia para com todos os aparentes Papas do Vaticano II, deixando para a Igreja oficial exclusivamente, em um tempo futuro mais tranquilo, decidir que status atribuir a esses Vigários de Cristo que tiveram tão pouca compreensão da Tradição Católica.

 Este equilíbrio do Arcebispo entre condenar a doutrina dos Papas conciliares, mas respeitar seu cargo, passou a ser conhecido como "Reconhecer e resistir": reconhecer seu cargo, resistir à sua doutrina. Mas como uma política por seguir pelos católicos, ela é alvo de fortes críticas de ambos os lados. Os liberais dirão: se você reconhecer corretamente o cargo, não tem o direito de resistir às suas ordens. Os “sedevacantistas” antiliberais inverterão essa posição, dizendo que se você resistir com razão aos falsos comandos do ofício, então você não pode continuar reconhecendo o cargo que emite esses comandos, ou seja, você não pode reconhecer e resistir ao mesmo tempo, só pode ser uma coisa ou outra. Não, disse o Arcebispo, eu rejeito os ensinamentos, mas não necessariamente o cargo. Os Papas católicos que odeiam a Tradição são um mistério que se resolverá em uma época futura da Igreja, se se quiser e puder fazê-lo. E nesta posição o Arcebispo tem sido seguido desde então por muitos católicos, não por causa de sua autoridade oficial da qual ele tinha pouco ou nada, mas porque, confrontados pelos mesmos problemas na Igreja, eles próprios chegaram às mesmas conclusões que ele, e, portanto, o seguiram, tornando-o, assim, o pioneiro do equilíbrio e da sanidade na crise em curso da Igreja.

E então o que permitiu ao Arcebispo manter o equilíbrio e a serenidade quando, na esteira do Concílio, tantos católicos crentes perderam a fé na Igreja ou se desesperaram em relação a ela? Sem dúvida, foi sua fé inabalável em um Deus e uma Verdade que estão muito acima de todas as mudanças ou influências humanas, da política ou do que quer que seja; um Deus e uma Verdade consagrados na Tradição Católica em benefício dos seres humanos, mas que não estão de maneira nenhuma intrinsecamente sujeitos aos humanos nem dependem destes. Eis aqui as alturas em que vivia no espírito, e das quais descia para a vida quotidiana, não admitindo mudanças indevidas nas coisas de Deus, nem exigindo demasiada perfeição nas coisas dos homens. Os liberais estão loucos para querer adaptar a única e verdadeira Igreja de Deus à nossa era de impiedade, enquanto os católicos se enganam quando duvidam da Providência de Deus na condução de Sua Igreja.

 Então o Papa Francisco está louco, mas Jesus Cristo, como Ele mesmo disse em Mt. XXVIII, 20, está com Sua Igreja até o fim do mundo.

Kyrie eleison.


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.

quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Comentários Eleison: Governos Sem Deus - II Por Dom Williamson Número DCCXXXV (735) – 14 de agosto de 2021

 

GOVERNOS SEM DEUS – II

 

O tempo está descompassado. Ó sorte maldita,

Que um dia me fez nascer para consertá-lo! (Hamlet, final do Ato 1)

 

Os leitores devem lembrar-se do artigo de um patriota britânico, Dennis Whiting, nestes “Comentários” da semana passada, no qual ele denunciou o governo britânico por organizar mentiras para dirigir o país, especialmente, mas não somente, relacionadas ao disparate da covid. Chamar isso de “disparate da covid” não significa negar qualquer realidade ao vírus da covid (ainda que ele nunca tenha sido devidamente isolado). Quer dizer que o fenômeno covid, quando se apresenta a nós como um problema médico por nossos políticos e pela grande mídia, não faz sentido. É somente quando se o considera como um importante instrumento político para a escravização da humanidade que faz todo o sentido, e então se vê que não provém apenas de nossos meios de comunicação e políticos títeres, mas de seus muito mais sinistros titereiros, o poder judaico-maçônico que criou o mundo moderno para lutar contra Deus. Ao longo dessas linhas segue a prometida segunda metade do artigo de Whiting.

 A gestão da “pandemia”, ao que parece, dominou a Grã-Bretanha e a maior parte do mundo. No entanto, a covid-19 é uma nova espécie desagradável de influenza, mas não é uma pandemia. Não há cadáveres nas ruas. Os diretores das funerárias não estão fazendo horas extras. As taxas globais anuais de mortalidade não aumentaram significativamente, se é que aumentaram. Mais de 99% das pessoas que pegam a doença sobrevivem, e a idade média dos que falecem pela doença é de 82 anos.

A vacinação em massa, o suposto remédio para a crise, não é um verdadeiro remédio, mas sim um enorme crime. As pessoas estão sendo tratadas como cobaias submetidas a “vacinas” experimentais que apresentam sintomas adversos em uma escala horripilante. Os confinamentos não são planejados para conter a “pandemia”, mas para destruir as pequenas empresas e fazer com que toda a sociedade dependa do grande governo e dos bilionários.

 

O que está acontecendo hoje não surgiu do nada. O plano de governança global vem amadurecendo há mais de um século. Depois da Primeira Guerra Mundial, seu núcleo mudou do Império Britânico para os EUA. Financiadores em Nova York apoiaram tanto a Revolução Bolchevique quanto a ascensão de Hitler, com a intenção de criar guerras e transtornos que só se poderiam resolver pela formação de um governo mundial.

A maquinaria está agora trabalhando para dividir e desorganizar a sociedade. Aqueles cujo objetivo é “reconstruir melhor” querem derrubar tudo primeiro. Os ataques dos neomarxistas e neoconservadores do Ocidente às crenças e práticas cristãs têm sido implacáveis. O objetivo deles é criar um novo tipo de ser humano, e precisam para isso eliminar os antigos padrões de referência de como devemos comportar-nos. (Nada menos! Ênfases dos C. E.)

 Todos nós temos de fazer o que pudermos para resistir a esta Nova Ordem Mundial que está ameaçando levar-nos à escravidão. Hamlet – aquela figura do homem comum criada por Shakespeare no início da era moderna – não estava ansioso para enfrentar o desafio, mas sabia que não poderia fugir dele:

O tempo está descompassado. Ó sorte maldita,

Que um dia me fez nascer para consertá-lo! (Hamlet, final do Ato 1)

 Quando Whiting escreve sobre o fenômeno covid como "um enorme crime" com "sintomas adversos em uma escala horripilante", ele não está exagerando, como uma imensa quantidade de material na Internet atesta – por exemplo, o trabalho admirável que está sendo feito pelo advogado alemão Reiner Fuellmich e sua equipe. Ele está otimista, mas é de se temer que o castigo de Deus siga seu curso, caso contrário, apenas retornaremos à nossa vida sem Deus, digna de ser vomitada.

 

Kyrie eleison.


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.

Rezem todos os dias o Santo Rosário.

quarta-feira, 15 de setembro de 2021

Comentários Eleison: Governos Sem Deus - I Comentários Eleison – por Dom Williamson Número DCCXXXIV (734) – 07 de agosto de 2021

 
GOVERNOS SEM DEUS - I

O Oitavo Mandamento proíbe completamente as mentiras.

E com razão, pois elas pulverizam a vida humana.

 

Sem um Deus verdadeiro ou Seu juízo pessoal na hora da morte para temer, o que impede os governantes ou as elites governantes de explorar sua posição privilegiada para seu próprio benefício e não o do povo que governam? Um político moderno não responde a ninguém, exceto à grande mídia. A grande mídia responde a umas poucas pessoas que pertencem a uma raça que deseja dominar o mundo por meio da instalação de sua Nova Ordem Mundial. Mas esta NOM só pode instalar-se secretamente, porque eliminará os últimos vestígios da Cristandade, incluindo todas as liberdades que derivam da mesma Cristandade – não é a liberdade que dá a verdade, por causa do pecado original; é a verdade que dá a liberdade (Jo. VIII, 32), foi a verdade cristã que deu ao Ocidente suas liberdades políticas, e a vida, enquanto a NOM planeja matar bilhões da população mundial (tal como as “vacinas” de covid estão começando a fazer). Portanto, os atuais governantes ímpios do mundo são obrigados a fingir que estão promovendo a vida e a liberdade das pessoas, quando, na realidade, estão preparando a morte e a escravidão delas. É por isso que os políticos são tão mentirosos, especialmente desde a Revolução Francesa em 1789, quando o Ocidente cambaleou para a esquerda, para longe de Deus.

Ilustre-se essas grandes acusações com base na vida real recente: as ações do governo de Sua Majestade da Grã-Bretanha. No site de web de um partido nacionalista britânico (patria-uk.org), um patriota britânico escreveu um artigo que apoia a afirmação de D. Viganò publicada nestes “Comentários” na semana passada, a saber, que os povos do mundo devem parar de pensar que seus governos estão governando para o benefício de todos. Muito pelo contrário. Segue um resumo editado da primeira metade do artigo de Dennis Whiting:

Atualmente não estamos no comando de nosso próprio país: temos um governo de ocupação que cria sua própria “verdade” e faz girar os acontecimentos de acordo com uma narrativa pré-concebida. Desde o ano 2000, produziram-se várias catástrofes para as quais as explicações oficiais do governo não são credíveis. Especialmente o 11 de setembro, o 7 de julho e, mais recentemente, o envenenamento de Salisbury. As narrativas desses e de eventos semelhantes divulgadas por sucessivos governos e fielmente difundidas pela grande mídia são inconsistentes e incoerentes.

Em 2014, em um discurso nas Nações Unidas, o então primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, caracterizou o questionamento das narrativas oficiais por parte dos “teóricos da conspiração” como uma forma de “terrorismo de direita” que precisava ser combatida. Desde o início da covid-19, o governo britânico tem-se dedicado freneticamente a combater as narrativas alternativas, criando órgãos como a Integrity Initiative, e agora ameaça criminalizar qualquer busca séria pela verdade com a Online Harms Bill (lei sobre danos causados online). A Behavioral Insights Team [Equipe de Conhecimento do Comportamento] foi criada em 2010 como um órgão oficial responsável perante o Cabinet Office. Sua função é a gestão psicológica da percepção pública. O SAGE (Scientific Advisory Group for Emergencies [Grupo de Assessoramento Científico para Emergências) é um órgão semelhante criado para assessorar o Cabinet Office, juntamente com seu subgrupo SPI-B (Scientific Pandemic Insights Group on Behaviors [Grupo de Perspectivas Científicas sobre o Comportamento]). Em 2020, o SPI-B declarou que "um número considerável de pessoas ainda não se sente suficientemente ameaçadas pessoalmente [pela Covid-19]" e que "é necessário aumentar o nível de percepção da ameaça pessoal entre aqueles que são complacentes, utilizando mensagens emocionais contundentes”; em outras palavras, deve-se intensificar o medo para garantir que o público em geral aceite a narrativa do governo sobre a covid-19.

Da mesma forma, após o envenenamento misterioso dos Scripals em Salisbury em março de 2018, o governo teve alguma dificuldade em fazer valer a narrativa oficial. Portanto, na reunião do G7 em junho daquele ano, a então primeira-ministra Theresa May anunciou que “os líderes do G7 concordaram em estabelecer um novo Mecanismo de Resposta Rápida”. Isso significava que todas as nações do G7 aceitariam automaticamente a versão de tais eventos fornecida por um de seus membros, e reagiriam da maneira apropriada...

Em outras palavras, sete dos principais governos do mundo prometeram unir-se na organização das mentiras! Vejam nestes Comentários da próxima semana o resto do artigo de Whiting.

 Kyrie eleison


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.


terça-feira, 14 de setembro de 2021

Comentários Eleison: Grande Reset? Por Dom Williamson Número DCCXXXIII (733) – 31 de julho de 202

 

GRANDE RESET?

Caros leitores, rezem para que a verdade católica seja proclamada,

Por muitos mais Arcebispos do rebanho de Deus.

 

Para o Festival de Filosofia realizado há dois meses em Veneza, o Arcebispo Viganò escreveu mais uma de suas esplêndidas sínteses sobre os acontecimentos modernos, apresentando uma visão verdadeiramente católica, como a que todos os religiosos deveriam ter, mas que pela loucura conciliar a grande maioria deles continuam impedindo-se de fazê-lo. À Igreja, em sua angústia sem precedentes, que se aproxima do fim do mundo (cf. Mt, XXIV), Deus seguramente reservou este Arcebispo como um farol de luz, para continuar a anunciar a plenitude da Verdade de Deus que o resto de seus colegas tem estado sufocando mais ou menos desde o encerramento do miserável Concílio Vaticano II, há mais de meio século. Segue um resumo da carta do Arcebispo sobre "O Grande Reset: a última grande mentira".

A falta de “bom senso” nos indivíduos em grande parte tornou possível esse ataque contra Deus, contra a Igreja e contra a raça humana que representa o Grande Reset. A irracionalidade, a abdicação da razão, a aniquilação do juízo crítico e a negação da evidência são os verdadeiros vírus pandêmicos de nosso tempo. Devemos renunciar à premissa reconfortante que nos diz que nossos líderes agem pelo nosso bem. A realidade não é apenas diferente, mas diametralmente oposta ao que nos está sendo dito.

 Os trabalhadores do Grande Reset consideram que já escravizaram a tal ponto as massas que não precisam temer nenhuma revolta. Essas massas agora acreditam que sua salvação depende de vacinas e, em breve, estenderão as mãos para receber um chip sob a pele. E se a farsa da “pandemia” desaparecer, o próximo engano está pronto: as “mudanças climáticas” imporão a “transição ecológica” e o “desenvolvimento sustentável”.

Essas mentiras são a marca registrada dos arquitetos dos vários Grandes Resets dos últimos séculos: a Pseudorreforma Protestante, a Revolução Industrial, a Revolução Francesa, a Revolução Russa, as duas Guerras Mundiais, a Revolução de 1968 e a queda do Muro de Berlim. Dessa longa série de Grandes Resets organizada pela mesma elite de conspiradores, nem mesmo a Igreja Católica conseguiu escapar. Também ela, com o Concílio Vaticano II, viu como se dava uma maior compreensão da liturgia por parte do povo como pretexto para destruir a Missa apostólica, para anular a linguagem sagrada e profanar os ritos. Portanto, esse último Grande Reset pode ser atribuído a todos os outros ataques que no curso da história tentaram anular a obra da Redenção e estabelecer a tirania do Anticristo. O que está acontecendo corresponde a um plano diabólico que ao longo dos séculos perseguiu um único objetivo: A Nova Ordem Mundial. O passo final é o estabelecimento de um governo conjunto no qual o comando é assumido por alguns tiranos sem rosto, eles mesmos entregues à adoração da morte e ao pecado.

A realeza de Cristo estava no caminho? O Vaticano II a deslocou para o fim do mundo, deixando a Igreja como vítima do mesmo engano democrático no qual as sociedades civis haviam caído quase dois séculos antes, na Revolução Francesa. Ao reconhecer a legitimidade do erro e das falsas religiões, a Igreja se destronou a si mesma com as próprias mãos, reduzindo-se a ter de implorar pela aprovação dos poderosos senhores deste mundo, a cujas ordens se submeteu.

 Hoje, cada um de nós tem a possibilidade de escolher alinhar-se com Cristo ou contra Cristo. Entreguem-se a Ele com renovado zelo, para que a Coroa que Seus inimigos lhe arrancaram seja restituída Àquele que é Nosso Rei. Fazei com que Nosso Senhor reine em vossas almas e em todos os âmbitos da vida privada e pública. Somente onde Cristo reina há verdadeira paz e concórdia: a paz de Cristo no reinado de Cristo.

 Que Deus conceda muitos anos mais a este excepcional Pastor de almas, o Arcebispo Viganò.

Kyrie eleison.


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.

segunda-feira, 13 de setembro de 2021

Comentários Eleison: A Vida é Preciosa Por Dom Williamson Número DCCXXXII (732) – 24 de julho de 2021

 

A VIDA É PRECIOSA

 “Quando nasci, não aceitei o Inferno!”

Deus te deu tudo que necessitavas para viver bem.

 

“E então o iníquo (o Anticristo) será revelado, e o Senhor Jesus o matará com o sopro de sua boca e o destruirá com sua aparição e sua vinda. A vinda do iníquo pela ação de Satanás será acompanhada de todo tipo de portentos, sinais e prodígios mentirosos, e de todo engano perverso para aqueles que haverão de perder-se, por recusarem-se a amar a verdade e assim ser salvos. Por isso, Deus há de enviar sobre eles uma operação de engano, para fazê-los acreditar no que é falso, para que sejam condenados todos os que não creram na verdade, mas antes se comprouveram na iniquidade” (II Tes. II, 9-11).

Se muitos dos profissionais sérios que estudaram os conteúdos das inoculações relacionadas à covid estão certos, então muitos milhares daquelas pessoas que foram inoculadas já morreram por causa disto. Mas o pior ainda está por vir, dizem eles, porque a inoculação compromete a própria defesa imunológica natural do organismo, de modo que qualquer nova exposição ao vírus pode vir a ser fatal, sobretudo a partir deste outono no hemisfério norte, com a reabertura da temporada de gripe. Resta saber se essa terrível profecia é verdadeira, mas considerando quantos danos em mortes e lesões a chamada "vacina" já causou, a profecia parece bastante possível, se não provável, e, se for verdadeira, então haverá um grande número de pessoas bastante zangadas.

 Que se enfureçam com todos os propagandistas que mentiram dizendo que a “vacina” era segura e eficaz, políticos, jornalistas, médicos, dentre outros, é uma coisa. O problema é que serão tentadas a culpar a Deus, e se arriscam a recorrer a citações como a anterior para provar seu ponto de vista. Então, na calmaria antes da possível tormenta, olhemos para esta citação que não é a única desse tipo. Então, como pode Deus enviar positivamente o erro e, em segundo lugar, o que Lhe dá direito de impor Sua ideia de “Justiça”?

Em primeiro lugar, Deus é a Bondade absoluta, porque Ele é o Ser absoluto, e somente a falta de ser pode ser má. É absolutamente impossível que Deus cause diretamente o mal moral. O que Ele pode fazer é causá-lo indiretamente, ao não dar a graça ou as graças que teriam impedido aquele mal moral de produzir-se. Nesse caso, Ele não está agindo positivamente, mas está abstendo-se de agir, ou agindo negativamente, para permitir que o mal se produza. Ele é totalmente livre para dar ou não dar aquelas graças que teriam evitado o mal, e se as desse sempre, estaria com efeito impedindo os seres humanos de exercerem seu livre arbítrio e merecerem o Céu. Mas um Céu imerecido não poderia ter a qualidade de um Céu merecido, e é por isso que vivemos neste “vale de lágrimas” – Deus nos criou só para o melhor, mesmo que isso exigisse o “dano colateral” de um “vale de lágrimas” no qual a maioria de todas as almas criadas escolheria o Inferno (Mt. VII, 13-14).

Em segundo lugar, quem fez com que a “verdade” fosse verdade? Quem fez com que o “falso” fosse falso? E por que o “verdadeiro” é “justo”? E por que o “falso” é “injusto”? Resposta: Deus criou o universo para ser o lar da humanidade como um todo ordenado composto de muitas partes. A ordem de Deus em nosso lar é verdadeira (corresponde à mente de Deus), é bela (os habitantes das cidades modernas continuam saindo delas nos finais de semana para desfrutar das belezas da Natureza/Ordem de Deus) e é boa (essa Ordem é real, está na natureza, não é só um produto da minha imaginação). Portanto, a Ordem de Deus é verdadeira, bela e boa em toda a Sua Criação, e Deus criou minha alma do nada para dar-me um número de anos de vida suficiente para que meu livre arbítrio possa escolher entre reconhecer essa bondade em Sua Criação e amar o Criador e então dar-me a oportunidade de ir para Seu Céu para a bem-aventurança eterna; ou recusar-me a reconhecer a bondade do Criador em e por trás de Sua Criação, e em Sua oferta absolutamente maravilhosa de bem-aventurança eterna em troca de uns poucos anos de minha observação da verdade e da justiça de Sua Ordem. Em suma, a verdade e a retidão não são arbitrárias, mas se baseiam no que é, em minha fé em sua bondade e em minha submissão a ela.

 Kyrie eleison.


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.


domingo, 12 de setembro de 2021

Comentários Eleison: O Deus Permanente Por Dom Williamson Número DCCXXXI (731) – 17 de julho de 2021

 

O DEUS PERMANENTE

A verdadeira Judá é a Igreja, e Deus lhe dará

Um Papa e um Monarca, fazendo-a reviver.


O homem está mudando o tempo todo – não há necessidade de demonstrar isto –, ao passo que Deus em si não pode mudar o mínimo que seja. Ele é o próprio Ser (e ainda dizem por aí que Ele não existe!), de modo que tem todo o ser n’Ele, e não há nenhum ser que possa adquirir. Mas se sofresse qualquer mudança, Ele adquiriria algum ser; portanto, Ele não pode mudar. Ora, os Salmos foram todos escritos por Deus, por meio de instrumentos humanos como o Rei Davi, mas em última instância por Deus, de modo que cada Salmo é um pequeno autorretrato do Deus imutável, sempre tão fiel a Ele, apesar de toda confusão dos homens nas épocas seguintes, incluindo a nossa. Vejamos no Salmo 77 (78 na numeração moderna) o que está no centro da confusão da covid, que remonta à primavera do ano passado. Não é complicado.

1–4 O Salmista começa chamando a atenção dos seus ouvintes: para a geração vindoura, ele contará as glórias de Deus no passado, tal como as gerações anteriores as contaram; note-se, eis a TradiçãoPerceba-se como hoje a “educação” faz exatamente o contrário, até mesmo proibindo os “educadores” de mencionar o próprio nome de Deus.

5 Ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e fixou uma lei em Israel, ordenando aos nossos pais que ensinassem aos seus filhos; 6 para que a geração seguinte os conhecesse, os filhos ainda por nascer, e se levantassem e contassem sobre Ele aos seus filhos, 7 para que pusessem a sua esperança em Deus, e não se esquecessem das obras de Deus, mas guardassem os Seus Mandamentos; obviamente, a “educação” moderna está querendo excluir Deus8 E para que não sejam como seus pais, de uma geração obstinada e rebelde, uma geração cujo coração não era firme, e cujo espírito não era fiel a DeusAqui está a essência da nossa geração, em 2021.

 9–20 Por exemplo, mesmo depois de todos os milagres pelos quais Deus conduziu os israelitas para fora do Egito e para a Terra Prometida, como água suficiente para todo um povo ser arrancada da rocha seca, ainda havia aqueles que se recusavam a obedecer a Deus, dizendo que Ele nunca poderia alimentá-los no meio do deserto.

21–22 Portanto, quando o Senhor ouviu, encheu-se de ira; um fogo foi aceso contra Jacó, Sua ira aumentou contra Israel; porque eles não tinham fé em Deus e não confiavam em Seu poder salvadorDeus está igualmente zangado com o Ocidente moderno sem fé, porque este confia nos “cientistas” e políticos que mentem, em materialistas que estão cegos, e não n’Ele. A covid é o castigo.

23–29 No entanto, Deus alimentou os israelitas abundantemente com maná. 30 Ainda assim eles pecaram. 31 Novamente Ele os golpeou. 32 Ainda assim, eles não creram. 33 Ele os matou. 34–37 Então eles se voltaram para Ele, mas não de modo sincero. 38-40 Deus, em Sua bondade, recordando a fragilidade dos homens, os perdoou, mas quantas vezes eles O entristeceram no deserto! 41–51 Quantas vezes se esqueceram completamente de tudo o que Ele havia feito no Egito para castigar igualmente egípcios e israelitas. Quantas vezes Deus açoitou a Europa moderna com revoluções e guerras terríveis, e agora com a covid (menos o suposto vírus do que a funesta “vacina”). Ainda assim, as pessoas continuam ignorando-O consideravelmente.

52–58 Por fim, Deus conduziu Seu povo à Terra Prometida, mas mesmo lá ele praticou a idolatria. 59–64 Mais uma vez Deus se enfurece, rechaçando Israel e entregando os israelitas aos seus inimigos covidistas e comunistas hoje. 65–66 Mais uma vez, Deus cede, e, desta vez, dispersa os inimigos dos israelitas. Se ao menos os ocidentais se virassem e voltassem para Deus, tanto os covidistas quanto os comunistas poderiam desaparecer como uma rajada de vento. 67–72 Mas Deus ainda ama especialmente Judá, e lhe deu o grande Rei Davi.

Kyrie eleison.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.