sexta-feira, 30 de abril de 2021

Comentários Eleison – por Dom Williamson Número DCCXVII (717) – 10 de abril de 2021

 

8 DE 31 RAZÕES

Caro Rabino, por favor, aceite nossa imensa gratidão,

Por uma grande dose de rara sensatez.


 Há duas semanas, estes “Comentários” tiveram o prazer de apresentar, da parte de um rabino israelense, uma pilha de sensatez na forma de 31 razões pelas quais ele não tomará a “vacina” anticovid. O único problema foi que a maioria delas teve de ser encurtada para que todas coubessem dentro do A4 de um “Comentários Eleison”. Então, aqui está uma seleção de oito delas em toda a sua extensão:

1. Não se trata de uma vacina. Uma vacina, por definição, proporciona imunidade a uma enfermidade. Essa não proporciona imunidade a nada. Na melhor das hipóteses, ela apenas se limita a reduzir a possibilidade de contrair um caso grave de infecção por um vírus se alguém se contagia. Portanto, é um tratamento médico, não uma vacina. Não quero fazer tratamento médico para uma doença que não tenho.

3. Os presumidos benefícios desse tratamento médico são mínimos, e não durariam muito em nenhum caso. O “establishment” reconhece isso, e já está falando sobre injeções adicionais e de um número cada vez maior de novas “vacinas” que seriam necessárias de forma regular. Recuso-me a tornar-me um paciente crônico que recebe regularmente injeções de novos produtos farmacêuticos simplesmente para reduzir minhas chances de contrair um caso grave de infecção por um vírus que essas injeções nem sequer previnem.

5. O “establishment” insiste que esse tratamento médico é seguro. Mas não é possível que eles saibam disso, porque os efeitos de longo prazo são totalmente desconhecidos, e não serão conhecidos por muitos anos. Podem especular que é seguro, mas lhes falta sinceridade ao afirmarem algo de que não se pode saber. Como não são sinceros, não confio neles, e não quero participar de seu tratamento.

9. Os executivos e membros do Conselho de Administração da Pfizer declararam que eles mesmos não tomaram seu próprio tratamento, apesar de toda a fanfarra e de todas as garantias. Alegam que considerariam injusto "furar a fila". Essa é uma desculpa absurda, e é preciso uma quantidade incrível de descaramento para dizer uma coisa dessas. Essa “fila” é um produto de sua própria imaginação; se eles monopolizassem algumas injeções para si mesmos, ninguém reclamaria. Além disso, multimilionários com jatos particulares e ilhas particulares não se caracterizam por esperar na fila até que centenas de milhões de camponeses em todo o mundo sejam os primeiros a receber qualquer coisa que esses multimilionários queiram para si mesmos.

21. O governo americano selou seu protocolo relacionado ao vírus e aos tratamentos por TRINTA ANOS. Esta é uma informação que o público tem o direito de conhecer, e que o governo tem a responsabilidade de compartilhar. O que eles estão encobrindo? Esperam realmente que eu acredite que não há nada de errado em tudo isso, e que se preocupam antes de tudo com minha saúde? A última vez que fizeram isso foi com o caso das crianças do Iêmen. Se você não está familiarizado com este assunto, faça uma pesquisa. Agora eles estão fazendo a mesma coisa. Não me enganaram da primeira vez, e definitivamente não me enganam agora.

26. As histórias de terror já estão chegando em alta velocidade, mas os políticos não estão nem um pouco preocupados, o “establishment” médico as deixa de lado como se não tivessem relação ou fossem insignificantes, a grande mídia as está ignorando, as empresas farmacêuticas estão avançando a toda velocidade, e aqueles que levantam uma bandeira vermelha continuam sendo intimidados, censurados e punidos. Está claro que minha vida e meu bem-estar não são sua principal preocupação. Não serei a próxima cobaia em seu laboratório. Não me arriscarei a ser a próxima “coincidência”.

30. Vejo todas as mentiras, a corrupção, a propaganda, a manipulação, a censura, a intimidação, a violação da ética médica, a falta de integridade no processo científico, a supressão das reações adversas inconvenientes, o desprezo pelas preocupações legítimas, a histeria, o comportamento de seita, a ignorância, o estreitamento mental, o medo, a tirania médica e política, a ocultação dos protocolos, a falta de verdadeira preocupação com a vida humana, a falta de respeito pelos direitos humanos e as liberdades básicas, a perversão da Torá e do bom senso, a demonização de pessoas boas, o maior experimento médico de todos os tempos sendo conduzido por pessoas gananciosas, indignas de confiança e sem Deus, a irresponsabilidade daqueles que exigem que eu arrisque tudo... Eu vejo tudo isso e decidi que todos eles podem ocupar meu lugar na fila. Porei minha confiança em Deus. Usarei a mente com a qual Ele me abençoou e confiarei em meus instintos naturais. O que nos leva ao último motivo que resume o motivo pelo qual não serei "vacinado".

31. A coisa toda fede.

Kyrie Eleison


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário. 

quinta-feira, 29 de abril de 2021

Comentários Eleison – por Dom Williamson Número DCCXVI (716) – 3 de abril de 2021

FALA SOLZHENYTSIN

Ao sofrer sob o comunismo, os russos aprenderam,

O que realmente importa, e voltaram para Deus.

Aqui está, para a Páscoa, o famoso Discurso Templeton de Alexander Solzhenytsin, resumido drasticamente. O discurso é de 1983.

Quando eu era criança, as pessoas diziam que foi o esquecimento de Deus que levou à Revolução Russa de 1917. Agora, em 1983, sou um homem, e essa frase ainda diz tudo. Ela resume todo o século XX com todos os seus crimes, começando com a Primeira Guerra Mundial, que não teria sido possível (por exemplo, a transformação de gás venenoso em arma) sem um amargor ímpio nos líderes da Europa. A Segunda Guerra Mundial também não. Os europeus estão exaustos. A paz depende dos corações fortes, não da bomba nuclear. Acostumamo-nos muito com o Apocalipse. Dostoievski disse que os grandes acontecimentos nos têm pego desprevenidos, e só depois que o mundo tiver sido possuído pelos demônios será possível salvá-lo novamente.

Enquanto isso, o Diabo está triunfando em todo o mundo. Em 1917, a fé estava extinta na classe dirigente russa, e estava ameaçada na classe trabalhadora. No entanto, houve um tempo em que a Rússia estava mergulhada no cristianismo ortodoxo. A piedade, e não o materialismo, moldava o pensamento e a personalidade das pessoas, e organizava suas vidas. Mas um cisma no século XXVII e as reformas de Pedro, o Grande, enfraqueceram a religião, e o secularismo do século XIX envenenou a classe dirigente, de modo que em 1917 a religião estava paralisada.

A revolução sempre começa com o ateísmo, diz Dostoievski, mas nunca o ateísmo foi tão malévolo como no coração do comunismo. Na década de 1920, houve uma verdadeira nuvem de mártires cristãos na Rússia, de alto a baixo da Igreja e do estado, enquanto, por exemplo, as crianças eram arrancadas de seus pais e de toda religião. Stalin favoreceu a religião apenas para reviver o patriotismo russo contra Hitler, e Brezhnev fingiu ser religioso para enganar o Ocidente; mas Krushchev demonstrou o quão profundamente a religião é odiada pelo comunismo e por todos os sucessores indignos do ensandecido Lenin. No entanto, nenhum desses perseguidores ensandecidos de Cristo esperava o que aconteceu: sob o rolo compressor comunista, a consciência russa de Deus é agora aguçada e profunda. Os tanques e os foguetes jamais destruirão o cristianismo.

No Ocidente, a religião está mais ameaçada desde dentro do que desde fora. Na Idade Média, o secularismo surgiu de dentro, mais perigoso do que tanques e foguetes. O ideal dela não voa mais alto do que a vida, a liberdade e a busca da minha própria felicidade. O bem e o mal são objetos de zombaria. Esquece-se o coração humano. Resultado: o mal está por toda parte. O Ocidente escorrega cada vez mais, perdendo sua juventude. A mídia blasfema contra Jesus e Maria. Nesse caso, que motivo tenho para não fazer o que gosto com minha liberdade? Por que não odiar minha própria sociedade, tal como ela está ensinando-me a fazer? As fraquezas do capitalismo não correspondem às fraquezas da natureza humana? Por exemplo, a busca de dinheiro ao pecado capital da avareza? O capitalismo jacta-se de estabelecer a igualdade. Mas não é uma igualdade de escravos, desprovida de valores espirituais? E isso me torna mais livre? Mas quanto mais “livre” eu sou, isso não significa que mais cegamente eu odeio? A salvação nunca pode ser pelo dinheiro ou pela abundância de bens materiais.

Sem amor, a vida e a arte perecem. No Ocidente, isso acontece voluntariamente nas mãos de homens que querem ocupar o lugar de Deus. Tanto o Oriente como o Ocidente têm se esquecido de Deus. No entanto, a chave para toda a nossa existência é a escolha diária que cada coração humano tem de fazer entre o bem e o mal. As teorias modernas que centralizam tudo na sociedade mostraram-se falidas, mas não rejeitamos suas mentiras. A menos que nos voltemos para Deus, nunca encontraremos a saída para nossos problemas. O inimigo está dentro de mim. Somos nós que nos enforcamos.

A vida humana não é mais que uma etapa no caminho para Deus. É mais do que as leis da matéria, ou seja, as ciências físicas. Em Deus vivemos e nos movemos, e temos nosso ser: Ele é o “Amor que move o sol e as outras estrelas” – Dante, verso final de toda a sua “Divina Comédia”. Esqueça os séculos XIX e XX. Devemos buscar a Deus. O chamado Iluminismo foi um completo fracasso.

Kyrie eleison.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário. 

quarta-feira, 28 de abril de 2021

Comentários Eleison – por Dom Williamson Número DCCXV (715) – (27 de março de 2021)

 

TRINTA E UMA RAZÕES

Se houvesse mais alguns homens como o senhor,
Não estaríamos nessa terrível fritada!

Apareceu recentemente na Internet uma lista admirável de 31 razões escritas por um rabino israelense, explicando por que ele não tomará a famosa "vacina" contra a covid. Parabéns ao Rabino!

1 Não se trata de uma vacina, que proporciona, por definição, imunidade, mas um tratamento médico que proporciona somente certa proteção contra um vírus. Não preciso de nenhum tratamento médico para uma enfermidade que não tenho.
2 A indústria farmacêutica, os “establishments” políticos e médicos e a grande mídia conspiraram para chamá-la “vacina” a fim de enganar o povo. Não quero ter nada que ver com esses manipuladores enganosos.
3 Os presumidos benefícios do tratamento médico são mínimos, e não durariam muito em nenhum caso. O “establishment” já está falando sobre a repetição e a obrigatoriedade de uma variedade de injeções. Não, obrigado!
4 Posso proteger-me de um vírus simplesmente fortalecendo meu sistema imunológico naturalmente, e, em caso de necessidade, existem vitaminas e medicamentos de eficácia comprovada como a ivermectina e a hidroxicloroquina para combatê-lo.
5 O “establishment” não pode saber se sua “vacina” é segura, porque os efeitos de longo prazo não serão conhecidos por muitos anos. Não confio neles. Não quero participar de seu tratamento.
6 A indústria farmacêutica e os políticos por trás da “vacina” não são legalmente responsáveis ​​e não podem ser processados ​​se algo der errado. Se eles não arriscam nada, eu não arriscarei a minha saúde.
7 O primeiro-ministro de Israel admitiu abertamente que Israel é o laboratório mundial dessa "vacina" experimental. Não estou interessado em ser cobaia.
8 Para aceitar uma “vacina” para os israelenses, Israel também aceitou compartilhar os resultados com a empresa farmacêutica estrangeira envolvida. Eu nunca aceitei. Não contribuirei para esse empreendimento sórdido.
9 Os executivos e membros do Conselho de Administração da Pfizer (empresa que produz a “vacina”) declararam que não tomaram sua própria “vacina” – pois “não querem pular a fila”... que desculpa absurda!
10 A grande mídia aceita essa desculpa ridícula sem problemas. Inclusive elogia os executivos da Pfizer por sua abnegação. Já que essas pessoas nos consideram tolos, não confiarei em nenhuma delas.
11 Bill Gates afirma que as vacinas são essenciais para a sobrevivência da humanidade; ele quer despovoar o mundo; ele tampouco foi “vacinado”. A tudo o que Bill Gates propõe: não, obrigado.
12 O “establishment” tem sido totalmente unilateral na promoção da “vacina”. Essas pessoas têm sido enganosas e manipuladoras. Não vou apostar meu bem-estar pessoal na integridade delas.
13 Existe, para promover essa “vacina”, a campanha de marketing mais difundida de toda a história. Isso não é apropriado para nenhum tratamento médico, quanto mais para um novo, o que me faz recuar.
14 As massas estão seguindo a correnteza, alimentando a pressão do grupo para fazer o mesmo. É alarmante e doentio.
15 Quem quer que se oponha à “vacina” é intimidado, caluniado, ridicularizado, censurado, condenado ao ostracismo, ameaçado e demitido de seu emprego. Eu sempre confiarei antes nessas pessoas corajosas, e não no “establishmen”.
16 Esse é o maior experimento médico da história da humanidade.
17 No entanto, o fato de que se trata de um experimento está sendo severamente silenciado.
18 Se as pessoas soubessem o que realmente está acontecendo, pouquíssimas aceitariam participar.
19 O “establishment” médico não está dizendo nada a ninguém sobre tudo isso.  Essas pessoas são corruptas. Eu não confio em seus medicamentos.
20 Essa pressão para “vacinar” viola toda a ética médica e os direitos democráticos. Não contem comigo!
21 O governo dos Estados Unidos está selando todos os registros de “vacinas” durante 30 anos. O que estarão encobrindo?
22 Compartilham esses registros com corporações estrangeiras, mas não com sua própria gente? Estou fora!
23 O “establishment” está colocando todo tipo de gente para arengar com os não participantes. Como se atrevem?
24 Ninguém “vacinado” que eu conheça estudou realmente a questão de antemão. Desconfio das seitas.
25 A indústria farmacêutica é famosa por promover seus produtos, mesmo contra toda evidência contrária.
26 As histórias de terror surgem, densas e rapidamente. Ninguém lhes está dando ouvidos. Eu não serei a próxima "coincidência".
 27 Não se pode sugerir que qualquer morte tenha sido relacionada a uma "vacinação" anterior. É sério?
28 O culto religioso de adoração a uma “vacina” me causa repulsa.
29 Meu médico me atormenta para tomar a “vacina”. Mas ele não me deu nenhuma informação contrária.
30 Vejo todo esse cenário que não merece o mínimo crédito. Confiarei em Deus, e na mente e nos instintos naturais que Ele me deu.
 31 A coisa toda fede.

 
Kyrie Eleison

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário. 


terça-feira, 27 de abril de 2021

Comentários Eleison – por Dom Williamson Número DCCXIV (714) – (20 de março de 2021)

 

A IMPOSTURA COVID

 A impostura da Covid goteja sangue de abortos –
Se isso continuar, cuidado com um Dilúvio de fogo!


 Já faz quase um ano desde que a impostura da Covid foi espalhada por todo o mundo, de um só golpe, e fundamentada em uma grande mentira segundo a qual uma praga mortal estaria para ser lançada sobre toda a humanidade. A grande mentira tornou-se evidente assim que o número de mortes mostrou que a chamada “pandemia” não era pior do que uma gripe de inverno comum. No entanto, os políticos vis e a mídia vil continuam até hoje, a mando de seus mestres ocultos, a espalhar uma enxurrada de mentiras sobre a “pandemia”, a fim de manterem um estado artificial de pânico entre os povos de todo o mundo. Essa credulidade contínua é um espetáculo vergonhoso da parte deles, mas eles só podem culpar-se a si mesmos, como sempre, e desta vez por sua falta de bom senso que segue sua falta de amor à verdade, uma falta que é o que vai trazer o Anticristo em pouco tempo (2Ts. II, 10). Covid não tem nada que ver com saúde, mas tem tudo que ver com o afã pelo poder mundial dos mestres ocultos, usados por Deus como um flagelo para as múltiplas maldades da sociedade abortiva.
 No entanto, existem aquelas almas que estão fazendo o que podem para deter os vilões, como, por exemplo, a Corona-Committee Foundation, com sede em Berlim, que tornou público no dia 14 de setembro do ano passado um breve relatório de 28 páginas em alemão, do qual se reproduzem abaixo em português as “Conclusões Provisórias” da página 23. Trata-se de uma fortaleza germânica do bom senso e da verdade, organizada por quatro advogados alemães para a Alemanha em particular, mas com a assinatura de apoio de outros 23 especialistas, principalmente médicos, de todo o mundo. Pode-se obter seu relatório na Internet, em corona-ausschuss.de/wp-content/uploads/209/ 02/.
 Segundo o que sabemos agora, temos motivos muito sérios para pensar que o risco decorrente da covid foi fortemente superestimado, ao passo que os riscos e danos das eventuais contramedidas não foram suficientemente levados em consideração. O Governo (alemão) declarou já em abril de 2020 que não tinha realizado, nem havia previsto, qualquer estudo sobre as consequências delas. Em um processo conduzido por um advogado frente à Administração da Baviera, a Chancelaria do Estado da Baviera tornou público que, até então, contra todas as leis do estado segundo as quais todos os negócios do estado devem poder ser comprovados, não havia nenhuma investigação, nem perícia escrita que calculasse essas consequências. Isso só pode ser visto, no mínimo, como uma grave negligência, especialmente em vista dos informes cada vez mais pesados sobre danos causados ​​pelo lock-down a empresas, crianças, idosos, etc.
 Quando se pesa os riscos, então fica claro que um risco calculável, não mais perigoso para a saúde do sistema como um todo do que qualquer outro vírus da gripe, foi enfrentado com um conjunto de medidas altamente arriscadas. Essest riscos do lock-down e dessas contramedidas deixaram agora de ser, em grande medida, riscos, e se tornaram realidades. Não se produziram os resultados esperados, porque as novas infecções ou novos testes positivos, como mostra o número de mortes pelo menos em retrospectiva, já estavam caindo quando o lock-down entrou em vigor. E desde o final de junho de 2020, os resultados positivos dos testes parecem fazer parte daquele ruído de fundo de falsos-positivos provenientes dos testes. Quanto às contramedidas em curso (máscaras, distanciamento social, perda de rendas, fechamento de salas de concerto, etc., etc.), dia a dia estão a destruir ainda mais a economia, a saúde, a vida cultural e social dos seres humanos na Alemanha. As desvantagens e vantagens das contramedidas são desproporcionais entre si, o que faz com que os ataques contra os direitos humanos decorrentes delas também sejam desproporcionais e, consequentemente, ilegais.
 Os governos não calcularam suficientemente as consequências que acompanham as contramedidas que impuseram, tal como lhes recordaram explicitamente os tribunais superiores do país. Pelo contrário, renunciaram conscientemente a tomar conhecimento de qualquer dano colateral. Como não condená-los por tal comportamento?

 Coragem, católicos e não católicos – a impostura ainda não acabou.

Kyrie eleison.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário. 


segunda-feira, 26 de abril de 2021

Comentários Eleison – por Dom Williamson Número DCCXIII (713) – (13 de março de 2021)

CAUSAS DA RUÍNA


 Então, vamos dizer e amar a verdade até o fim,

E, humildemente, sob seu jugo, estiremos nossos pescoços.

 Há duas semanas, nestes “Comentários”, um tradicionalista veterano fez alguns comentários interessantes sobre o assunto dos infiltrados, conscientes ou inconscientes, que destruíram a Igreja Católica desde dentro. Os leitores deverão lembrar-se de como ele se esforçou em vão para tentar restaurar a Tradição Católica dentro da estrutura conciliar. Ele descobriu que não era possível fazê-lo. Quando, além disso, lhe foi perguntado: "Mas como os próprios clérigos puderam cometer o suicídio da Igreja? Isso não faz sentido!”, ele ainda tinha outras coisas interessantes por dizer:

  Acho que tudo isso se resume ao amor pela Verdade ou à falta dela. Em minha opinião, aqueles que realmente amam a Verdade a encontrarão – ou lutarão até que a encontrem, e então agirão de acordo com ela. Acho que a fé entrou em colapso nos anos de 1960 e 1970, porque os católicos se tornaram muito fracos. Na missa do meio-dia em minha paróquia nos anos de 1950, praticamente ninguém comungava. Os sacerdotes vêm do povo, e o povo amoleceu. Quando as mudanças aconteceram, metade dessas pessoas as aceitou de bom grado, pois tornavam muito mais fácil viver a “Fé”, já que os não católicos não eram mais hostis; uma fé era tão boa quanto a outra, e agora podíamos todos sorrir uns para os outros, e o clero sempre guiaria o caminho! A maior parte da outra metade se juntou a seitas protestantes ou simplesmente abandonou totalmente a religião. Algumas almas corajosas, uma pequena minoria que ainda possuía aquele amor pela Fé, formaram suas próprias capelas. Sua maior inspiração foi o Arcebispo Lefebvre, o único que tinha fé para compreender que a hierarquia estava em um estado desesperador de apostasia.

 Só Deus pode julgar os corações dos homens, mas, em minha opinião, não há desculpa para aqueles que abandonaram a Fé. Talvez quase todos os que o fizeram paguem com as suas almas. Minha geração é a pior, porque nascemos e crescemos na Fé e a abandonamos porque pensamos que nos tornaria a vida mais fácil e muito menos desafiadora. As gerações seguintes, embora um pouco menos culpáveis por terem tido sua herança católica negada, ainda tinham pouca desculpa, pois todos têm o dever de viver a Verdade. Onde a fé é branda, os católicos são covardes, principalmente quando se trata do aborto. Os Bispos nem mesmo se pronunciam contrariamente a ele, por medo de perder seu status fiscal ou de ofender alguém. O senador Timothy Kaine, que mora em nossa cidade, é tão pró-aborto e pró-perversão quanto se pode ser, e ao mesmo tempo afirma que a fé católica é o que mais importa em sua vida. Ele disse tudo quando afirmou: “Eu sou um católico tipo Francisco”. Que eu saiba, o Bispo de Richmond nunca o questionou sobre o aborto, muito menos lhe negou o que se passa por sagrada comunhão, quando ele deveria tê-lo excomungado há muito tempo.

 O veterano acima está investigando o colapso geral dos católicos após o Vaticano II. Outro leitor destes “Comentários” busca, a seguir, a causa do deslizamento particular da Fraternidade Sacerdotal São Pio X, que, no entanto, havia sido suscitada por Deus para resistir àquele colapso geral:

  Eu acho que é o farisaísmo. É o mesmo farisaísmo que matou Nosso Senhor que agora está matando a Igreja e a Fraternidade. A verdadeira humildade e caridade se perderam. O farisaísmo, como o dos “sepulcros caiados” do Evangelho, leva à cegueira espiritual – “Cega este povo, para que vendo, não veja, ouvindo, não ouça”... Os fariseus tinham um conhecimento perfeito das Escrituras e da Lei, mas mesmo assim mataram seu Messias. Hoje eles estão matando a Igreja, e simplesmente não conseguem ver, estão cegos...

  Na Fraternidade, acredito que havia pelo menos sacerdotes subversivos e, na cúpula, alguns líderes que sofriam de completa cegueira, mas estes não teriam chegado a lugar nenhum se a Fraternidade como um todo não tivesse caído no farisaísmo. Se tivessem seguido humildemente o seu santo Fundador, não teriam pensado que saberiam mais do que ele, nem teriam deixado de lado os pedidos de Nossa Senhora dos Rosários para a Consagração da Rússia, pensando que saberiam mais do que o próprio Deus. Tal insulto não poderia ficar impune por Ele. O castigo foi a cegueira espiritual como a dos fariseus, um castigo terrível! Deus, tem misericórdia de nós!

Kyrie eleison.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário. 

domingo, 25 de abril de 2021

Aniversario de 28 anos vida de Dom Antonio de Castro Maio

 http://2.bp.blogspot.com/-2uq9UB7_kSQ/UNX8JHn-TVI/AAAAAAAAArs/NLYHd9x2rkY/s250/Dantonio1.jpg
Antônio de Castro Mayer (Campinas, 20 de junho de 1904 — 25 de abril de 1991) foi bispo católico da Diocese de Campos, no estado brasileiro do Rio de Janeiro. Foi o fundador e líder da "União Sacerdotal São João Maria Vianney". Nos anos 70 devido a sua resistência ao progressismo e ao modernismo teológico na Igreja Católica — durante 20 anos desde a criação da Missa Nova, proibiu que esta fosse celebrada em sua Diocese, até que foi aposentado e substituído por outro bispo —. Foi apelidado de "Leão de Campos".


 Dom Antônio de Castro Mayer fala sobre Fátima - Bom Jesus R.J - 1978 
Fatima nos guiara como diz Monsenhor acima nunca desistam os que seguem os ensinamentos deixados por Monsenhor 
Dom Antônio de Castro Mayer

Dom Mayer tornou-se notório especialmente porque em 1969, com ou sem a autorização do papas Modernista, preservou na diocese de Campos, a Missa de Pio V, não implantando a reforma litúrgica e editando várias cartas pastorais corrigindo novos erros doutrinários.


Dois sempre falaram as mesma língua mais seus que ficaram com os prédios que eles lutaram para construir para guardar a fé.Não guardam mais seus ensinamentos, foram traz da Roma Modernistas.

Resposta do Monsenhor:
Arcebispo Marcel Lefebvre - Roma se encontra em apostasia
 

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário. 

25 de abril dia de São Marcos, Evangelista.

 
      Apóstolo de Cristo de origem pouco conhecida, autor do segundo dos evangelhos sinóticos, os outros são os Mateus e Lucas, e considerado fundador da igreja do Egito e, também, fundador da cidade italiana de Veneza. Seu nome aparece nas epístolas de São Paulo, que se refere a ele como um de seus colaboradores que enviavam saudações de Roma. A principal fonte de informações sobre sua vida está no livro Atos dos Apóstolos. Filho de Maria de Jerusalém e primo de Barnabé, já se havia convertido ao cristianismo quando Paulo e Barnabé chegaram a Jerusalém (44) trazendo os auxílios da Igreja de Antioquia (At 11,30). Acompanhou Barnabé e Paulo a Antióquia (12,25), na hoje Turquia, onde atuou como auxiliar de Paulo, mas voltou à Jerusalém quando chegaram a Perge, na Panfília. Depois ele e Barnabé teriam embarcado para à ilha de Chipre (13,4-5), na sua primeira viagem apostólica, porém o apóstolo não voltou a ser mencionado nos Atos. De Chipre passou a evangelizar a Ásia Menor e, em decorrência de alguns conflitos, separou-se de Paulo e Barnabé em Perge (Panfília) e voltou para Jerusalém (13,13). Voltou a Chipre (50) acompanhado apenas de Barnabé (15,39) e depois foi para Roma como colaborador de Paulo, prisioneiro naquela cidade (Cl 4,10; Fm 24). É possível que tenha deixado Roma antes da perseguição de Nero (64), pois depois (67) o apóstolo de Tarso, prisioneiro pela segunda vez, escrevia a Timóteo pedindo-lhe que levasse consigo, de Éfeso para Roma, o seu discípulo e colaborador, já que este lhe era muito útil em seu ministério (2Tm 4,11). Em Roma, também entrou em contato com Pedro, pois este, dirigindo-se aos fiéis do Ponto, da Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia, saúda-as em nome do evangelista, a quem afetuosamente chama de filho (1Pd 5,13). Provavelmente escreveu em Roma o Evangelho (50-70) que traz o seu nome e que compila e reproduz a catequese de Pedro. Seu Evangelho destinou-se aos cristãos provenientes do paganismo e tem um estilo simples e vigoroso e com seus 661 versículos, é o Evangelho menos extenso. No século II, o bispo Pápias de Hierápolis, Anatólia, afirmou que ele teria sido intérprete de São Pedro. Embora sejam parcas as informações sobre o evangélico, é indiscutível sua importante participação nos primeiros tempos da igreja cristã. Na Itália seu nome está ligado à cidade de Veneza, para onde mercadores venezianos provenientes de Alexandria, transportaram o que diziam ser as suas relíquias (828). Seu símbolo como evangelista é o leão e a Igreja Católica festeja seu dia em 25 de abril, data em que o evangelista teria sido martirizado.


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário. 

sábado, 24 de abril de 2021

24 de abril dia de São Fidelis de Sigmaringen. Mártir.

24/04 Sábado 
Festa de Terceira Classe
Paramentos Vermelhos
  Nascido em Sigmaringen, Alemanha , em 1578, foi aluno brilhante do curso de filosofia e direito na Universidade de Friburgo, na Suíça. Peregrinando por seis anos em várias cidades da Itália , da Espanha e da França, ministrava aos jovens e alunos ensinamentos pelos quais receberia um outro apelido que seria de “filósofo cristão”.
  Ao atingir a idade de 34 anos, deixou tudo fez os exercícios espirituais, Marcos pediu admissão no Convento capuchinho de Friburgo.Por sugestão do superior, recebeu antes a ordenação sacerdotal Na festa de São Francisco de Assis de 1612, cantou sua Primeira Missa e recebeu o hábito capuchinho, trocando seu nome batismal pelo que o imortalizaria, Fidelis de Sigmaringa. Em 1618, Frei Fidelis foi eleito superior do Convento dos capuchinhos em Rheinfeld, perto de Basiléia, na Suíça. No ano seguinte, elegeram-no para o de Feldkirch, e mais tarde, para o de Friburgo. No ano de 1621, o exército austríaco invadiu a região dos grises suíços, tendo sido escolhido o Santo para capelão do exército acantonado, nos arredores de Feldkirch. Uma peste atacou as tropas fazendo inúmeras vítimas. “Foi suscitado por Deus no início do século XVII para pregar uma autêntica reforma católica na Suíça alemã, e Roma, nomeou São Fidelis chefe dos missionários” E reconduzia à verdadeira Igreja os que haviam-se deixado seduzir pela heresia de Calvino . Em uma missão de paz, São Fidélis foi designado a manter conversações em Recia em plena crise protestante. Mas a sua missão acabou causando a impressão aos habitantes da cidade de que era um santo agente a serviço do Imperador católico. Mesmo assim o santo não se abalou e continuou a ir às cidades fazendo suas pregações.
  Um dia, quando estava fazendo um sermão, vários soldados o cercaram solicitando que o santo retirasse tudo que tinha falado e pregado, eles tiveram como resposta o seu “não” de maneira poética e sábia. Recebeu então em sua cabeça um pesado golpe de espadas que poria fim em sua vida. Mesmo assim, ao morrer, pronunciou a palavra de perdão a seus matadores no dia 24 de abril de 1622. Sua canonização foi declarada em 1746 por Bento XIV. Dizia sempre "Peço a Deus constantemente duas coisas: passar a vida sem ofendê-Lo, e derramar até a última gota de sangue por Seu amor e pela Fé Católica".

Leitura da Epístola de

Sabedoria 5, 1-5
1Então, com grande confiança, o justo se levantará em face dos que o perseguiram e zombaram dos seus males aqui embaixo. 2 Diante de sua vista serão presos de grande temor e tomados de assombro ao vê-lo salvo contra sua expectativa; 3 tocados de arrependimento, dirão entre si, e, gemendo na angústia de sua alma, dirão: 4 Ei-lo, aquele de quem outrora escarnecemos, e a quem loucamente cobrimos de insultos! Considerávamos sua vida como uma loucura, e sua morte como uma vergonha. 5 Como, pois, é ele do número dos filhos de Deus, e como está seu lugar entre os santos? 

Sequência do Santo Evangelho 

São João 5, 1- 7
1 Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que não der fruto em mim, ele o cortará; 2 e podará todo o que der fruto, para que produza mais fruto. 3 Vós já estais puros pela palavra que vos tenho anunciado. 4 Permanecei em mim e eu permanecerei em vós. O ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Assim também vós: não podeis tampouco dar fruto, se não permanecerdes em mim. 5 Eu sou a videira; vós, os ramos. Quem permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. 6 Se alguém não permanecer em mim será lançado fora, como o ramo. Ele secará e hão de ajuntá-lo e lançá-lo ao fogo, e queimar-se-á. 7 Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis tudo o que quiserdes e vos será feito.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.

quinta-feira, 22 de abril de 2021

22 de abril dia dos Santos Sotero e São Caio,Papas e Mártires.

22/04 Quinta-feira 
Festa de Terceira Classe
Paramentos Vermelhos
http://1.bp.blogspot.com/_VsL8VkjSZWw/S89rXip5SsI/AAAAAAAAJJI/zhavaa7FHJQ/s1600/san-so10-1.jpg
São Sotero (ou Sótero) nasceu em Fondi,  no reino de Nápoles. Seu pai era natural da Grécia e, isto explica,  sua  preocupação em relação aos problemas e necessidades da Igreja grega, durante seu pontificado. Sua personalidade caritativa e amável, no entanto, não deixou de lado o rebanho como um todo, que nutria grande carinho e obediência às suas determinações.  Sua origem cristã é que acabou determinando sua eleição na sucessão do trono pontifício.  Nasceu e cresceu  dentro de uma esmerada educação católica, de forma que tornou-se pessoa fervorosíssima e grande luminar na Igreja de Cristo.  Assim reconhecido,  foi escolhido  para assumir o governo da Igreja por unanimidade.
   Marco Aurélio empreendia crudelíssima perseguição aos cristãos. Com sua voracidade,  investiu implacavelmente contra eles, dos quais muitos foram lançados aos leões no anfiteatro, outros despedaçados em cadafalsos, outros enterrados vivos.  Sendo os seguidores de Cristo,  causa de espetáculos promovidos pelo cruel imperador,   São Sotero, como testemunha ocular das constantes perseguições, empreendeu todas as suas forças no sentido de consolar e atender aos fiéis através de diversas instruções,  contidas em suas cartas apostólicas.  Nelas, os exortava e animava  na  perseverarem  da Fé,  sempre unidos e obedientes aos ministros da Santa Igreja, para que juntos pudessem sofrer com paciência e resignação todos as investidas e  conseqüentes tormentos que surgiam de todos os lados.  Pessoalmente empenhou-se em  visitar lugares subterrâneos e cavernas usadas como refúgio pelos cristãos, levando sua palavra de alento e confiança,  aos fiéis perseguidos pela causa de Cristo.    
  Com muita determinação e  coragem,  opôs-se publicamente à heresia de Montano,  levantada quatro anos antes do término de seu pontificado.   Foi época em que lavrou  escritos de sabedoria tão inspirada, que  depois de muitos anos,  foi usada pela Igreja para combater com veemência o surgimento de  diversas outras heresias. 
  Promulgou vários decretos canônicos,  dentre os quais,um que proibiu as  monjas de tocarem os vasos  sagrados e  corporais,  bem como da administração do incenso em  cerimônias da Santa Igreja.   Foi ele  também o primeiro Papa a prescrever, canonicamente,  o caráter sacramental da união, apesar de estar já estabelecida desde  os primórdios da Santa Igreja.
    À medida  que  iam sendo trucidadas  as ovelhas  pela ira mortal contra os cristãos,  percebeu o Sumo Pontífice que  o cerco se fechava  cada vez mais e que inevitavelmente tombaria em breve também o pastor. E assim foi.  Pela  sua  carreira  de santidade e  pureza,  firmeza  e  empenho resoluto,   recebeu a coroa dos mártires no dia 22 de abril, sendo porém, ignorado o gênero de martírio.  Foi  enterrado em Roma,  onde seu corpo descansou até o século IX, durante o pontificado do Papa Sérgio II, que determinou que suas relíquias  fossem trasladadas  para o cemitério de Calixto,  anexo à Igreja de Equício,  junto aos restos mortais de São Silvestre e São Martinho.  Parte de suas relíquias  foram enviadas  para a  Igreja de Toledo e outras para Munique, onde são profundamente veneradas e festejadas por ocasião da sua festa.

Leitura da Epístola de

I São Pedro 5, 1-4 e 10-11
 1Eis a exortação que dirijo aos anciãos que estão entre vós; porque sou ancião como eles, fui testemunha dos sofrimentos de Cristo e serei participante com eles daquela glória que se há de manifestar.2Velai sobre o rebanho de Deus, que vos é confiado. Tende cuidado dele, não constrangidos, mas espontaneamente; não por amor de interesse sórdido, mas com dedicação;3não como dominadores absolutos sobre as comunidades que vos são confiadas, mas como modelos do vosso rebanho.4E, quando aparecer o supremo Pastor, recebereis a coroa imperecível de glória10O Deus de toda graça, que vos chamou em Cristo à sua eterna glória, depois que tiverdes padecido um pouco, vos aperfeiçoará, vos tornará inabaláveis, vos fortificará.11A ele o poder na eternidade! Amém.

Sequência do Santo Evangelho

São Mateus 16, 13-19
13Chegando ao território de Cesaréia de Filipe, Jesus perguntou a seus discípulos: No dizer do povo, quem é o Filho do Homem?14Responderam: Uns dizem que é João Batista; outros, Elias; outros, Jeremias ou um dos profetas.15Disse-lhes Jesus: E vós quem dizeis que eu sou?16Simão Pedro respondeu: Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo!17Jesus então lhe disse: Feliz és, Simão, filho de Jonas, porque não foi a carne nem o sangue que te revelou isto, mas meu Pai que está nos céus.18E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela.19Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.  

quarta-feira, 21 de abril de 2021

Dia 21 de abril dia de Santo Anselmo Bispo, Confessor e Doutor Igreja.

 21/04 Quarta-feira
Festa de Terceira Classe
Paramentos Brancos
 Santo Anselmo de Cantuária (1033/1034 – carregado de anos e de virtude, faleceu no dia 21 de abril de 1109, sendo canonizado pelo Papa Alexandre III.), nascido Anselmo de Aosta (por ser natural de Aosta, hoje na Itália), e também conhecido como Santo Anselmo, foi um influente teólogo e filósofo medieval italiano de origem normanda. Sua mãe, verdadeira matrona cristã. Formado na escola da mãe, entregou-se cedo à virtude e, segundo seu primeiro biógrafo, era amado por todos, tendo muito sucesso nos estudos. Bons tempos aqueles, em que as pessoas virtuosas eram amadas, e não perseguidas. Aos 15 anos já se preocupava com altas questões metafísicas e teológicas, e quis entrar num mosteiro. Mas os monges negaram-lhe a entrada, por medo de desagradar ao seu pai.
 Não podendo ingressar na vida religiosa, Anselmo entregou-se gradualmente aos prazeres mundanos, só não chegando a excessos por amor à sua mãe, a quem não queria desagradar. Mas essa âncora, que ainda evitava que ele se afogasse no mar do mundo, faltou-lhe. Com o falecimento de sua genitora, quando Anselmo tinha 20 anos, seu pai tornou-se mal-humorado e violento, maltratando frequentemente o filho. Anselmo resolveu então fugir de casa, acompanhado por um servo. Vagou pela Itália e pela França, conheceu a fome e a fadiga, até que chegou ao mosteiro de Bec, na França, onde havia a escola mais afamada do século XI, dirigida por seu famoso conterrâneo, Lanfranco.
 E resolveu permanecer em Bec, onde foi ordenado sacerdote em 1060. Mas se ele fugia das honras, estas o perseguiam. Em 1066 foi eleito Abade de Bec. E seu primeiro biógrafo, Eadmer, conta a pitoresca e comovente cena ocorrida nessa ocasião, típica da Idade Média: o eleito abade prosterna-se diante de seus irmãos, pedindo-lhes com lágrimas que não o onerassem com aquele fardo, enquanto os irmãos, também prosternados, insistem com ele para que aceite o ofício.
  Sob sua direção, Bec alcançou sua maior celebridade, sendo para a Normandia e Inglaterra o que Cluny era para a Borgonha, França e Itália.
  Em Bec “escreveu vários de seus livros, que abrem um novo caminho para o estudo da Teologia e se distinguem pela profundidade de pensamento, delicadeza de investigação, ousado vôo metafísico que, não obstante, nunca se separa do terreno da fé tradicional”. É considerado o fundador do escolasticismo e é famoso como o criador do argumento ontológico a favor da existência de Deus. Escreveu outras obras importantes, Do Gramático e Da Verdade, ambos em latim.
  Foi Arcebispo de Cantuária entre 1093 e 1109 (sucedendo a Lanfranco, também um italiano), por nomeação de Henrique I de Inglaterra, de quem foi amigo e confessor, mas depois divergiu com ele na Questão das Investiduras.
  Em Roma, Anselmo foi recebido por Urbano II, que o convenceu a voltar para sua diocese. Mas antes participou ele do Concílio de Bari, em 1098, do qual foi um dos luminares, desfazendo o sofisma dos gregos, que negavam que o Espírito Santo procede do Pai e do Filho. Para isso pronunciou belo discurso, que depois se tornou um tratado intitulado Da procedência do Espírito Santo. Na Itália escreveu outro tratado, Cur Deus homo, e regressou à Inglaterra em 1100, a pedido de Henrique, que sucedera no trono a seu pai, Guilherme, morto impenitente durante uma caçada.
  Para melhor praticar a obediência, Anselmo havia pedido ao Papa que lhe desse alguém a quem ele pudesse se submeter em todas as ações, como um monge ao seu superior. O Papa designou para esse ofício o monge Eadmer, que se tornou amigo íntimo, discípulo e biógrafo do Santo.

Leitura da Epístola de São Paulo aos

II Timóteo 4, 1-8
1 Eu te conjuro em presença de Deus e de Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, por sua aparição e por seu Reino: 2 prega a palavra, insiste oportuna e importunamente, repreende, ameaça, exorta com toda paciência e empenho de instruir. 3 Porque virá tempo em que os homens já não suportarão a sã doutrina da salvação. Levados pelas próprias paixões e pelo prurido de escutar novidades, ajustarão mestres para si. 4 Apartarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas. 5 Tu, porém, sê prudente em tudo, paciente nos sofrimentos, cumpre a missão de pregador do Evangelho, consagra-te ao teu ministério. 6 Quanto a mim, estou a ponto de ser imolado e o instante da minha libertação se aproxima. 7 Combati o bom combate, terminei a minha carreira, guardei a fé. 8 Resta-me agora receber a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia, e não somente a mim, mas a todos aqueles que aguardam com amor a sua aparição.


Sequência do Santo Evangelho 

São Mateus 5, 13-19
13 Vós sois o sal da terra. Se o sal perde o sabor, com que lhe será restituído o sabor? Para nada mais serve senão para ser lançado fora e calcado pelos homens. 14 Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre uma montanha 15 nem se acende uma luz para colocá-la debaixo do alqueire, mas sim para colocá-la sobre o candeeiro, a fim de que brilhe a todos os que estão em casa. 16 Assim, brilhe vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem vosso Pai que está nos céus. 17 Não julgueis que vim abolir a lei ou os profetas. Não vim para os abolir, mas sim para levá-los à perfeição. 18 Pois em verdade vos digo: passará o céu e a terra, antes que desapareça um jota, um traço da lei. 19 Aquele que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e ensinar assim aos homens, será declarado o menor no Reino dos céus. Mas aquele que os guardar e os ensinar será declarado grande no Reino dos céus.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário. 

domingo, 18 de abril de 2021

Segundo Domingo do depois da Páscoa.

18/04 Domingo Bom Pastor
Festa de Segunda Classe 
Paramentos Brancos


Intróito/  Sal. 32, 5-6.
A terra está cheia da misericórdia do Senhor, aleluia; os céus foram estabelecidos pela palavra do Senhor, aleluia, aleluia.
Ps. ibid.,Os justos, regozijem-se no Senhor; o louvor pertence aos justos.
V/. Glória Patri.

Coleta
Deus, que pela humildade do teu Filho ressuscitou o mundo esmagado: concede aos teus fiéis uma alegria constante e faz gozar das alegrias eternas aqueles que resgataste dos perigos de uma morte sem fim.

Leitura da Epístola de

I São Pedro 2, 21-25
21.Ora, é para isto que fostes chamados. Também Cristo padeceu por vós, deixando-vos exemplo para que sigais os seus passos. 22.Ele não cometeu pecado, nem se achou falsidade em sua boca (Is 53,9). 23.Ele, ultrajado, não retribuía com idêntico ultraje; ele, maltratado, não proferia ameaças, mas entregava-se àquele que julga com justiça. 24.Carregou os nossos pecados em seu corpo sobre o madeiro para que, mortos aos nossos pecados, vivamos para a justiça. Por fim, por suas chagas fomos curados (Is 53,5). 25.Porque éreis como ovelhas desgarradas, mas agora retornastes ao Pastor e guarda das vossas almas.

Aleluia, aleluia. V/. Lucas. 24, 35. Cognovérunt discípuli Dóminum Iesum in fração panis.Aleluia, aleluia. V/. Os discípulos reconheceram o Senhor, Jesus, ao partir o pão.
Aleluia. V/. Ioann. 10, 14. Ego sum pastor bonus: ei cognósco oves meas, et cognóscunt me meæ. Aleluia. Aleluia. V/. Eu sou o bom pastor e conheço minhas ovelhas, e minhas ovelhas me conhecem. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho

São João 10, 11-16

11.Eu sou o bom pastor. O bom pastor expõe a sua vida pelas ovelhas. 12.O mercenário, porém, que não é pastor, a quem não pertencem as ovelhas, quando vê que o lobo vem vindo, abandona as ovelhas e foge; o lobo rouba e dispersa as ovelhas. 13.O mercenário, porém, foge, porque é mercenário e não se importa com as ovelhas. 14.Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas conhecem a mim, 15.como meu Pai me conhece e eu conheço o Pai. Dou a minha vida pelas minhas ovelhas. 16.Tenho ainda outras ovelhas que não são deste aprisco. Preciso conduzi-las também, e ouvirão a minha voz e haverá um só rebanho e um só pastor.


Ofertório/ Sal. 62, 2 e 5.
Ó Deus, meu Deus, eu vejo saudades de você desde o amanhecer e levanto minhas mãos em seu nome, aleluia.

Secreta
Que esta sagrada oblação atraia sempre sobre nós, Senhor, a tua salutar bênção; para que o que ela opera neste mistério, ela complete por sua virtude.

Præfatio paschalis, in qua dicitur: in hoc potíssimum. Prefácio de Páscoa
 
Comunhão/João. 10, 14.
Eu sou o bom pastor, aleluia; e eu conheço minhas ovelhas, e minhas ovelhas me conhecem, aleluia, aleluia.(TP Aleluia. )(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Por favor, conceda-nos, ó Deus Todo-Poderoso, que obtendo de ti a graça de uma nova vida, possamos sempre nos gloriar nesta bênção que te devemos.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.

sábado, 17 de abril de 2021

Nossa Senhora no sábado

17/04 Sábado
Festa de Quarta Classe
Paramentos Brancos 


Leitura da Epístola dos 

Eclesiástico 24,14-16
14 Desde o início, antes de todos os séculos, ele me criou, e não deixarei de existir até o fim dos séculos; e exerci as minhas funções diante dele na casa santa. 15 Assim fui firmada em Sião; repousei na cidade santa, e em Jerusalém está a sede do meu poder. 16 Lancei raízes no meio de um povo glorioso, cuja herança está na partilha de meu Deus; e fixei minha morada na assembléia dos santos.

Sequência do Santo Evangelho

São João 19,25-27
25 Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua mãe, a irmã de sua mãe, Maria, mulher de Cléofas, e Maria Madalena. 26 Quando Jesus viu sua mãe e perto dela o discípulo que amava, disse à sua mãe: Mulher, eis aí teu filho. 27 Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E dessa hora em diante o discípulo a levou para a sua casa.


 Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.
 PARA O TRIUNFO DO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA.
Pela Consagração da Rússia Imaculado Coração de Maria.

quarta-feira, 14 de abril de 2021

14 de abril, dia de São Justino, Mártir.

  14/04 Quarta-feira 
Festa de Terceira Classe
Paramentos Vermelhos
 São Justino nasceu na cidade de Flávia Neápolis, na Samaria, Palestina, no ano 103, início do século II, quando o cristianismo ainda se estruturava como religião católica. Tinha origem latina e seu pai se chamava Prisco. Ele foi educado e se formou nas melhores escolas do seu tempo, cursando filosofia e especializando-se nas teorias de Platão. Tinha alma de eremita e abandonou a civilização para viver na solidão. Diz a tradição que foi nessa fase de isolamento que recebeu a visita de um misterioso ancião, que lhe falou sobre o Evangelho, as profecias e seu cumprimento com a Paixão de Jesus, abalando suas convicções e depois desaparecendo misteriosamente. Anos mais tarde, acompanhou uma sangrenta perseguição aos cristãos, conversou com outros deles e acabou convertendo-se, mesmo tendo conhecimento das penas e execuções impostas aos seguidores da religião cristã. Foi batizado no ano 130 na cidade de Efeso, instante em que substituiu a filosofia de Platão pela verdade de Cristo, tornando-se, historicamente, o primeiro dos Padres da Igreja que sucederam os Padres apostólicos dos primeiros tempos.
 No ano seguinte estava em Roma, onde passou a travar discussões filosóficas, encaminhando-as para a visão do Evangelho. Muito culto, era assim que evangelizava entre os letrados, pois esse era o mundo onde melhor transitava. Era um missionário filósofo, que, além de falar, escrevia.
 Deixou muitos livros importantes, cujos ensinamentos influenciaram e ainda estão presentes na catequese e na doutrina dogmática da Igreja. Embora tenham alcançado nossos tempos apenas três de suas apologias, a mais célebre delas é o Diálogo com Trifão. Seus registros abriram caminhos à polêmica anti-judaica na literatura cristã, além de fornecerem-nos importantes informações sobre ritos e administração dos sacramentos na Igreja primitiva.
 Bem-sucedido em todas as discussões filosóficas, conseguiu converter muitas pessoas influentes, ganhando com isso muitos inimigos também. Principalmente a ira dos filósofos pagãos Trifão e Crescêncio. Este último, após ter sido humilhado pelos argumentos de Justino, prometeu vingança e o denunciou como cristão ao imperador Marco Aurélio. Justino foi levado a julgamento e, como não se dobrou às ameaças, acabou flagelado e decapitado com outros companheiros, que como ele testemunharam sua fé em Cristo no ano 164, em Roma, Itália.

Leitura da Epístola de São Paulo aos
 
I Coríntios 1, 18-25 e 30
18 A linguagem da cruz é loucura para os que se perdem, mas, para os que foram salvos, para nós, é uma força divina. 19 Está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, e anularei a prudência dos prudentes (Is 29,14). 20 Onde está o sábio? Onde o erudito? Onde o argumentador deste mundo? Acaso não declarou Deus por loucura a sabedoria deste mundo? 21 Já que o mundo, com a sua sabedoria, não reconheceu a Deus na sabedoria divina, aprouve a Deus salvar os que crêem pela loucura de sua mensagem. 22 Os judeus pedem milagres, os gregos reclamam a sabedoria; 23 mas nós pregamos Cristo crucificado, escândalo para os judeus e loucura para os pagãos; 24 mas, para os eleitos - quer judeus quer gregos -, força de Deus e sabedoria de Deus. 25 Pois a loucura de Deus é mais sábia do que os homens, e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens.30 É por sua graça que estais em Jesus Cristo, que, da parte de Deus, se tornou para nós sabedoria, justiça, santificação e redenção.


Sequência do Santo Evangelho 

São Lucas, 12, 2-8
 2 Porque não há nada oculto que não venha a descobrir-se, e nada há escondido que não venha a ser conhecido. 3 Pois o que dissestes às escuras será dito à luz; e o que falastes ao ouvido, nos quartos, será publicado de cima dos telhados. 4 Digo-vos a vós, meus amigos: não tenhais medo daqueles que matam o corpo e depois disto nada mais podem fazer. 5 Mostrar-vos-ei a quem deveis temer: temei àquele que, depois de matar, tem poder de lançar no inferno; sim, eu vo-lo digo: temei a este. 6 Não se vendem cinco pardais por dois asses? E, entretanto, nem um só deles passa despercebido diante de Deus. 7 Até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais, pois. Mais valor tendes vós do que numerosos pardais. 8 Digo-vos: todo o que me reconhecer diante dos homens, também o Filho do Homem o reconhecerá diante dos anjos de Deus;

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário. 

terça-feira, 13 de abril de 2021

13 de abril dia de São Hermenegildo, Mártir.

13/04 Terça-feira 
Festa de Terceira Classe
Paramentos Vermelhos
São Hermenegildo (ca. 564 – Tarragona, 13 de Abril de 585) era filho do rei visigodo Leovigildo, e irmão de Recaredo. 
  Educado no arianismo imperante entre os visigodos da Península Ibérica de então (ao contrário da população hispano-romana, que era maioritariamente católica), a sua conversão ao catolicismo fê-lo enfrentar o seu pai e causou uma contenda militar, a qual terminaria na sua captura e execução.
 Ainda em tenra idade Hermenegildo e o seu irmão mais novo Recaredo foram associados ao trono de seu pai. Com 15 anos casou-se com a princesa franca Ingunda, filha de Sigeberto I e de Brunilda, numa tentativa de aproximar as relações iniciadas pelo primeiro casamento do seu pai. Nomeado governador da Bética, a influência da sua esposa e do bispo cristão Leandro de Sevilha levaram-no a converter-se rapidamente.
 Uma conversão na família real mais imediata não estava isenta, porém, de problemas sucessórios, e as suspeitosas relações de Hermenegildo com o governador da província bizantina da Hispânia foram aumentando a tensão entre pai e filho; os conflitos que perduravam entre arianos e católicos viram-se agravados pela intransigência da nova esposa de Leovigildo, Gosvinta.
  Nesse mesmo ano o conflito degenerou em luta armada, que duraria até 584. Hermenegildo, que contava com o apoio dos bizantinos, viu-se em inferioridade táctica quando aqueles concluíram uma aliança com Leovigildo pela soma de 30.000 em ouro; em 583 foi cercado em Sevilha, onde resistiu por mais de um ano, embora devesse fugir mais tarde para Córdova. Foi nessa cidade que foi capturado pelas forças de seu pai e foi mandado a ferros para Tarragona.
  Ingunda escapou para o norte de África e pediu asilo ao imperador Maurício de Bizâncio, mas faleceu durante a viagem; o filho de ambos, Atanagildo, foi entregue, por ordem do imperador, à sua avó materna.
  Embora não se conservem relatos independentes dos factos, os Diálogos de Gregório I asseveram que Hermenegildo rejeitou a oferta de perdão do seu pai por fidelidade à Fé católica, e que em consequência disso foi decapitado no Domingo de Páscoa de 585.
  A pedido de Filipe II de Espanha o Papa Sisto V canonizou São Hermenegildo no milésimo aniversário da sua morte.
 Foi canonizado em 1585 como mártir da Igreja Católica; é o patrono dos convertidos, e celebra-se no aniversário da sua morte, a 13 de Abril. Filho do rei visigodo da Espanha, foi por ele morto em ódio à fé católica. Seu martírio provocou a conversão de toda a nação visigótica à verdadeira Religião.


Leitura da Epístola do livro da

Sabedoria 5, 1-5
1 Então, com grande confiança, o justo se levantará em face dos que o perseguiram e zombaram dos seus males aqui embaixo. 2 Diante de sua vista serão presos de grande temor e tomados de assombro ao vê-lo salvo contra sua expectativa; 3 tocados de arrependimento, dirão entre si, e, gemendo na angústia de sua alma, dirão: 4 Ei-lo, aquele de quem outrora escarnecemos, e a quem loucamente cobrimos de insultos! Considerávamos sua vida como uma loucura, e sua morte como uma vergonha. 5 Como, pois, é ele do número dos filhos de Deus, e como está seu lugar entre os santos? 

Sequência do Santo Evangelho 

São Lucas 14, 26- 33
26 Se alguém vem a mim e não odeia seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos, suas irmãs e até a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. 27 E quem não carrega a sua cruz e me segue, não pode ser meu discípulo. 28 Quem de vós, querendo fazer uma construção, antes não se senta para calcular os gastos que são necessários, a fim de ver se tem com que acabá-la? 29 Para que, depois que tiver lançado os alicerces e não puder acabá-la, todos os que o virem não comecem a zombar dele, 30 dizendo: Este homem principiou a edificar, mas não pode terminar. 31 Ou qual é o rei que, estando para guerrear com outro rei, não se senta primeiro para considerar se com dez mil homens poderá enfrentar o que vem contra ele com vinte mil? 32 De outra maneira, quando o outro ainda está longe, envia-lhe embaixadores para tratar da paz. 33 Assim, pois, qualquer um de vós que não renuncia a tudo o que possui não pode ser meu discípulo. 

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.