segunda-feira, 7 de março de 2022

Segunda-feira da primeira semana da quaresma

07/03 Segunda-feira
Festa de Terceira Classe
Paramentos Roxos


Intróito/Sal.  122.2.
Como os olhos dos servos estão fixos nas mãos de seus senhores, assim nossos olhos estão voltados para o Senhor nosso Deus, até que ele tenha misericórdia de nós. Tem piedade de nós, Senhor, tem piedade de nós.Ps. ibid., 1.Eu olhei para Ti, que mora no céu. V/. Glória Patri.

Coleta
salva-nos, ó Deus, nosso Salvador; e, para que nos seja útil o jejum quaresmal, instrui nossas almas por meio dos ensinamentos celestes.

Leitura da Epístola extraída do livro do profeta

Ezequiel 34,11-16
11 Pois eis o que diz o Senhor Javé: vou tomar eu próprio o cuidado com minhas ovelhas, velarei sobre elas. 12 Como o pastor se inquieta por causa de seu rebanho, quando se acha no meio de suas ovelhas tresmalhadas, assim me inquietarei por causa do meu; eu o reconduzirei de todos os lugares por onde tinha sido disperso num dia de nuvens e de trevas. 13 Eu as recolherei dentre os povos e as reunirei de diversos países, para reconduzi-las ao seu próprio solo e fazê-las pastar nos montes de Israel, nos vales e nos lugares habitados da região. 14 Eu as apascentarei em boas pastagens, elas serão levadas a gordos campos sobre as montanhas de Israel; elas repousarão sobre as verdes relvas, terão sobre os montes de Israel abundantes pastagens. 15 Sou eu que apascentarei minhas ovelhas, sou eu que as farei repousar - oráculo do Senhor Javé. 16 A ovelha perdida eu a procurarei; a desgarrada, eu a reconduzirei; a ferida, eu a curarei; a doente, eu a restabelecerei, e velarei sobre a que estiver gorda e vigorosa. Apascentá-las-ei todas com justiça.

Gradual/Sal. 88, 10 e 9.
Senhor que é nosso protetor, olhe para Deus e lance seus olhos sobre seus servos.
V / Senhor, Deus dos exércitos, ouve a oração dos teus servos.

Trato/ Sal. 102, 10.
Senhor, não nos trates segundo os nossos pecados, e não nos castigues segundo as nossas iniqüidades.
V/. Sal. 78, 8-9.Senhor, não se lembre mais de nossas antigas iniqüidades; que suas misericórdias venham apressadamente ao nosso encontro, pois estamos reduzidos à última miséria.
Ajoelhamo-nos V/. Ajuda-nos, ó Deus, nosso Salvador, e para a glória do teu nome, Senhor, livra-nos e perdoa-nos os nossos pecados, por amor do teu nome.

Sequência do Santo Evangelho

São Mateus 25, 31-46
31 Quando o Filho do Homem voltar na sua glória e todos os anjos com ele, sentar-se-á no seu trono glorioso. 32 Todas as nações se reunirão diante dele e ele separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. 33 Colocará as ovelhas à sua direita e os cabritos à sua esquerda. 34 Então o Rei dirá aos que estão à direita: - Vinde, benditos de meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado desde a criação do mundo, 35 porque tive fome e me destes de comer; tive sede e me destes de beber; era peregrino e me acolhestes; 36 nu e me vestistes; enfermo e me visitastes; estava na prisão e viestes a mim. 37 Perguntar-lhe-ão os justos: - Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer, com sede e te demos de beber? 38 Quando foi que te vimos peregrino e te acolhemos, nu e te vestimos? 39 Quando foi que te vimos enfermo ou na prisão e te fomos visitar? 40 Responderá o Rei: - Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes. 41 Voltar-se-á em seguida para os da sua esquerda e lhes dirá: - Retirai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno destinado ao demônio e aos seus anjos. 42 Porque tive fome e não me destes de comer; tive sede e não me destes de beber; 43 era peregrino e não me acolhestes; nu e não me vestistes; enfermo e na prisão e não me visitastes. 44 Também estes lhe perguntarão: - Senhor, quando foi que te vimos com fome, com sede, peregrino, nu, enfermo, ou na prisão e não te socorremos? 45 E ele responderá: - Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que deixastes de fazer isso a um destes pequeninos, foi a mim que o deixastes de fazer. 46 E estes irão para o castigo eterno, e os justos, para a vida eterna. 

Ofertório/Sal. 118, 18, 26 e 73.
Levantarei os meus olhos e considerarei as tuas maravilhas, Senhor, para que me ensines os teus preceitos. Dá-me entendimento para que eu aprenda os teus mandamentos.

Secreta
Santifica estes dons que te são oferecidos, Senhor, e purifica-nos das manchas dos nossos pecados.

Prefácio da Quadragésima.Prefácio à Quaresma .
 
Comunhão/Mat. 25, 40 e 34.
Em verdade vos digo que o que fizestes ao menor dos meus irmãos, a mim me fizestes. Vinde, bem-aventurados de meu Pai; possui o reino que foi preparado para você desde o princípio do mundo.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Com as almas saciadas com seu dom salutar, nós te pedimos, Senhor, que sejamos transformados por sua ação depois de nos regozijarmos em saboreá-lo.

Vamos rezar. Humilhem suas cabeças diante de Deus.
Rogamos-te, Senhor, que rompa as amarras com as quais nossas faltas nos sobrecarregam e, misericordiosamente, desvie de nós o que merecemos por eles.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.