terça-feira, 7 de setembro de 2021

07 de setembro dia Santa Regina, Virgem e Mártir

 07/09 Terça-feira
Festa de Quarta Classe
Paramentos Verdes
Santa Regina ou Reine, seu nome no idioma natal, viveu no século III, em Alise, antiga Gália, França. Seu nascimento foi marcado especialmente para ela, porque sua mãe morreu durante o parto. Por essa razão a criança precisou de uma ama de leite, no caso uma cristã. Foi ela que a inspirou nos caminhos da verdadeira fé e da virtude. Na adolescência, a própria Regina pediu para ser batizada no cristianismo, embora o ambiente em sua casa fosse pagão. A cada dia, tornava-se mais piedosa e tinha a convição de que queria ser esposa de Cristo. Nunca aceitava o cortejo dos rapazes que queriam desposá-la, tanto por sua beleza física como por suas virtudes e atitudes, que sempre eram exemplares. Ela simplesmente se afastava de todos, preferindo passar a maior parte do tempo reclusa em seu quarto, em oração e penitência.Entretanto o real martírio de Regina começou muito cedo, e em sua própria casa. O seu pai, um servidor do Império Romano chamado Olíbrio, passou a insistir para que ela aprendesse a reverenciar os deuses que a tratava de convencer para que se casasse com um homem tão rico. Até que um dia recebeu a denuncia de que Regina era cristã. No início não acreditou, mas decidiu que iria averiguar o assunto. Quando Olíbrio percebeu que era verdade, denunciou a própria filha ao imperador Décio, que seduziu-a com promessas vantajosas caso renegasse Cristo. Ao perceber que nada conseguiria com a bela jovem, muito menos demovê-la de sua fé, ele friamente a mandou para o suplício e decidiu encerrá-la em um calabouço. Passava o tempo sem que Regina cedesse. Então, Olybrius desafogou sua cólera fazendo açoitar a jovem e submetendo-a a outros tormentos. Em uma daquelas noites, recebeu em seu calabouço o consolo de uma visão da cruz ao mesmo tempo em que uma voz lhe dizia que sua libertação estava breve. No dia seguinte, Olybrius ordenou que fosse torturada e decapitada. No momento da execução, apareceu uma pomba branquíssima que causou a conversão de muitos dos que se encontravam presentes. A devoção a esta santa cresceu a partir do século VII. Acreditava-se estar seu corpo em Osnabruck; em 1648, por ocasião das negociações do tratado de Vestfália, o duque de Longueville conseguiu uma relíquia para Alísia. Mas Flavigny protestou. Em 1649, um médico constatou que o osso do braço (rádio) trazido de Osnabruck já se achava em Flavigny. Em 1693, o bispo de Autun adotou uma solução salomônica, autorizando ambas as partes a exporem suas relíquias.

Leitura da Epístola dos   
                                                                      
Gálatas 5,25-26; 6. 1-10 
25.Se vivemos pelo Espírito, andemos também de acordo com o Espírito.26.Não sejamos ávidos da vanglória. Nada de provocações, nada de invejas entre nós. 1.Irmãos, se alguém for surpreendido numa falta, vós, que sois animados pelo Espírito, admoestai-o em espírito de mansidão. E tem cuidado de ti mesmo, para que não caias também em tentação!2.Ajudai-vos uns aos outros a carregar os vossos fardos, e deste modo cumprireis a lei de Cristo.3.Quem pensa ser alguma coisa, não sendo nada, engana-se a si mesmo. 4.Cada um examine o seu procedimento. Então poderá gloriar-se do que lhe pertence e não do que pertence a outro.5.Pois cada um deve carregar o seu próprio fardo.6.Aquele que recebe a catequese da palavra, reparta de todos os seus bens com aquele que o instrui.7.Não vos enganeis: de Deus não se zomba. O que o homem semeia, isso mesmo colherá.8.Quem semeia na carne, da carne colherá a corrupção; quem semeia no Espírito, do Espírito colherá a vida eterna.9.Não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo colheremos, se não relaxarmos.10.Por isso, enquanto temos tempo, façamos o bem a todos os homens, mas particularmente aos irmãos na fé.

Sequência do Santo Evangelho

São Lucas 7,11-16  
1.No dia seguinte dirigiu-se Jesus a uma cidade chamada Naim. Iam com ele diversos discípulos e muito povo.12.Ao chegar perto da porta da cidade, eis que levavam um defunto a ser sepultado, filho único de uma viúva; acompanhava-a muita gente da cidade.13.Vendo-a o Senhor, movido de compaixão para com ela, disse-lhe: Não chores!14.E aproximando-se, tocou no esquife, e os que o levavam pararam. Disse Jesus: Moço, eu te ordeno, levanta-te.15.Sentou-se o que estivera morto e começou a falar, e Jesus entregou-o à sua mãe.16.Apoderou-se de todos o temor, e glorificavam a Deus, dizendo: Um grande profeta surgiu entre nós: Deus voltou os olhos para o seu povo.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário