domingo, 30 de outubro de 2022

Festa de Nosso Senhor Cristo Rei

30/10 Vigésimo Primeiro Domingo depois de Pentecostes
Festa de Primeira Classe Nosso Senhor Cristo Rei
Paramentos Brancos

Vamos comemorar hoje, no último Domingo de outubro, a Festa de Cristo-Rei. Essa cerimônia, instituída por Pio XI, é agora quase vazia de sentido para a maioria dos católicos. São Pio X, na Carta Apostólica "Notre Charge apostolique", diz: "Não há verdadeira civilização sem civilização moral, e não há verdadeira moral sem verdadeira religião". “A verdade, dizia ainda São Pio X, é una e indivisível, eternamente a mesma, e não se submete aos caprichos dos tempos”.
"É possível aceitar o Concílio Vaticano II, quando em nome do deste concílio dizeis que é preciso destruir todos os Estados católicos? Que não precisamos mais do Estado Católicos, logo não mais reine Nosso Senhor Jesus Cristo nos Estados ? Não, não é mais possível (Mons. Lefebvre “Homilia em Lille, 29-8-76”) .
Atos proibidos de Fé (Pela ONU e Vaticano II)
"... O  ponto  central do conflito situa-se em dois  ataques contra a liberdade religiosa e contra a prenteção do espírito de Assis " (Cardeal Ratzinger, Chile, 1988).
...Duas idéias           ...Duas vontades...   ...Duas sociedades...      ... Duas eternidades ...            
A vontade de Nosso Senhor Jesus Cristo da Santíssima Virgem
     Quem pode negar que o nosso Senhor tem um desejo infinito,(E direito) na natureza, para ser adorado exclusivamente,com o Pai e o Espírito Santo, e eliminar outras religiões? "Tu não deves ter  outro Deus diante de Mim "(Ex. 20, 2).Quem pode negar que o nosso Senhor tem um desejo infinito,por natureza, todos os homens dentro do Corpo Mistico de Jesus Cristo que é Igreja Católica "Ide, ensinai todas as nações, batizando-oso nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo "(Mt 28, 19) Quem pode negar que o nosso Senhor tem um desejo infinito que Estados, leis e instituições sejam  católicos? (Trata-se de o Reinado Social de Jesus Cristo. É um dogma da Fé Católica! "Quas Primas" Pio XI                                                                                       
Quem pode negar que Deus Nosso Senhor conceda que temos  inimizade para com o demônio, as suas ideias? "E porei inimizade entre ti ea mulher, entre tua descendecia e a e seus descendentes "(Gn 3, 15).
A vontade do diabo
E esse Concilio Vaticano II , Estado Laico....................................................................
(w.w.w. Mons. Marcel-lefebvre-tam.com/pdf/francese/livre_5_texte_complet.pdf)  
Pois vivemos o laicismo determinado pelo Estado, "o grande erro do tempo presente". Para o Estado laico, o cuidado da Religião é algo inteiramente indiferente. Em um semelhante Estado, é impossível o Reino de Jesus Cristo. Santo Tomás de Aquino ensina que nós não somos medida da verdade, mas somos medidos pela verdade. A ela devemos nos curvar, porque a verdade é o reflexo de Deus, pois foi Ele mesmo que disse no Evangelho: “Eu sou a Verdade” (São João 14, 6). E não se constrói a paz batendo-se apenas pelos direitos do homem. A paz virá quando forem respeitados os direitos de Deus. O restabelecimento da paz será concomitante com a restauração do Reino de Cristo. Não é pela religião do homem que se faz Deus, mas sim pela de religião Deus, que se fez homem para nos salvar, que reconstruiremos a paz. A paz é “a tranquilidade da ordem” (Santo Agostinho). A ordem é a condição para a paz. Por isso não há paz no pecado, na Concilio Vaticano II, na ONU. A liberdade religiosa que é uma das desordem na nossa relação com o Criador. O pecado das nações, o pecado das famílias, o pecado das consciências é que destrói a paz. Só haverá paz das armas quando houver a paz das almas. Por isso, a paz exige luta não aceita o comodismo. Combate-se as paixões; ao erro, ao mal, esse Concílio Vaticano II que nega as verdades ensinadas até então.  Nosso Senhor Jesus Cristo nos conforta e nos manda adiante nesta luta pelo Reino e diz: “Não vim trazer a paz e sim a espada” (Mt. 10, 34). Alguns, com uma falsa idéia de paz, em nome da Igreja Conciliar pensam que para salvaguardar a união não se deve se indispor com os outros em hipótese alguma. A este São Paulo responde: “Se eu procurasse agradar aos homens não seria servo de Cristo” (Gal. 1, 10). Peçamos a Maria Rainha da Paz que nos alcance esta graça diante de Deus, a paz verdadeira através do combate. Viva Cristo Rei! Viva Maria Rainha!

Intróito/ 5:12; 1:6.
O Cordeiro que foi abatido, é digno de receber poder, divindade, sabedoria, força, honra. A Ele glória e poder em sempre e sempre.
Ps. 71:1. Ó Deus, dê ao Rei o seu julgamento: e ao Filho do Rei sua justiça.
V/. Glória Patri.

Coleta
Deus todo-poderoso e eterno, que queria restaurar tudo na pessoa de seu amado Filho, o Rei do universo: conceda em sua bondade, que todas as famílias das nações, que vivem em desacordo por causa da ferida do pecado, se submetam ao seu poder mais doce. Aquele que vive.
                                
Leitura da Epístola dos 

Colossenses 1, 12-20
12.Sede contentes e agradecidos ao Pai, que vos fez dignos de participar da herança dos santos na luz.13.Ele nos arrancou do poder das trevas e nos introduziu no Reino de seu Filho muito amado,14.no qual temos a redenção, a remissão dos pecados. 15.Ele é a imagem de Deus invisível, o Primogênito de toda a criação.16.Nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as criaturas visíveis e as invisíveis. Tronos, dominações, principados, potestades: tudo foi criado por ele e para ele.17.Ele existe antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem nele.18.Ele é a Cabeça do corpo, da Igreja. Ele é o Princípio, o primogênito dentre os mortos e por isso tem o primeiro lugar em todas as coisas.19.Porque aprouve a Deus fazer habitar nele toda a plenitude 20.e por seu intermédio reconciliar consigo todas as criaturas, por intermédio daquele que, ao preço do próprio sangue na cruz, restabeleceu a paz a tudo quanto existe na terra e nos céus.     

Gradual. Ps. 71, 8 e 11.Dominábitur a mari usque ad mare, et a flúmine usque ad términos orbis terrárum. Ele dominará do mar para o mar, e do rio até as extremidades da terra.
V/. Et adorábunt eum omnes reges terræ: omnes gentes sérvient ei. V/. E todos os reis da terra o adorarão, todas as nações estarão sujeitas a ele.
Allelúia, allelúia. V/. Dan, 7, 14. Potéstas eius, potéstas ætérna, quæ non auferétur : et regnum eius, quod non corrumpétur. O Allelúia. Allelúia, allelúia. V/. Seu poder é um poder eterno, que não será levado, e seu reinado é um reino que não será derrubado. Aleluia.
                                                                                                         
Sequência do Santo Evangelho                                                                                                                                                                
São João 18,33-37
33.Pilatos entrou no pretório, chamou Jesus e perguntou-lhe: És tu o rei dos judeus? 34.Jesus respondeu: Dizes isso por ti mesmo, ou foram outros que to disseram de mim? 35.Disse Pilatos: Acaso sou eu judeu? A tua nação e os sumos sacerdotes entregaram-te a mim. Que fizeste?36.Respondeu Jesus: O meu Reino não é deste mundo. Se o meu Reino fosse deste mundo, os meus súditos certamente teriam pelejado para que eu não fosse entregue aos judeus. Mas o meu Reino não é deste mundo.37.Perguntou-lhe então Pilatos: És, portanto, rei? Respondeu Jesus: Sim, eu sou rei. É para dar testemunho da verdade que nasci e vim ao mundo. Tudo o que é da verdade ouve a minha voz.

Ofertório/Ps. 2:8.
Pergunte-me, e eu lhe darei as nações para sua herança, e para o seu domínio os fins da terra.

Secreta
Oferecemos a você, Senhor, o sacrifício da reconciliação do homem: por favor, que Ele a quem sacrificamos neste sacrifício conceda a todas as nações os dons de unidade e paz Jesus Cristo seu Filho, nosso Senhor: Quem vive.
Præfatio propria.Seu próprio prefácio.
 Vere dignum et iustum est, æquum et salutáre, nos tibi semper et ubíque grátias ágere : Dómine, sancte Pater,omnípotens ætérne Deus :
É verdadeiramente certo e necessário, é nosso dever e salvação, agradecer a você sempre e em todos os lugares, Senhor, Santo Padre,Deus eterno e todo-poderoso:
Qui unigénitum Fílium tuum, Dóminum nostrum Jesum Christum, Sacerdótem ætérnum et universórum Regem, óleo exsultatiónis unxísti : ut seípsum in ara crucis hóstiam immaculátam et pacíficam ófferens,redemptiónishumánæ sacraménta
Que ungiu com o óleo de alegria seu Único Filho Gerado, nosso Senhor Jesus Cristo, eterno Sacerdote e Rei do universo:que ao imolar-se no altar da cruz, como uma vítima impecável e pacífica, ele pode completar o mistério sagrado da redenção do homem:
et suo subjéctis império ómnibus creatúris, ætérnum et universále regnum,
imménsæ tuæ tráderet Majestáti.
Regnum veritátis et vitæ: Regnum sanctitátis et grátiæ:

Regnum justítiæ, amóris et pacis. e que depois de submeter todas as criaturas ao seu poder, ele adquiriria a Sua imensa Majestade um reino eterno e universal, um reino de verdade e vida, um reino de santidade e graça, um reino de justiça,amor e paz.
Et ídeo Angelís et Archángelis, Thronis et Dominatiónibus, cumque omni milítia cæléstis exércitus, hymnum glóriæ tuæ cánimus,sine fine dicéntes. É por isso que com os Anjos e os Arcanjos, com os Tronos e as Dominaçãos, com todo o anfitrião celestial, cantamos um hino à sua glória,dizendo incessantemente.

Comunhão/ Ps. 28, 10 e 11.
O Senhor se sentará como Rei para sempre: o Senhor abençoará seu povo em paz. (Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Tendo recebido o alimento da imortalidade, rezamos a você, Senhor: que nós, que nos vangloriam de lutar sob a bandeira de Cristo, reinem sempre com Ele na permanência celestial: Aquele que Vive e Reina.


 Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário