segunda-feira, 7 de novembro de 2022

07 de novembro dia de São Vilibrordo, Confessor Bispo de Utrecht na Frísia

07/11 Segunda-feira
Festa de Quarta Classe
Paramentos Brancos
  Dentre os grandes missionários da Igreja hoje destacamos São Vilibrordo, que foi um grande apóstolo do norte da Europa que, no Século VIII, evangelizou tribos bárbaras. São Vilibrordo, chamado o “Apóstolo dos frisões”, foi o primeiro bispo de Utrecht, sede primaz da Holanda. Ele nasceu na Inglaterra de uma família cristã. São Vilibrordo nasceu na Inglaterra numa família cristã, na qual os pais fizeram o suficiente para que o filho encontrasse seu lugar na Igreja, sendo assim, Vilibrordo desde os 5 anos foi entregue num mosteiro de York, onde foi educado e aí decidiu seguir a vida monástica. Depois foi para a Irlanda onde ficou por nove anos se ordenando sacerdote. No ano de 690 foi enviado como missionário junto com outros colegas para evangelização dos frisões que eram bárbaros que viviam na Holanda e Dinamarca. Aí viviam populações muito hostis ao Evangelho pois eram todas de origem pagã. Vilibrordo, após essa experiência, foi para Roma para receber apoio do Papa Sérgio I, que muito o animou. Voltou mais tarde a Roma para relatar seus sucessos, suas dificuldades e seus planos futuros e daí o Papa o sagrou bispo. Continuando seu árduo trabalho, Vilibrordo construiu uma catedral dedicando-a ao Santíssimo Redentor e seguiu com seu apostolado nas regiões da Frísia, Dinamarca e Turíngia.Com a morte do rei Franco Pepino, seu protetor, o duque de Ratbodo conquistou parte da Frísia obrigando Vilibrordo a se afastar daquela região, onde voltou só após a morte do referido duque. Aí completou a evangelização dos povos do norte da Europa, ajudado pelo futuro apóstolo da Alemanha, São Bonifácio.Alquebrado pelas fadigas apostólicas e vendo aproximar-se o fim de sua longa existência, Vilibrordo retirou-se ao mosteiro de Echternach sobre o rio Reno, onde veio a falecer em 7 de Novembro de 739, com oitenta anos de idade, cinqüenta dos quais consagrados à evangelização. 

Intróito/Sal. 129, 3-4.
Se você pedir um relato rigoroso das iniqüidades, Senhor; Senhor, quem pode sustentar o seu julgamento? Mas você ama perdoar, ó Deus de Israel.
Ps. ibid., 1-2.Das profundezas da minha miséria clamei a ti, Senhor; Senhor, ouça minha voz.
V/. Glória Patri.

Coleta
Ó Deus, nosso refúgio e nossa força, escuta favoravelmente as súplicas piedosas de sua Igreja, você o próprio autor de toda piedade, e certifique-se de obter o que pedimos com fé.

Leitura da Epístola dos                 

São Paulo Apóstolos aos Filipenses 1,6-11
 Irmãos: Espero que aquele que começou em vós a boa ora a completará até ao dia de Jesus Cristo.  Como é justo que eu pense assim de todos vós, porque vos tenho no coração, vós todos que, quer nas minhas cadeias quer na defesa e confirmação do Evangelho, sois participantes da minha alegria. Porque Deus é testemunha de como vos amo a todos nas entranhas de Jesus Cristo. E o que eu lhe peço é que a vossa caridade cresça mais e mais em conhecimento e em todo o discernimento, para que possais distinguir o melhor, para que sejais sinceros e irrepreensíveis para o dia de Cristo, cheios de frutos de justiça por Jesus  Cristo, para glória e louvor de Deus.

Gradual. Sal. 132, 1-2. Ecce, quam bonum et quam iucúndum, habitáre fratres in unum!Como é bom, como é doce os irmãos viverem unidos.
V/.Sicut unguéntum in capite, quod descendit in barbam, barbam Aaron. Como o perfume derramado sobre a cabeça de Aarão, que desceu em sua barba e em seu rosto.
Aleluia, aleluia. V/. Sal. 113, 11.Qui ment Dóminum sperent in eo: adiútor et protector eórum est. Aleluia. Que os que temem ao Senhor ponham nele sua esperança, ele é seu amparo e protetor.

Sequência do Santo Evangelho

São Mateus 22,15-21   
Naquele tempo: Retirando-se os fariseus, consultaram entre si como surpreenderiam Jesus no que dissesse. E enviaram-Lhe seus discípulos juntamente com os herodianos, os quais disseram: Mestre, nós sabemos que és verdadeiro, e que ensinas o caminho de Deus segundo a verdade, sem atender a ninguém, porque não fazes acepção de pessoas. Dize-nos, pois, o teu parecer: É lícito dar o tributo a César ou não? Porém Jesus, conhecendo a sua malícia, disse: Porque Me tentais, hipócritas? Mostrai-Me a moeda do tributo. E eles Lhe apresentaram um dinheiro. E Jesus disse-lhes: De quem é esta imagem e inscrição? Eles responderam: De César. Então disse-lhes: Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.

Ofertório/Est. 14, 12 e 13.
Lembra-te de mim, Senhor, tu que dominas todo o poder terreno, e põe nos meus lábios uma linguagem cheia de justiça, para que as minhas palavras, ditas na presença daquele que é o princípio de todas as coisas, lhe sejam aceitáveis.

Secreta
Concede, ó Deus de misericórdia, que esta oblação salutar nos livre constantemente de nossas próprias faltas e nos proteja contra toda adversidade.

Praefatio de sanctissima Trinitate; non vero in feriis, quando adhibetur Missa huius dominicæ, sed tunc dicitur præfatio communis. Prefácio à Santíssima Trindade  ; mas nos feriados, quando é retomada a Missa daquele domingo, reza-se o Prefácio Comum .

Comunhão/ Sal. 16, 6.
Clamei a ti, ó Deus, porque me respondeste; incline seu ouvido para mim e ouça minhas palavras. (Quem não pode comungar em espécie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Recebemos, Senhor, os dons próprios destes santos mistérios, pedindo-te humildemente que faças o sacrifício que nos mandaste oferecer em memória de ti para servir de auxílio à nossa fraqueza.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.