sexta-feira, 18 de novembro de 2022

18 de novembro dia de Dedicação das Basilicas de São Pedro e Sao Paulo

18/11 Sexta-feira
Festa de Terceira Classe
Paramentos Brancos

 http://3.bp.blogspot.com/-Z0euldZi6V8/Tgx5HUcSh_I/AAAAAAAAAWQ/0P6hLgKWsj8/s1600/Peter_and_Paul+Igreja.jpg

   Desde muito a Igreja celebra a comemoração anual da consagração de uma Igreja e por isso notamos no calendário litúrgico a memória da Dedicação das quatro Basílicas maiores construídas em Roma já no século IV: a Basílica de Latrão, sede catedral do Papa, em 9 de novembro; a de Santa Maria Maior, no dia 5 de agosto; e as dos Apóstolos Pedro e Paulo, em 18 de novembro.

Estas Basílicas, primícias das igrejas nomundo, constituem o patrimônio histórico mais precioso da Igreja Latina. A Dedicação da Basílica de São Pedro, construída sobre o túmulo do Apóstolo, era comemorada já no século XII, em 18 de novembro, e esta data foi mantida mesmo com a reconstrução da nova e atual igreja no século XVI. A Basílica de São Paulo Fora dos Muros, foi reedificada várias vezes, tendo sua última consagração em 1854. A liturgia une numa só data a memória da Dedicação das duas Basílicas como sinal de unidade eclesial.


São Dionísio nasceu numa família pagã rica na transição do século II para III d.C. Ele dispendeu a maior parte de sua vida lendo livros e cuidadosamente estudando as tradições heréticas. Ele se converteu ao Cristianismo já numa idade madura e discutiu sua experiência de conversão com Filemon, um presbítero de Sisto II . Ele se converteu após ter recebido uma visão, que ele atribuiu a Deus. Nela, ele foi vigorosamente comandado a estudar as heresias que estavam desafiando a igreja cristã para que pudesse refutá-las através do estudo da doutrina. Após sua conversão, Dionísio se juntou à famosa Escola Catequética de Alexandria e foi um aluno de Orígenes e Héraclas de Alexandria. Mais tarde, Dionísio se tornou presbítero da igreja cristã e sucedeu a Héraclas (que se tornou patriarca) como reitor da Escola Catequética de Alexandria, em 231 d.C. Em seguida, ele foi elevado à posição de patriarca de Alexandria (papa das igrejas que se tornariam, no futuro, a Igreja Copta e da Igreja Ortodoxa de Alexandria) em 248 d.C, sucedendo o já falecido Héraclas .
Intróito/  Ger. 28, 17.
Este lugar é terrível: é a casa de Deus e a porta do céu, e será chamado o palácio de Deus.
Sal. 83, 2-3. Quão formosos são os teus tabernáculos, ó Deus dos exércitos! Minha alma anseia e anseia pelas cortes do Senhor.
V/. Glória Patri.

Coleta
Ó Deus, que renovas a cada ano em nosso favor o dia em que este santo templo foi consagrado a ti, e que nos preservas em condições de assistir em teus santos mistérios, ouve as orações de teu povo e concede a quem entrar neste templo peça suas graças, a alegria de tê-las obtido.

Leitura da Epístola

Apocalipse 21, 2-5  
2 Eu vi descer do céu, de junto de Deus, a Cidade Santa, a nova Jerusalém, como uma esposa ornada para o esposo. 3 Ao mesmo tempo, ouvi do trono uma grande voz que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens. Habitará com eles e serão o seu povo, e Deus mesmo estará com eles. 4 Enxugará toda lágrima de seus olhos e já não haverá morte, nem luto, nem grito, nem dor, porque passou a primeira condição. 5 Então o que está assentado no trono disse: Eis que eu renovo todas as coisas. Disse ainda: Escreve, porque estas palavras são fiéis e verdadeiras.

Gradual.Locus iste a Deo factus est, inæstimábile sacramentum, irreprehensíbilis est. Este lugar foi feito pelo próprio Deus: é um mistério inestimável, está livre de toda contaminação.V/. Deus, cui astat Angelórum chorus, exáudi preces servórum tuórum. V/. Ó Deus diante de quem está o coro dos Anjos, ouça a oração de seus servos.Aleluia, aleluia. V/. Sal. 137, 2. Adoráboad templum sanctum tuum: et confitébor nómini tuo. Aleluia.Aleluia, aleluia. V/. Eu adorarei no teu santo templo, e louvarei o teu nome. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho   
                                                                                             
São Lucas 19, 1-10                                                                           
1 Jesus entrou em Jericó e ia atravessando a cidade. 2 Havia aí um homem muito rico chamado Zaqueu, chefe dos recebedores de impostos. 3 Ele procurava ver quem era Jesus, mas não o conseguia por causa da multidão, porque era de baixa estatura. 4 Ele correu adiande, subiu a um sicômoro para o ver, quando ele passasse por ali. 5 Chegando Jesus àquele lugar e levantando os olhos, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque é preciso que eu fique hoje em tua casa. 6 Ele desceu a toda a pressa e recebeu-o alegremente. 7 Vendo isto, todos murmuravam e diziam: Ele vai hospedar-se em casa de um pecador... 8 Zaqueu, entretanto, de pé diante do Senhor, disse-lhe: Senhor, vou dar a metade dos meus bens aos pobres e, se tiver defraudado alguém, restituirei o quádruplo. 9 Disse-lhe Jesus: Hoje entrou a salvação nesta casa, porquanto também este é filho de Abraão. 10 Pois o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido.
Ofertório/  1. P. 29, 17 e 18.
Senhor, meu Deus, todas estas coisas vos ofereci na simplicidade do meu coração e com alegria; e fiquei feliz em ver todo este povo reunido também, ó Deus de Israel, guarda esta vontade, aleluia.

Secreta
Suplicamos-te, Senhor, que recebas favoravelmente nossas orações e que, cumprindo nossos votos na vida presente, mereçamos chegar, graças à tua ajuda, com as recompensas eternas.

Comunhão/  São Matheus. 21, 13.
A minha casa será chamada casa de oração, diz o Senhor. Quem pede recebe; e quem procura encontra; e será aberto para quem bate.
 (Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Ó Deus, que preparais para vossa majestade um templo eterno por meio de pedras vivas e escolhidas, vinde em socorro do vosso povo suplicante, para que o que for útil à vossa Igreja em termos de espaço material seja ocasião de crescimento espiritual.


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário