segunda-feira, 21 de novembro de 2022

21 de novembro dia de Apresentação de Nossa Senhora Templo.

 21/11 Segunda-feira
Festa de Terceira Classe 
Paramentos Brancos

    No Antigo testamento O Antigo Testamento menciona o serviço de mulheres na entrada da tenda da reunião: "Ele fez a bacia de bronze com a sua base de bronze dos espelhos são as mulheres que serviam à entrada da Tenda do Encontro". (Êxodo 38,8).  
   No Novo Testamento. No Novo Testamento, a descrição de Ana, a profetiza que "não se afastava do templo, servindo [Deus] dia e noite com jejuns e orações" (Lucas 2,37).
       São Joaquim e Santa Ana ofereceram a Deus a filhinha no templo, quando esta tinha três anos. Para estes santos um sacrifício muito grande separar-se de sua unica filhinha. Três anos é a idade em que a criança já recompensa de algum modo os trabalhos e sacrifícios dos pais, formulando palavras e fazendo já exercícios mentais que encantam e divertem, dando ao mesmo tempo provas de gratidão e amor filiais.Os levou a fazer tal sacrifício?Um voto que tinham feito. Votos desta natureza não eram raros no Antigo testamento. As crianças eram educadas em colégio anexos ao templo, e ajudavam nos múltiplos serviços e funções da casa de Deus. Joaquim e Ana, quando levaram a filhinha ao templo, fizeram-no por inspiração sobrenatural, querendo Deus que sua futura esposa e mãe recebesse uma educação e instrução esmeradíssima. Grande era o sacrifício de Maria, a criança entre todas as mais privilegiada, a cerimônia da apresentação significava mais que a entrada no colégio do templo. Maria reconhecia em tudo uma solene consagração da vida a Deus, a oferta de si mesma ao Supremo Senhor. O sacrifício que oferecia, era a oferta das primícias, e as primícias, por mais insignificantes que sejam, são preciosas por serem uma demonstração da generosidade do ofertante, e uma homenagem a quem as recebe.Maria ofereceu-se sem reserva, para sempre,com contentamento e júbilo. O que o salmista cantou, cheio de entusiasmo, traduziu-se na alma da bem-aventurada menina: “Quão amáveis são os teus tabernáculos, Senhor dos Exércitos! A minha alma suspira e desfalece pelos átrios do Senhor” . E entrarei junto ao altar de Deus; do Deus que alegra a minha mocidade(Introito da Missa Tridentina). Maria, assim amparada pelos cuidados humanos e divinos, progredisse de virtude em virtude. De Nosso Senhor o Evangelho constata diversas vezes esta circunstância.Como Jesus, também Maria cresceu em graça e sabedoria diante de Deus e dos homens. Este crescimento a Igreja contempla-o em imagens grandiosas traçadas no Livro do Eclesiástico: Sou exaltada qual cedro no Líbano, e qual cipreste no monte Sião. Sou exaltada qual palma em Cedes e como rosais em Jericó. Qual oliveira especiosa nos campos e qual plátano, sou exaltada junto da água nas praças. Assim como o cinamomo e o bálsamo que difundem cheiro, exalei fragrância; como a mirra escolhida derramei odor de suavidade na minha habitação; como uma vide, lancei flores| de um agradável perfume e as minhas flores são frutos de honra e de honestidade”. Nunca houve mocidade tão santa e esplendorosa como a de Maria Santíssima. Outra não poderia ser, devendo Maria preparar-se para a realização do mistério dos mistérios; da Encarnação do Verbo Eterno.

São Rufo, Mártir.
Em 2 1 de novembro, São Rufo, o discípulo dos Apóstolos, que viveu em Roma, a quem Paulo enviou saudações, assim como a mãe de Rufus (Romanos 16: 13). São Marcos diz em seu Evangelho (15, 21) que Simão de Cirene foi o pai de Rufus, e uma vez que São Marcos escreveu seu Evangelho para os cristãos romanos, é provavelmente o Rufo mesmo quem Paulo enviou saudações.

Intróito/ S. 45, 30.
Salve, ó Santa Mãe; mãe que deu à luz o Rei que governa o céu e a terra para todo o sempre.
Sl 44, 2.Do meu coração brotou uma palavra excelente, que consagro minhas obras ao meu Rei.
V/. Glória Patri.

Coleta
Ó Deus, que quiseste que neste dia vos fosse apresentada no templo a bem-aventurada Maria, sempre Virgem, em quem habita o Espírito Santo; fazei com que, graças à sua intercessão, mereçamos ser apresentados a vós no templo da vossa glória.

Leitura da Epístola
 
Eclesiástico 24, 14-16
14 Desde o início, antes de todos os séculos, ele me criou, e não deixarei de existir até o fim dos séculos; e exerci as minhas funções diante dele na casa santa. 15 Assim fui firmada em Sião; repousei na cidade santa, e em Jerusalém está a sede do meu poder. 16 Lancei raízes no meio de um povo glorioso, cuja herança está na partilha de meu Deus; e fixei minha morada na assembléia dos santos.

Gradual.Benedícta et venerábilis es, Virgem Maria: quae sine tactu pudóris invénia es Mater Salvatóris. Tu és bendita e digna de veneração, Virgem Maria, que foste mãe do Salvador, sem que a tua pureza tenha sofrido atentado.
V/. Virgem, Dei Genetrix, quem totus non capit orbis, in tua se clausit víscera factus homo.V/. Virgem, Mãe de Deus, Aquele que todo o universo não pode conter, fechou-se em teu seio tornando-se homem.
Aleluia, aleluia. V/. Pós-parto, Virgem, invioláta permansisti: Dei Genetrix, intercede pro nobis. Aleluia. Aleluia, aleluia. V/. Depois de dar à luz permaneceste uma Virgem inviolada: Mãe de Deus, intercedei por nós. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho

São Lucas 11,27-28                  
27.Enquanto ele assim falava, uma mulher levantou a voz do meio do povo e lhe disse: Bem-aventurado o ventre que te trouxe, e os peitos que te amamentaram!28. Mas Jesus replicou: Antes bem-aventurados aqueles que ouvem a palavra de Deus e a observam!

Ofertório/ São Lucas. 1, 28 e 42.
Ave Maria, cheia de graça: o Senhor é convosco: bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre.

Secreta
Por ser favorável a nós, Senhor, e graças à intercessão da Bem-Aventurada Virgem Maria, que esta oblação nos traga felicidade e paz para a eternidade e para nossa vida presente. 

Prefatio de B. Maria Virg. Prefácio da Bem-Aventurada Virgem Maria E na Apresentação.

Comunhão
Bendito o seio da Virgem Maria, que gerou o Filho do Pai Eterno. (Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Acabamos de receber, Senhor, auxílio poderoso para nossa salvação; dignai-vos fazer, vos rogamos, que estejamos em todos os lugares cobertos com a proteção da bem-aventurada sempre Virgem Maria, em cuja honra oferecemos este sacrifício a Vossa Majestade.


       Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
                                     Rezem todos os dias o Santo Rosário