quinta-feira, 12 de maio de 2022

12 de maio dia de São Nereu e São Aquileu e Santa Domitila

12/05 Quinta-feira
Festa de Terceira Classe 
Paramentos Vermelho 
São Nereu e São Aquileu
  Etimologicamente os nomes "Aquileu" e "Nereu", de origem grega, significam respectivamente "força" e "me pertence". Irmãos, ambos eram soldados adscritos ao tribunal militar durante o governo do imperador Dioclesiano. Tempos em que a maldade perpetrava ataque feroz contra os seguidores de Cristo. Contudo, quanto mais se alargavam as fileiras do martírio, tanto mais florescia o cristianismo revestido com a força do testemunho vivo da verdade cristã.
  Aquileu e Nereu eram flores que encontravam-se em meio a um jardim de espadas, sangue e guerra quando converteram-se ao cristianismo. Diante disso, o dilema que se lhes apresentava não era fácil: se por um lado, renegassem sua fé e adorassem os ídolos, se livrariam da morte. Por outro, se abandonassem o exército, seriam mortos, já que as regras militares eram rigorosíssimas nesse sentido. Abrasados, porém, pela lembrança de Nosso Senhor Jesus Crucificado e das convicções que lhes inflamava o coração, não era difícil prever o inevitável desenlace por amor a Deus e à Igreja. Cumpriam perfeitamente com seu dever de militares, mas passaram a se apresentar como dois jovens fervorosíssimos, fazendo orações ao Deus dos cristãos, tornando-se comunicadores exemplares da Palavra de Deus.
  Finalmente decidiram abandonar o exército. Não tardou que fosse decretado o exílio na ilha de Ponza, onde permaneceram ambos a serviço de Santa Flávia Domitila, sobrinha do cônsul Flávio Clemente, com a qual partilharam as tribulações advindas pelas ordens imperiais. O historiador Eusébio diz que esta nobre dama de Roma fora enviada ao desterro por ordem de Domiciano porque também proclamara sua fé ao Divino Redentor. Segundo São Jerônimo "o exílio foi tão cruel e longo que isto por si só já lhes serviria de martírio".  Foram condenados à morte, entregando gloriosamente a alma pelo fogo e pela espada.
   O Papa São Dâmaso escreveu no ano 400 a seguinte inscrição na tumba dos dois mártires: "Nereu e Aquiles pertenciam ao exército do imperador. Porém, se negaram a cumprir certas ordens que a eles pareciam cruéis. Ao converter-se ao cristianismo abandonaram toda violência e preferiram ter que abandonar o exército antes que ser cruéis com os outros. Proclamaram seu amor a Cristo nesta terra e agora gozam da amizade de Cristo na eternidade".O Sepulcro dos santos conserva-se no cemitério de via Ardeatina, onde há uma Basílica edificada em sua honra.

Santa Domitila
  Nobre romana, sobrinha de Flavio Clemente, Cônsule de Roma e convertido ao cristianismo, que também foi martirizado por confessar-se cristão. Como era costume na época, por ordem dos pais, Flavia deveria casar-se com um jovem rico da côrte. Entretanto, ela tinha oferecido sua virgindade a Deus. Passava a maior parte do dia entregue às orações e meditações, e dedicando sua vida às crianças órfãs. Alguns anos depois, por não querer adotar a religião oficial do Império Romano, foi perseguida e condenada, sendo enviada à Ilha de Ponza, na Itália, onde foi torturada até à morte jurando o seu amor por Jesus.

Intróito/Pr. 32, 18, 19 e 20.
Os olhos do Senhor estão sobre aqueles que o temem, sobre aqueles que esperam em sua misericórdia, aleluia: para livrar suas almas da morte: pois ele é nosso ajudador e protetor. Aleluia, aleluia
Ps. ibid., 1.Os justos exultam no Senhor: aos corações retos é o seu louvor.
V/. Glória Patri.

Coleta
Suplicamos-te sempre, Senhor, que a feliz festa dos teus mártires Nereu, Achillea, Domitilla e Pancrace nos sustente e nos torne dignos do teu serviço.

Leitura da Epístola do livro da 

Sabedoria 5,1-5
1.Então, com grande confiança, o justo se levantará em face dos que o perseguiram e zombaram dos seus males aqui embaixo.2.Diante de sua vista serão presos de grande temor e tomados de assombro ao vê-lo salvo contra sua expectativa;3.tocados de arrependimento, dirão entre si, e, gemendo na angústia de sua alma, dirão:4.Ei-lo, aquele de quem outrora escarnecemos, e a quem loucamente cobrimos de insultos! Considerávamos sua vida como uma loucura, e sua morte como uma vergonha. 5.Como, pois, é ele do número dos filhos de Deus, e como está seu lugar entre os santos?

Aleluia, aleluia. V/. Hæc est vera fraternitas, quæ vicit mundi crimina: Christum secuta est, ínclita tenens regna cæléstia. Aleluia, aleluia. V/. É a verdadeira fraternidade que venceu os crimes do mundo: eles seguiram a Cristo e possuem a glória do Reino celestial.
Aleluia. V/. Te Martyrum candidátus laudat exércitus, Dómine. Aleluia. Aleluia. V/. O brilhante exército de Mártires canta seus louvores, Senhor. Aleluia.


Sequência do Santo Evangelho 

São João 4, 46-53

"46.Ele voltou, pois, a Caná da Galileia, onde transformara água em vinho. Havia então em Cafarnaum um oficial do rei, cujo filho estava doente.* 47.Ao ouvir que Jesus vinha da Judeia para a Galileia, foi a ele e rogou-lhe que descesse e curasse seu filho, que estava prestes a morrer. 48.Disse-lhe Jesus: “Se não virdes milagres e prodígios, não credes...”. 49.Pediu-lhe o oficial: “Senhor, desce antes que meu filho morra!”. 50.“Vai” – disse-lhe Jesus –, “o teu filho está passando bem!” O homem acreditou na Palavra de Jesus e partiu. 51.Enquanto ia descendo, os criados vieram-lhe ao encontro e lhe disseram: “Teu filho está passando bem”. 52.Indagou então deles a hora em que se sentira melhor. Responderam-lhe: “Ontem à sétima hora a febre o deixou”.* 53.Reconheceu o pai ser a mesma hora em que Jesus dissera: “Teu filho está passando bem”. E creu tanto ele como toda a sua casa."

Ofertório/Sal. 88, 6.
Os céus publicarão tuas maravilhas, Senhor, e tua verdade na assembléia dos santos, aleluia, aleluia.

Secreta
Que o testemunho de vossos santos Mártires Nereu, Aquileia, Domitila e Pancrace seja uma agradável homenagem a Vós, Senhor: que ele recomende nossas oferendas e implore incessantemente vossa indulgência sobre nós.

Præfatio paschalis, in qua dicitur: in hoc potíssimum. Prefácio de Páscoa
 
Comunhão/ Sal. 32, 1.
Os justos, regozijem-se no Senhor, aleluia; O louvor convém ao justo, aleluia.(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)

Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Nós vos suplicamos, Senhor: que, pelas orações dos vossos bem-aventurados mártires Nereu, Achillea, Domitilla e Pancrace, os santos sacramentos que recebemos nos concedam mais amplamente o vosso perdão.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário.