terça-feira, 4 de junho de 2024

04 de junho dia de São Francisco Caracciolo, Confessor.

04/06 Terça-feira
Festa de Terceira Classe 
Paramentos Brancos
 
 Nasceu em 13 de outubro de 1563 no Castelo de sua familia na Villa Santa Maria, Abruzzi,Italia, como Ascanio Pisquizio.
 Nascido na nobreza, ele era parente de Santo Thomas de Aquino e do Príncipe de Nápoles. Gostava de caçada. Certa vez aos 22 anos de idade ele curou um leproso com seu toque e tomou este fato como um sinal de sua vida. Ele vendeu todos os seus bens, deu o dinheiro para os pobres foi estudar teologia em Nápoles em 1585. Ordenado em 1587. Entrou para a Cnfraria do Hábitos Brancos da Justiça( Bianchi della Giustizia) e pregava para os prisioneiros .Com João Agostinho Adorno ele fundou a Cngregaçao dos Frades Menores e passou a cuidar dos doentes e prisioneiros e receberam a aprovação do Papa Sixtus V em 1º de julho 1588 , e do Papa Gregório XIV em 18 de fevereiro de 1591 e do Papa Clemente VIII em 1º de junho de 1592.
 Escolhido superior da Congregação em Nápoles em 89 de marco de 1592 ele fez questão de fazer também as tarefas mais humildes da casa como varrer os corredores. Notável pelo seu trabalho junto aos pobres , era um fazedor de milagres e tinha o dom da profecia, e era um pregador muito popular em sua região, curava várias doenças apenas com sua bênção e o sinal da cruz. O Papa Paulo V desejava que ele fosse Bispo mas recusou repetidamente, citando a o voto da Congregação que proibia aceitar qualquer alta posição na Igreja. No final de sua vida ele renunciou de suas funções e passou seu tempo em oração e a se preparar para a morte.
 Varias vezes foi encontrado embaixo da escada da casa, em êxtase.
No dia em que morreu, uma hora antes do amanhecer ele levantou-se e gritou :
“Para o Céu” e logo depois faleceu.
Faleceu em 4 de junho de 1608 em Agnone, Itália. Suas relíquias estão parte em Nápoles e parte em San Lorenzo in Lucina, Roma.
Beatificado pelo Papa Clemente XIV em 1769 e canonizado em 24 de maio de 1807 pelo Papa Pio VII.
É padroeiro da Associação dos cozinheiros italianos, escolhido em 1838.
 
 
Intróito/Ps. 36, 30-31.
A boca do justo ponderará a sabedoria, e a sua língua proferirá equidade; a lei do seu Deus está em seu coração. (T.P. Aleluia, aleluia.)
Sl. Ibid., 1.Não tenha inveja dos ímpios e não tenha ciúmes dos que praticam a iniquidade.
V/. Glória Patri.

Coleta
Deus, autor da paz e amante da caridade, adornastes o Beato  Francisco Caracciolo, vosso Confessor, com um dom maravilhoso do céu para apaziguar as disputas: concedei-nos, pelos seus méritos e pela sua intercessão, estarmos tão firmes no vosso amor, que possamos não seja mais separado de você por nenhuma tentação.
 

Leitura da Epístola do

Eclesiástico 31,8-11
8.Bem-aventurado o rico que foi achado sem mácula, que não correu atrás do ouro, que não colocou sua esperança no dinheiro e nos tesouros! 9.Quem é esse homem para que o felicitemos? Ele fez prodígios durante sua vida. 10.Àquele que foi tentado pelo ouro e foi encontrado perfeito, está reservada uma glória eterna: ele podia transgredir a lei e não a violou; ele podia fazer o mal e não o fez.11.Por isso seus bens serão fortalecidos no Senhor, e toda a assembléia dos santos louvará suas esmolas.
 
Graduale. Ps. 91, 13 et 14.Os justos florescerão como a palmeira e se multiplicarão como o cedro do Líbano na casa do Senhor.
V/. Ibidem, 3.V/. Para anunciar sua misericórdia pela manhã e sua verdade à noite.

Aleluia, aleluia. V/. Iac. 1, 12.
V/. Bem-aventurado o homem que sofre com paciência a provação, porque quando for provado receberá a coroa da vida. Aleluia.

Sequência do Santo Evangelho

São Lucas 12, 35-40     
35 Estejam cingidos os vossos rins e acesas as vossas lâmpadas. 36 Sede semelhantes a homens que esperam o seu senhor, ao voltar de uma festa, para que, quando vier e bater à porta, logo lha abram. 37 Bem-aventurados os servos a quem o senhor achar vigiando, quando vier! Em verdade vos digo: cingir-se-á, fá-los-á sentar à mesa e servi-los-á. 38 Se vier na segunda ou se vier na terceira vigília e os achar vigilantes, felizes daqueles servos! 39 Sabei, porém, isto: se o senhor soubesse a que hora viria o ladrão, vigiaria sem dúvida e não deixaria forçar a sua casa. 40 Estai, pois, preparados, porque, à hora em que não pensais, virá o Filho do Homem.
 
 
Ofertório/ Salmo, 88, 25
Minha verdade e minha misericórdia estarão com ele e através do meu nome seu poder aumentará. (T. P. Aleluia.)

Secreta
Nós te imolamos, Senhor, uma multidão de louvor em memória dos teus santos nos quais confiamos para obter o triunfo sobre os males da vida presente e escapar dos males da vida futura.
 

Comunhão/São Matheus. 24,46-47.
Bem-aventurado o servo a quem o senhor, ao chegar, achar vigilante; em verdade vos digo que ele o porá sobre todos os seus bens. (T. P. Aleluia.)
(Quem não pode comungar em especie, fazer comunhão espiritual)
Nosso Senhor Jesus Cristo numa aparição revelou a sóror Paula Maresca, fundadora do convento de Sta. Catarina de Sena de Nápoles, como se refere na sua vida, e lhe mostrou dois vasos preciosos, um de ouro e outro de prata, dizendo-lhe que conservava no vaso de ouro suas comunhões sacramentais e no de prata as espirituais. As espirituais com dependência exclusiva da piedade de Nosso Senhor Jesus Cristo, que alimentais nossa alma na solidão do coração.
“Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas, e minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, a meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! não permitais que torne a separar-me de Vós” (Santo Afonso Maria de Liguori)
 
Depois da comunhão.
Alimentados pela comida e bebida celestiais, rogamos e suplicamos a ti, ó nosso Deus, que nos concedas a ajuda das orações daquele em cuja festa as recebemos.


Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dias o Santo Rosário